• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 14
  • Tagged with
  • 14
  • 14
  • 12
  • 8
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

As Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no Rio de Janeiro: representações sociais dos moradores de um bairro e suas favelas / The Units ofPacification Police (UPP) inRio de Janeiro: social representationsof the residentsof a neighborhoodandits slums

Karen Sibila Strobel Moreira Weimer 17 March 2014 (has links)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A cidade do Rio de Janeiro, conhecida mundialmente por diversos atrativos culturais e paisagísticos, enfrenta graves problemas sociais, dentre os quais se destacam a violência e falta de segurança com que moradores e turistas têm convivido. Grande parte do problema tem sido atribuído à existência do narcotráfico, geralmente sediado em favelas das diversas regiões da cidade. No ano de 2008, a atual gestão da Secretaria de Estado de Segurança desenvolveu um modelo de segurança pública que tem como objetivo recuperar territórios perdidos para o tráfico e integrá-los ao âmbito da cidade, o que ocorre por meio da instalação de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) nessas comunidades. Por acreditar que as mudanças que ocorreram nas localidades pacificadas vieram acompanhadas de transformações na forma de pensar, sentir e agir dessas pessoas, o presente estudo objetivou investigar como moradores do bairro carioca Leme e das comunidades que fazem parte de seu território, localizadas na encosta do morro, têm representado socialmente as modificações ocorridas na dinâmica da vida local após a ocupação do morro pela Unidade de Polícia Pacificadora, no ano de 2009. Em um segundo momento, as representações formadas por moradores das duas porções do território do bairro foram analisadas de forma comparativa. Para tanto, respaldou-se na Teoria das Representações sociais, bem como em sua abordagem estrutural.A amostra desta pesquisa foi composta por 200 participantes, sendo 100 da parte plana do bairro e 100 das comunidades localizadas no morro. O instrumento utilizado foi um questionário único contendo, inicialmente, tarefa de evocação livre de palavras ao termo indutor Unidade de Polícia Pacificadora e cinco questões referentes a possíveis mudanças acarretadas pela implantação do projeto e expectativas quanto a seu futuro. As evocações foram analisadas com ajuda do SoftwareEVOC, desenvolvido por Vergès(2003), e o material levantado por meio dos questionários foi analisado com base na distribuição de frequência, com auxílio do Software SPSS. Foi possível constatar que a representação formada pelos moradores do bairro do Leme e suas comunidades acerca da UPP possui características bastante positivas relacionadas a mudanças observadas no cotidiano dessas pessoas, representadas pelas palavras segurança, tranquilidade, paz e melhorias. A comparação possibilitada pela identificação das representações parciais, referentes a cada grupo de participantes, mostrou que se trata da mesma representação, com elementos diferentemente ativados em função da distância do grupo em relação ao objeto e ao contexto em que se encontram inseridos. / The city ofRio de Janeiro, known worldwide fordiverse culturaland scenicattractions,is facingsevere socialproblems, among whichstands outthe violenceandlack of securitythatlocal people andtouristshavelived. Much of the problem has been attributed to the existence of drug trafficking, usually based in slums in different parts of city. In 2008, the current managementof the Secretariatof StateSecurityhas developeda model ofpublic safetythat aimstorecover lostterritoriestraffickingand integrate themwithinthecity, which occurs through theinstallationPolice UnitsPacification(UPP) in these communities. Believing that the changes that occurred in the pacified towns were accompanied by changes in thinking, feeling and acting these people present study aimed to investigate how Leme neighborhood of Rios residents and communities that are part of its territory, located on the hillside the hill, have represented the social changes occurring in the dynamics of local life after occupation of the hill by the Pacifying Police Unit, in the year of 2009. In a second step, the representations formed by residents of the two portions of the territory of the neighborhood were analyzed comparatively. For that we based in the theory of social representations as well as their structural approach. The sample was composed of 200 participants, 100 of the flat part of the neighborhood and 100 of the communities located on the hill. The instrumentused was aunique questionnairecontainingtaskinitiallyfree wordto the inductive term"Pacifying Police Unit" andfive questionsregarding possiblechanges brought abouttheimplementation of the projectand expectationsabout its future. The evocationswere analyzedwith the help of thesoftware EVOC, developed byVergès(2003), and therising materialthrough the questionnaireswas analyzedbased on thefrequency distributionwith the aid ofSPSSSoftware. It was found that the representation formed by the residents of the Leme neighborhood and their communities about the UPP haspositive characteristics related to changes in the daily lives of these people, represented by the words: "security", tranquility, "peace", and "improvements". The comparisonmade by theidentification ofpartialrepresentationsfor eachgroup ofparticipants, showed thatthey have formed the samerepresentation, only withelementsactivateddifferentlydepending on the distanceof the groupin relationto the objectand also the contextin each one of the groups areinserted
2

