• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 68
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 69
  • 24
  • 24
  • 11
  • 10
  • 9
  • 9
  • 9
  • 8
  • 8
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • 6
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

A escrita psicotica

Freire, Marcelo Muniz 12 November 2001 (has links)
Orientador: Nina Virginia de Araujo Leite / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem / Made available in DSpace on 2018-07-31T14:55:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Freire_MarceloMuniz_D.pdf: 7019092 bytes, checksum: 47655bfcc02dd89e31d8b4477cc9eb80 (MD5) Previous issue date: 2001 / Résumé: Le but de cette these est de réaliser une lecture du concept de psychose, au cours des oeuvres de Freud et Lacan, en explicitant son statut logique, à l 'interieur des principaux moments conceptuels théoriques et cliniques de ces deux penseurs de Ia psychanalise, afin d'apréender les modeles linguistiques qui sont en train d'agir aux doctrines de ces psychanalistes. La proposition dessus formulé implique déjà l' assumption du compromis, dans cette these, avec Ia presupposition de que les psychopathologies psychotiques se configurent, surtoutn comme des disturbes du langage, ça veut dire, disturbes de Ia relation du sujet avec le langage. L'articulation du concept de psychose dans ses divers statuts à l'interieur de Ia psychanalise freudienne et lacanienne a comme but non seulement I'exegese dun. important concept théorique, mais aussi vise l'élaboration des théories de Ia cure de Ia psychose qu'on peut soustraire des tours de force théoriques de Freud et Lacan. 11 / Resumo: A proposta desta tese é de realizar uma leitura do conceito de psicose, ao longo das obras de Freud e Lacan, explicitando o seu estatuto lógico, dentro dos principais momentos conceituais das elaborações teórico e clínicas dos dois pensadores da psicanálise, bem como analisar as relações entre lingüística e psicanálise, a fim de apreender os modelos lingüísticos que estão em ação nas doutrinas destes psicanalistas e suas conseqüências para o estudo das psicoses. A proposta acima formulada implica o compromisso assumido, nesta tese, com o pressuposto de que as psicopatologias psicóticas se configuram, antes de tudo, como distúrbios de linguagem, distúrbios da relação do sujeito com a cadeia significante. A articulação do conceito de psicose em seus diversos estatutos no interior da psicanálise freudiana e lacaniana tem como objetivo não somente a exegese de uma noção teórica importante em tais doutrinas, mas também visa a elaboração das teorias do tratamento psicanalítico das psicoses que se podem depreender dos esforços teóricos de Freud e Lacan / Doutorado / Doutor em Linguística
22

Do delirante ao ficcional : um estudo sobre a situação psicanalitica em um caso de paranoia

