• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1013
  • 43
  • 26
  • 26
  • 26
  • 23
  • 22
  • 10
  • 10
  • 7
  • 7
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • Tagged with
  • 1094
  • 590
  • 258
  • 256
  • 224
  • 207
  • 170
  • 164
  • 122
  • 109
  • 105
  • 103
  • 101
  • 81
  • 78
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
51

Liderazgo empresarial y Capitalismo Consciente: El desafío de las nuevas generaciones

Rodriguez, Mariana, Escalante, Andrés 31 May 2021 (has links)
Expositora: Mariana Rodriguez - Cofundadora Capitalismo Consciente Perú. Presidente de Empresarios por la Educación. La agenda comprende: - Pilares del Capitalismo Consciente - Revisión de mitos y paradigmas - Capitalismo Consciente en Perú
52

Educação e trabalho como fatores de transformações políticas e sociais na sociedade Waimiri-Atroari entre 1970-2000

Sousa, Antônia Lurdenilda Menezes de 06 January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2015-04-22T21:56:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertacao-Antonia Lurdernilda de Sousa.pdf: 1023219 bytes, checksum: 6ee0827629c8458fd521276d5e1ef859 (MD5) Previous issue date: 2009-01-06 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Este estudio tiene como objetivo reflexionar sobre el papel de la educación y el trabajo en la sociedad indígena Waimiri-Atroari en el contexto de una relación específica en la que el proceso capitalista de la colonización, que comenzó en el siglo XVII con la llegada de los europeos el Amazonas, incluso hoy en día con el dominio de la empresa privada en el territorio indígena. Este trabajo discute la política indígena brasileña, que bajo la égida de un capitalismo salvaje, ha desarrollado un proceso de colonización en la Amazonia, hacia la explotación de los recursos naturales en la región, y la expropiación de las tierras indígenas. Este debate, dice que en el período, en relación con las acciones de la política de desarrollo del gobierno militar de la década de 1970, se desplegaron en el territorio Waimiri Atroari los grandes proyectos empresariales. En ese momento, la FUNAI, ha iniciado un proceso de educación de los indígenas sobre la base de modo trabajo intensivo y la disciplina, alentó a la acumulación de beneficios. A la vista, el contexto de la dominación que un pueblo, se destacan en este trabajo, la importancia de la educación como práctica de las reuniones, y en aras de la proyecto educativo democrático, en el que la creación de nuevas relaciones las relaciones sociales pueden oponerse a la más autoritario. / O presente estudo tem como objetivo refletir sobre a função da educação e do trabalho na sociedade indígena Waimiri-Atroari, no contexto de uma relação específica, em que ocorre o processo de colonização capitalista, que se iniciou no século XVII, com a chegada dos europeus à Amazônia, até os dias atuais, com a dominação da empresa privada no território indígena. Este trabalho discute a política indigenista brasileira, que sob a égide do capitalismo selvagem, desenvolveu um processo de colonização na Amazônia, voltado para exploração dos recursos naturais da região, e expropriação das terras indígenas. Esta reflexão, ressalta o período em que, relacionando-se as ações da política desenvolvimentista do governo militar, a partir da década de 1970, foram implantados no território Waimiri-Atroari os grandes projetos empresariais. Naquele período, A FUNAI, iniciou um processo de reeducação indígena fundamentado no modo de produção capitalista, cujo regime de trabalho intenso e disciplinador, incentivava a acumulação do lucro. Tendo em vista, o contexto de dominação em que se encontra aquele povo, ressaltamos, neste trabalho, a importância da educação como prática conscientizadora, e numa perspectiva de autodeterminação indígena, a construção de um projeto pedagógico democrático, no qual a criação de novas relações sociais poderão se opor às relações autoritárias existentes.
53

Um estudo sobre o conceito de história e tempo presente em Marx através da crítica da economia política de 1859 /

