• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 15
  • Tagged with
  • 15
  • 15
  • 15
  • 15
  • 6
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Legislação brasileira sobre o aborto : conhecimento e opinião de tocoginecologistas

Simoneti, Rozana Martins 16 December 2004 (has links)
Orientador: Anibal Faundes / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-04T02:01:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Simoneti_RozanaMartins_M.pdf: 699116 bytes, checksum: ff5910b6b7741454b92695b0ef4e0348 (MD5) Previous issue date: 2004 / Resumo: Introdução: estima-se que 12% dos casos de mortalidade materna no Brasil sejam conseqüência do aborto clandestino. Muitas dessas mulheres cumpririam as condições para interrupção legal da gestação, entretanto a prática do aborto previsto em lei nos hospitais públicos é exceção, provavelmente pelo conhecimento precário dos médicos a respeito da legislação brasileira referente ao aborto. Objetivos: avaliar o conhecimento e a opinião dos ginecologistas e obstetras filiados à Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) sobre a legislação brasileira referente ao aborto e sua possível correlação com algumas características sociodemográficas dos entrevistados. Sujeitos e Métodos: foram enviados 14.320 questionários para serem autorespondidos por todos os membros da FEBRASGO. A taxa de resposta foi de 30,2%, totalizando 4.323 questionários, cujas respostas foram analisadas em tabelas de contingência utilizando o teste qui-quadrado e com o nível de significância considerado de 0,05. Resultados: 83% dos ginecologistas e obstetras apresentaram um conhecimento adequado sobre as situações nas quais o aborto está previsto na legislação e apenas 15% deles foram classificados como tendo conhecimento adequado a respeito dos documentos necessários para a realização do aborto legal. No caso de malformação fetal congênita grave, 79% dos médicos avaliados apresentaram conhecimento adequado sobre a documentação exigida nessa situação. Em relação às alterações na legislação brasileira referente ao aborto, 80% dos médicos apresentaram opinião classificada como liberal, e 88% em relação às situações nas quais o aborto deveria ser permitido no Brasil. O conhecimento dos médicos sobre as três situações avaliadas apresentou associação com idade, tempo de prática na especialidade e número de filhos e a opinião apresentou correlação com o sexo, estado marital e região do país onde residem. Conclusões: Apesar de haver, por parte dos médicos, um bom conhecimento sobre as situações em que o aborto não é penalizado, falta-lhes informação sobre os requisitos necessários para realizar o aborto previsto em lei, com poucas variações segundo as características dos médicos que participaram deste estudo / Abstract: Introduction: unsafe abortion is responsible for about 12 % of maternal death in Brazil. Many of these women could have been included in the circumstances which abortion is allowed in this country. However, legal abortion is rarely carried out, even though Brazil¿s public hospitals are prepared for this procedure. One of the reasons for this incongruity is the physicians¿ inadequate knowledge of the legislation concerning to abortion. Objectives: evaluate the knowledge and opinion concerning to abortion¿s law of the Brazilian gynecologists-obstetrics who are affiliated to the Brazilian Federation of the Associations of Gynecology and Obstetrician (FEBRASGO), and its relationship with some socio demographic characteristics. Material and Methods: Questionnaires were sent to all physicians affiliated to FEBRASGO (14.320), to be self responded. The response rate was 30, 2%. All the 4.323 questionnaires were analyzed in contingency tables, using the chi square test with the significance level set at 0, 05. Results: 83% of the gynecologists-obstetrics had an adequate knowledge of the situations which abortion is allowed but only 15% correctly answered about the documents required to carry out a legal abortion. However, 79% of them showed an adequate knowledge of the documents needed to carry out an abortion in case of malformed fetus. Concerning to opinion on changes in abortion¿s law, 80% of the physicians were classified as liberal and 88% were classified as liberal regarding to the situations abortion should be allowed in Brazil. The physicians¿ knowledge of all situations evaluated in this study were related to their age, offspring and time of practice as gynecologist-obstetrician and concerning to opinion, there was a relationship with their sex, marital status and region of residence in Brazil. Conclusion: Although the physicians have an adequate knowledge of the circumstances which abortion is allowed in Brazil, there is a lack of understanding about the documents required to carry out a legal abortion, with few differences relating to the respondents¿ characteristics / Mestrado / Tocoginecologia / Mestre em Tocoginecologia
2

