• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 139
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 2
  • Tagged with
  • 142
  • 142
  • 142
  • 56
  • 25
  • 23
  • 23
  • 22
  • 18
  • 17
  • 16
  • 15
  • 14
  • 14
  • 14
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

Carga de trabalho e dimensionamento de enfermagem em unidade de terapia intensiva

Garcia, Berenice Rubik January 2013 (has links)
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduaçao em Gestão do Cuidado em Enfermagem, Florianópolis, 2013. / Made available in DSpace on 2014-08-06T17:47:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 326184.pdf: 1597891 bytes, checksum: 4abeef0f3fcf03503edb493d8c2f00c6 (MD5) Previous issue date: 2013 / O diagnóstico de qualidade deficitária e insegura da assistência de enfermagem no setor de terapia intensiva, acrescido de insatisfação de trabalhadores impulsionou a investigação da carga de trabalho de enfermagem. A identificação da carga de trabalho é mensurada com uso de instrumentos de avaliação do usuário e características do serviço prestado. O Instrumento de Avaliação do Grau de Dependência dos Usuários e o Nursing Activities Score foram utilizados para o objetivo de construir subsídios para a escolha do método de medida da carga de trabalho e dimensionamento que melhor se adeque às características da Unidade de Terapia Intensiva, a partir da comparação dos dois instrumentos de avaliação. Os objetivos específicos incluem identificar a carga de trabalho da enfermagem segundo os indicadores do Instrumento de Avaliação do Grau Dependência dos Usuários, e segundo as atividades e intervenções terapêuticas do Nursing Activities Score; comparar os instrumentos propostos para identificação da carga de trabalho e projetar o dimensionamento de pessoal de enfermagem, de acordo com o Nursing Activities Score. Estudo retrospectivo, quantitativo, exploratório-descritivo correlacional, desenvolvido em unidade de terapia intensiva adulto do Sul do Brasil. A população foi constituída pelos usuários que consentiram participar, internados na unidade do primeiro ao trigésimo dia do mês de julho de 2013. A coleta de dados correspondeu a trinta dias consecutivos com consulta aos registros de enfermagem das últimas 24h. A análise de dados foi realizada mediante estatística descritiva, aplicação do Teste-t e Correlação de Pearson com nível de significância de 5%. Foram realizadas 374 avaliações de 56 usuários, com variação entre 19 e 85 anos e permanência média de 6,67 dias (mediana de 3 dias) de internação, taxa de ocupação de 89% para 14 leitos. As horas aplicadas por categoria de cuidado foram: mínimo 3,8h, cuidado intermediário 5,6h, alta dependência 12h, semi-intensivo 9,4h e para cuidado intensivo 17,9h. As horas individuais requeridas, identificadas pelo Nursing Activities Score e Instrumento de Avaliação do Grau de Dependência dos Usuários, pareadas, apresentam correlação moderada, sendo as médias por usuário de 13,4(±3,26) e 15(±3,7) horas, respectivamente. O Instrumento de Avaliação do Grau de Dependência dos Usuários considera aspectos psicobiológicos e psicossociais em 16 indicadores de avaliação. O escore total representa a necessidade de assistência direta ao usuário, estratificado em categoria de necessidade de cuidado. O Nursing Activities Score tem sete categorias subdivididas em 23 tópicos de avaliação. Cada tópico é pontuado ou não, de acordo com a necessidade, sendo o escore final corresponde à porcentagem de tempo requerido de assistência direta e indireta por usuário, no período avaliado. O quantitativo de profissionais de enfermagem existente versus a projeção necessária demonstra disponibilidade de pessoal suficiente para atender a demanda dos usuários, divergente em relação às proporções por categoria profissional. O quadro de pessoal projetado pela Resolução Diretoria Colegiada nº 26 geraria um quantitativo insuficiente para atender as demandas identificadas. A utilização de um Sistema de Classificação de Necessidades de Cuidados de Enfermagem é previsto nas regulamentações dos serviços de saúde, sendo imprescindível a implementação de um instrumento para terapia intensiva. O estudo apontou que ambos os instrumentos utilizados têm compatibilidade com terapia intensiva. A melhoria da qualidade e segurança da assistência de enfermagem frente ao dimensionamento de pessoal adequado segue com reflexões para novas investigações, manejo do absenteísmo e melhora do estado de ânimo da equipe. Novas investigações são necessárias para identificação dos fatores que influenciam a carga de trabalho, bem como ampliação da utilização e validação do Instrumento de Avaliação do Grau de Dependência dos Usuários.<br> / Abstract : The diagnosis of quality deficiencies and insecure of nursing care in the intensive care unit, plus dissatisfaction of workers impelled the investigation of nursing workload. The ID of the workload is measured with use of user assessment tools and features of the service. The Instrument for Assessment of the Degree of Dependence of the Users and the Nursing Activities Score; were used for the purpose of building subsidies for choice of method of measurement of the workload and dimensioning which best suits the requirements of the Intensive Care Unit, from the comparison of two evaluation tools. The specific objectives include identifying the nursing workload according to the indicators of the Instrument for Assessment of the Degree of Dependence of the Users, and according to the users activities and therapeutic interventions of Nursing Activities Score; compare the proposed instruments for identification of workload and project the dimensioning of nursing staff, according to the Nursing Activities Score. Retrospective study, quantitative, exploratory-descriptive correlational, developed in adult intensive care unit in southern Brazil. The population was constituted by users who have consented to participate, hospitalized in the unit from the first to the thirtieth day of the month of July 2013. Data collection accounted for thirty consecutive days with consulting the nursing records of the last 24 hours. Data analysis was performed by descriptive statistics, application of the T-test and Pearson's Correlation with a significance level of 5%. 374 evaluations of 56 users were performed, with variation between 19 and 85 years and average stay of 6.67 days (median 3 days) of hospitalization, occupancy rate of 89% to 14 beds. The hours applied by category of care were: minimum 3.8h, intermediate care 5.6h, high dependency 12h, semi-intensive 9.4h, and for intensive care 17.9h. The individual hours required, identified by the Nursing Activities Score and Instrument for Assessment of the Degree of Dependence of Users, paired, present moderate correlation, and averages per user 13.4(±3.26) and 15(±3.7) hours, respectively. The Instrument for Assessment of the Degree of Dependence Users considers psychobiological and psychosocial aspects in 16 evaluation indicators. The total score represents the need for direct assistance to the user, storied in category of need for care. The Nursing Activities Score has seven categories subdivided into 23 evaluation topics. Each topic is scored or not, according to the need, being the final score corresponds to the percentage of time required of direct and indirect assistance per user, during the assessed period. The amount of existing nursing professionals versus the necessary projection demonstrates the availability of sufficient staff to attend the demand of users, diverging in relation to the proportions by professional category. The staff designed by the Collegiate Board Resolution No. 26 would generate an insufficient quantity to attend identified demands. The use of a Classification System of Nursing Care Needs is provided in the regulations of the health services, being essential to the implementation of an instrument for intensive therapy. The study pointed out that both instruments have compatibility with intensive therapy. The improvement of the quality and safety of nursing care in front of the appropriate staff dimensioning continues with reflections for new researches, management of absenteeism and improves the mood of the team. New investigations are necessary to identify the factors that influence the workload, as well as expanding the use and validation of the Instrument for Assessment of the Degree of Dependence of the Users.
32