Favelas e controle estatal: um estudo em representações sociais / Favelas and state control: a study of social representations

Gustavo Clayton Alves Santana 18 March 2015 (has links)
Tomando as favelas do Rio de Janeiro como campo privilegiado de análise, esta dissertação busca trazer para o centro da discussão a forma a partir do qual os moradores destes territórios da cidade vivenciam e externalizam sua percepção da injustiça e lidam com a frustração de seus desejos e aspirações, quando confrontados com a ação policial. Partindo da observação das possíveis interferências de uma ação de policiamento, as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), na esfera pública local do Morro do Andaraí, buscou-se entender como agem seus moradores diante do contexto sócio-político atual de reconfiguração do pensamento estatal em relação à atuação da segurança pública na cidade. Quais representações sociais os moradores organizam para formular uma rede de relações entre seus membros e como estas representações estabelecem objetivos e procedimentos específicos para interpretar e pensar a realidade cotidiana. E, em que medida a ação do Estado interfere, efetivamente, de modo a reconfigurar a esfera pública local, são questões que foram abordadas ao longo do trabalho teórico e empírico. Partindo de uma abordagem holística, que considerou observar os fatos humanos como totalidades, adotou-se uma postura reflexiva diante do objeto de estudo e dos sujeitos que o constroem em seu cotidiano no desenrolar da esfera pública local. Desta forma, junto a uma extensa pesquisa bibliográfica foram associados um trabalho de campo exploratório e a aplicação de um instrumento de investigação não diretivo a um conjunto de moradores, posteriormente as falas recolhidas dos moradores foram tratadas segundo a técnica de Análise de Conteúdo. Percebe-se nas representações sociais dos moradores, o entendimento de que as ordens ideológica, política e econômica que compõem o Estado continuam a olhar para as favelas como o espaço onde identificam a desordem e a causa dos problemas sociais enfrentados pelo conjunto da cidade. Espaço que por isso precisa ser reordenado, pacificado para acabar com ideia da cidade partida em frações marginais. Por fim, relacionando a conjuntura atual vivenciada nas favelas ocupadas com os conceitos de policiamento comunitário, busca-se compreender em que medida as UPPs podem ou não contribuir para as mudanças tão esperadas nas ações de policiamento das favelas. O momento atual é de observação atenta e discussão constante para a constituição de uma cidade de mais direitos, pacífica não apenas para os moradores do asfalto / Taking the favelas (slums) of Rio de Janeiro as a privileged field analysis this dissertation seeks to bring to the center of discussion the form from which the inhabitants of these territories experience and outsource their perception of injustice and deal with the frustration of his desires and aspirations when faced with the police action. It started from the observation of possible interference of a policing action - the Pacifying Police Units - into the local public sphere of Favela do Andaraí. It sought to understand how its residents acts give the current socio-political context of reconfiguration of state thinking concerning the work of public security in the city. What social representations residents organize to formulate a network of relationships among its members and how these representations establish specific goals and procedures to interpret and think everyday reality. And to what extent the government action interferes effectively to reconfigure the local public sphere. This are issues that have been addressed over the theoretical and empirical work. From a holistic approach that considered observe human facts as wholes, we adopted a reflective attitude on the subject of study and subjects that build in their daily lives - in the course of the local public sphere. Thus, along with an extensive literature search were associated an exploratory field work and the application of a non-directive research tool to a set of residents, later collected the statements of the residents were treated according to the content analysis technique. It can be seen in the social representations of the residents the understanding that the ideological orders, political and economic that make up the state continue to look to the favelas as the space where the clutter and identify the cause of social problems faced by the entire city. Space so it needs to be reordered, pacified to end view of the city starting in marginal fractions. Finally, relating the current situation experienced in the occupied favelas with community policing concepts, it tries to understand to what extent the UPP may or may not contribute to the changes as expected in the favelas policing actions. The present moment is close observation and constant discussion for the establishment of a city of more rights, not only for peaceful asphalt residents
3