Freire, Joyce Marly Gonçalves 20 August 2004 (has links)
Orientador: Mario Eduardo Costa Pereira / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-04T00:37:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Freire_JoyceMarlyGoncalves_D.pdf: 18552315 bytes, checksum: 04dedf52ea8df2f3b90152c75ffb582b (MD5) Previous issue date: 2004 / Resumo: Esta pesquisa consiste em um estudo psicanalítico a respeito de uma paciente paranóica atendida no Ambulatório de Psicoterapia Psicanalítica. Considera-se que sua paranóia não pode ser separada de sua produção literária e gráfic~ pois elas estão entranhadas umas nas outras. Depara-se, então, no decorrer do trabalho, com a seguinte questão: por que a escrita, tão essencial à paciente, não fora suficiente para conter o desdobramento de seus conteúdos psicóticos? O lugar proeminente da escrita na vida dessa paciente exige algumas reflexões a respeito da conceitualização da escrita na metapsicologia fteudiana - o traço, o rastro, a escrita constitutiva da memória do inconsciente. Assim, o método desta pesquisa é dado pelas relações entre a memória e a escrita psíquica, pois elas trazem à cena as questões da fala e da imagem, de forma que a linguagem escrita e falada na psicanálise não escapa do. valor essencial do sonho como paradigma para o tratamento: este é o modelo da memória infantil. Ao se nomear esta pesquisa como "Do delirante ao ficcional: um estudo sobre a situação psicanalítica em um caso de paranóia", considera-se o tratamento de Lia como uma construção de lugares nos quais a escrit~ em constante movimento, desloca-se e, permeada pela sonoridade da voz de um outro na transferência, pode ser concebida no terreno da ficção. Formula-se que com a escrita a paciente busca dar voz ao que era mudo dentro de si. Nos aportes transferenciais, a pulsão da voz efetivada pela leitura de um outro - o leitor - encontra seu lugar nesta pesquisa. Para pensar sobre esta questão, toma-se como modelo o imprescindível leitor da escrita de Freud. Considera-se, então, que a produção escrita da paciente softe uma transformação subjetiva na situação analítica na qual a materialidade da voz do leitor faz-se presente / Abstract: This research consists of a psychoanalytical study regarding a paranoid patient assisted at the Clinic of Psychoanalytical Psychotherapy. Her paranoia is considered to be inseparable ftom her literary and graphic productions because they are intrinsica11yinvolved in one another. Along the work we come across the following question: why was her writing, which is so essential to the patient, not enough to contain the unfolding of her psychotic contents? The prominent place ofthe writing in the patient's life demands some reflections regarding the conceptualization of the writing in the Freudian metapsychology - the Une, the trace, the constituent writing of the unconscious's memory. Thus the method of this research is given by the relationships between the memory and the psychic writing, because they bring to the scene the issues of speech and image, so that the written and spoken language in the psychoanalysis do not escape :&omthe essential value of the dream as paradigm for the treatment: this is the model of the infantilememory. Naming this research "From the deUriousto theficcional: a study about the psychoanalytic situation in a case of paranoia", Lia's treatment is considered a construction of places where the writing, in constant movement, shifts and, permeated by the sonority of somebody else's voice in the transfer, can be undestood in the realm of fiction. It is formulated that, with the writing, the patient wants to give voice to what was mute inside her. In the transferencial contributions the pulsion ofthe voice executed by the reading of the "other" - the reader - finds its place in this research. To think about this subject, the indispensable reader of Freud's writing is taken as model. It is considered, then, that the patient's written production suffers a subjective transformation in the analytical situation in which the materiality of the reader's voice is made present / Doutorado / Saude Mental / Doutor em Ciências Médicas
23

Psicose e escrita: ao pé da letra / Psychose et écriture: au pied de la lettre

Julia Cristina Tosto Leite 05 December 2012 (has links)
Cette thèse aborde la clinique psychanalytique de la psychose à travers dune articulation entre psychose et écriture, em privilégiant la relation entre poussée à écrire at la valorisation de la lettre comme caractéristique de la posicion du sujet dans le linguagem. Premièrement nous considérons que lintersection entre linconscient et la pulsion, présent dans loeuvre de Freud et dans lenseignement de Lacan, constitue um point de travail conceptuel important pour la discussion de notre thème . Puis, en prenant le postulat de linconscient à ciel ouvert dans la psychose, nous chercherons souligner que Freud at Lacan ont établi une dimension de la création dans la psychose corrélative à la non-inscription de la fonction paternelle. Parmi les stratégies pour la stabilisation de la psychose, nous soulignons lutilisation de lécriture comme lune des conséquences fondamentales de cet enseignement. Nous examinerons encore la relation entre folie et littérature et lês phénomènes de la linguagem communs das la psychose comme références importantes à la discussion sur les relations entre psychose et écriture à partir du concept lacanienne de lettre. Finalement, nous présentons notre expérience dans un atelier décriture dans le champ de la santé mentale , em préconisant son importance comme recour clinique daccueil de la particularité structurale de La psychose. / Esta tese aborda a clínica psicanalítica da psicose através de uma articulação entre psicose e escrita, privilegiando a relação entre o empuxo à escrita e a valorização da letra como característica da posição do sujeito na linguagem. Consideramos, inicialmente, que a interseção entre inconsciente e pulsão, presente na obra freudiana e no ensino lacaniano, constitui um ponto de trabalho conceitual importante para a discussão de nosso tema. Em seguida, tomando a postulação do inconsciente a céu aberto na psicose, buscamos destacar que Freud e Lacan estabelecem uma dimensão de criação na psicose correlativa a não inscrição da função paterna. Entre as estratégias de estabilização da psicose, enfatizamos o recurso da escrita como uma das implicações fundamentais desse ensinamento. Examinamos, ainda, as relações entre loucura e literatura e os fenômenos de linguagem comuns na psicose como referências importantes para a discussão das relações entre psicose e escrita a partir do conceito lacaniano de letra. Finalmente, apresentamos nossa experiência em uma oficina de escrita no campo da saúde mental, defendendo sua importância como dispositivo clínico de acolhimento da peculiaridade estrutural da psicose.
24