Vítimas de traumatismo cranioencefálico e politrauma internadas em UTI

Hernandez Rodriguez, Anita January 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2013. / Made available in DSpace on 2014-08-06T17:49:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 325041.pdf: 1510485 bytes, checksum: f8b3bc814f6338e70764829ab2217386 (MD5) Previous issue date: 2013 / Trata-se de um estudo de abordagem quantitativa, do tipo transversal,e retrospectivo que teve como objetivo descrever as características sociodemográficas e epidemiológicas, grau de gravidade e demanda de trabalho de enfermagem, por meio do TISS-28, de pacientes com TCE e politrauma internados em UTI. A pesquisa foi desenvolvida na unidade de terapia intensiva do Hospital Governador Celso Ramos (HGCR), localizado na cidade de Florianópolis - SC. A população definida para a realização deste estudo foram todas as pessoas internadas na UTI no período de Janeiro a dezembro de 2011. No total, foram estudados 695 prontuários de pacientes. A coleta de dados foi obtida a partir do livro de registro e dos prontuários dos pacientes na unidade. Para a coleta de dados construiu-se um instrumento (formulário) contendo informações estruturadas referentes à caracterização dos pacientes. O cálculo de carga de trabalho de enfermagem em pacientes com TCE e politrauma foi obtido por meio da pontuação diária do escore TISS-28, realizada com base nos procedimentos terapêuticos e de monitorização, durante o período mínimo de 24 horas de internação. Os pacientes foram classificados nas classes de I a IV de acordo com a necessidade de vigilância e cuidados intensivos. A análise dos dados dos pacientes internados foi feita por meio de procedimentos de estatística descritiva, utilizando a distribuição de frequências absoluta e relativa. Os resultados foram apresentados em dois artigos. No artigo I, o objetivo foi descrever as características sociodemográficas e epidemiológicas dos pacientes internados em uma unidade de terapia intensiva. Os resultados mostraram que 61,6% dos pacientes eram do sexo masculino, com idade entre 40 a 69 anos (51,2%) e idade média igual há 50 anos, casados (42,4%) e provenientes do centro cirúrgico (52,5%). O motivo de internação mais frequente, de acordo com os capítulos da CID- 10, foi Doenças do aparelho circulatório (23,3%). O tempo de permanência foi de 0 a 3 dias (53,2%) e o tempo médio de internação foi 6 dias. A maioria dos pacientes (72,4%) ao receber alta da UTI foi encaminhada para outras unidades da instituição, dos quais 31,1% foram para unidade de tratamento semintensivo (USI). Do total de pacientes internados, 20,4% foram a óbito. O turno de trabalho em que mais ocorreram admissões e altas foi o vespertino (13-19 horas), correpondendo a 45,8% das admissões e 53,3% das altas. O artigo II, teve como objetivo verificar o grau de gravidade de vítimas de traumatismo cranioencefálico (TCE) e politrauma internadas em UTI e a demanda de carga de trabalho de enfermagem. Os resultados mostraram que 81,1% eram do sexo masculino, com idade entre 20 a 30 anos, dos quais 59,4% receberam alta da UTI para a unidade de tratamento semintensivo (USI). O turno com maior frequência de altas foi o vespertino (13 - 19 horas). O tempo de internação mais frequente foi de 1 a 3 dias (24,5%), a maioria dos óbitos ocorreu em pacientes que ficaram internados de 1 a 3 dias. Houve predominância de pacientes na classe II (79,2%) do Therapeutic intervention scoring system?TISS-28, dos quais 65,1% do sexo masculino e 14,2% do sexo feminino. As mensurações resultaram em 25.852 pontos/ano. Resultando numa media de 13 horas e 25 minutos por paciente ao dia. Espera-se que os resultados deste estudo possam contribuir para a equipe de enfermagem conhecer as informações relativas ao grau de gravidade dos pacientes, tipos e turnos de admissão e alta e planejar assistência de enfermagem de excelente qualidade aos pacientes de unidades de terapia intensiva. Além disso, espera-se contribuir para estimar o dimensionamento de profissionais de enfermagem por turno de trabalho e a organizar o processo de trabalho na unidade de terapia intensiva e diminuir a sobrecarga de trabalho de enfermagem.<br> / Abstract : This is a study of quantitative approach, cross-sectional, and retrospective which aimed to describe the demographic and epidemiological characteristics, degree of severity and demand of nursing work through the TISS-28 in patients with TBI and polytrauma admitted to ICU. The research was conducted in the intensive care unit of the Hospital Governador Celso Ramos (HGCR), located in the city of Florianópolis - SC. The population defined for this study were all persons admitted to the ICU from January to December 2011. In total, 695 patient records were studied. Data collection was obtained from the log book and medical records of patients in the unit. To collect the data we constructed an instrument (form) containing structured regarding the characterization of patients information. The calculation of nursing workload in patients with TBI and polytrauma was obtained through daily TISS-28 score, performed on the basis of therapeutic and monitoring procedures, the minimum period of 24 hours of admission. Patients were classified in classes I to IV according to the need for vigilance and intensive care. The data analysis of inpatients was taken through procedures of descriptive statistics, using the distribution of absolute and relative frequencies. The results were presented in two papers. In Article I, the objective was to describe the sociodemographic and epidemiological characteristics of patients admitted to an intensive care unit. The results showed that 61.6% of patients were male, aged 40- 69 years (51.2%), mean age 50 years, married (42.4%) and from the operating room (52 5%).The most common reason for hospitalization, according to the chapters of ICD-10, was diseases of the circulatory system (23.3%). The residence time was 0-3 days (53.2%) and the mean hospital stay was 6 days. Most patients (72.4%) were discharged from the ICU was sent to other units of the institution, of which 31.1% were to semintensive treatment unit (SCU). Of the total hospitalized patients, 20.4% died. The shift that occurred over admission was high and the evening (13-19 hours), corresponded 45.8% of admissions and 53.3% of high. Article II, aimed to determine the severity of victims of traumatic brain injury (TBI) and polytrauma hospitalized in ICU and demand of nursing workload. The results showed that 81.1% were male, aged 20- 30 years, of which 59.4% were discharged from the ICU to the unit semintensive treatment (USI). The shift to higher frequency with higher was the evening (13 - 19 hours). The most frequent time of hospitalization was 1-3 days (24.5%), the majority of deaths occurred in patients who were hospitalized from 1 to 3 days. There was a predominance of patients in class II (79.2%) of the Therapeutic Intervention Scoring System-TISS-28, of which 65.1% were male and 14.2% female. The measurements resulted in 25,852 points / year. Resulting in an average of 13 hours and 25 minutes of nursing care per patient per day. Expected that the results of this study may contribute to the nursing staff know the information relating to the degree of severity of disease, types and shifts of admission and discharge and plan nursing care to patients excellent quality of intensive care units. Moreover, it is expected to contribute to estimate the scaling of nurses per shift and organize the work in the intensive care unit and decrease the workload of nursing.
33

