• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 139
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 2
  • Tagged with
  • 142
  • 142
  • 142
  • 56
  • 25
  • 23
  • 23
  • 22
  • 18
  • 17
  • 16
  • 15
  • 14
  • 14
  • 14
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
41

Delirium no paciente em unidade de terapia intensiva

Ribeiro, Simone Cidade Lima January 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-graduação em Gestão do cuidado em Enfermagem, Florianópolis, 2012. / Made available in DSpace on 2013-12-05T22:19:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 317824.pdf: 664626 bytes, checksum: c06caff83ca4f4788fe1d0440a6bbddc (MD5) Previous issue date: 2012 / Delirium é uma manifestação de disfunção cerebral aguda, freqüente em pacientes criticamente enfermos e está associado a um aumento da morbidade e mortalidade. Para minimizar os efeitos deletérios dessa disfunção, esta pesquisa, de abordagem qualitativa, teve como objetivo elaborar coletivamente propostas de intervenções de enfermagem a essa clientela hospitalizada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) . O estudo foi realizado na UTI de adulto em um hospital público, localizado na região sul do Brasil e que atende exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Como sustentação teórica foi utilizada a literatura nacional e internacional sobre o tema publicada entre 2005 e 2011. O Referencial Metodológico adotado foi a Pesquisa Convergente Assistencial (PCA). Participaram do estudo 14 enfermeiros lotados na UTI. Os dados foram coletados no período de julho a outubro de 2011 em duas etapas, a primeira por meio de entrevista semi estruturada com o objetivo de identificar o conhecimento dos participantes sobre o delirium e em especial as intervenções de enfermagem. Para a segunda etapa utilizou-se grupos de discussão com a realização de três encontros cujo objetivo foi o discutir e refletir sobre delirium e elaborar uma proposta de intervenção de enfermagem Para a organização e análise dos dados das entrevistas utilizou-se o método do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Os resultados deram origem a cinco discursos com as Idéias Centrais: compreensão sobre delirium; sedação em UTI e o delirium, a restrição mecânica e o delirium ; o ambiente de UTI e o delirium; preparo dos enfermeiros para a intervenção no paciente. Os DSC retrataram que delirium é compreendido pelos participantes como uma alteração neurológica; está associado ao uso abusivo de sedativos; a restrição mecânica é usada inadvertidamente na UTI em pacientes com delirium; o ambiente da UTI favorece o aparecimento do delirium; falta preparo do profissional para a intervenção no paciente. Percebeu-se nos discursos uma lacuna no conhecimento acerca do delirium em especial na prevenção e no manejo do paciente. Com base nos dados, foi desenvolvida a segunda etapa e que deu origem a elaboração de um instrumento/guia de intervenções de enfermagem ao paciente com delirium. O instrumento contempla as intervenções amplamente discutidas nos encontros e originadas tanto da literatura quanto da vivência dos profissionais envolvidos no estudo e relacionadas principalmente a prevenção do delirium. A PCA serviu como caminho para discussões acerca de delirium em unidade de terapia intensiva, e igualmente, levou a reflexões sobre a prática, que culminou com a construção coletiva de um instrumento com intervenções de enfermagem. No transcorrer do estudo observou-se, no cenário estudado, mudanças, apesar de sutis e de modo individual, com a aplicação de algumas medidas de prevenção do delirium. Acredita-se que A PCA, reafirmou o seu propósito de convergência entre o assistir e o pensar e em paralelo a participação no processo de construção do conhecimento. Modificar positivamente o ambiente de terapia intensiva para que se torne menos hostil, humanizando o cuidado, prevenindo o delirium, é um cuidado que a enfermagem deve fomentar <br>
42

Avaliação da conformidade de cuidados que integram um bundle de prevenção da pneumonia associada à ventilação mecânica em unidade de terapia intensiva