Favelas e controle estatal: um estudo em representações sociais / Favelas and state control: a study of social representations

Gustavo Clayton Alves Santana 18 March 2015 (has links)
Tomando as favelas do Rio de Janeiro como campo privilegiado de análise, esta dissertação busca trazer para o centro da discussão a forma a partir do qual os moradores destes territórios da cidade vivenciam e externalizam sua percepção da injustiça e lidam com a frustração de seus desejos e aspirações, quando confrontados com a ação policial. Partindo da observação das possíveis interferências de uma ação de policiamento, as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), na esfera pública local do Morro do Andaraí, buscou-se entender como agem seus moradores diante do contexto sócio-político atual de reconfiguração do pensamento estatal em relação à atuação da segurança pública na cidade. Quais representações sociais os moradores organizam para formular uma rede de relações entre seus membros e como estas representações estabelecem objetivos e procedimentos específicos para interpretar e pensar a realidade cotidiana. E, em que medida a ação do Estado interfere, efetivamente, de modo a reconfigurar a esfera pública local, são questões que foram abordadas ao longo do trabalho teórico e empírico. Partindo de uma abordagem holística, que considerou observar os fatos humanos como totalidades, adotou-se uma postura reflexiva diante do objeto de estudo e dos sujeitos que o constroem em seu cotidiano no desenrolar da esfera pública local. Desta forma, junto a uma extensa pesquisa bibliográfica foram associados um trabalho de campo exploratório e a aplicação de um instrumento de investigação não diretivo a um conjunto de moradores, posteriormente as falas recolhidas dos moradores foram tratadas segundo a técnica de Análise de Conteúdo. Percebe-se nas representações sociais dos moradores, o entendimento de que as ordens ideológica, política e econômica que compõem o Estado continuam a olhar para as favelas como o espaço onde identificam a desordem e a causa dos problemas sociais enfrentados pelo conjunto da cidade. Espaço que por isso precisa ser reordenado, pacificado para acabar com ideia da cidade partida em frações marginais. Por fim, relacionando a conjuntura atual vivenciada nas favelas ocupadas com os conceitos de policiamento comunitário, busca-se compreender em que medida as UPPs podem ou não contribuir para as mudanças tão esperadas nas ações de policiamento das favelas. O momento atual é de observação atenta e discussão constante para a constituição de uma cidade de mais direitos, pacífica não apenas para os moradores do asfalto / Taking the favelas (slums) of Rio de Janeiro as a privileged field analysis this dissertation seeks to bring to the center of discussion the form from which the inhabitants of these territories experience and outsource their perception of injustice and deal with the frustration of his desires and aspirations when faced with the police action. It started from the observation of possible interference of a policing action - the Pacifying Police Units - into the local public sphere of Favela do Andaraí. It sought to understand how its residents acts give the current socio-political context of reconfiguration of state thinking concerning the work of public security in the city. What social representations residents organize to formulate a network of relationships among its members and how these representations establish specific goals and procedures to interpret and think everyday reality. And to what extent the government action interferes effectively to reconfigure the local public sphere. This are issues that have been addressed over the theoretical and empirical work. From a holistic approach that considered observe human facts as wholes, we adopted a reflective attitude on the subject of study and subjects that build in their daily lives - in the course of the local public sphere. Thus, along with an extensive literature search were associated an exploratory field work and the application of a non-directive research tool to a set of residents, later collected the statements of the residents were treated according to the content analysis technique. It can be seen in the social representations of the residents the understanding that the ideological orders, political and economic that make up the state continue to look to the favelas as the space where the clutter and identify the cause of social problems faced by the entire city. Space so it needs to be reordered, pacified to end view of the city starting in marginal fractions. Finally, relating the current situation experienced in the occupied favelas with community policing concepts, it tries to understand to what extent the UPP may or may not contribute to the changes as expected in the favelas policing actions. The present moment is close observation and constant discussion for the establishment of a city of more rights, not only for peaceful asphalt residents
4

As Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) no Rio de Janeiro: representações sociais dos moradores de um bairro e suas favelas / The Units ofPacification Police (UPP) inRio de Janeiro: social representationsof the residentsof a neighborhoodandits slums