O ordálio na psicose : um estudo psicanalítico teórico clínico

Coelho, Elisa Araújo 11 1900 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2013. / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2014-02-17T13:12:19Z No. of bitstreams: 1 2013_ElisaAraujoCoelho.pdf: 1061200 bytes, checksum: a76718511a2418740b06d9b4cefa17e8 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2014-02-17T13:59:51Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_ElisaAraujoCoelho.pdf: 1061200 bytes, checksum: a76718511a2418740b06d9b4cefa17e8 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-02-17T13:59:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_ElisaAraujoCoelho.pdf: 1061200 bytes, checksum: a76718511a2418740b06d9b4cefa17e8 (MD5) / A presente dissertação propõe-se a verificar se fantasias ordálicas infantis se atualizam no contexto que leva à irrupção de uma crise psicótica. Neste trabalho, pensaremos em ordálio como prova de linhagem, remetendo ao campo originário da pessoa. A prova ordálica muitas vezes constitui um ritual de passagem, o qual busca marcar de forma simbólica a passagem de um estado para um outro. Buscamos compreender como se dá a vivência de pessoas psicóticas no que tange a mudança de papéis sociais. Para tanto, realizaremos o estudo de dois casos clínicos de psicose: um caso de esquizofrenia e outro de paranoia, os quais nos permitirão levar em conta especificidades dos quadros na análise. A partir desta investigação, refletimos sobre como se deu a vivência do complexo de Édipo e de castração nestes casos de psicose, buscando verificar se houve a ocorrência ou não de provas ordálicas na infância dos sujeitos. Questionamos se o psicótico foi submetido a certas idealizações em sua infância as quais, posteriormente, se tornam fantasias ordálicas que se atualizam no contexto que precede uma crise psicótica. Após a análise dos casos clínicos, pudemos verificar que em ambos os casos houve a vivência de provas ordálicas no momento que antecedeu o surto psicótico. Ficou inconclusiva a questão da ocorrência de um ordálio real na infância de futuros psicóticos. Verificamos em ambos os casos, como constatado no caso Schreber, que as fantasias ordálicas atualizadas no momento da crise remetem ao complexo paterno, devido a não identificação com a figura do pai. Também verificamos que o delírio constituído posteriormente tem como papel uma tentativa de cura ao narcisismo ferido devido ao fracasso da prova ordálica. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This study aims to verify whether ordalic fantasies from childhood are updated in the context that leads to the irruption of a psychotic break. In this work, we will think of ordeal as proof of lineage, leading us back to the original backgrounds of a person. An ordealic proof often constitutes a rite of passage, which seeks to symbolically mark the passage from one state to another. We seek to understand how the experience of a psychotic person is when it comes to shifting social roles. For this aim, we will accomplish two case studies of psychosis: a case of schizophrenia and another of paranoia, which will allow us to take into account specificities of the disorders in the analysis. From this investigation, we reflect on how was the experience of the Oedipus complex and castration in these cases of psychosis seeking to verify if there was the presence or absence of ordalic experiences in the person’s childhood. We question whether the psychotic underwent certain idealizations in its infancy, which subsequently become ordalic fantasies that are updated in the context that precedes a psychotic break. After the analysis of clinical cases, we observed that in both cases there was evidence of ordalic experience on the moment that preceded the psychotic break. It was inconclusive the question of the occurrence of a real ordeal in the childhood of the future psychotic. We verified in both cases, as found in the Schreber case, that the ordalic fantasies updated at the moment of the crisis refer to the father complex, due to non-identification with the father figure. We also verified that the delusion that emerges after the psychotic break is an attempt to cure the wounded narcissism due to the failure of the ordalic proof.
25