Silva, Sabrina Guterres de January 2013 (has links)
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação Multidisciplinar em Saúde, Florianópolis, 2013. / Made available in DSpace on 2013-12-05T22:40:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 319147.pdf: 1097181 bytes, checksum: fa2d97689fbcce32a6b09a2b0dd74e8a (MD5) Previous issue date: 2013 / A Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica (PAV) é uma das infecções relacionadas à assistência à saúde mais recorrente nas Unidades de Terapia Intensiva, representando números expressivos nas taxas de morbimortalidade e nos custos hospitalares. Para mudar essa realidade, é fundamental que medidas de prevenção sejam adotadas pelas instituições de saúde, com o objetivo de reduzir sua ocorrência nos casos possíveis de serem evitados. Os bundles têm sido uma estratégia bastante recomendada para prevenção de infecções incluindo a PAV. Constituem um pacote de práticas baseadas em evidências que quando realizadas de maneira efetiva culminam com a qualidade assistencial e segurança dos pacientes. Nessa perspectiva, o objetivo deste trabalho foi avaliar a conformidade dos cuidados de um bundle de prevenção da PAV, construído coletivamente por profissionais de enfermagem e fisioterapia de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Trata-se de um estudo descritivo e transversal com abordagem quantitativa, realizado na UTI geral de um hospital público de Santa Catarina entre os meses de julho e agosto de 2012, pelo período de 30 dias. A coleta de dados ocorreu nos três turnos de trabalho a partir de observação direta das quatro práticas de prevenção que compõe o bundle quais sejam: higiene oral com clorexidina 0,12%; cabeceira elevada entre (30-45°); pressão do cuff entre 20-30 cmH2O; e cuidados com aspiração endotraqueal. A amostra deu-se por conveniência correspondendo às oportunidades de observação/avaliação das práticas no período de coleta de dados. A conformidade esperada foi >80%, considerada pelo índice de positividade de Carter como uma assistência segura. Foram realizadas 1147 (100%) observações das práticas de prevenção da PAV, das quais 794 (69,2%) estavam em conformidade, determinando uma assistência classificada como indesejada. Em nenhum dos turnos foi alcançado à conformidade geral esperada >80%. O turno da manhã apresentou o maior índice de conformidade 340 (74,7%) e o turno da noite o menor índice 184 (64,8%). A elevação da cabeceira foi a medida que obteve menor índice de conformidade em todos os turnos 239 (55,5%) devido a angulação abaixo da recomendada. A aspiração endotraqueal apresentou conformidade geral 272 (84,7%). Porém, no turno da noite essa prática não atingiu a conformidade mínima esperada 44(68,8%). No que tange a pressão do cuff nenhum turno atingiu a conformidade esperada, sendo que o menor índice ocorreu no turno da tarde 33 (41,8%). O determinante para esse resultado foi relacionado a valores de pressão do cuff acima do recomendado. A higiene oral atingiu conformidade dentro do índice determinado como cuidado seguro 144 (84,7%), porém o turno da tarde apresentou um índice um pouco abaixo do esperado 43 (79,6%). Observou-se que a conformidade de alguns cuidados encontra-se aquém do esperado, mostrando a necessidade de instituir medidas que garantam a efetividade na utilização do conjunto dessas práticas de prevenção, aspecto imprescindível no uso do bundle. Acredita-se que práticas educativas de caráter permanente que envolvam a equipe multiprofissional, configuram-se