Karen Sibila Strobel Moreira Weimer 17 March 2014 (has links)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A cidade do Rio de Janeiro, conhecida mundialmente por diversos atrativos culturais e paisagísticos, enfrenta graves problemas sociais, dentre os quais se destacam a violência e falta de segurança com que moradores e turistas têm convivido. Grande parte do problema tem sido atribuído à existência do narcotráfico, geralmente sediado em favelas das diversas regiões da cidade. No ano de 2008, a atual gestão da Secretaria de Estado de Segurança desenvolveu um modelo de segurança pública que tem como objetivo recuperar territórios perdidos para o tráfico e integrá-los ao âmbito da cidade, o que ocorre por meio da instalação de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) nessas comunidades. Por acreditar que as mudanças que ocorreram nas localidades pacificadas vieram acompanhadas de transformações na forma de pensar, sentir e agir dessas pessoas, o presente estudo objetivou investigar como moradores do bairro carioca Leme e das comunidades que fazem parte de seu território, localizadas na encosta do morro, têm representado socialmente as modificações ocorridas na dinâmica da vida local após a ocupação do morro pela Unidade de Polícia Pacificadora, no ano de 2009. Em um segundo momento, as representações formadas por moradores das duas porções do território do bairro foram analisadas de forma comparativa. Para tanto, respaldou-se na Teoria das Representações sociais, bem como em sua abordagem estrutural.A amostra desta pesquisa foi composta por 200 participantes, sendo 100 da parte plana do bairro e 100 das comunidades localizadas no morro. O instrumento utilizado foi um questionário único contendo, inicialmente, tarefa de evocação livre de palavras ao termo indutor Unidade de Polícia Pacificadora e cinco questões referentes a possíveis mudanças acarretadas pela implantação do projeto e expectativas quanto a seu futuro. As evocações foram analisadas com ajuda do SoftwareEVOC, desenvolvido por Vergès(2003), e o material levantado por meio dos questionários foi analisado com base na distribuição de frequência, com auxílio do Software SPSS. Foi possível constatar que a representação formada pelos moradores do bairro do Leme e suas comunidades acerca da UPP possui características bastante positivas relacionadas a mudanças observadas no cotidiano dessas pessoas, representadas pelas palavras segurança, tranquilidade, paz e melhorias. A comparação possibilitada pela identificação das representações parciais, referentes a cada grupo de participantes, mostrou que se trata da mesma representação, com elementos diferentemente ativados em função da distância do grupo em relação ao objeto e ao contexto em que se encontram inseridos. / The city ofRio de Janeiro, known worldwide fordiverse culturaland scenicattractions,is facingsevere socialproblems, among whichstands outthe violenceandlack of securitythatlocal people andtouristshavelived. Much of the problem has been attributed to the existence of drug trafficking, usually based in slums in different parts of city. In 2008, the current managementof the Secretariatof StateSecurityhas developeda model ofpublic safetythat aimstorecover lostterritoriestraffickingand integrate themwithinthecity, which occurs through theinstallationPolice UnitsPacification(UPP) in these communities. Believing that the changes that occurred in the pacified towns were accompanied by changes in thinking, feeling and acting these people present study aimed to investigate how Leme neighborhood of Rios residents and communities that are part of its territory, located on the hillside the hill, have represented the social changes occurring in the dynamics of local life after occupation of the hill by the Pacifying Police Unit, in the year of 2009. In a second step, the representations formed by residents of the two portions of the territory of the neighborhood were analyzed comparatively. For that we based in the theory of social representations as well as their structural approach. The sample was composed of 200 participants, 100 of the flat part of the neighborhood and 100 of the communities located on the hill. The instrumentused was aunique questionnairecontainingtaskinitiallyfree wordto the inductive term"Pacifying Police Unit" andfive questionsregarding possiblechanges brought abouttheimplementation of the projectand expectationsabout its future. The evocationswere analyzedwith the help of thesoftware EVOC, developed byVergès(2003), and therising materialthrough the questionnaireswas analyzedbased on thefrequency distributionwith the aid ofSPSSSoftware. It was found that the representation formed by the residents of the Leme neighborhood and their communities about the UPP haspositive characteristics related to changes in the daily lives of these people, represented by the words: "security", tranquility, "peace", and "improvements". The comparisonmade by theidentification ofpartialrepresentationsfor eachgroup ofparticipants, showed thatthey have formed the samerepresentation, only withelementsactivateddifferentlydepending on the distanceof the groupin relationto the objectand also the contextin each one of the groups areinserted
5