Associação entre terapia nutricional, estado nutricional e tempo de ventilação mecânica em pacientes pediátricos graves

Grippa, Rafaela Bouvie January 2014 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Florianópolis, 2014. / Made available in DSpace on 2015-02-05T20:58:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 329958.pdf: 1772450 bytes, checksum: 56e5c4b1153f659b172119c6944e634a (MD5) Previous issue date: 2014 / Introdução: A desnutrição em pacientes pediátricos graves está associada com desfechos clínicos desfavoráveis, como aumento do tempo de ventilação mecânica e de permanência na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIP). Para recuperar ou evitar a desnutrição, a terapia nutricional enteral ou parenteral deve ser implementada. Objetivo: Verificar se o estado nutricional e a terapia nutricional predizem o tempo de ventilação mecânica em pacientes pediátricos graves. População e Métodos: Estudo de coorte prospectivo, realizado na UTIP do Hospital Infantil Joana de Gusmão, Florianópolis, Santa Catarina, com pacientes pediátricos graves entre 1 mês e 14 anos de idade, de ambos os sexos. Foram coletados dados em prontuário para caracterização da população como motivo de internação, idade, sexo, uso de fármacos vasoativos, uso de antibióticos, presença de infecções nosocomiais e data de internação e alta hospitalar. Os índices prognósticos de mortalidade foram calculados na admissão. A avaliação nutricional antropométrica e bioquímica, realizada até 72 horas após admissão na UTIP, incluiu albumina, pré-albumina, proteína C-reativa, peso, estatura, perímetro cefálico, circunferência do braço, prega cutânea triciptal e área muscular do braço (AMB). Os indicadores antropométricos foram transformados em escore z. Indicadores de terapia nutricional foram avaliados até 21 dias de internação ou até a alta da UTIP. A curva de Kaplan-Meier foi construída para avaliar a influência dos indicadores de terapia nutricional e estado nutricional sobre duração da ventilação mecânica A regressão de Cox e Razão de Densidade de Incidência (RDI) foram ajustadas para sexo, idade e índice prognóstico de mortalidade. Valor de p<0,05 foi considerado significativo. Resultados: Foram incluídos 72 pacientes, com mediana de idade de 21,1 (94,4; 82,2) meses. A prevalência de desnutrição na admissão, de acordo com os indicadores antropométricos z-estatura para idade foi 41,2%, z-peso para idade 33,9% e z-peso para estatura 18,6%. As variáveis antropométricas capazes de predizer o tempo de ventilação mecânica foram z-peso para idade (RDI: 1,96 IC95%: 1,05; 3,65), z-estatura para idade (RDI: 2,49 IC95%: 1,44; 4,28), z-perímetro cefálico para idade (RDI: 13,22 IC95%: 3,44; 50,78) e z-AMB para idade (RDI: 5,22 IC95%: 1,19; 22,76). Em relação à terapia nutricional, foi observado que a nutrição foi precoce em 87,3% dos casos. A mediana da razão do volume prescrito e infundido foi 91,2 (80,1; 98,3) %. A mediana da razão proteína infundida e necessidades foi de 71,5 (36,7; 100,4) % e para energia 64,7 (36,7; 100,4) %. A mediana do déficitcumulativo de energia foi de 190,7 (323,0; 105,0) kcal/kg e de proteína 4,29 (7,8; 2,7) g/kg. Em relação às complicações gastrointestinais, 66,7% dos pacientes apresentaram diarreia, 39,7% obstipação e 39,4% distensão abdominal. Apenas o indicador de terapia nutricional presença de diarreia foi capaz de predizer o tempo de ventilação mecânica (RDI: 2,47; IC95%: 1,38; 4,40).Conclusão: O estado nutricional na admissão, avaliado pelos parâmetros antropométricos, z-peso para idade, z-estatura para idade, z-perímetro cefálico para idade e z-AMB para idade, foi capaz de predizer a duração da ventilação mecânica, sendo assim, recomenda-se que a avaliação desses parâmetros antropométricos seja efetuada na admissão da UTIP. Ainda, o indicador de terapia nutricional presença de diarreia esteve associado com o tempo de ventilação mecânica.<br> / Abstract : Background: Malnutrition in critically ill pediatric patients is associated with unfavorable clinical outcomes, such as greater length of mechanical ventilation and of Pediatric Intensive Care Unit (PICU) stay. To recover or prevent malnutrition enteral or parenteral nutrition therapy should be implemented.Aim: To assess if the nutritional status and nutritional therapy predict the length of mechanical ventilation in critically ill pediatric patients admitted to the PICU.Methods: A prospective cohort study conducted in the PICU at Children's Hospital Joana de Gusmão, Florianópolis, Santa Catarina, with patients between 1 month and 14 years of age, of both sexes. Data to characterize the population as a reason for admission, age, sex, use of vasoactive drugs, antibiotics, presence of nosocomial infections and date of admission and discharge were collected from patients charts. The prognostic index of mortality was assessed on admission by Pediatric Risk of Mortality (PRISM) and Pediatric Index of Mortality 2 (PIM 2). The nutritional status was evaluated by anthopometric and biochemical assessment, conducted within 72 hours after admission, included albumin, prealbumin, C-reactive protein, weight, height, head circumference, mid-upper arm circumference, triceps skinfold thickness and arm muscle area (AMA). Anthropometric indicators were calculated into z-scores. Nine indicators of nutritional therapy were evaluated until 21 days of admission or discharge from the PICU. The Kaplan-Meier survival curves were built to verify the influence of nutritional therapy and nutritional status indicators on length of mechanical ventilation. Cox regression analysis and hazard ratio (HR) were adjusted for gender, age and prognostic index mortality (PIM 2). P <0.05 was considered statistically significant.Results: Seventy two patients were included, median age of 21.1 (94.4, 82.2) months. According to the anthropometric indicators the prevalence of malnutrition, was 41.2% by z-height, 33.9% by z-weight and 18.6% by z-weight/height. Anthropometric indicators able to predict the length of mechanical ventilation were z-weight (HR: 1.96; 95% confidence interval (CI): 1.05-3.65), z-height (HR: 2.49; 95%CI: 1.44-4.28), z-head circumference (HR: 13.22%; 95%CI: 3.44-50.78) and z-AMA (HR: 5.22; 95%CI: 1.19-22.76). Concerning nutritional therapy it was observed that nutrition was precocious in 87.3% of the cases. The median of prescribed versus infused volume was 91.2% (80.1, 98.3%). The median ratio of protein infused and needs was 71.5% (36.7,100.4%) and energy 64.7% (36.7, 100.4%). The median cumulative energy deficit was 190.7 (323.0, 105.0) kcal/kg and protein 4.29 (7.8, 2.7) g/kg. Regarding gastrointestinal complications diarrhea was observed in 66.7% of patients, constipation in 39.7% and abdominal distension in 39.4%. Only the nutritional therapy indicator presence of diarrhea was able to predict the length of mechanical ventilation (HR: 2.47; 95%CI: 1.38, 4.40).Conclusions: The anthropometric parameters, z-weight for age, z-height for age, z-head circumference for age and z-AMA for age were able to predict the length of mechanical ventilation, so it is recommended that the evaluation of these anthropometric parameters be performed at admission to PICU. However, only the indicators of nutritional therapy presence of diarrhea was able to predict the length of mechanical ventilation.
34