O processo de viver-envelhecer saudável gerado na infância

Scortegagna, Helenice de Moura January 2000 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. / Made available in DSpace on 2012-10-17T10:24:48Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2014-09-25T16:32:30Z : No. of bitstreams: 1 175617.pdf: 4122646 bytes, checksum: 795dda2f0b3e3efcebca45954ce8d549 (MD5) / Relato de um estudo desenvolvido com um grupo de crianças, que teve por objetivo promover a valoração da pessoa idosa, a partir da infância e gerar, através de uma prática educativa, a busca do ser saudável no processo de viver-envelhecer com a finalidade de preparar as crianças para o envelhecimento próprio e social, bem como de estimulá-las, através das discussões levantadas, para um convívio criança-idoso baseado no respeito e no cuidado compartilhado. Para tanto, foi desenvolvida uma proposta de cuidar-educando, em forma de oficinas, permeadas pelo lúdico e pelo reflexivo, fundamentada em um marco referencial centrado no viver-envelhecer saudável. Através da análise das falas das crianças percebe-se que a ênfase está nos pontos negativos do ser velho, revelando que a construção social do ser idoso, se faz de acordo com o contexto sócio-cultural em que crescem e desenvolvem-se. Isto revela a necessidade de utilizar o espaço escolar para promover práticas educativas, centradas no viver-envelhecer saudável, levando, através da reflexão, à transformação e/ou re-significação de conceitos, para melhoria da qualidade de vida, tanto individual como coletiva.
3

Componentes e atributos que configuram a qualidade na relação médico-paciente

Santos, Neilton Santana January 2004 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção / Made available in DSpace on 2012-10-22T02:43:08Z (GMT). No. of bitstreams: 0
4

Percepção e significado da menstruação para as mulheres

Amaral, Maria Clara Estanilau do 07 March 2003 (has links)
Orientador: Ellen E. Hardy / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-08-03T16:26:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Amaral_MariaClaraEstanilaudo_M.pdf: 529235 bytes, checksum: bb7944209c65dabafbe3f9bab1255275 (MD5) Previous issue date: 2003 / Resumo: O objetivo do estudo foi investigar a percepção das mulheres acerca da menstruação e sua opinião quanto a mudanças no padrão menstrual decorrentes do uso de contraceptivos. Foi desenvolvido um estudo qualitativo, exploratório e descritivo. As 64 participantes foram recrutadas pelo método "bola de neve" e cumpriram os seguintes critérios: mais de 21 anos de idade; menstruavam; tinham ou já haviam tido relações sexuais; sem problemas de infertilidade. Foram realizados oito grupos focais, com mulheres categorizadas por faixa etária (21 ¿ 34 e 35 ou mais) e escolaridade (até oitava série e segundo grau ou mais). As discussões, seguindo um roteiro semi-estruturado, foram gravadas, com o consentimento das participantes. Após transcrição e revisão do texto, utilizou-se o programa Ethnograph V5.0, para agrupar as categorias. A análise temática de conteúdo, usando o interacionismo simbólico, permitiu identificar a percepção da menstruação e os significados a ela atribuídos pelas mulheres. A menstruação foi associada à saúde, feminilidade, fertilidade e juventude, apesar de ter sido descrita, pela maioria, como desagradável, incômoda e limitadora. A menarca foi retratada como passagem do status de criança para mulher e pelo despertar da sexualidade. Os tabus, considerados em extinção, tratavam a mulher menstruada como vulnerável e perigosa ao mesmo tempo. Houve opiniões opostas quanto às relações sexuais durante a menstruação. Os contraceptivos que diminuem o sangramento, em tempo e quantidade, foram mais aceitos do que os que causam outras alterações. A amenorréia representou uma agressão. A menopausa foi associada à doença e à perda de juventude e fertilidade. Chegou-se à conclusão de que a menstruação foi vista com ambigüidade: um "mal necessário"; ruim, mas parte da natureza da mulher, e sua marca / Abstract: Women¿s perception of menstruation and their opinion about changes in the menstrual pattern resulting from the use of contraceptive methods were studied. This was a descriptive and exploratory study that used qualitative methods. The data were obtained through eight focus groups. Women were selected following the "snow ball" technique, and complied the following criteria: above 21 years of age; menstruating; having had sexual intercourse; no infertility problems. The 64 women interviewed were divided into four categories according to age (21 ¿ 34 and 35 or more) and level of education (up to eighth grade and high school or more). The discussions were recorded with the participants¿ authorization. After transcription and revision of the text, categories were grouped using the Ethnograph V5.0 software. The analysis, using symbolic interactionism as the theoretic model, allowed the identification of perceptions and meanings concerning menstruation. Menstruation was associated with health, femininity, fertility and youth although it was described as a nuisance, uncomfortable and embarrassing. Menarche was seen as the mark of the passage from childhood to womanhood, and of the awakening of sexuality. Taboos, considered as in extinction, described menstruating women as vulnerable and dangerous to others at the same time. There were opposite opinions regarding sexual intercourse during menses. Most women preferred a reduction in length and amount of bleeding as a side effect of contraceptive methods. Nevertheless, amenorrhea was regarded as an aggression to their nature. Menopause was associated to disease and lack of youth and fertility. The author concluded that menstruation was regarded with ambiguity: in spite of its uncomfortable symptoms and limitations, it was perceived as a significant and necessary part of their lives / Mestrado / Ciencias Biomedicas / Mestre em Tocoginecologia
5