Menezes, Jean Paulo Pereira de. January 2015 (has links)
Orientador: Anderson Deo / Banca: Rosângela de Lima Vieira / Banca: Antonio Carlos Mazzeo / Banca: Antonio Rodrigues Belon / Banca: Valério Arcary / Resumo: A tese apresentada trata de um estudo sobre o conceito de história e tempo presente. Nosso ponto de partida foi a publicação de Karl Marx em 1859 intitulada Zur Kritik der Politschen Ökonomie (Para Crítica da Economia Política). O objeto apresentado a seguir não pretende se ocupar de um estudo situado no tempo presente (embora parta dele claramente) tão pouco de entender Marx como historiador, menos ainda, um historiador do tempo presente. Trata-se de um estudo teórico, classificado como bibliográfico-documental, localizado em meados do século XIX e isso apresenta o tipo de fonte que utilizamos. Entretanto, torna-se imprescindível levar em consideração o conceito de história e tempo presente em sua totalidade histórica, nos ocupando de parte da trajetória de Marx e a construção destes dois conceitos centrais. No século XX, parte da historiografia francesa se dedicou ao estudo do tempo presente, sintetizando um quadro teórico-metodológico nos anos setenta, porém, distante de Marx, por suas particularidades. Marx, antes de todas as importantes formulações institucionalizadas no Centre National de la Recherche Scientifique, através do Institut d'histoire du temps présent, já trabalhava com uma concepção de história e tempo presente fora da universidade, o que lhe possibilitou um tipo de produção intelectual improvável se o fizesse em uma academia. Esta questão é central na construção do conceito de história e tempo presente no autor e tão significativa que teve repercussão histórico-social até mesmo na academia. Estudamos aqui dois conceitos intrinsicamente ligados e que mesmo tendo como ponto de partida uma obra de Marx não pudemos nos restringir a ela para que pudéssemos sistematizar o seu próprio entendimento. O estudo sobre Marx tematicamente é bastante vasto, entretanto, postulamos que ainda há ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: The submitted thesis deals with a study about the concept of history and present time. Our starting point was the Karl Marx's publication of 1859 entitled Zur Kritik der Politschen Ökonomie (For the Critic of the Political Economy). The following presented object does not pretend to occupy itself with a study situated in the present time (although clearly departs from it) neither of understanding Marx as a historian, even less, a historian of present time. This is a theoretical study, classified as bibliographical-documental, located in the whereabouts of XIX century, and this present the font's type we utilize. However, it becomes indispensable to take in consideration the concept of history and present time in its historical totality, occupying us of a part of Marx's trajectory and the construction of these central concepts. In XX century, a part of the French historiography dedicated itself to the study of present time, synthesizing a theoretical-methodological frame in the sixties, although, distant from Marx, because of its particularities. Marx, before all the important formulations institutionalized in the Centre National de la Recherche Scientifique, through the Institut d'histoire du temps present, already worked with a concept of history and present time outside the university, which enabled him a kind of intellectual production improbable if done in the academy. This is a central question in the construction of the concept of history and present time in the author and so significant it had historic-social repercussion even in the academy. We study here two concepts intrinsically connected and even though having as starting point a Marx's work we couldn't restraint ourselves to it for so we could systematize his own understanding. The study about Marx thematically is really vast, however, we postulate ... (Complete abstract click electronic access below) / El objeto presentado no tiene la intención de participar en un estudio situado en lo tiempo presente (aunque empezando de el con claridad), no tienen Marx como historiador, y mucho menos uno historiador de lo tiempo presente. Este es un estudio teórico, clasificado como bibliográfica y documental, que se encuentra en la mitad del siglo XIX y muestra el tipo de fuente que utilizamos.Sin embargo, es fundamental tener en cuenta el concepto de la historia y el tiempo presente en su totalidad histórica, tomando en parte de la trayectoria de Marx y la construcción de estos dos conceptos clave. En el siglo XX, parte de la historiografía francesa se dedico al estudio de lo tiempo presente, productor de una síntesis de un marco teórico y metodológico en los años setenta, sin embargo, lejos de Marx, por sus peculiaridades. Marx, en primer lugar de todas las formulaciones institucionalizadas en el Centro Nacional de Investigación Científica, a través del Institut d'histoire du temps présent, estaba trabajando con una concepción de la historia y tiempo presente fuera de la universidad, que él una especie de producción intelectual hizo poco probable si estuviéramos en la academia. Esta cuestión es fundamental en la construcción del concepto de la historia y tiempo presente autor y tan significativa que tuvo repercusiones históricas y sociales, incluso en el universidad. Estudiamos aquí dos conceptos íntimamente vinculados y que, incluso tomando como punto de partida una obra de Marx no podíamos limitarnos a ella por lo que podría sistematizar su propia comprensión. El estudio de Marx tematicamiente es amplio, sin embargo, postulamos que todavía hay mucho que explorar el enfoque teórico y metodológico desarrollado por Marx en su trayectoria intelectual, especialmente en las últimas décadas, una nueva generación que no fue educado por el estalinismo, aunque el por otras ideologías como la pos-moderna, los gobiernos de frente... / Doutor
54