Avaliação do uso de cetamina para sedoanalgesia de pacientes críticos

Rohr, Jaqueline Flores January 2014 (has links)
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Cuidados Intensivos e Paliativos, Florianópolis, 2014. / Made available in DSpace on 2015-02-05T20:59:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 328019.pdf: 277870 bytes, checksum: 4fc111d3c81218ec3d74c3f83ac4b982 (MD5) Previous issue date: 2014 / Objetivo: Avaliar a eficácia e segurança da cetamina para sedoanalgesia de pacientes críticos. Método: Coorte prospectiva, aprovado pela Comissão de Ética da instituição (nº2326/13). Foram avaliados pacientes sedoanalgesiados por mais de 48 horas na UTI/ HU/UFSC, sendo excluídos menores de 18 anos, gestantes, pacientes com traumatismo crânio-encefálico, distúrbios psiquiátricos, disfunção hepática avançada, insuficiência renal dialítica,insuficiência cardíaca grau IV, obesidade, anasarca e síndrome coronariana aguda. Objetivou-se a sedação o mais superficial possível. Os pacientes foram subdivididos em dois grupos: G1 medicados com cetamina e G2 (controle) com fentanil. A segurança foi avaliada pelos níveis de pressão arterial média (PAM), pela frequência cardíaca (FC), pelo eletrocardiograma e por sinais clínicos de disforia. A eficácia foi avaliada pelas escalas de RASS e BPS. As variáveis foram coletadas na admissão, 1/6/12/24 e 48 horas após a administração dos fármacos. Para análise estatística foram utilizados testes t de Student, x2, ANOVA (significante p<0,05). Resultados: Foram avaliados 14 pacientes (G1=8/G2=6). Após 48h a FC foi maior nos pacientes do G1 (p=0,05). Houve aumento significativo da PAM (p=0,02) após 1 hora da administração da cetamina. Não foram constatadas alterações eletrocardiográficas nos dois grupos. Os pacientes do G1 necessitaram sedação mais profunda (85% do tempo fora do nível ideal). Os do G2 permaneceram 50% do tempo com sedação ideal. O BPS foi inadequado em 53% do tempo nos pacientes do G1, sendo frequente assincronia à ventilação mecânica e intolerância ao TOT. Nos do G2 o BPS foi ideal em 85% do tempo. Conclusão: Como coadjuvante na sedoanalgesia, e objetivando-se uma sedação o mais superficial possível em pacientes sem instabilidade hemodinâmica, a cetamina mostrou-se menos eficaz e segura do que o fentanil.<br> / Abstract : Objective: To evaluate the efficacy and safety of ketamine for sedation and analgesia in critical patients. Methods: Prospective cohort study, approved by the Ethics Committee (nº2326/13). Were evaluated patients who required sedation and analgesia for more than 48 hours in the ICU/HU/UFSC. Were excluded pregnant women and patients: below 18 years, with traumatic brain injury, psychiatric illness, advanced liver or renal dysfunction, grade IV heart failure, obesity, anasarca and acute coronary syndrome. The patients were subdivided into two groups: G1received ketamine and G2 fentanyl (control). The safety of both drugs was evaluated by the measure of mean arterial pressure (MAP), heart rate (HR) by electrocardiogram and clinical signs of dysphoria. The efficacy was evaluated by scales RASS and BPS. The variables were collected at baseline, 1/6/12/24 and 48 hours after medication administration. For statistical analysis were used Student's t test, x2, ANOVA (significant p <0.05). Results: Were evaluated 14 patients; G1=8 and G2=6. After 48h the HR was higher in G1 patients (p=0.05). There was a significant increase in MAP (p=0.02) 1 hour after administration of ketamine. No ECG changes were observed in both groups. G1 patients required deeper sedation (85% of the time outside the optimal level). G2 patients remained 50% of the time with optimal sedation. The BPS was inadequate in 53% of the time in G1 patients, with frequent ventilator asynchrony and intolerance endotracheal tube. In the G2 BPS was ideal in 85% of the time. Conclusions: As an adjunct to sedation and analgesia, and aiming a most superficial possible sedation in patients without hemodynamic instability, ketamine was less effective and safety than fentanyl.
35