como ferramentas eficientes para alcançar a conformidade dessas práticas no cotidiano assistencial. A qualidade do cuidado reflete na redução dos casos de PAV e consequente segurança do paciente em VM, e isso demanda ações multidisciplinares concretas e auditorias periódicas. <br> / Abstract : The Ventilator-Associated Pneumonia (VAP) is one of the infections related to health care more recurrent in Intensive Care Units, representing significant numbers in morbidity and mortality rates and hospital costs. To change this situation, it is essential that preventive measures are adopted by healthcare institutions, with the aim of reducing its occurrence in the cases possible to be avoided. The bundles have been a highly recommended strategy for preventing infections including VAP. They constitute a package of evidence-based practices that when done effectively culminate with the quality of care and patient safety. In this perspective, the objective of this study was to evaluate the compliance of a care bundle to prevent VAP, collectively constructed by professional nursing and physiotherapy in an Intensive Care Unit (ICU). This is a descriptive, transversal and quantitative approach, performed in the general ICU of a public hospital in Santa Catarina between the months of July and August 2012, for a period of 30 days. Data collection occurred in three shifts from direct observation of the four prevention practices that compose the bundle, namely: oral hygiene with chlorhexidine 0.12%; bed head elevated between (30-45 °); cuff pressure between 20-30 cmH2O and; care of endotracheal suctioning. The sample collection was made by convenience corresponding to the opportunities for observation / evaluation of the practices during the period of data collection. The expected conformity was > 80%, rate considered as a safe assistance by the positivity index by Carter. 1147 (100%) observations of VAP prevention practices were carried out, of which 794 (69.2%) were in conformity, configuring an undesired assistance. In none of the shifts was achieved the minimum general conformity expected > 80%. The morning shift had the highest conformity rate 340 (74.7%) and the night shift had the lowest rate 184 (64.8%). Elevation of the bed head was the practice with the lowest rate of conformity on all shifts 239 (55.5%), due to angulations below the recommended. Endotracheal aspiration showed general conformity 272 (84.7%). However, on night shift this practice has not reached the minimum expected conformity 44 (68.8%). Regarding the cuff pressure, no turn reached expected conformity, and the lowest rate occurred in the afternoon 33 (41.8%). The determinant for this result was related to cuff pressure values above recommended. Oral hygiene has reached overall conformity within the given index as safe care 144 (84.7%), with the afternoon shift obtaining a percentage lightly below the expected 43 (79.6%). It was observed that the conformity of some cares is less than expected, showing the need for the institution of measures to ensure the effectiveness in the use of these prevention practices, indispensable aspect in the use of the bundle. It is believed that permanent educational practices involving the multidisciplinary team, emerge as efficient tools for achieving conformity of these practices in everyday care. The quality of assistance reflects in the reduction of cases of VAP and, consequently, patient safety in VM, and that demand multidisciplinary concrete actions and periodic audits.
43