Capitalismo e questão agraria : um estudo sobre as alternativas para a Reforma Agraria no Brasil : 1946-1964

Tapia, Jorge Ruben Biton, 1953-2009 01 September 1986 (has links)
Orientador: Sonia Miriam Draibe / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas / Made available in DSpace on 2018-07-13T20:18:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tapia_JorgeRubenBiton_M.pdf: 24117573 bytes, checksum: 35999e08a610d6e5642f1e48e382872d (MD5) Previous issue date: 1986 / Resumo: Não informado / Abstract: Not informed. / Mestrado / Mestre em Ciência Política
55

Google e infoespoliação: internet, informação e acumulação de capital

Monteiro, Arakin Queiroz [UNESP] 03 April 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:31:06Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-04-03Bitstream added on 2014-06-13T20:41:18Z : No. of bitstreams: 1 monteiro_aq_dr_mar.pdf: 1328578 bytes, checksum: 46eafb047f62bb46a16e41ebdbde62f5 (MD5) / Paralelo ao surgimento, desenvolvimento e popularização da Internet foi o advento de empresas, serviços e produtos, especificamente voltados aos segmentos ligados às tecnologias da informação que resultou no desenvolvimento de novos processos de trabalho, novos mercados consumidores de bens materiais e simbólicos, além de novas modalidades de acumulação de capital. Diferentemente do rádio ou da televisão, cujo funcionamento (do ponto de vista técnico) abrange um único emissor ativo para diversos receptores passivos, a internet exige que o usuário final interaja ativamente com os mecanismos de comunicação. Logo, comercializar mercadorias por meio da rede (sejam elas tangíveis ou intangíveis) exige desses usuários-consumidores-comunicadores que objetivem suas intenções. Essa particularidade, por sua vez, proporciona às empresas de internet a capacidade de conhecer os passos dados pelos usuários enquanto navegam, extraindo do próprio ato de navegar um insumo indispensável aos seus processos de acumulação, o metadado (ou a “informação sobre a informação”), o qual tem sido amplamente utilizado como um meio de produção monopolista a serviço da reprodução capitalista, aspecto aqui chamado infoespoliação. Essa tese busca demonstrar a existência e o lugar que a infoespoliação ocupa nessas dinâmicas de acumulação, tendo como plano empírico-analítico a empresa de internet Google Inc / Parallel to the emergence, development and popularization of the internet was the advent of companies, products and services specifically geared to sectors involving information technology. This resulted in the development of new work processes, new consumer markets for material and symbolic goods as well as new forms of capital accumulation. Unlike radio or television, whose operation (from a technical standpoint) involves a single active sender and many passive receivers, the internet demands that the end user actively interact with the mechanisms of communication. Therefore, marketing goods online (whether tangible or intangible) requires these users-consumers-communicators to objectify their intents. This peculiarity, in turn, has given internet companies the ability to know the steps taken by users as they navigate online, extracting from the very act of navigating the internet critical input for capital accumulation: metadata (or information about information). Metadata has been widely used as a monopolistic means of production to serve capital reproduction, an aspect referred to here as info-spoliation. This thesis seeks to demonstrate the existence of infospoliation and the place that info-spoliation occupies in these dynamics of accumulation using the internet company Google Inc. as an empirical-analytical basis
56