Educando-nos em grupo por ações reflexivas em saude-uma enfase na pratica assistencial do enfermeiro

Dyniewicz, Ana Maria January 1995 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciencias da Saude / Made available in DSpace on 2012-10-16T08:03:15Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T19:31:10Z : No. of bitstreams: 1 102918.pdf: 3348154 bytes, checksum: bfe7b93972f18bb6da030c9f715888c9 (MD5) / Relato de uma experiência vivida em pequenos grupos de indivíduos, na função de bancários, desenvolvida dentro de uma proposta de educação em saúde levadas a efeito pelo enfermeiro. Utilizou-se uma abordagem metodológica norteada por um marco conceitual e implementada dentro da abordagem didática pedagógica da problematização de Paulo Freire. A análise de conteúdo das crenças, valores, experiências e ações dos indivíduos, reunidos em grupo, quanto a questão norteadora: por que as pessoas adoecem? foi direcionada para uma construção crítico-reflexiva-dialógica da multicausalidade do adoecer humano.
6

O Carater educativo das ações em saude : entre o biologico e o politico

Garcia, Adir Valdemar January 1997 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciencias da Educação / Made available in DSpace on 2012-10-17T02:46:54Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T21:46:51Z : No. of bitstreams: 1 108763.pdf: 7952987 bytes, checksum: 7a99d1cef1c96a505f189b732a136b96 (MD5) / Este trabalho tem por objetivo apresentar uma discussão sobre o caráter educativo das ações em saúde para além daquele voltado para a prevenção, tratamento e cura de doenças. Neste sentido, busco ressaltar um caráter educativo de teor político que colabore com a formação permanente do cidadão e, conseqüentemente, com a construção de uma sociedade mais igualitária. A pesquisa empírica - estudo de caso - mostra que, na prática, não tem sido desenvolvido um trabalho com teor político de cunho transformador. Isto possibilita dizer que as ações desenvolvidas no Centro de Saúde analisado ainda são inexpressivas no que diz respeito à colaboração para a formação do cidadão. Esta consideração aponta para a necessidade premente de promoção de ações que
7