Eventos adversos associados a ventilação mecânica invasiva no paciente adulto em uma unidade de terapia intensiva

Faraco, Michel Maximiano January 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2013. / Made available in DSpace on 2013-12-05T23:42:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 318390.pdf: 3143331 bytes, checksum: bdb2f19fd2d6e8a66e83c96f5f940834 (MD5) Previous issue date: 2013 / Trata-se de um estudo coorte prospectivo probabilístico realizado com pacientes adultos intubados e ou traqueostomizados em ventilação mecânica invasiva na unidade de terapia intensiva geral de um hospital escola em Florianópolis (SC). Teve como objetivo analisar os incidentes/eventos adversos associados à ventilação mecânica invasiva. Os dados foram coletados no período de 04 de julho a 25 de setembro de 2012, por meio de dois instrumentos, sendo um para notificação do incidente/evento adverso e outro para o acompanhamento do paciente. A amostra constituiu-se de 66 pacientes em ventilação mecânica invasiva, correspondentes a 451 ventilador-dia. Os resultados apontaram que dos 66 pacientes, 40 apresentaram incidentes/eventos adversos totalizando 110 notificações, uma incidência de 60,6% de eventos, equivalente a 1,7 por paciente em ventilação mecânica invasiva e densidade de 0,24 por 100 ventilador-dia. Constatou-se que 22 (33%) pacientes em ventilação sofreram mais do que um incidente/evento adverso. Dos 40 pacientes com incidentes/eventos adversos, a maior frequência, 21 (31,8%), foi naqueles com idade acima de 60 anos, o APACHE II apresentou mediana 23 (±10,2), Ramsay médio encontrado foi de 3,9 (±2,0), um aumento de tempo de permanência em ventilação mecânica em 23%, um incremento no tempo permanência na unidade em 34%. A maior frequência dos incidentes ocorreu no período da manhã com 41 (37%) notificações e o último quartil do período de uso do ventilador mecânico revelou 47 (43%) do total das ocorrências. Entretanto, dos 110 registros de incidentes/eventos adversos predominaram pacientes com idade inferior a 60 anos (n=66; 60%), do sexo feminino (n=64, 58%), com diagnóstico de doenças do sistema nervoso (n=28, 25,5%), maior incidência nos pacientes em tratamento clínico (n=65, 59,1%,) e proveniente da unidade de internação (n=45, 40,9%). Constatou-se que 55 (50%) das notificações aconteceram em situações de assistência de rotina e o evento com maior incidência foi a desconexão acidental (n=52, 47%), porém a pneumonia associado a ventilação mecânica foi o evento com maior valência, pois dos 14 casos registrados, 13 (92%) geraram sintomas com necessidade de intervenção que aumentou o tempo de internação. A frequência dos eventos adversos em ventilação mecânica foram superiores aos dados nacionais e internacionais, com evidência de maior tempo no uso do ventilador e de permanência na unidade. Constatou-se que a unidade, contexto deste estudo, possui condições estruturais propícias para a segurança do paciente, com dimensionamento de pessoal adequado, equipamentos com manutenções controladas e fornecimento regularizado de insumos e materiais. Considerando a magnitude dos eventos adversos em terapia intensiva e o fato de muitos deles estarem relacionados a assistência de rotina, torna-se necessário o engajamento de todos os profissionais na implementação, controle e acompanhamento de ações planejadas, com críticas aos indicadores e, integrá-los ao propósito da assistência da unidade e da própria gestão, como medidas direcionadas para a redução do evento adverso em ventilação mecânica invasiva com vistas a segurança do paciente <br> / This is a prospective cohort study conducted with probabilistic adult patients intubated or tracheostomy and with mechanical ventilation in the intensive care unit of a general hospital school in Florianopolis (SC). Aimed to analyze the incidents/adverse events associated with invasive mechanical ventilation. Data were collected between July 04 to September 25, 2012, through two instruments, one for notification of the incident/adverse event and another to monitor the patient. The sample consisted of 66 patients on mechanical ventilation, corresponding to 451 ventilator-days. The results showed that of the 66 patients, 40 had incidents/adverse events totaling 110 notifications, an incidence of 60.6% of events, equivalent to 1.7 per patient on mechanical ventilation and density of 0.24 per 100 ventilator-days. It was found that 22 (33%) of ventilated patients experienced more than one incident/adverse event. Of the 40 patients with incidents/adverse events, most frequently, 21 (31.8%) was in those aged over 60 years, the median APACHE II had 23 (±10.2), Ramsay found the average age was 3.9 (± 2.0), an increase of time spent on mechanical ventilation by 23%, an increase in time spent in the unit by 34%. The highest frequency of incidents occurred in the morning with 41 (37%) notifications and the last quartile of the period use of the mechanical ventilator revealed 47 (43%) of all occurrences. However, the 110 records of incidents/adverse events most patients were younger than 60 years (n=66; 60%), female (n=64; 58%), diagnosed with nervous system disorders (n=28; 25.5%), higher incidence in patients on medical therapy (n=65; 59.1%) and from the inpatient unit (n=45; 40.9%). It was found that 55 (50%) of notifications occurred in situations of routine care and the event with the highest incidence was accidental disconnection (n=52; 47%), but the pneumonia associated with ventilation was the event with the highest valence because of the 14 reported cases, 13 (92%) generated symptoms requiring intervention that increased the length of stay. The frequency of adverse events in mechanical ventilation were higher than the national and international data, with use as long as the ventilator and stay in the unit. It was found that the unit, the context of this study, has structural conditions conducive to the patient safety, sizing with appropriate staff, equipment maintenance with controlled and regulated supply of inputs and materials. Considering the magnitude of adverse events in intensive care and the fact that many of them are related to routine care, it is necessary to engage all professionals in the implementation, control and monitoring of planned actions, with critical indicators and integrate them with the purpose of the assistance unit and the management itself, as measures aimed at reducing the adverse event in invasive mechanical ventilation in order to patient safety.
44