Cultura de segurança do paciente

Minuzzi, Ana Paula January 2014 (has links)
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem, Florianópolis, 2014. / Made available in DSpace on 2015-04-29T21:02:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 333046.pdf: 3462810 bytes, checksum: 23d3d9f8e570c8d6e75739e93acb0248 (MD5) Previous issue date: 2014 / A segurança do paciente tem ocupado posição de destaque em nível mundial. Entretanto, investir em uma cultura de segurança nos serviços de saúde, mostra-se como um grande desafio. Nesta perspectiva, encoraja-se a aplicação de instrumentos que possam avaliar e apontar as necessidades de melhorias em cada cultura, nos distintos cenários de assistência à saúde. Trata-se de um estudo descritivo-exploratório com abordagem quantitativa, com o objetivo de avaliar as dimensões da cultura de segurança do paciente sob a perspectiva dos profissionais da equipe de saúde de uma Unidade de Terapia Intensiva e apresentar as recomendações de melhorias para a cultura de segurança do paciente, identificadas por estes profissionais. A coleta de dados ocorreu entre novembro de 2013 e janeiro de 2014 através da aplicação do questionário Pesquisa sobre Segurança do Paciente em Hospitais. A amostra foi constituída por 59 profissionais, sendo três auxiliares de enfermagem, 11 enfermeiros, dois fisioterapeutas, 17 médicos e 26 técnicos de enfermagem, obtendo-se a participação de 88% da equipe de saúde. A análise dos dados se deu a partir do cálculo da frequência percentual de respostas positivas a cada dimensão da cultura de segurança do paciente, seguida do cálculo da frequência em termos absolutos e percentuais das recomendações de melhorias para a segurança do paciente. A análise inferencial foi aplicada através do teste de qui² nas seções: avaliação do grau de segurança do paciente e número de eventos adversos relatados nos últimos 12 meses, com nível de significância p < 0,05. Os aspectos éticos da pesquisa foram respeitados, sendo aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal de Santa Catarina. Os dados apontam que houve homogeneidade nos resultados encontrados a partir das diferentes categorias profissionais. As dimensões expectativas e ações de promoção da segurança do paciente do supervisor/gerente, trabalho em equipe na unidade e abertura para comunicações, ficaram entre as dimensões com melhores avaliações na perspectiva da equipe de saúde. Ao passo que, as dimensões apoio da gestão hospitalar para a segurança do paciente, respostas não punitivas aos erros e trabalho em equipe entre as unidades hospitalares, receberam as piores avaliações. Obteve-se 124 recomendações que foram categorizadas de acordo com as dimensões do questionário de Pesquisa sobre Segurança do Paciente em Hospitais, com destaque para as sugestões relacionadas ao apoio da gestão hospitalar para a segurança do paciente, em especial ao suprimento de recursos materiais com qualidade e quantidade suficiente. Outro destaque foi dado aos aspectos relacionados ao aprendizado organizacional e melhoria contínua, com sugestões de capacitações, implementação de protocolos e checklist, visando à padronização da assistência. Foi possível identificar ainda que, quanto melhor a avaliação da dimensão, menor o número de recomendações dos profissionais da equipe de saúde e vice-versa. O estudo demonstrou uma cultura de segurança do paciente com potencial de melhorias em todas as dimensões e permitiu elencar expressivas recomendações com vistas à segurança do paciente. A categorização destas recomendações, também possibilitou identificar as dimensões da cultura de segurança do paciente que apresentam maior vulnerabilidade, servindo para instrumentalizar o planejamento de estratégias e ações voltadas à segurança do paciente na instituição.<br> / Abstract : Patient safety has gained a great deal of attention worldwide. However, developing safety culture in health services is a great challenge. In this perspective, there is encouragement to the application of tools to evaluate and point out improvements required in every culture, in different health care settings. This is a descriptive-exploratory study with a quantitative approach, conducted in order to assess the dimensions of patient safety culture from the perspective of health care professionals in an Intensive Care Unit. The study presents recommendations for improvements to patient safety culture that had been identified by such professionals. Data collection took place between November 2013 and January 2014 by applying the questionnaire Survey on Patient Safety in Hospitals. The sample consisted of 59 health care professionals: three nursing assistants, 11 nurses, two physical therapists, 17 physicians and 26 nursing technicians, with a participation of 88% of the health care staff. Data analysis was made by calculating the frequency percentage of positive responses to each dimension of patient safety culture, followed by calculation of frequency in both absolute numbers and percentages of recommendations for improvements to patient safety. Inferential analysis was applied through the chi-square test in the sections: assessment of level of patient safety and number of adverse events reported in the last 12 months, with a significance level of p <0.05. The ethical aspects of research were respected, and the study was approved by the Ethics Committee on Human Research of the Federal University of Santa Catarina. The data indicate that the results from different professional categories were homogeneous. The dimensions that received the best ratings from the health staff were expectations and supervisor's/manager's actions to promote patient safety, team work in unity and openness to communication. By contrast, the dimensions hospital management support for patient safety, non-punitive responses to errors and teamwork across hospitals received the worst ratings. A total of 124 recommendations were categorized according to the dimensions of the questionnaire Survey on Patient Safety in Hospitals, especially the suggestions about the support of hospital management for patient safety, particularly for the supply of material resources with quality and sufficient quantity. The respondents also highlighted aspects related to organizational learning and continuous improvement, with suggestions for training, implementation of protocols and checklists aimed at standardizing health care provision. It was observed that the better the assessment of a dimension, the fewer the recommendations of health care professionals and vice versa. The study demonstrated a patient safety culture with potential for improvement in all dimensions and gave room to significant recommendations with a view to patient safety. In addition, the categorization of these recommendations helped identify the more vulnerable dimensions of patient safety culture, thus offering support for planning strategies and actions on behalf of patient safety in the hospital.
36

Avaliação do sistema informatizado de indicadores de qualidade em enfermagem para unidade de terapia intensiva