A teoria da metempsicose pitagórica

Pereira, Angelo Balbino Soares 22 October 2010 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasilia, Instituto de Ciencias Humanas, Departamento de Filosofia, Programa de Pos-Graduac?o em Filosofia, 2010. / Submitted by Raquel Viana (tempestade_b@hotmail.com) on 2011-06-15T17:11:50Z No. of bitstreams: 1 2010_AngeloBalbinoSoaresPereira.pdf: 720248 bytes, checksum: 668eff21491f05e7962027cf2dd1255c (MD5) / Approved for entry into archive by Guilherme Lourenço Machado(gui.admin@gmail.com) on 2011-06-16T13:55:11Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2010_AngeloBalbinoSoaresPereira.pdf: 720248 bytes, checksum: 668eff21491f05e7962027cf2dd1255c (MD5) / Made available in DSpace on 2011-06-16T13:55:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2010_AngeloBalbinoSoaresPereira.pdf: 720248 bytes, checksum: 668eff21491f05e7962027cf2dd1255c (MD5) / A Questão Pitagórica é a expressão do conjunto de dificuldades e desafios que comportam o estudo sistemático, crítico e científico do ponto de vista histórico-filosófico sobre Pitágoras de Samos. A Questão Pitagórica abrange dois grandes temas: a questão histórica, que se refere à possibilidade de elaboração de uma biografia de Pitágoras; e a questão filosófica, que é a questão sobre como ocorreu a formação filosófica de Pitágoras. A Questão Pitagórica será um debate sobre a questão das fontes para o estudo do pitagorismo. A nossa pesquisa continua com a história e o conceito de psyché de Homero a Pitágoras, a fim de termos uma compreensão da evolução histórica desse conceito, o qual explica como a psyché desenvolveuse de uma concepção mítico-poética para se tornar crítico-racional. Da mesma maneira, enfrentaremos a história e o conceito de metempsicose, isto é, a teoria sobre a transmigração da alma. O Fédon é talvez o testemunho de maior importância da teoria da metempsicose pitagórica. A relevância desse diálogo para a tradição filosófico-platônica está profundamente conectada com a retomada das teorias pitagóricas da psyché e do conceito pitagórico de metempsicose, apontando para dois caminhos filosóficos: a ética expressão do comportamento pitagórico e a epistemologia como outro vértice do empenho intelectual pitagórico. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Pythagorean Question is the expression of all the difficulties and challenges that involve the systematic study, critical and scientific point of view of historical and philosophical about Pythagoras of Samos. Pythagorean Question covers two main themes: the historical question, which refers to the possibility of preparing a biography of Pythagoras, and the philosophical question, that is the question how the formation was philosophical Pythagoras. Pythagorean Question will be a debate on the question of sources for the study of Pythagoreanism. Our research continues with the story and the concept of psyché from Homer to Pythagoras, in order to have an understanding of the historical evolution of this concept, which explains how psyché developed a design for the mythical-poetic become critical-rational. Likewise, we face the history and concept of metempsychosis, ie the theory of the transmigration of the soul. The Phaedo is perhaps the most important testimony of the theory of Pythagorean metempsychosis. The relevance of this dialogue to the tradition Platonic-philosophy is deeply connected with the resumption of the Pythagorean theories of the psyché and the metempsychosis pointing to two philosophical ways: the ethics as expression of Pythagorean conduct, and the epistemology as another vertex of the Pythagorean intellectual endeavor.
26

Atenção de enfermagem ao familiar do dependente químico : grupo como estratégia do cuidar / Nursing attention to the drug addict’s family : group as a care strategy