Construção de um guia de cuidados com medicamentos endovenosos em unidade de terapia intensiva coronariana

Severino, Edilene January 2016 (has links)
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem, Florianópolis, 2016. / Made available in DSpace on 2016-09-20T04:39:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 341072.pdf: 3471690 bytes, checksum: 8ff88dea689fef2e214ef887866ae386 (MD5) Previous issue date: 2016 / A qualidade da assistência e segurança do paciente internado em Unidade de Terapia Intensiva Coronariana são preocupações pulsantes e se constituem em desafios diários que impactam diretamente na eficiência do sistema de saúde. A administração de medicamentos tem sido fator preocupante no que se refere à segurança do paciente, uma vez que os erros são constantes e inúmeros. Sendo assim, torna-se necessária a inclusão de estratégias como a padronização de processos e o uso de guia de cuidados, principalmente, no acompanhamento das práticas profissionais em todas as etapas do processo que envolve o acondicionamento, a preparação e administração de medicamentos com a finalidade de melhorar a assistência a pessoa acometida por doença cardiovascular e direcionar o enfermeiro na gerência dos cuidados que englobam a terapia medicamentosa. Delimitou-se como pergunta de pesquisa para este estudo o seguinte questionamento: Quais cuidados devem compor um guia com medicamentos endovenosos mais utilizados em Unidade de Terapia Intensiva Coronariana? Desta forma, buscou-se elaborar um guia de cuidados com medicamentos endovenosos utilizados em Unidade de Terapia Intensiva Coronariana. Trata-se de uma pesquisa qualitativa que possui como referencial metodológico o Processo de Desenvolvimento de Produto e como base legal o Programa Nacional de Segurança do Paciente. Participaram do estudo 31 profissionais de enfermagem na primeira etapa e 9 na segunda etapa, entre enfermeiros e técnicos em enfermagem de uma Unidade de Terapia Intensiva Coronariana de um Hospital Público de Santa Catarina, referência em atenção cardiovascular. A coleta e análise de dados ocorreram simultaneamente entre os meses de abril e setembro de 2015, seguindo as etapas propostas pelo Processo de Desenvolvimento de Produto: pré-desenvolvimento e desenvolvimento, bem como a técnica de grupo focal. Para análise dos dados foi utilizada a Análise Focal Estratégica, recomendada para pesquisas que utilizam a técnica do grupo focal. O guia de cuidados foi dividido em duas categorias de medicamentos: Medicamentos Anti-infecciosos e Drogas Vasoativas, que foram distribuídos em quadros e apresentados em ordem alfabética dentro das categorias. Foram elencados trinta medicamentos anti-infecciosos, oito drogas vasoativas, e oito cuidados que compuseram o guia de cuidados. Em relação aos cuidados foram contemplados a ação/vias de administração, volume para reconstituição, estabilidade após reconstituição, solução para infusão, estabilidade após diluição, velocidade/tempo de infusão, incompatibilidade e reações adversas. O guia de cuidados construído poderá auxiliar a equipe de enfermagem em uma assistência qualificada prestada ao paciente, favorecendo a melhoria dos processos de trabalho e objetivando a segurança do paciente. Desse modo, para promover a segurança e qualidade do cuidado na administração de medicamentos endovenosos entende-se que o uso de um guia de cuidados poderá ser efetivo considerando que visam padronizar a assistência ao indivíduo, possibilitando um atendimento mais seguro e de qualidade.<br> / Abstract : The quality of care and safety of the patient hospitalized in a Coronary Intensive Care Unit are pulsating concerns and constitute daily challenges that directly affect the efficiency of the health system.The administration of medicines has been worrying factor with regard to patient safety, since the errors are constant and numerous.Thus, it becomes necessary to include strategies such as the standardization of processes and the use of care guide, especially on the monitoring of professional practices at all stages of the process that involves the packaging, preparation and administration of medicine for the purpose to improve care for people affected by cardiovascular disease and guide the nurse in the management of care that include drug therapy.Was delimited as research question for this study the following:What care should compose a guide with the most used intravenous drugs in the Coronary Intensive Care Unit?In this way, it was sought to develop a care guide for intravenous drugs used in Coronary Intensive Care Unit. This is a qualitative research that has as methodological reference the Product Development Process and, as legal basis, the National Patient Safety Program.Participated in this study 31 nursing professionals in the first stage and nine in the second, between nurses and nursing technicians of a Coronary Intensive Care Unit of a public hospital in Santa Catarina, a reference in cardiovascular care.The data collection and analysis occurred simultaneously between April and September of 2015, following the steps proposed by the Product Development Process: pre-development and development as well as the focus group technique.For data analysis was used Focal Strategic Analysis, recommended for researches that use the focal group technique.The care guide has been divided into two categories of medicines: Anti-infective and Vasoactive Drugs, which were distributed in tables and presented in alphabetical order within the categories. Were listed thirty anti-infective medicines, eight vasoactive drugs, and eight cares that composed the care guide.Regarding care were contemplated action/ways of administration, volume for reconstitution, stability after reconstitution, solution for infusion, stability after dilution, speed/infusiontime, incompatibility and adverse reactions.The built care guide may assist the nursing staff in a qualified assistance provided to the patient, encouraging the improvement of work processes and aiming patient safety.In this way, to promote the safety and quality of care in the administration of intravenous medications means that the use of a care guide can be effective whereas aims to standardize the care to individuals, enabling the delivery of a quality and safer care.
45