A Mulher com câncer de mama do sintoma ao tratamento

Rosa, Luciana Martins da January 2011 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2011 / Made available in DSpace on 2012-10-25T15:33:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 294664.pdf: 1811935 bytes, checksum: c29c36c3283bf056a7a43748937bd1c5 (MD5) / Este estudo utilizou como métodos de investigação revisão integrativa, pesquisa qualitativa e pesquisa descritiva, para atender aos objetivos propostos: identificar nas publicações da LILACS, SciELO e PubMed, período 2004-2009, fatores contribuintes para a elevação das taxas de sobrevida em cinco anos e de sobrevida livre de doença de mulheres com câncer de mama; analisar fatores condicionantes associados ao estadiamento avançado do câncer de mama; analisar o intervalo de tempo, entre as etapas diagnósticas e terapêuticas, do sintoma ao tratamento adjuvante de mulheres com câncer de mama; conhecer o significado do câncer de mama, na percepção da mulher, no intervalo de tempo do sintoma da doença ao tratamento adjuvante; conhecer o itinerário terapêutico adotado pelas mulheres com câncer de mama, no intervalo de tempo do sintoma da doença ao tratamento adjuvante. O referencial teórico utilizado foi o Sistema de Cuidados à Saúde e publicações científicas que compõe a introdução e a revisão integrativa deste estudo. A coleta de dados ocorreu de maio a dezembro de 2010. Foi realizada em 24 prontuários de mulheres com câncer de mama, que iniciaram o tratamento da doença no ano de 2009 e através de entrevista semiestruturada com 13 mulheres com câncer de mama, assistidas pelo Sistema Único de Saúde em instituição especializada no atendimento oncológico em Santa Catarina/Brasil. Para análise dos dados utilizou-se estatística descritiva e análise de conteúdo. Os resultados mostraram que a maior incidência da doença ocorre entre os 40 e 60 anos. A baixa escolaridade, as mulheres casadas, com profissões/ocupações relacionadas à atividades domésticas estão associadas a estádios avançados da doença, estádios II e III. Programas de rastreamento, elevação da escolaridade e do padrão socioeconômico são fatores contribuintes para elevação das taxas de sobrevida, bem como a utilização dos atuais métodos diagnósticos genéticos, imuno-histoquímicos, e citológicos para os diagnósticos mais precisos e as contribuintes para elevação das taxas de sobrevida, bem como a utilização dos atuais métodos diagnósticos genéticos, imuno-histoquímicos, e citológicos para os diagnósticos mais precisos e as terapêuticas convencionais associadas às novas terapêuticas. O intervalo de tempo do sintoma ao início do tratamento, quimioterapia neoadjuvante ou cirurgia, equivaleu a mediana de 245 dias e da cirurgia até a adjuvância 45 dias. O intervalo de tempo prolongado entre as diversas etapas diagnósticas e terapêuticas favorece ao estadiamento avançado, à redução das taxas de sobrevidas e à elevação dos gastos públicos para o tratamento do câncer de mama avançado e suas consequências. O significado do câncer envolve, principalmente, a ansiedade sentida no período do diagnóstico, a dificuldade para aceitação da doença e da alteração da imagem, o medo da doença e da morte, a impossibilidade de trabalhar e a repadronização dos hábitos de vida. O itinerário terapêutico associa cuidados com o corpo, alimentação, aparência, espiritualidade, acompanhamentos com os profissionais da área da saúde e a busca de informações. Os resultados apontam para a necessidade da adoção de políticas públicas que possam educar para a saúde e favorecer o desenvolvimento socioeconômico da população brasileira. Também apontam para a necessidade da efetividade da Política Nacional de Atenção Oncológica e do Sistema Único de Saúde, incluindo a adequação das ações em saúde, de acordo com a realidade de cada região brasileira. Incluindo também melhorias na infraestrutura, equipamentos, aumento do número de profissionais especializados em saúde e no atendimento oncológico, aprimoramento técnico-científico, formação continuada, redução do fluxo de encaminhamento entre a baixa, média e alta complexidade. Para Enfermagem, os resultados contribuem para o replanejamento dos cuidados de enfermagem desde a atenção primária até a terciária, fortalecendo este cuidado para o atendimento das necessidades de cuidado em todas as dimensões da mulher com câncer de mama. Isso implica na urgência de especialização dos profissionais contribuindo para a qualificação da Enfermagem e da Enfermagem Oncológica. / This study used as methodology research the integrative, qualitative research and descriptive research to reach the proposed objectives: identify on LILACS, SciELO and Pubmed publications, in the period between 2004-2009, the factors which contributed to the increase of the survival rate in 5 years and the disease-free survival rate on women with breast cancer; to analyze the determinants factors for the staging of advanced breast cancer; to analyze the time interval from symptom to the adjuvant treatment of women with breast cancer; to know the meaning of breast cancer, in the perception, in the time interval from symptom of the disease to adjuvant therapy; to the therapeutic itinerary adopted by women with breast cancer in the time interval from symptom of the disease to adjuvant therapy. The theoretical referential used was the Health Care System and the results from scientific studies related in this work. Data collection was realized in 24 woman#s handbooks with breast cancer since whom started the treatment in 2009. We also used a semi-structured interviews with 13 woman treated by National Health System at an institution specialized in oncology care of Santa Catarina/Brazil, from May to December 2010. For analysis, we used simple statistics and content analysis. The results showed that the highest incidence of the disease occurs between 40 and 60 years. The low education, married women and profession/occupations related to household activities were associated with advanced stages of disease, stage II and III. Screening programs, increment of the education and socioeconomic level are contributing factors to augment the survival rates, as well as the use of current genetic, immunohistochemical and cytologic diagnostic methods, for more accurate diagnoses and therapies associated with conventional new therapies. The average time interval from symptom to treatment, neoadjuvant chemotherapy or surgery, was 245 days, and from surgery to adjuvant treatment 45 days. The great times intervals between the diagnostic and therapeutics steps conducive to the advanced stage, reduction of the survival rates and increment of the government spending for the treatment of advanced breast cancer and its consequences. The meaning of cancer involves mainly the anxiety felt at the time of diagnosis, the difficulty for acceptance of the disease and the image changing, fear of illness and death, the impossibility of working and the repatterning of the living habits. The itinerary combines therapeutic body care, nutrition, appearance, spirituality, accompaniments with health care professionals and information seeker. The results point the need to adopt public policies to health education and to promote the socioeconomic development of the Brazilian population. They also point the need of the effectiveness of the National Oncological Care and Health System, including the adequacy of health actions, in accordance with the reality of each region. This also includes infrastructure improvements, equipment, increment of the number of the specialized professionals in health and oncology care, technical and scientific improvement, continuing education, reduction of the flow of routing between low, medium and high complexity. For nursing, the results contribute to the redesign of nursing care from primary to tertiary, strengthening this care to meet the needs of care in all dimensions of women with breast cancer. This emphasizes the urgency of expertise of professionals contributing to the qualification of Nursing and Oncology Nursing.
8