Moraes, Leila Memória Paiva January 2008 (has links)
MORAES, Leila Memória Paiva. Atenção de enfermagem ao familiar do dependente químico : grupo como estratégia do cuidar. 2008. 242 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2008. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2012-02-17T11:50:00Z No. of bitstreams: 1 2008_tese_lmpmoraes.pdf: 5589752 bytes, checksum: 9317bc7035bde87143848d90f8746c57 (MD5) / Approved for entry into archive by Eliene Nascimento(elienegvn@hotmail.com) on 2012-02-27T11:31:41Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_tese_lmpmoraes.pdf: 5589752 bytes, checksum: 9317bc7035bde87143848d90f8746c57 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-02-27T11:31:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_tese_lmpmoraes.pdf: 5589752 bytes, checksum: 9317bc7035bde87143848d90f8746c57 (MD5) Previous issue date: 2008 / The family is an important partner in the drug addict’s treatment. By living directly with drug abuse by part of its members, however, the family also starts to face difficulties in dealing with this matter, which became a serious public health problem. Supposing that the family is an important element in the establishment of support to the addict and starting from the principle that the codependent behavior is present in the lives of the relatives, we denfend the thesis that family members of drug addicts need assistance, having the chance to benefit from a support group. One aims to analyze the group process as in instrument for Nursing Care to relatives of drug addicts through: group’s characterization in socioeconomic and demographic terms; description of the process and the phases of the group’s development and identification of the way codependence is expressed in groups of drug addicts’ relatives. Descriptive study with a qualitative approach, conducted with relatives of drug addicts attended by a Center Of Psicosocial Attention (CAPS-ad) in Fortaleza-Ceará. Data produced through a semi structured interview and ten group sessions, using experience workshops. As theoretical-methodological support, one used the Nurse Group Process, developed by Loomis (1979). Participated in the research eleven families of drug addicts in treatment. In the results, one noticed it is a heterogeneous group concerning socioeconomic and demographic characteristics, as well as stories of life. The relatives of drug addicts may benefit from support groups as a care strategy; the theoretical principles described were feasible, contributing for the affection in the group and for the quality of the assistance in mental health; the method used was appropriate for the investigation, making possible the approximation of the reality experienced and the identification of forms of expression of codependence. The relatives presented a codependent behavior through suffering, emotional pain and physical and psychic disease, reflected in multiple responses, between them: fear, distrust, guilt, excess of care/control for others and lack of care for themselves and changes in lifestyle. One identified some feelings which came from this experience, among them: unfulfillment, unsureness, anguish, fear, depression, anxiety, sadness, hopelessness and feelings of loss and guilt. This study becomes relevant due to revealing the experience of the family member of drug addicts, because it strengthens this support net and because it approximates a theoretical and instrumental reference, and the group approach, necessary for the nurse’s practice. / Atenção de enfermagem ao familiar do dependente químico: grupo como estratégia do cuidar. Fortaleza, 2008. 242p. Tese (Doutoramento em Enfermagem) - Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Universidade Federal do Ceará. A família é parceira imprescindível no tratamento do dependente químico. Convivendo diretamente com o uso abusivo de drogas por parte de alguns de seus membros, a organização familiar passa a vivenciar, também, dificuldades ao lidar com essa problemática, a qual se tornou um sério agravo à saúde pública. Supondo que a família é um elemento importante na montagem da rede de apoio ao dependente químico e partindo do princípio de que o comportamento de co-dependência está presente na vida desses familiares, interferindo em sua saúde mental e no modo de lidar com a condição de dependência química de seu parente, defendemos a tese de que os familiares de dependentes químicos necessitam de assistência, podendo ser beneficiados por meio de um grupo de apoio. Objetiva-se Analisar o processo grupal como instrumental do cuidado de enfermagem ao familiar do dependente químico, mediante: caracterização do grupo nos aspectos socioeconômicos e demográficos; descrição do processo e das fases de desenvolvimento do grupo; e identificação do modo como a co-dependência é expressa no grupo de familiares de dependentes químicos. Estudo descritivo com abordagem qualitativa, realizado com familiares de dependentes químicos assistidos em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS-ad) de Fortaleza-Ceará. Dados produzidos por meio de entrevista individual e de dez sessões grupais, utilizando-se oficinas vivenciais. Como suporte teórico-metodológico, utilizou-se o processo grupal para enfermeiros, desenvolvido por Loomis (1979). Participaram da pesquisa onze familiares de dependentes químicos em acompanhamento. Nos resultados, constatou-se ser um grupo heterogêneo quanto às características socioeconômicas, demográficas e de suas histórias de vida. Os familiares de dependentes químicos podem ser beneficiados por meio de grupo de apoio como estratégia do cuidar; os princípios teóricos descritos foram exeqüíveis, contribuindo para a efetividade do grupo e para a qualidade da assistência em saúde mental; o método utilizado se adequou à investigação, possibilitando a aproximação da realidade vivenciada e a identificação das formas de expressão da co-dependência. Os familiares manifestaram o comportamento co-dependente por meio do sofrimento, dor emocional e adoecimento físico e psíquico, refletidos em respostas múltiplas, entre elas: medo, desconfiança, culpa, excesso de cuidado/controle para com o outro e descuido para consigo e mudanças no estilo de vida. No grupo foram identificados alguns sentimentos oriundos dessa vivência de co-dependência, entre eles: descontentamento, incertezas, angústia, medo, depressão, ansiedade, tristeza, desesperança e sentimentos de perda e de culpa. Esta investigação mostra-se relevante por desvelar a vivência do membro familiar do dependente químico, pelo fato de reforçar a importância do fortalecimento desta rede de apoio e pela aproximação de um referencial teórico e instrumental, a abordagem grupal, necessária para a prática do enfermeiro.
27