Pobreza urbana em Florianópolis no início do século XXI

Witt, Fabiani Erli 25 October 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Florianópolis, 2010 / Made available in DSpace on 2012-10-25T03:23:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 281162.pdf: 4182607 bytes, checksum: 5e95a4b3a89eb547428c6d9a48c73441 (MD5) / A pobreza é um fenômeno precedente ao modo de produção capitalista, no entanto, as novas relações sociais e de produção, que emergiram no interior do capitalismo se encontram, historicamente, relacionadas ao agravamento das condições de pobreza dos indivíduos. O capitalismo sacramentou a divisão de trabalho entre campo e cidade, ampliou-a com maior intensidade no interior das manufaturas e, em seguida, dentro das fábricas. Do artesão, homem que detinha a habilidade necessária para a produção e arte final de um produto determinado, nasceu o trabalhador destituído dos meios pelos quais realiza o seu trabalho, dependente do assalariamento urbano e pobre. Deste modo, compreendemos em primeira análise, que o agravamento da pobreza no modo de produção capitalista pode ser considerado como resultado direto do processo pelo qual acontece a acumulação de capital, através da exploração do trabalho excedente do trabalhador, da produção da mais-valia e, da manutenção de um exército de trabalhadores reserva. Sabemos que ao longo da história recente da humanidade, o conceito de pobreza tem assumido diferentes roupagens e significados controversos. As abordagens sobre a temática perpassam desde as concepções mais abstratas, onde a pobreza é considerada elemento essencial de renuncia ao indivíduo que pretende se aproximar de Deus e alcançar certo nível moral e espiritual. Por concepções mais austeras carregadas de #juízo de valor#, onde o indivíduo é culpabilizado pela condição de pobreza em que vive, normalmente, esta abordagem exprime a incapacidade ou indisposição do individuo de encontrar sozinho, meios para alterar sua situação. E, ainda, por significações no campo das ciências sociais, resultado de esforços teórico-empíricos na realização de pesquisas e documentações. Neste sentido, a hipótese a ser discutida em nosso trabalho é a de que a manifestação das situações de pobreza se dá em lugares e tempos específicos, e com pessoas concretas. Trata-se de um processo social em curso e, para além dos problemas conceituais de sua nomenclatura ou de índices e medidas de pobreza, interessa-nos perceber como ela se materializa nas condições de vida das pessoas (KOGA, 2003) especialmente no inicio do século XXI. E ainda, vista de uma perspectiva a partir do espaço geográfico, este mote poderia apontar uma realidade diferente para a dinâmica da pobreza. A cidade de Florianópolis aparece, neste contexto, enquanto cenário empírico para nossas análises, embasadas por meio da investigação de três casos de estudo. Esperamos através de tais formulações, colaborar com o debate respectivo aos principais determinantes econômicos e sociais que emergem no interior das relações sociais estabelecidas a partir do século XX em Florianópolis e os reflexos sentidos no cotidiano da população pobre da cidade, trazendo à tona elementos que nos conduzam ao aprofundamento científico desta realidade no início do século XXI. / The poverty is a preceding phenomenon to the way of capitalist production, however, like new social relations and of production it surfaced, what in the interior of the capitalism are, historically, made a list to the aggravation of the Conditions of poverty of the individuals. The capitalism administered the sacraments to the division of work between field and city, enlarged it with bigger intensity in the interior of the manufactures and, next, inside the factories. Of the craftsman, man who was detaining the necessary skill for the production and final art of a determined product, there was born the worker deprived of the ways for which it carries out his work, dependant of the urbane and poor. In this way, we understand in first analysis, that the aggravation of the poverty in the way of capitalist production can be considered as a straight result of the process for which the accumulation of capital happens, through the exploration of the excess work of the worker, of the production of the surplus value and, of the maintenance of an army of workers it awaits. We know that along the recent history of the humanity, the concept of poverty has been assuming different clothes and controversial meanings. The approaches on the theme go by from the most abstract conceptions, where the poverty is considered an essential element of waiver of an individual who is intended to bring near of God and to reach certain moral and spiritual level. For more austere loaded conceptions of # valuable judgement #, where the individual is culpabilizado for the condition of poverty in which he survives, normally, this approach it expresses the incompetence or illness of the individual of finding alone, ways to alter his situation. And, still, for significations in the field of the social sciences, result of efforts empirical-theoretician in the realization of inquiries and documentations. In this sense, the hypothesis to be discussed in our work is it of that the demonstration of the situations of poverty happens at places and specific times, and with concrete persons. It the question is a social current process and, for besides the problems you conceptualize of his nomenclature or of rates and measures of poverty, it is interesting to us to realize how she materializes in the conditions of life of the persons (KOGA, 2003), specially, in the beginning of the century XXI. And still, put on of a perspective from the geographical space, this motto might point to a different reality for the dynamic one of the poverty. The city of Florianópolis appears, in this context, while empirical scenery for our analyses, embasadas through the investigation of three cases of study. We wait through such formulations, determinants collaborate with the respective discussion to principal economical and social what surface in the interior of the social relations established from the century XX in Florianópolis and the reflexes felt in the daily life of the poor population of the city, bringing up elements that drive us to a scientific aprofundamento of this fact the beginning of the century XXI.
57