Acolhimento no espaço das relações na unidade de terapia intensiva

Nascimento, Eliane Regina Pereira do January 2003 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. / Made available in DSpace on 2012-10-21T07:26:12Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / O estudo identificou ruídos e linhas de fuga no espaço das relações entre trabalhadores de enfermagem e familiares dos doentes internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), como subsídios para o desenvolvimento de tecnologias do tipo leve. O trabalho foi baseado nas concepções sobre tecnologia de Merhy (1997) e nas de diálogo de Paterson & Zderad (1979). A pesquisa se caracteriza como qualitativa do tipo Convergente Assistencial. A apreensão dos dados foi realizada na UTI de um hospital público, na região sul, junto aos trabalhadores e familiares dos doentes, por meio de entrevista, observação participante e discussão de grupo. As informações deram origem a onze discursos que foram denominados cenas, tais como: os familiares ficam perdidos e assustados; a enfermagem evita os familiares; os familiares vistos como incômodo; os trabalhadores de nível médio percebem não ter condições emocionais e preparo para cuidar dos familiares; do aconchego da família à propriedade instituída; o significado da família; a espera por informação, dentre outras. Estas cenas foram construídas em torno das idéias centrais das informações levantadas. Cada cena representa a compilação das partes essenciais e da idéia central dos discursos dos participantes, ou seja, consiste de uma síntese da compilação de todas as falas e observações, de modo a construir as cenas como se fossem o discurso de uma só pessoa. Os ruídos identificados, na sua maioria, apontaram para o distanciamento entre trabalhadores e familiares, e as linhas de fuga implicaram na conscientização dos trabalhadores de que a clientela da UTI consiste do paciente, dos familiares e significantes outros.Implicaram também na conscientização da necessidade de expandir o paradigma de visão individual, centrado principalmente no biológico, para um paradigma com enfoque também no espaço de relações, incluindo nesse espaço tecnologias de acolhimento aos familiares.
46