A clínica da psicose na clínica do CAPS : reflexões a partir das perspectivas do paciente, de sua família e de profissionais que o atendem num CAPS de São Luís (MA)

Carvalho, Isalena Santos January 2008 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, 2008. / Submitted by wesley oliveira leite (leite.wesley@yahoo.com.br) on 2009-09-11T17:29:01Z No. of bitstreams: 1 2009_IsalenaSantosCarvalho.pdf: 2203427 bytes, checksum: 4c3e12798e9345f56daf6938aaa29f9f (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2009-09-14T12:51:15Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_IsalenaSantosCarvalho.pdf: 2203427 bytes, checksum: 4c3e12798e9345f56daf6938aaa29f9f (MD5) / Made available in DSpace on 2009-09-14T12:51:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_IsalenaSantosCarvalho.pdf: 2203427 bytes, checksum: 4c3e12798e9345f56daf6938aaa29f9f (MD5) Previous issue date: 2008 / Este estudo teve como principal objetivo discutir o atendimento ao paciente psicótico no CAPS a partir das perspectivas dele, de sua família e dos profissionais que o atendem num serviço de São Luís (MA). Como ramificações desse objetivo, visou-se identificar concepções sobre: o paciente psicótico; a proposta de tratamento do CAPS a esse sujeito; e a contribuição da família para seu atendimento. Participaram do estudo uma paciente, quatro membros de sua família e seis profissionais. Foram utilizados diário de campo e entrevistas individuais. A análise do discurso foi o referencial de análise do material. Observou-se que os familiares tendem tanto a relevar os comportamentos apresentados pelo paciente, por não o considerarem capaz de discernimento, quanto a caracterizar os que indicam afronta ao funcionamento familiar como intencionalmente transgressores sem relação alguma com questões psicopatológicas. Entre a equipe, há os profissionais que consideram o paciente apenas como um “doente mental”. Para outros, essa caracterização depende do estado no qual ele se encontra. Em crise, há a consideração de que nenhuma intervenção é possível, a não ser a medicamentosa, ou mesmo, a internação. A concepção mais favorável foi da paciente sobre si mesma. Discutiram-se os esforços que desenvolve para se perceber e ser percebida de forma menos limitante. Ela, no entanto, como outros usuários, não tem uma opinião tão favorável em relação às pessoas que ingressam no CAPS com quadro psicótico. Como pacientes e familiares parecem receber poucas informações sobre o diagnóstico, há uma divisão dos usuários conforme a possibilidade de interação manifestada. Observou-se, em geral, uma carente posse de informações sobre o funcionamento do CAPS e suas potencialidades junto ao território. Para os familiares e profissionais, qualquer melhora parece ser percebida como algo espontâneo ou creditada principalmente à medicação. É como se o paciente não sofresse influência significativa das relações que há no CAPS. A contribuição da família no tratamento é limitada pela falta de modalidades a ela direcionadas. Suas idas tendem a se restringir à discussão de assuntos burocráticos ou à de comportamentos destoantes do funcionamento institucional apresentados pelo paciente. Os dados apontam a necessidade de criação de espaços sistemáticos como grupos de familiares e reuniões para avaliação do serviço. Sugerem, ainda, a importância da supervisão clínico-institucional para a equipe. Essas são ações fundamentais para que as concepções e as intervenções tradicionais em relação ao paciente psicótico não se perpetuem na sociedade. ____________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The main objective of this paper is to discuss the treatment of a psychotic patient at CAPS from her perspective, her family’s and the one of the professionals who deal with her in a service provided in São Luís (MA). As extensions of this goal, it was aimed to identify the conceptions of psychotic patients, the proposed CAPS treatment applied to them and the families’ contribution to their assistance. The study included a female patient, four members of her family and six professionals. As a tool, we performed field studies and individual interviews. Speech analysis was used as reference for analysis of the material. It was observed that family members tend to soften the behavior showed by the patient for they do not consider her able to reason, as well as to characterize those who represent a threat to the family’s functioning as intentional transgressors without any link with psychopathological matters. Among the staff, there are professionals who consider the patient only as “mentally ill”. For others, this label depends on the mental state of the patient at the moment of the observation. During a crisis, it is thought that no intervention is possible, unless it is performed through drugs, or even, hospitalization. The most favorable conception was the patient’s about herself. The efforts that she makes to perceive herself and to be perceived by others in a less limiting way were here discussed. She, however, like other patients, doesn’t have a favorable opinion concerning the individuals who join CAPS with a psychotic event. Since the patients and their families seem to receive little information about the diagnosis, there is a division of the users according to the manifested possibility of interaction. In general, a limited knowledge about CAPS operation and its potentialities on the territory was observed. For family members and professionals, any improvement seems to be perceived as something spontaneous or mainly credited to the medication. It is as if the patient hadn’t obtained any significant influence of the relations existent in CAPS. The contribution of the families to the treatment is limited by the lack of alternatives directed to them. Their visits to CAPS tend to be restricted to bureaucratic issues or to the behavior presented by the patient that does not correspond to institutional functioning. The data point out the need for systematic spaces such as family groups and meetings to evaluate the service provided. They also suggest the importance of clinical-institutional supervision for the staff. These are fundamental actions to prevent traditional conceptions and interventions related to psychotic patient to perpetuate in society.
28