[en] WHAT RADIO SANTA MARTA ANNOUNCES?: RADIO PRODUCTIONS IN THE CONTEXT OF A PEACEFUL COMMUNITY / [pt] O QUE A RÁDIO SANTA MARTA ANUNCIA?: PRODUÇÕES RADIOFÔNICAS NO CONTEXTO DE UMA COMUNIDADE PACIFICADA

JESSE GUIMARAES DA SILVA 08 February 2017 (has links)
[pt] O presente trabalho objetivou investigar as produções oriundas de uma rádio comunitária, intitulada Rádio Comunitária Santa Marta, situada em uma favela de mesmo nome, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, no contexto de práticas policiais conduzidas a partir do ingresso do dispositivo Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). A pesquisa apoiou-se nas análises desenvolvidas a partir de observações realizadas junto às produções radiofônicas promovidas pelos moradores da localidade por intermédio da Rádio Santa Marta, 103,3 FM. Com base no pensamento de Michel Foucault, a presente pesquisa conduziu a reflexão sobre os modos de resistência suscitados não apenas a partir das programações regulares da rádio, mas também por ações coletivas (fóruns, debates a céu aberto, manifestos, eventos festivos). Ações estas responsáveis em fazer frente ao programa de segurança pública no que diz respeito às práticas de combate ao crime, assim como aos regimes de gestão governamental destinados à regulamentação de práticas e discursos na favela. Ao longo de aproximadamente 3 (três) anos de investigação, foi realizado extenso acompanhamento junto às diferentes produções da Rádio Santa Marta, o que foi possível com o uso do recurso de diário de campo. Posteriormente, entrevistas foram feitas individualmente com os participantes da rádio, incluindo os responsáveis pela programação e seus ouvintes, contabilizando um total de 10 (dez). A partir da referida metodologia, buscou-se pesquisar as tensões envolvendo os modos de gestão de vida no interior da favela com base nas produções discursivas autorizadas pelo dispositivo rádio. / [en] This study aimed to investigate the production originated from a community radio, community radio titled Santa Marta, located in a slum of the same name, in the southern city of Rio de Janeiro, in the context of police practices conducted from entering the Unit device Pacifying Police (UPP). The research was based on analyzes developed from observations made with the radio productions promoted by local residents by Radio Santa Marta, 103.3 FM. Based on Michel Foucault, this research led to reflection on the modes of resistance arising not only from regular radio schedules, but also by collective actions (forums, debates in the open, manifest, festivities). Responsible for these actions to tackle the public safety program with respect to the practices of combating crime, as well as to government management regimes for the regulation of practices and discourses in the slum. Over approximately three (3) years of research, extensive monitoring was conducted among the different productions of Radio Santa Marta, which was possible using the journaling feature field. Subsequently, interviews were conducted individually with the participants of the radio, including those responsible for programming and its listeners, accounting for a total of 10 (ten). From the above method, we sought to investigate the tensions involving management modes of life within the favela based on discursive productions authorized by radio device.
6

Representa??es sociais sobre a unidade de pol?cia pacificadora (UPP): a vis?o dos moradores da cidade de Deus? / Social Representations of Pacifying Police Unit: the view of residents of the Cidade de Deus