O custeio baseado em atividades em serviços de UTI hospitalar

Vargas, Odyr Cesar January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-21T07:40:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 195060.pdf: 1342936 bytes, checksum: 4d34d2a670b1ce95573b3d6c21a84a77 (MD5) / Esta pesquisa trata da aplicação do Custeio Baseado em Atividades em serviços de UTI hospitalar. O fundamento metodológico para a realização do trabalho foi a pesquisa-ação, por possibilitar aos atores da pesquisa um maior envolvimento, participação e cooperação na solução de um problema. A aferição dos custos foi fundamentada no ABC, adaptando as fases sugeridas pelos autores pesquisados à metodologia proposta no trabalho. A aplicação da proposta do trabalho foi dirigida a três procedimentos específicos de internação na UTI: colecistectomia, revascularização do miocárdio e endardectomia. A análise dos resultados permitiu concluir que em razão das diferentes quantidades de recursos dirigidos às atividades, os custos do paciente-dia da UTI podem ter valores diferentes entre si, bem como em relação aos obtidos com o Custeio Tradicional. A pesquisa-ação permitiu também demonstrar que, através da utilização do ABC, foi possível conhecer o impacto exercido por cada uma das atividades no custo específico de um caso patológico de internação em uma UTI hospitalar.
47

Análise de riscos laborais em unidade de terapia intensiva neonatal do Hospital Universitário de Cascavel-PR

Bozza, Maria Salete da Silva January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-21T07:46:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 194549.pdf: 3089451 bytes, checksum: 84c87d2ef1368c36f3d5246590cc510f (MD5) / O estudo dos riscos é um fator muito importante para a gestão da Biossegurança nas entidades hospitalares e, mais ainda, para as unidades de terapia intensiva neonatal, onde é necessário um rigoroso controle dos riscos principalmente dos biológicos, a fim de garantir a segurança do paciente, do pessoal que trabalha direta e indiretamente na área e do meio ambiente. Este trabalho foi desenvolvido na UTI-Neonatal do Hospital Universitário de Cascavel/PR e teve por objetivos identificar, registrar e analisar os fatores de riscos que possam provocar as ocorrências de incidentes, acidentes e doenças profissionais. Para a consecução dos objetivos, foram aplicadas diferentes técnicas e métodos, tais como: entrevistas, observação direta, análise documental, métodos de análise retrospectiva de riscos (árvore de causas e efeitos) e métodos prospectivos de análise de riscos (check list). Por meio da aplicação destes métodos e técnicas foram conhecidos os riscos que têm provocado a ocorrência de incidentes e acidentes, assim como aqueles que existem atualmente e que podem, potencialmente, provocar fatos indesejáveis. Ressalta-se a não existência de um programa de capacitação integral em biossegurança, a não existência de manual de procedimento das atividades, o não estabelecimento de um programa de atenção médica aos funcionários, dificuldades quanto à área física, e problemas com os EPIs. Com o objetivo de minimizar ou eliminar os riscos presentes, foram propostas recomendações dirigidas aos aspectos fundamentais detectados, por meio de um programa de capacitação. Recomenda-se a análise das condições ambientais existentes na área, o imediato estabelecimento de um programa de saúde para os funcionários, o estabelecimento oficial de registro e análise dos incidentes e acidentes ocorridos, a criação de uma comissão encarregada da elaboração de procedimentos e de manuais necessários ao trabalho, bem como a realização de um levantamento dos EPIs necessários para garantir o desenvolvimento das atividades.
48

Uma proposta para projeto arqutetônico de uma unidade de terapia intensiva pediátrica utilizando critérios ergonômicos

Rossini, Diva de Melo January 2004 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-21T13:29:16Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / O conhecimento humano ao longo da história evolui e com ele a arquitetura, onde a execução manual dos projetos foi sendo sistematicamente substituída pelos computadorizados, sendo hoje o microcomputador uma das principais ferramentas do arquiteto. Entretanto, em alguns aspectos o papel do arquiteto continua o mesmo, como o de perceber e interpretar os desejos do cliente. Projetar estabelecimentos assistenciais de saúde é uma tarefa extremamente difícil, pois depende da interação entre o arquiteto e os profissionais da área, buscando o bem estar e o conforto dos usuários. A necessidade de interação torna-se mais relevante perante a nova legislação que traz uma mudança conceitual em relação ao dimensionamento das áreas para equipamentos, deixando de lado toda a rigidez na definição dos valores e adotando a idéia de que o design do equipamento é dinâmico. O projeto de ambientes assistenciais de saúde envolve múltiplas prioridades, como humanização, funcionalidade e fluxos, sendo que a aplicação de critérios ergonômicos na organização e criação de ambientes de trabalho reduz a monotonia, fadiga e erros, evita sacrifícios inúteis dos usuários, possibilitando a criação de ambientes mais cooperativos e motivadores, através da exploração de novas formas, cores, ambientação, luz, sons, entre outras possibilidades. O presente trabalho analisa uma Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica e propõe uma nova edificação centrada na utilização de critérios ergonômicos.
49