Tradução e adaptação para oportugues da entrevista de qualidade de vida ("Lehman quality of life interview")

Campos, Eugenio de Moura 12 June 1999 (has links)
Orientador: Wolgrand Alves Vilela / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-07-26T04:25:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Campos_EugeniodeMoura_M.pdf: 1996845 bytes, checksum: 2fccd869d9e2e72db970bbf3131523ed (MD5) Previous issue date: 1999 / Resumo: Este trabalho tem por finalidade, traduzir e adaptar para o português, a Entrevista de Qualidade de Vida ("Quality of Life Interview") elaborada por Lehman. É uma entrevista destinada a avaliar a Qualidade de Vida (QV) de pacientes com transtorno mental grave e persistente, inclusive esquizofrenia. Um trabalho desta natureza se justifica pela necessidade de instrumentos deste tipo no Brasil e de se proceder avaliações de QV dos pacientes inseridos no processo de desinstitucionalização da reforma psiquiátrica brasileira. A Entrevista se compõe de medidas objetivas, questões subjetivas e aferições da satisfação geral com a vida e é subdividida em oito domínios: Condições de Moradia; Atividades Diárias & Ocupacionais; Faffillia; Relações Sociais; Finanças; Trabalho & Escola; Questões Legais e de Segurança e Saúde. O método empregado baseou -se no guia de recomendações de Guillemin et aI. (1993). Os procedimentos constituíram-se de: tradução por uma equipe de psiquiatras, com revisão posterior de um professor de inglês; duas retrotraduções para o inglês realizadas independentemente por dois americanos, um morando no Brasil e outro nos Estados Unidos; Revisão por um Comitê de Especialistas que teve a tarefa de garantir as equivalência semântica, idiomática e conceitual entre as versões. . Alguns itens tiveram de ser reformulados de modo a se tomarem compatíveis com a realidade brasileira. As principais modificações ocorreram na Secção A: Dados biodemgráficos, na Secção C: Condições de Moradia e na Secção G: Finanças. A tradução mostrou-se exeqüível, a versão em português, com as adaptações, manteve as estrutura básica do instrumento original. Apesar de não terem sido concluídos os testes de campo, tudo indica que o instrumento abrange domínios importantes da vida de pacientes com transtorno mental grave e persistente, incluindo esquizofrênicos, na realidade brasileira. Uma vez conduzi da a testagem, a EQV deverá ter utilidade para pesquisas de QV em nosso meio / Abstract: This work aimed to translate into and adapt to portuguese the Lehman's Quality of Life Interview (QOLI). It assesses patients with severe and persistent mental illnesses, inc1uding schizophrenia. This work is justified by the need to conduct quality of life (QOL) evaluation of Brazilian patients in the process of psychiatric deinstitutionalization. The method was based on the guidelines recornrnended by GUILLEMIN et aI. (1993) and it consisted of: translation made by a psychiatrist team and a review by on English teacher. Two back-translation into English were made by two Americans independently, one living in Brazil and the other living in USA. A review by a committee was carried out in order to garantee the semantic, idiomatic and conceptual equivalence between the versions. QOLI contains a global measure of life satisfaction, as well as measures of objective and subjective QOL in eight domains: living situation, daily activities and functioning, family relations, social relations, finances, work and school, legal and safety issues, and health. Some items had to be changed to Brazilian culture. The main changes were in Section A: Demographics; Section C: Living situation; and Section G: Finances. After some adaptations, the translation was completed and it supports the original basic instrumento It needs to be tested on Brazilian patients before its use in BraziI / Mestrado / Saude Mental / Mestre em Ciências Médicas
29