A intervenção planejada do estado: uma interpretação do caso baiano

Baptista, Celeste Maria Pedreira Philigret January 1978 (has links)
Submitted by Deise Carla Marques Tejas Serpa (deisecarlaserpa@hotmail.com) on 2017-02-09T16:45:53Z No. of bitstreams: 1 CELESTE MARIA PEDREIRA PHILIGRET BAPTISTA (D).pdf: 4081422 bytes, checksum: 0b1b7ba27ae3acfbb33bc70befcbd126 (MD5) / Approved for entry into archive by Vania Magalhaes (magal@ufba.br) on 2017-02-13T13:22:10Z (GMT) No. of bitstreams: 1 CELESTE MARIA PEDREIRA PHILIGRET BAPTISTA (D).pdf: 4081422 bytes, checksum: 0b1b7ba27ae3acfbb33bc70befcbd126 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-02-13T13:22:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 CELESTE MARIA PEDREIRA PHILIGRET BAPTISTA (D).pdf: 4081422 bytes, checksum: 0b1b7ba27ae3acfbb33bc70befcbd126 (MD5) / Esta dissertação de mestrado, constitui-se na síntese de um esforço de compreensão do significado de planejamento estadual, o que envolve necessariamente, uma determinada visão do próprio estado.
58

Experiências escolares e estratégia política: da pedagogia socialista à atualidade do MST