Souza, Aline Vieira de 31 August 2016 (has links)
Submitted by Celso Magalhaes (celsomagalhaes@ufrrj.br) on 2017-07-10T14:46:42Z No. of bitstreams: 1 2016 - Aline Vieira de Souza.pdf: 1560695 bytes, checksum: 031cdf40901d98f68e911df334c5e044 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-07-10T14:46:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016 - Aline Vieira de Souza.pdf: 1560695 bytes, checksum: 031cdf40901d98f68e911df334c5e044 (MD5) Previous issue date: 2016-08-31 / This study we have entitled the "Social representations of the Pacifying Police Unit: the view of residents of the Cidade de Deus" adopted as a research subject the Pacifying Police Unit, the main public safety strategy adopted in the state of Rio de Janeiro currently. This study sought to identify the social representations by residents of this neighborhood about UPP. We used the theoretical framework of Social Psychology, specifically the theory of social representations. Focusing mainly on the structural approach. To support the discussions about Public Safety and the UPP support in the field of Sociology and Law. The sample consisted of 106 subjects. To collect the data we used a questionnaire with three free tasks about inducers terms: UPP, Pacification and UPP in the Media. Associated with 29 questions arranged in a Likert scale. The evocations were analyzed with the help of the software EVOC. For data analysis issues Likert scale we use SPSS (Statistical Package for the Social Science) v. 20.0. It performed descriptive analysis and mean comparison tests. Thus, it was possible to verify that the representation made by the residents of the Cidade de Deus to a negative overall assessment about UPP, emerged elements as: corrupt, police, security, shot, violence. However, they recognize changes have occurred in the territory after-pacification. Also carry out comparisons between the subjects of the sample and found significant differences. Regarding the comparison between men and women, the test Student's t showed a significant difference between them on the issue 18: ?the UPP police officers are prepared to act in my place of residence?. In which men obtained average 2,97 and women 2,37. The result of the test Student's t was 2,518 and the significance level was 0,01. Chose to emphasize the speech of the residents of the City of God this research sought to contribute to the expansion of reflections on the Pacifying Police Unit, from the perspective of subjects who have your daily crossed for pacification policy. / Neste estudo, que intitulamos de ?Representa??es sociais sobre a Unidade de Pol?cia Pacificadora: a vis?o dos moradores da Cidade de Deus? adotamos como objeto de pesquisa a Unidade de Pol?cia Pacificadora, principal estrat?gia de seguran?a p?blica adotada no Estado do Rio de Janeiro atualmente. O presente trabalho buscou identificar as representa??es sociais constru?das pelos moradores desse bairro sobre a UPP. Utilizamos o arcabou?o te?rico da Psicologia Social, mais especificamente a teoria das representa??es sociais, tendo como foco principal a abordagem estrutural. Para embasar as discuss?es acerca da Seguran?a P?blica e a UPP, nos apoiamos no campo da Sociologia e do Direito. A amostra foi constitu?da por 106 sujeitos. Para a coleta dos dados utilizamos um question?rio com tr?s tarefas de evoca??o livre sobre os seguintes termos indutores: UPP, Pacifica??o e UPP na M?dia, associadas a 29 quest?es dispostas em uma escala Likert. O material levantado atrav?s das tarefas de evoca??o livre foi analisado com o aux?lio do software EVOC. Para a an?lise de dados das quest?es da escala Likert contamos com o aux?lio do SPSS (Statistical Package for the Social Science) v. 20.0, tendo sido realizada an?lises descritivas (M?dia, mediana, moda e desvio padr?o) e testes de compara??o de m?dias (Teste t de Student e ANOVA). Deste modo, foi poss?vel verificar que a representa??o formada pelos moradores da Cidade de Deus aponta para uma avalia??o, em geral, negativa da UPP, abarcando elementos como: corrupta, pol?cia, seguran?a, tiro, viol?ncia. Contudo, reconhecem que ocorreram mudan?as no territ?rio p?s-pacifica??o. Tamb?m realizamos compara??es entre os sujeitos da amostra e constatamos diferen?a significativa. Em rela??o ? compara??o entre homens e mulheres, o Teste t de Student demonstrou diferen?a significativa entre eles na quest?o 18: ?os policiais da UPP est?o preparados para atuar no meu local de moradia?. No qual os homens obtiveram m?dia de 2,97 e as mulheres de 2,37. O teste t foi 2,518 e o ?ndice de signific?ncia foi de 0,01. Ao dar ?nfase ao discurso dos moradores da Cidade de Deus esta pesquisa procurou colaborar para amplia??o das reflex?es sobre a Unidade de Pol?cia Pacificadora, sob a ?tica dos sujeitos que t?m seu cotidiano atravessado pela pol?tica de pacifica??o
7

[en] NOBODY CARES FOR POLICE OFFICERS: THE DISCOURSE OF THE POLICE OFFICERS OF A PACIFYING POLICE UNIT AND ITS RHETORICAL RESOURCES / [pt] NINGUÉM GOSTA DE POLICIAL: O DISCURSO DE POLICIAIS DE UMA UNIDADE DE POLÍCIA PACIFICADORA E SEUS RECURSOS RETÓRICOS