Um modelo de monitoração de pacientes na UTI usando micro servidor web

El Shheibia, Tarig Ali A. January 2003 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação. / Made available in DSpace on 2012-10-20T13:02:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 196910.pdf: 3993384 bytes, checksum: d7a9d61085a1b0856330d016d966508c (MD5)
50

Análise das infecções hospitalares em UTI pediátrica pela metodologia por componente (NNISS) num período de 5 anos

Martins, Luzilma Terezinha Flenik January 1993 (has links)
Orientadora: Maria Terezinha Carneiro Leão Leme / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Parana, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Pediatria / Resumo: Os pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva têm alto risco de desenvolver infecção hospitalar. 0 risco é resultante da doença de base dos pacientes, do tempo médio de permanência e da utilização de procedimentos invasivos. Para melhor conhecimento destes fatores nos pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica do Hospital de Clinicas da Universidade Federal do Paraná foram avaliados retrospectivamente os prontuários dos pacientes internados de 1988 a 1992. Os dados foram coletados com base na metodologia do Sistema Nacional de Vigilância de Infecções Hospitalares (NNISS) dos Estados Unidos, aplicado a hospitais brasileiros. A taxa média de infecção hospitalar global foi de 20 %. A taxa média de infecção hospitalar por paciente-dia foi de 44,2 infecções hospitalares por 1000 pacientes-dia. Na análise dos resultados das taxas de infecção hospitalar foi observado que o grupo de recém-nascidos apresentaram maior risco de infecção do que o grupo de crianças maiores de 28 dias de idade. Os pacientes que internaram para receber tratamento clinico apresentaram taxas de infecção hospitalar maiores do que os pacientes internados para receberem cuidados de pós-operatório. As topografias de infecção mais freqüentes foram olhos, ouvidos, nariz -e garganta; pulmonar; sistêmica e cirúrgica superficial. O grupo de pacientes recém-nascidos tiveram maior risco de desenvolver sepsis que o grupo de crianças acima de 28 dias de idade. O agente etiológico identificado mais freqüentemente foi Staphylococcus aureus. As sepsis e as pneumonias foram na maioria dos casos relacionados a procedimentos invasivos como cateter umbilical e respirador. As taxas globais de infecção hospitalar e de infecção hospitalar por paciente-dia foram significativamente correlacionadas com o tempo médio de permanência e a utilização de procedimentos invasivos. / Abstract: Patients admitted to Intensive Care Units are at higher risk of developing nosocomial infections. The risk is a result of severity of the patient's illness, average length of stay and invasive medical procedures. In order to identify these risk factors, we analysed the medical records of all patients admitted to the Intensive Care Units, Hospital de Clinicas UFPR, from 1988 to 1992. Data were obtained according to National Nosocomial Infections Surveillance System of United States, adapted for brazilian hospitals. The mean of overall nosocomial infection rate was 20 %. The mean of nosocomial infection patient-day rate was 44,2 infections for 1000 patient-day. Pos operation stay in Intensive Care Units was not related to higher risk of infection. However newborns had increased risk of nosocomial infections. Sites more frequently infected were ears, eyes, nose and throat; lung; sepsis and surgical. The group of neonate had higher risk of developing sepsis than older children. The most frequent etiological agent was Staphylococcus aureus. Sepsis and pneumonia were associated with central-line and ventilator. The overall nosocomial infection rate and nosocomial infection patient-day were significant correlated with the average length of stay and device utilization.

Page generated in 0.1979 seconds