Lima, Camila Santos Pires January 2014 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2014. / Made available in DSpace on 2015-09-15T04:03:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 334301.pdf: 5947186 bytes, checksum: 73c4a0c328c26fb550f2f205d617ac80 (MD5) Previous issue date: 2014 / Nos últimos anos, a informática tem apresentado um rápido crescimento, e seus recursos vêm sendo utilizados pelas diversas áreas de conhecimento. Na área de segurança do paciente, os Sistemas de Informação em Saúde podem ser desenvolvidos com o intuito de reduzir a ocorrência de eventos adversos, por meio da melhoria da qualidade da prática assistencial. Este estudo metodológico, de natureza quantitativa, integrou como desenhos a pesquisa metodológica e a produção tecnológica, e teve por objetivo avaliar os resultados da aplicação de um sistema informatizado de indicadores de qualidade em enfermagem em uma Unidade de Terapia Intensiva do sul do País, resultando em três manuscritos. O primeiro manuscrito trata da fase inicial do estudo, que foi a construção do sistema informatizado e contou com a participação de um analista de sistemas e quinze enfermeiros de terapia intensiva, onde a coleta de dados foi de fevereiro a abril de 2014. Para o desenvolvimento do sistema, foram utilizadas algumas das boas práticas da metodologia do Processo Unificado, sendo utilizada a Unified Modeling Language e a linguagem de programação Java Enterprise Edition 7. O sistema foi composto por um menu de acesso com as seguintes funções: Início (apresenta informações gerais), Novo Registro (registra o indicador), Registro (busca indicadores registrados), Censo (adiciona informações sobre pacientes e indicadores), Relatório (gera relatório dos indicadores) e Anexo (acessa a Escala de Braden). O segundo manuscrito foi resultado da fase de detecção de eventos adversos e registro dos indicadores de qualidade no sistema, contou com dez enfermeiros de terapia intensiva que utilizaram o sistema informatizado, sendo que a coleta de dados aconteceu entre maio a agosto de 2014. Foram identificados 78 eventos, onde os mais incidentes foram: perda de sonda oro/nasogastroenteral, erro de medicação e úlcera por pressão, com maior ocorrência no turno14matutino. Constatou-se que a Incidência de Perda de Sonda Oro/Nasogastroenteral foi o indicador mais significativo, com média de 6.14 (±1.22), apresentando como causa principal a retirada do dispositivo pelo próprio paciente. O terceiro manuscrito, resultado da terceira fase do estudo, descreve a avaliação do sistema no âmbito da ergonomia e usabilidade. A amostra foi composta por cinco analistas de sistemas, três docentes em enfermagem e nove enfermeiros de terapia intensiva. A coleta de dados ocorreu entre setembro a outubro de 2014, por meio de um questionário online fundamentado na International Organization for Standardization. Foi utilizada a estatística descritiva (médias, desvio padrão, valor máximo e valor mínimo) e inferencial por meio da análise de variância simples para o estabelecimento do nível de significância, onde foi considerado Valor de P < 0,05 para um intervalo de confiança de 95% entre os dados encontrados. Os critérios ergonômicos (organização, interface, técnico e conteúdo) foram avaliados positivamente pelos analistas de sistemas, docentes e enfermeiros, com destaque para os itens de ?Conteúdo?, que apresentou a melhor avaliação ergonômica, com média de 4.62 (±0.05). A avaliação de usabilidade também foi satisfatória, onde o item ?As telas do sistema são claras, fáceis de ler e interpretar? foi o que apresentou maior destaque nas avaliações, com média de 4.58 (±0.50). Identificou-se que não há evidência estatística de diferenças entre os itens avaliados do critério de ?Usabilidade? nos grupos Analistas de Sistemas (Valor P=0,129) e Docentes (Valor P=0,811); já para o grupo Enfermeiros, há evidências estatísticas de que pelo menos um item de ?Usabilidade? seja diferente (Valor P=0,006). Portanto, destaca-se a importância de se adotar princípios de usabilidade em sistemas informatizados para a garantia de padrões de qualidade que atendam as necessidades dos usuários e que melhorem a qualidade do atendimento ao paciente, quando voltados para a área da saúde. Sendo assim, com este manuscrito, foi possível constatar que o sistema foi considerado organizado, de fácil utilização e adequado para a área de terapia intensiva. Logo, concluiu-se com este estudo de dissertação de mestrado que o monitoramento de indicadores torna-se fundamental para a análise do cuidado prestado ao paciente e obtenção de resultados desejáveis para a sua saúde. Com a utilização do sistema informatizado, foi possível obter as informações e transformá-las em conhecimento para facilitar o gerenciamento do cuidado e contribuir com a segurança do paciente.<br> / Abstract : Over the past years, computer science has grown quickly, and its resources have been used by several areas of knowledge. Within the field of patient safety, Health Information Systems may be developed with the purpose of reducing the occurrence of adverse events, through the improvement of the quality of the health care practice. This methodological study, with quantitative nature, has integrated methodological research and technological production as its designs, besides having the objective of assessing the results of the application of a computerized system of nursing quality indicators at an Intensive Care Unit of the Brazilian south, resulting in three manuscripts. The first manuscript addresses the initial phase of the study, which was the construction of the computerized system and had the participation of a systems analyst and fifteen nursing professionals of intensive care, where data collection took place from February to April 2014. In order to develop the system, some of the good practices of the methodology of Unified Process were used, such as the Unified Modeling Language and the Java Enterprise Edition 7 programming language. The system consists of an access menu with the following functions: Home (shows general information), New Record (it records the indicator), Record (it seeks recorded indicators), Census (it adds information on patients and indicators), Report (it generates report of indicators) and Annex (it accesses the Braden Scale). The second manuscript was the result of the phase for detection of adverse events and record of quality indicators in the system, had the participation of ten nursing professionals of intensive care who used the computerized system, and the data collection took place between May and August 2014. 78 events were identified, where the most incidents were: loss of oro/nasogastroenteral probe, medication error and pressure ulcer, with a higher occurrence during the morning shift. It was found that the Incidence of Loss of Oro/Nasogastroenteral Probe was the most significant indicator, with an average of 6.14 (±1.22), unveiling the removal of the device by the18patient as the leading cause. The third manuscript, result of the third phase of the study, describes the assessment of the system in the scope of ergonomics and usability. The sample consisted of five systems analysts, three nursing teachers and nine nursing professionals in intensive care. Data collection took place between September and October 2014, through an online questionnaire grounded on the International Organization for Standardization. Descriptive and inferential statistics were used (average, standard deviation, maximum value and minimum value) by means of simple analysis of variance for the establishment of the significance level, where it has been considered a P Value <0,05 for a confidence interval of 95% among the data found. The ergonomic criteria (organization, interface, technical and content) were positively assessed by systems analysts, teachers and nursing professionals, with emphasis being placed on the items of ?Content?, which showed the best ergonomic assessment, with an average of 4.62 (±0.05). The assessment of usability was also satisfactory, where the item ?The system screens are clear, easy to read and interpret? was the one that showed the greatest prominence in the assessments, with an average of 4.58 (±0.50). It was identified that there is no statistical evidence of differences among the assessed items from the criterion of ?Usability? in the System Analysts (P Value=0,129) and Teachers (P value=0,811) groups; regarding the Nursing professionals group, there is statistical evidence that, at least, one item of ?Usability? is different (P Value=0,006). Therefore, it is worth emphasizing the importance of adopting principles of usability in computerized systems in order to ensure quality standards that meet the needs of users and that improve the quality of patient care, when focused on the field of health. Accordingly, with this manuscript, it was possible to realize that the system was considered organized, easy to use and appropriate for the field of intensive care. Hence, from this study of master dissertation, it is concluded that the follow-up of indicators becomes essential for the analysis of care shares provided to patients and achievement of desirable results for their health statuses. With the use of the computerized system, it was possible to gather the information and turn them into knowledge to ease up the management of care and contribute to patient safety.
37

Evidências de cuidado para prevenção de infecção de corrente sanguínea relacionada a cateter venoso central