Bahniuk, Caroline January 2015 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2015. / Made available in DSpace on 2015-11-10T03:05:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 335963.pdf: 2558668 bytes, checksum: b203fb7a2cc9777109e8c3d41bfab0cf (MD5) Previous issue date: 2015 / A pesquisa tem por objetivo analisar as relações entre educação, escola e estratégia socialista, nas experiências atuais do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), à luz da pedagogia socialista. A dialética passado, presente e futuro perpassa a tese. Do passado recuperamos a origem dessa relação entre escola e estratégia socialista, por meio das experiências educativas gestadas nos contextos revolucionários da Comuna de Paris (1871) e da Revolução Russa (1917), ambas precursoras da Pedagogia Socialista. Destas, extraímos as seguintes dimensões: radicalização do público; formação omnilateral; trabalho; atualidade; conhecimento e auto-organização dos educandos e a formação de coletivos. No presente, estas relações são analisadas pelas experiências escolares do MST, particularmente as Escolas Itinerantes nos acampamentos do estado do Paraná e as Escolas de Ensino Médio nos assentamentos do estado do Ceará. Por meio do estudo destas experiências, atualizamos as dimensões da Pedagogia Socialista, refletindo sobre os desafios atuais da educação e da escola na estratégia socialista e as tendências de futuro nelas contidas. A análise considerou as grandes diferenças entre os contextos revolucionários e a atualidade, buscando compreender as relações sociais no capitalismo contemporâneo, bem como as facetas da luta de classes, em particular das lutas pela educação nos dias atuais, fundamentada nas análises marxistas. A pesquisa teve como base a análise documental, a revisão bibliográfica e a pesquisa de campo, por meio de observação e entrevistas. Concluímos que as escolas do MST estudadas buscam vincular a educação escolar à estratégia socialista e são espaços importantes de exercício de uma proposta pedagógica vinculada à luta dos trabalhadores, provocando o desenvolvimento e a reflexão coletiva sobre as matrizes da educação numa perspectiva omnilateral. Essas potencialidades são realizadas no alargamento das contradições presentes no espaço escolar em disputa, porém, com tendência a reproduzir as relações sociais da forma social capital. A concretização da proposta destas escolas é dificultada pela ligação limitada das mesmas com relações complexas e avançadas de trabalho; pelo cerceamento do Estado, tanto pela ausência na provisão de estruturas físicas e humanas, reveladas na precariedade das Escolas Itinerantes, como pelo controle por meio das avaliações externas, no caso do Ceará; pela pouca abertura das escolas em relação à auto-organização dos estudantes em sua radicalidade; pela sobrecarga de trabalho dosprofessores, entre outros aspectos. Tais dificuldades revelam os limites na realização de uma proposta educacional e escolar avançada no âmbito da sociabilidade do capital.<br> / Abstract : This research aims to investigate the relationship between education, school and socialist strategy in the current experiences of the Landless Workers Movements (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST) in the light of socialist pedagogy. The dialectics of past, present and future permeates the thesis. From past, we recovered the origin of this relationship between school and socialist strategy through educational experiences gestated in the revolutionary contexts of the Paris Commune (1871) and the Russian Revolution (1917), both precursors of Socialist Education. From these, we extract the following dimension: radicalization of the public; omnilateral formation; work; current and self-organization of students and collectives? formation. Nowadays these relationships are analyzed by the school experiences of MST, particularly the Itinerant Schools in the state of Paraná camps and high schools in the state of Ceará settlements, through which we updated the dimensions of Socialist Education, reflecting on the current challenges of education and school in socialist strategy and future trends in these contained. The analysis considered the major differences between the revolutionaries and the current contexts, seeking to understand the social relations in contemporary capitalism and the facets of the class struggle, particularly the struggles for education today, based on Marxist analysis. The research was based on document analysis, literature review and field research, through observation and interviews. We conclude that the studied MST schools seek to link school education to the socialist strategy and are important spaces to exercise an educational proposal linked to the struggle of workers, causing the development and collective reflection on the matrices of education in omnilateral perspective. These potentialities are made in extending the contradictions in the school environment in dispute, however, with a tendency to reproduce the social relations of capital social form. The achievement of these schools? proposal is hampered by the limited connection with these complex and advanced labor relations; the restriction of the state, both by the absence in the provision of physical and human structures revealed in precarious Itinerant Schools, as the control through external evaluations, in the case of Ceará; the insufficient opening of schools in relation to self-organization of students in its radicalism; the workload of teachers, among others. These difficulties indicate the limits in carrying out an advanced educational and school proposal within the capital sociability.
59

Theodor W. Adorno: um crítico na era dourada do capitalismo

Fleck, Amaro de Oliveira January 2015 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Florianópolis, 2015. / Made available in DSpace on 2015-09-22T04:09:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 334382.pdf: 1335743 bytes, checksum: 2907d9ecd7ad5cf7b00b6a2502c2a897 (MD5) Previous issue date: 2015 / A presente tese apresenta a teoria crítica tardia de Theodor W. Adorno por meio da análise dos diversos elementos que a compõe: sua dimensão política; seu público-alvo; seu objeto de crítica; suas críticas ao capitalismo, à racionalidade predominante na modernidade, à dominação da natureza e à vida danificada; seu projeto de emancipação e sua justificação normativa. Argumenta-se que, ao contrário do que defende a interpretação predominante, não houve uma substituição do objeto da crítica ao longo do percurso teórico do pensador frankfurtiano, da economia política à razão instrumental ou à dominação da natureza, mas sim uma complementação: de forma que a crítica ao capitalismo seguia sendo necessária, mas já não era mais suficiente como análise dos obstáculos que impedem a emancipação. O trabalho visa tanto expor o procedimento teórico crítico adorniano, a dialética negativa, como também questionar o diagnóstico de época e as tendências sociais observadas pelo autor frankfurtiano, e, na medida em que obtiver sucesso nessa dupla empreitada, almeja conseguir, ainda, estabelecer um diálogo crítico entre o autor, o seu tempo e o nosso.<br> / Abstract : This Doctoral Dissertation aims to present the late critical theory of Theodor W. Adorno by analyzing the various elements that compose it: its political dimension; its target audience; its object of criticism; its criticism of capitalism, of the prevailing rationality in modernity, of nature?s domination and of the damaged life; its emancipation project and its normative justification. It is argued that, contrary to the predominant interpretation defends, there was not a replacement of the object of criticism during the theoretical trajectory of the Frankfurtian thinker, from political economy to instrumental reason or to nature?s domination, but rather a complement: so the critique of capitalism was still necessary, but it was no longer sufficient as analysis of the obstacles to emancipation. The work aims to expose both the critical theoretical procedure, the negative dialectics, as well as to question the diagnosis of the time and social trends observed by the Frankfurtian author, and, in the extent that succeeds in this double endeavor, seeks also to be able to establish a critical dialogue between the author, his time and ours.
60