AMANDA DINUCCI ALMEIDA B VELASCO 13 April 2015 (has links)
[pt] A presente dissertação investiga o modo como policiais de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Rio de Janeiro percebem sua prática profissional e os riscos e relações que modelam e são modelados por essa prática na comunidade. Com base na análise de recursos retóricos utilizados na fala dos policiais em cinco entrevistas de pesquisa, buscou-se contribuir para o entendimento desse novo modelo de policiamento em um contexto que apresenta demandas específicas recentemente organizadas. Buscou-se também trazer contribuições para uma reflexão crítica sobre os cursos de formação desses policiais. Os resultados apontam que os policiais da nova geração se posicionam em contraste com os policiais de rua e os policiais mais antigos, em função do maior grau de risco de suas atividades e do maior grau de efetividade no serviço ao cidadão. Por outro lado, apontam também para fatores que dificultam o sucesso do modelo, como a falta de apoio da comunidade, de reconhecimento de seus superiores, do Estado, da Polícia Civil e da sociedade como um todo. / [en] This dissertation investigates how police officers from a Unidade de Polícia Paificadora, Pacifying Police Unit, perceive their professional practice and the risks and relationships that shape and are shaped by this community practice. Based on the analysis of rhetorical discourse seen in five research interviews, the goal was to contribute to the understanding of this new law enforcement model in a context that presents specific demands that were just recently organized. An effort was made to bring contributions to critical thinking about the training courses that these professionals attend. Results show that the new generation of police officers contrast to street policing and more experienced police work force. It is this way because there is a higher risk of activities and a greater level of effectiveness in serving citizens. On the other hand it also shows the factors that will make the success of the model more difficult, such as: lack of community support, acknowledgement from their superiors, the State, Civil Police and society as a whole.
8

A bola da vez: gestão e resistência no cotidiano de uma favela carioca em contexto de pacificação

Postigo, Evelyn Louyse Godoy 06 March 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T20:39:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 6448.pdf: 1927342 bytes, checksum: 7f7410ae3f2c1dbf0b72293ba9e6ad3d (MD5) Previous issue date: 2014-03-06 / Financiadora de Estudos e Projetos / Rio de Janeiro city has undergone significant changes over the past two decades, principally respect to devices that regulates the way of life from populations from favelas' neighborhood. They explain that the conflict in the relation favela and asphalt has been increasingly understood by the violence key. I noteworthy which these changes have been with marked with the preparation of the city for the mega events Soccer World Cup and Olympic Games. In view of this scenery, the aim of this work was to think, starting from a ethnographic research performed in Cidade de Deus Rio de Janeiro (one of the first slum to receive the project Unidade de Polícia Pacificadora UPP [Pacifying Police Unit]), how social and politic conflicts are daily experienced by favela dwellers under pacification context. I argued that, if in the ambit of production of discourses, the spheres of politics, religion, State and crime can be antagonistic and in conflict. At the level of social relations more capillaries, the borders between these spheres are blurred. It is intended to, but they are not exclusionary among them, coexisting within assessed sceneries. / A cidade do Rio Janeiro passou por significativas mudanças nas duas últimas décadas, sobretudo no que se refere aos dispositivos que regulam os modos de vida de populações moradoras de favelas, os quais explicitam que o conflito na relação morro e asfalto tem sido cada vez mais entendido sob o sogno da violência. Vale destacar que essas mudanças têm sido acentuadas com a preparação da cidade para os mega-eventos Copa do Mundo de Futebol e Jogos Olímpicos. Tendo em vista este cenário, o objetivo deste trabalho foi refletir, a partir de uma pesquisa etnográfica realizada na Cidade de Deus - Rio de Janeiro (uma das primeiras favelas a receber o projeto Unidade de Polícia Pacificadora - UPP), como conflitos sociais e políticos são vivenciados no cotidiano de moradores de uma favela em contexto de pacificação. Argumenta-se que, se no âmbito da produção dos discursos, as esferas da política, religião, Estado e crime podem ser antagônicos e estar em conflito, no nível das relações sociais mais capilares as fronteiras entre estas esferas são borradas. Tensionam-se, mas não são excludentes entre si, coexistindo nos cenários pesquisados.
9