Além da aparência, em busca da essência

Vieira, Ricardo Camargo January 2007 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública. / Made available in DSpace on 2012-10-23T04:24:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 246091.pdf: 576712 bytes, checksum: 708fb51b4d283c121f64f8c763ccaafc (MD5) / Esta pesquisa se propõe a contribuir com a discussão do papel do setor saúde na busca por vidas mais longas e saudáveis, ajudando na ressignificação corrente dos objetivos desta área do conhecimento e influenciando, por conseqüência, na assistência prestada e nos seus métodos de intervenção. Procurando traçar paralelos entre vários conceitos, faz-se um recorte teórico e encontra-se a possibilidade de se entender o bem-estar subjetivo como expressão da Promoção da Saúde. Podendo ser compreendido coloquialmente como felicidade, o bem-estar subjetivo acaba por ser apontado como item imprescindível para o entendimento dos conceitos de Promoção da Saúde e Qualidade de vida e para a possibilidade de um olhar diferenciado sobre os determinantes da longevidade. Observou-se que a partir de um patamar digno de condições socioeconômicas, a contribuição das questões materiais e objetivas para a longevidade não é comprovada. Este estudo objetivou identificar aspectos presentes ao longo da vida de sujeitos de pesquisa longevos e discutir a ligação desses aspectos com a longevidade. A pesquisa foi realizada pelo método de História de Vida na cidade de Antonio Carlos (SC), a 2a cidade em expectativa de vida no Brasil e que detém bons Índice de Desenvolvimento Humano e Índice de Exclusão Social. Encontrou-se a associação da longevidade com as categorias ocupação, autonomia, resiliência, solidariedade, espiritualidade, sentimento de realização, relacionamentos afetivos, celebração e esperança.
9

Saude e biomedicina : elementos para uma analise da relação saude-educação

Silva, Maria de Fatima da January 1995 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão / Made available in DSpace on 2012-10-16T09:20:54Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T19:28:23Z : No. of bitstreams: 1 105651.pdf: 5335618 bytes, checksum: a22cfd3def0f3d37a3a13dfd7f7558ca (MD5) / Este estudo tem por objetivo analisar a relação entre educação e saúde e a medicalização da sociedade brasileira, através da análise histórica do saber e prática médica e da institucionalização dos serviços públicos de saúde. O questionamento do sistema institucional é centrado na crítica da neutralidade médico-científica pela identificação da natureza histórico-social daquele saber e prática, bem como pela funcionalidade dos serviços de saúde ao sistema capitalista.
10

Inatividade física no lazer e outros comportamentos de risco à saúde em trabalhadores do setor industrial no Brasil