A loucura das palavras

Almeida, Julia Maria Costa de 06 May 1993 (has links)
Orientadore : Kanavillil Rajagopalan, Maria Fausta Pereira de Castro / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem / Made available in DSpace on 2018-07-18T08:14:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Almeida_JuliaMariaCostade_M.pdf: 2569037 bytes, checksum: ed568c753361095b18d358f4f107432e (MD5) Previous issue date: 1993 / Resumo: Esta dissertação constitui uma tentativa de conhecer e retratar concepções e práticas relativas a linguagem verbal da pessoa que a sociedade considera "loucos". Revelando as palavras, os jogos de palavras e os artifícios linguísticos que caracterizam a produção oral e textual de um dos mais antigos pacientes da psiquiatria Nise da Silveira, este estudo examina a singularidade de falas que desafiam os extremos da linguagem e da comunicação / Abstract: Not informed. / Mestrado / Mestre em Linguística
30

Psicose e escrita: ao pé da letra / Psychose et écriture: au pied de la lettre

Julia Cristina Tosto Leite 05 December 2012 (has links)
Cette thèse aborde la clinique psychanalytique de la psychose à travers dune articulation entre psychose et écriture, em privilégiant la relation entre poussée à écrire at la valorisation de la lettre comme caractéristique de la posicion du sujet dans le linguagem. Premièrement nous considérons que lintersection entre linconscient et la pulsion, présent dans loeuvre de Freud et dans lenseignement de Lacan, constitue um point de travail conceptuel important pour la discussion de notre thème . Puis, en prenant le postulat de linconscient à ciel ouvert dans la psychose, nous chercherons souligner que Freud at Lacan ont établi une dimension de la création dans la psychose corrélative à la non-inscription de la fonction paternelle. Parmi les stratégies pour la stabilisation de la psychose, nous soulignons lutilisation de lécriture comme lune des conséquences fondamentales de cet enseignement. Nous examinerons encore la relation entre folie et littérature et lês phénomènes de la linguagem communs das la psychose comme références importantes à la discussion sur les relations entre psychose et écriture à partir du concept lacanienne de lettre. Finalement, nous présentons notre expérience dans un atelier décriture dans le champ de la santé mentale , em préconisant son importance comme recour clinique daccueil de la particularité structurale de La psychose. / Esta tese aborda a clínica psicanalítica da psicose através de uma articulação entre psicose e escrita, privilegiando a relação entre o empuxo à escrita e a valorização da letra como característica da posição do sujeito na linguagem. Consideramos, inicialmente, que a interseção entre inconsciente e pulsão, presente na obra freudiana e no ensino lacaniano, constitui um ponto de trabalho conceitual importante para a discussão de nosso tema. Em seguida, tomando a postulação do inconsciente a céu aberto na psicose, buscamos destacar que Freud e Lacan estabelecem uma dimensão de criação na psicose correlativa a não inscrição da função paterna. Entre as estratégias de estabilização da psicose, enfatizamos o recurso da escrita como uma das implicações fundamentais desse ensinamento. Examinamos, ainda, as relações entre loucura e literatura e os fenômenos de linguagem comuns na psicose como referências importantes para a discussão das relações entre psicose e escrita a partir do conceito lacaniano de letra. Finalmente, apresentamos nossa experiência em uma oficina de escrita no campo da saúde mental, defendendo sua importância como dispositivo clínico de acolhimento da peculiaridade estrutural da psicose.

Page generated in 0.077 seconds