Perin, Daniele Cristina January 2015 (has links)
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem, Florianópolis, 2015. / Made available in DSpace on 2015-10-20T03:13:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 334957.pdf: 1244809 bytes, checksum: dafc36a898df0331a5c37d95888b8c32 (MD5) Previous issue date: 2015 / Este estudo teve como objetivo evidenciar as práticas de cuidado para prevenção de infecção de corrente sanguínea relacionada a cateter em pacientes adultos em unidades de terapia intensiva e construir recomendações de cuidados a partir de evidências encontradas. Para o alcance do objetivo foi realizada uma Revisão Sistemática sem Metanálise. A pesquisa seguiu os passos sugeridos pela Universidade Federal de São Paulo. A formulação da pergunta de pesquisa foi realizada através da estratégia PICO. A localização dos estudos ocorreu de 21 de julho a 10 de agosto de 2014 por meio de busca nas bases de dados Web of Science, PUBMED/MEDLINE, SCOPUS, COCHRANE, CINAHL, LILACS e BDENF. Os critérios de inclusão foram: artigos originais provenientes de pesquisa, publicados de 2011 a 2014; nas línguas português e inglês; com adultos; em Unidades de Terapia Intensiva; que incluíram cateteres venosos centrais de curta permanência e que tiveram nos seus resumos ou no título relação com a temática dos cuidados para a prevenção de infecção de corrente sanguínea relacionada a cateter. Os critérios de exclusão foram: artigos que trataram da população pediátrica e neonatal; que trataram de cateteres centrais de inserção periférica, hemodiálise, cateteres periféricos e arteriais; e que não abordaram a temática do estudo. Por meio da estratégia de busca foram identificadas 1611 referências. Foi realizada a leitura do título e do resumo, restando 278 estudos. Com o auxílio do software Mendeley foram excluídas 126 referências duplicadas. Dois revisores realizaram a leitura dos 152 estudos restantes na íntegra. Qualquer discordância entre os autores foi colocada em discussão até que um consenso fosse alcançado. Após esta etapa foram excluídos 118 estudos por não se enquadrarem nos critérios de inclusão, restando 34 estudos incluídos nesta pesquisa, os quais passaram pelo processo de síntese e análise e foram organizados em um instrumento de análise dos artigos. Os dados foram avaliados conforme seu nível de evidência pela classificação do The Joanna Briggs Institute. Os principais cuidados que tiveram resultados significativos na redução das taxas de infecção de corrente sanguínea relacionada a cateter foram cuidados práticos como: higiene das mãos, precaução máxima de barreira, antissepsia da pele com Clorexidina, evitar a veia femoral e remoção do cateter assim que possível, reunidos em bundles de cuidado; estratégias organizacionais como o ?carrinho de cateter venoso central?, listas de verificação, check-lists de inserção e manutenção e rounds diários; cateteres impregnados de antibióticos ou antissépticos, e curativos impregnados com Clorexidina; e estratégias institucionais como vigilância de resultados, do cumprimento das medidas, feedback dos resultados à equipe de saúde e educação acerca das medidas de prevenção, processo de inserção e cultura de segurança.<br> / Abstract : This study aimed to describe health care provision practices for prevention of catheter-related bloodstream infection in adult patients in intensive care units and make recommendations for care provision based on the evidence found. A Systematic Review without meta-analysis was performed to reach this goal. The study followed the steps suggested by the Federal University of São Paulo. The research question was framed by means of the PICO technique. The studies were collected from July 21 to August 10, 2014 by searching on the databases Web of Science, PUBMED/MEDLINE, SCOPUS, COCHRANE, CINAHL, LILACS and BDENF. Inclusion criteria were: original research papers, published between 2011 and 2014; written in Portuguese and English; conducted with adults; conducted in Intensive Care Units; having included short-term central venous catheters and whose abstract or title referred to the theme of care provision for prevention of catheter-related bloodstream infection. Exclusion criteria were: papers focused on the pediatric and neonatal population, peripherally inserted central catheters, hemodialysis, peripheral arterial catheters, and which did not address the subject of study. A total of 1611 references were identified through the search strategy. The titles and the abstracts were read, and 278 studies were short-listed. The software Mendeley was used to exclude 126 duplicate references. Two reviewers read the 152 remaining studies in full. Any disagreement between the authors was discussed until a consensus was reached. After this stage, 118 studies were excluded because they did not fit the inclusion criteria; there were 34 studies left, which were summarized, analyzed, and organized into an analytical analysis tool. Data were evaluated according to their level of evidence, based on the classification of The Joanna Briggs Institute. Main health care proecedures whose results significantly reduced catheter-related bloodstream infection rates were practical ones, e.g.: hand hygiene, maximal barrier precautions, chlorhexidine skin antisepsis, avoidance of femoral vein and catheter removal as soon as possible in care bundles; organizational strategies such as "central venous catheter kit", checklists, insertion and maintenance checklists and daily rounds; antibiotic/antiseptic-impregnated catheters and chlorhexidine-impregnated dressings; and institutional strategies such as monitoring of results, completion of measures, feedback to health and education staff on results of prevention measures, insertion and safety culture.
38

Sepsiscare

Mello, Geyza Regina Domingos January 2017 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem, Florianópolis, 2017 / Made available in DSpace on 2017-09-19T04:11:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 348287.pdf: 5169991 bytes, checksum: 2934dc2ef72b9ba94abbfa53daf12873 (MD5) Previous issue date: 2017 / A sepse tem representado um desafio para os sistemas de saúde em todo mundo, tanto do ponto de vista econômico como social. Considerando que o ambiente das Unidades de Terapia Intensiva é extremamente susceptível à evolução de um quadro infeccioso, a sepse se torna um motivo de grande preocupação por ser uma das principais causas de morte nessas unidades. Delimitou-se como pergunta de pesquisa para este estudo, o seguinte questionamento: Como desenvolver um aplicativo móvel para os enfermeiros com informações atualizadas acerca da prevenção, identificação precoce e planejamento dos cuidados ao paciente adulto com sepse internado em uma Unidade de Terapia Intensiva? Sendo assim, este estudo teve como objetivos desenvolver um aplicativo móvel para a prevenção, identificação precoce e planejamento dos cuidados ao paciente crítico adulto com diagnóstico de sepse, e avaliar o conteúdo do aplicativo. Trata-se de um estudo descritivo e de produção tecnológica que utilizou como referencial metodológico o Processo de Desenvolvimento de Produtos para a construção do aplicativo. Participaram do estudo seis enfermeiros atuantes na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital da rede pública de Santa Catarina. A coleta e análise dos dados ocorreram simultaneamente entre os meses de setembro de 2016 a janeiro de 2017, seguindo as etapas propostas pelo Processo de Desenvolvimento de Produtos e para a análise dos dados foi utilizada a análise de conteúdo proposta por Bardin. O aplicativo desenvolvido foi denominado SepsisCare, realizado na plataforma Mobincube®, para atender as plataformas do sistema operacional Apple e Android, contendo vinte e três telas que compuseram o aplicativo para um melhor entendimento acerca da sepse. Acredita-se que o desenvolvimento de um aplicativo móvel irá auxiliar os enfermeiros e sua equipe na assistência ao paciente crítico, facilitando na identificação, prevenção e coordenação dos cuidados em torno da sepse, bem como contribuirá para a atualização desses profissionais que atuam num ambiente de alta densidade tecnológica e cuidados complexos, possibilitando assim um atendimento mais seguro e de qualidade.<br> / Abstract: Sepsis has posed a challenge for health systems worldwide, both economically and socially. Considering that the environment of the Intensive Care Units is extremely susceptible to the evolution of an infectious condition, sepsis becomes a cause of great concern as one of the main causes of death in these units. The following was asked as a research question: How to develop a mobile application for nurses with updated information about the prevention, early identification and planning of adult patient care with sepsis hospitalized in an Intensive Care Unit? Thus, this study aimed to develop a mobile application for the prevention, early identification and planning of critical adult patient care with diagnosis of sepsis, and to evaluate the content of the application. It is a descriptive study and of technological production that used the Product Development Process as a methodological reference for the construction of the application. Six nurses working in the Intensive Care Unit of a public hospital in Santa Catarina participated in the study. The data collection and analysis occurred simultaneously between september 2016 and january 2017, following the steps proposed by the Product Development Process and for the data analysis the content analysis proposed by Bardin was used. The application was named SepsisCare, developed on the Mobincube® platform to support the Apple and Android operating system platforms, containing twenty-three screens that compose the application for a better understanding of sepsis. It is believed that the development of a mobile application will assist nurses and their staff in critical patient care, facilitating the identification, prevention and coordination of sepsis care, as well as contribute to the updating of these professionals who work in a high technological density and complex care, thus enabling a safer and more qualified service.
39