Oliveira, Elusa Santina Antunes de 25 October 2012 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Florianópolis, 2010 / Made available in DSpace on 2012-10-25T07:46:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 286108.pdf: 1095767 bytes, checksum: 5cabeb992e5533b224af52d2e03ef077 (MD5) / Este estudo teve como objetivo analisar a inatividade física no lazer (IFL) e outros comportamentos de risco à saúde-CRS (tabagismo, consumo elevado de bebidas alcoólicas e consumo insuficiente de frutas/verduras), por meio de análise secundária dos dados do Projeto Estilo de vida e hábitos de lazer de trabalhadores da indústria. O projeto, desenvolvido pelo Serviço Social da Indústria (SESI) em parceria com o Núcleo de Pesquisa em Atividade Física e Saúde (NuPAF/UFSC), incluiu uma amostra de 2.775 empresas e 47.477 trabalhadores das indústrias de 24 departamentos regionais do SESI (23 estados brasileiros e o Distrito Federal). Trata-se de um estudo descritivo, de base populacional, realizado por meio de inquérito epidemiológico transversal. O tamanho da amostra foi calculado para cada Departamento Regional, considerando-se a distribuição dos trabalhadores em empresas de grande (500 ou mais trabalhadores), médio (100 a 499) e pequeno porte (20 a 99). Os dados foram coletados, em 2004 e no período de 2006-2008, por meio de um questionário previamente validado. Observou-se que a maior parte dos trabalhadores da indústria é do sexo masculino (69,2%), com idade menor que 30 anos, casado, com grau de escolaridade equivalente ao ensino médio completo e renda familiar mensal entre R$ 601,00 e R$ 1.500,00. A prevalência de IFL foi 45,4%, sendo mais frequente entre as mulheres, os indivíduos com 40 anos ou mais, os casados, os residentes na região Nordeste e os com menor escolaridade. A prevalência de tabagismo foi 13%, sendo maior entre os homens, os indivíduos com 40 anos ou mais, os casados, os trabalhadores da região Norte, os com menor escolaridade e os menor renda familiar mensal. O consumo elevado de bebidas alcoólicas foi de 32,9%, com maior prevalência entre os homens, os trabalhadores com idade entre 30 e 39 anos, os trabalhadores não casados, com ensino fundamental completo, com maior renda familiar mensal e os residentes na região Nordeste. Referiram consumo insuficiente de frutas/verduras (menos de cinco dias por semana) 35,4% dos trabalhadores, com maior prevalência entre os homens, os trabalhadores com menos de 30 anos de idade, os não casados, os residentes na região Norte, com menor escolaridade e aqueles com menor renda familiar mensal. Quanto à associação da IFL e outros CRS, tanto entre os homens como entre as mulheres, verificou-se maior probabilidade de inatividade física no lazer entre os fumantes e entre aquelas com consumo insuficiente de frutas e/ou verduras. Na simultaneidade de CRS, pouco mais de um quinto da população não apresentou nenhum CRS estudado. A prevalência de um CRS nos homens foi de 39%, com maior frequência de consumo elevado de bebidas alcoólicas. Entre as mulheres, a proporção com um CRS foi de 45,5% com maior frequência da IFL. A presença de todos os comportamentos inadequados foi observada em menos de 2% dos homens e 1% das mulheres. As chances dos homens apresentarem um CRS foi maior nos que tinham entre 30 e 39 anos e naqueles com maior renda familiar. Para dois ou mais CRS, a maior chance de ocorrência foi nos homens mais velhos, naqueles que residiam na região Norte e, discretamente, naqueles de renda intermediária. Nas mulheres, as chances de ter um CRS foi maior nas residentes em outras regiões em comparação às residentes na região Sul. Dois ou mais CRS também se associou às regiões, à faixa etária e à escolaridade. Observouse que o CRS mais prevalente entre as mulheres foi a IFL (60,6%), seguido pelo consumo insuficiente de frutas/verduras (30,6%). Para os homens, três CRS tiveram prevalências semelhantes: consumo elevado de bebidas alcoólicas, 39,1%; IFL, 38,8% e consumo insuficiente de frutas/verduras, 37,4%. As características demográficas e socioeconômicas diferiram entre os grupos de maior prevalência nos CRS investigados.

Page generated in 0.1394 seconds