Violência de gênero e pacificação: entre as leis do Comando e o comando das Leis

Ana Paula Pinto Damasceno 28 April 2014 (has links)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Esta dissertação detém-se sobre a violência de gênero que ocorre em territórios de conflito armado na cidade do Rio de Janeiro, nos quais a intervenção do Estado restringe-se, no mais das vezes, em combater o crime organizado. As características particulares de cada favela imprimem à habitual violência contra a mulher, traços diacríticos que, a um só tempo, obliteram as formas legais de enfrentamento e criam alternativas singulares para responder ao evento de agressão. O projeto das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) propõe a reconfiguração dos poderes, das figuras de autoridades e das regras que regem esse espaço, desobstruindo, ao menos em tese, antigos entraves no acesso à justiça e ao Estado. Interessa investigar, neste cenário em mutação, as representações sociais nativas sobre a violência de gênero, os atores envolvidos e as estratégias de ação adotadas pelas mulheres na tentativa de interromper as agressões perpetradas por seus parceiros, em quatro comunidades pacificadas: Complexo do Alemão, Morro da Formiga, Chapéu Mangueira e Babilônia. A realização do trabalho de campo e de entrevistas em profundidade permitiu reconstituir o panorama anterior à chegada das UPPs e as alterações das dinâmicas sociais por ela promovidas, com base nas narrativas dos moradores de cada localidade e policiais pertencentes ao programa. A pesquisa demonstra que algumas políticas públicas podem produzir efeitos imprevistos e interferir na vida privada. Destaca-se, além disso, que embora as favelas guardem entre si similaridades, suas especificidades irredutíveis engendram resultados díspares quando submetidas a determinadas políticas. Aborda-se por fim, as assimetrias de gênero que adquirem contornos particulares nas circunstâncias próprias do conflito armado urbano, emergindo no contexto da saúde como agravamento das vulnerabilidades da condição feminina. Compreender e revelar os caminhos que as tentativas de interrupção da violência de gênero vêm sendo adotadas em algumas favelas pacificadas constitui objetivo deste estudo.
10

[en] SOVEREIGNTY AND BIOPOLITICS: THE DISCURSIVE CONSTRUCTION OF THE PACIFYING POLICE PROGRAM IN RIO DE JANEIRO / [pt] SOBERANIA E BIOPOLÍTICA: A CONSTRUÇÃO DISCURSIVA DO PROGRAMA DE POLÍCIA PACIFICADORA NO RIO DE JANEIRO

VICTORIA MONTEIRO DA SILVA SANTOS 04 October 2017 (has links)
[pt] Nesta dissertação, são analisadas práticas discursivas de atores estatais que constroem, de diversas formas, a Política de Pacificação e, mais especificamente, o Programa de Polícia Pacificadora no Rio de Janeiro, desde seu surgimento em 2008. Em uma análise de discurso pós-estruturalista, são identificadas duas articulações discursivas principais: por um lado, o Programa é construído como um conjunto de práticas voltadas para a retomada de territórios que representam uma fonte de risco para a população como um todo, o que torna possível o emprego de práticas violentas e militarizadas; por outro lado, o Programa é construído como um conjunto de práticas voltadas para a gestão da vida e fomento do desenvolvimento socioeconômico das comunidades em processo de pacificação. A partir da análise das práticas discursivas associadas às duas articulações, argumento que a disputa pela estabilização dos significados associados à pacificação no Rio de Janeiro reflete uma ambiguidade mais ampla associada ao emprego de práticas biopolíticas pelo Estado: ao mesmo tempo em que se defende que toda a população deve ter seus direitos assegurados e seu desenvolvimento fomentado, o Estado mantém para si a prerrogativa de delimitar, de forma soberana, certos espaços e sujeitos como fontes de risco para a população, submetendo-os a formas distintas e iliberais de governo. No caso da pacificação, argumenta-se que tal ambiguidade gera impactos que incluem a persistência de práticas policiais violentas lado a lado a esforços de policiamento de proximidade – o que, no limite, pode impactar a sustentabilidade do Programa e seus resultados. / [en] This dissertation offers an analysis of state actors discursive practices which construct, in various ways, the Pacification Policy and, more specifically, the Pacifying Police Program in Rio de Janeiro, created in 2008. In a post-structural discourse analysis, two main discursive articulations are identified: on one hand, the Program is constructed as a set of practices aimed at the recovery of those territories which pose a risk to the whole population, which enables the deployment of violent and militarized practices; on the other hand, the Program is constructed as a set of practices aimed at the management of life and the promotion of socioeconomic development in the communities undergoing a pacification process. By analyzing the discursive practices associated with both articulations, I argue that the dispute over the stabilization of meanings associated with pacification in Rio de Janeiro reflects a broader ambiguity, which is associated to the deployment of biopolitical practices by the state: while it is defended that the entire population must have their rights assured and they development promoted, the state maintains the prerogative to delimitate, in a sovereign manner, certain spaces and subjects as sources of risk to the population, submitting them to distinct and illiberal forms of government. In the case of pacification, it is argued that such ambiguity leads to impacts such as the coexistence between a persistence of violent police practices and efforts of proximity policing – which may arguably impact the sustainability of the Program and its results.

Page generated in 2.4541 seconds