Recomendações para o cuidado de enfermagem ao paciente no pós-operatório imediato de transplante de fígado em terapia intensiva

Becker, Alex January 2015 (has links)
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem, Florianópolis, 2015. / Made available in DSpace on 2016-03-01T04:03:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 337784.pdf: 1088845 bytes, checksum: 1a5b2da25f87854300110937b88874de (MD5) Previous issue date: 2015 / No seu processo pós-operatório imediato, os pacientes submetidos a transplante de fígado são admitidos na Unidade de Terapia Intensiva. São pacientes submetidos a cirurgia de grande porte, com grande repercussão sistêmica e vulneráveis à instabilidade em diferentes sistemas orgânicos. Dentre as responsabilidades do enfermeiro intensivista estão planejar e implementar intervenções de enfermagem, sendo necessário para tanto possuir conhecimento específico para cuidar do paciente com este perfil, com base em ações fundamentadas e atuais. O presente estudo teve por objetivos identificar e avaliar as evidências disponíveis na literatura e elaborar um guia de recomendações para o cuidado de enfermagem baseado em evidências ao paciente submetido a transplante de fígado na Unidade de Terapia Intensiva. Foi utilizado o método de revisão integrativa da literatura, com a consulta as bases de dados Pubmed/Medline, LILACS, CINAHL e SCOPUS. A amostra foi composta por 18 estudos. Em relação ao nível de evidência, oito estudos eram de nível IV (coorte). Ao sintetizar as evidências identificadas nos estudos selecionados, foram destacados temas como o controle glicêmico, o controle de infecção, a ocorrência de injúria renal aguda e eventos neurológicos no paciente submetido a transplante hepático. Com base nos temas identificados e considerando outros dez estudos de revisão encontrados, o escopo foi ampliado, resultando no desenvolvimento de recomendações baseadas em evidências para assistência de enfermagem ao paciente no pós-operatório imediato de transplante de fígado em terapia intensiva. Espera-se que os resultados que emergiram deste estudo possam contribuir para a construção do conhecimento na área e para uma fundamentação maior da prática, consequentemente melhorando a qualidade da assistência prestada ao paciente submetido a transplante de fígado.<br> / Abstract : In the immediate postoperative process, the patients that undergo liver transplant are admitted to the Intensive Care Unit. They are patients that undergo major surgery, with major systemic effects and who are vulnerable to the instability in different organ systems. Among the ICU nurse's responsibilities are the planning and implementation of nursing interventions, so they need to have specific knowledge to take care of a patient with that profile, based on substantiated and current actions. The present study aimed at identifying and evaluating the evidence available in the literature and elaborating a recommendation guide for nursing care based on the evidence to the patient who undergoes liver transplant at the Intensive Care Unit. The method used was an integrative literature review, consulting the Pubmed/Medline, LILACS, CINAHL and SCOPUS data bases. The sample was composed by 18 studies. Regarding the level of evidence, eight studies were level IV (cohort). When synthesizing the evidence identified in the selected studies, the themes highlighted were the ones such as glycemic control, infection control, acute kidney injury and neurological events in the patient that has undergone liver transplant. Based on the identified themes and considering ten other review studies found, the scope was amplified, resulting in the development of recommendations based on evidences to help nursing the patient in the immediate postoperative period of liver transplant in intensive care. The results that emerged from this study are expected to contribute to build knowledge in the field and to better ground this practice, improving the quality of the assistance provided to the patient that has undergone liver transplant.
40

Cateterização vesical e infecção do trato urinário em uma unidade de terapia intensiva

Bená, Caroline Bernardes January 2015 (has links)
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Cuidados Intensivos e Paliativos, Florianópolis, 2015. / Made available in DSpace on 2016-04-19T04:18:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 337771.pdf: 723628 bytes, checksum: f6eff2e37565db7d6b9b007a03bba230 (MD5) Previous issue date: 2015 / Introdução: A infecção do trato urinário (ITU), um dos principais tipos de infecção nosocomial, está associada ao uso docateter vesical de demora (ITUc) em 80 a 90% dos casos.Objetivos: Verificar a incidência e os fatores de risco para ITUc, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um Hospital Universitário (HU) no Brasil.Método: Coorte histórica, com base em registro de dados epidemiológicos do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), realizada no período de 2011 a 2013. A amostra foi de 1392 pacientes que foram submetidos à cateterização vesical de demora, dentre os 2140 internados no período. Resultados: A densidade de incidência de ITUc foi de 6,56 por 1000 cateteres/dia. A chance de um idoso (=60 anos) desenvolver infecção foi de 1,827 (OR) [?2=5,953; p=0,015]. A análise de regressão linear evidenciou que a duração da cateterização (DC) foi determinante para infecção, não tendo influência o tempo de internação. Houve relação entre DC e ITUc, tanto para os com doença clínica quanto cirúrgica [F= 166,166;p=0,000 e F= 157,108; p=0,000, respectivamente]. Ser do sexo masculino reduziu o risco de infecção [?2=4,02; p=0,045; IC=95%; OR=0,61].Conclusão: A densidade de incidência está em conformidade com padrões internacionais, a DC e a idade =60 anos foram fatores de risco relevantes na amostra avaliada, enquanto o sexo masculino foi fator protetor.<br> / Abstract : Background:In urinary tract infections (UTI), one of the main types of nosocomial infections, indwelling catheters are present in 80-90% of the cases.Objectives: To determine the incidence and risk factors for cUTI in an intensive care unit (ICU) of a university hospital (UH).Method: Historical cohort, based on hospital records, conducted from 2011 to 2013, in an adult ICU of a UH in Southern Brazil. The sample consisted of 1394 patients who underwent indwelling urinary catheterization from a total of 2140 patients hospitalized during that period. Results: The cUTI incidence density rate was 6.56 per 1000 catheters/day. The chance of an elderly patient (=60 years) developing infection was 1.827 (OR) [?2=5.953; p=0.015]. Linear regression analysis showed that duration of catheterization (DC) was determinant for infection [Student's t test = 7.110; CI=95%; p=0.000], with length of hospital stay showing no influence [Student's t test =-1.133; CI=95%; p=0.257]. There was a relation between DC and cUTI both for clinical and surgical patients [F=166.166; p=0.000, and F=157.108; p=0.000, respectively]. Being male reduced the risk of infection [?2=4.02; p=0.045; CI=95%; OR=0.61]. Conclusion: The incidence density is within international standards; DC and age = 60 years are relevant risk factors; and being male is a protection factor.

Page generated in 0.1992 seconds