A superexploração da força de trabalho no Brasil pós 1990

Ferreira, Poliana Garcia Temístocles January 2017 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, Florianópolis, 2017. / Made available in DSpace on 2017-06-27T04:20:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 345973.pdf: 1302712 bytes, checksum: 7e224caf018d700470e7c372f7471a5b (MD5) Previous issue date: 2017 / O presente estudo tem o objetivo de verificar como a readaptação jurídico-institucional, aos moldes do padrão trabalhista neoliberal após 1990, afetam as relações capital-trabalho no Brasil, compreendendo estas mudanças em dinâmica à categoria da superexploração da força de trabalho. Para tanto, caracterizaremos as mudanças na legislação trabalhista brasileira, partindo de três eixos de reformas: contratuais, salário e jornada. Argumentamos que as três variáveis, em conjunto, sinalizam uma flexibilização da relação capital-trabalho no Brasil e a manutenção da superexploração por meio de novas práticas legalmente consolidadas. Neste sentido, relacionamos o atual padrão de acumulação do capitalismo com a flexibilização trabalhista nas economias, tendo como recorte específico o capitalismo dependente no Brasil e a forma como este reproduz institucionalmente o modelo neoliberal. A partir desta relação, partimos do processo global de readaptação trabalhista, estabelecendo ênfase nos aspectos específicos da força de trabalho nas economias latino-americanas, que reproduzem um padrão de capitalismo dependente. Entre os aspectos contratuais, destaca-se atualmente no Brasil, o aumento dos contratos flexíveis ? part-time, temporário e terceirizado ? que colocam o trabalhador em condição de instabilidade e baixa qualificação, aprofundando também a taxa de rotatividade do trabalho. Em relação à jornada e salário, concluímos que a flexibilização da jornada diária e a lacuna entre o salário real e o necessário implicam a violação do valor da força de trabalho no Brasil. Em conjunto, estes aspectos refletem um cenário de manutenção e aumento da superexploração da força de trabalho, legitimado por mecanismos jurídico-institucionais. Neste sentido, nos aprofundaremos na dinâmica de flexibilização trabalhista no Brasil, articulando-a aos mecanismos concretos que embasam a superexploração da força de trabalho.<br> / Abstract : This study aims to verify how the juridical-institutional readaptation, according to the neoliberal labor standart post 1990, affect the capital-labor ratio in Brazil, understanding these changes in a dynamic related to superexploitation of labor force. Therefore, we will caracterize the changes in Brazilian labor legislation, based on three scopes of reforms: contractual, salary and working hours. We argue that the set of these three variables sinalize an flexibilization in capital-labor ratio in Brazil, and the maintenance of superexploitation through new legally consolidated practices. In this way, we relate the current pattern of capitalism accumulation with a labor flexibilization in economies, having the specific framework about dependant capitalism in Brazil and how it reproduces the neoliberal standart instutionally. Based in this relation, we characterize the global process of labor readjustment, emphasizing the specific aspects of labor force in Latin-American economies, which reproduce a dependent capitalism pattern. Among the contractual aspects, it is worth highlighting the increase in flexible contracts ? part-time, temporary and outsourced ? that place the worker in a condition of instability and low qualification, also deepening the rate of labor turnover. Regarding the working hours and wage, we conclude that the flexibilization of the working hours and the gap between the real and the necessary wage imply the violation of the value of the labor force in Brazil. Together, these aspects reflect a scenario of maintenance and increase of the superexploitation of labor force, legitimized by legal-institutional mechanisms. Finally, we will analyze the dynamic of labor flexibilization in Brazil, articulating it to concrete mechanisms that support the superexploitation of labor force.

Page generated in 0.1015 seconds