• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 5
  • 1
  • Tagged with
  • 6
  • 6
  • 6
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Educação em sexualidade, sexualidade e gênero: desafios para professoras(es) do ensino infantil / Education in sexuality, sexuality and gender: challenges for teachers (s) in early childhood education

Borges, Rita de Cassia Vieira [UNESP] 16 February 2017 (has links)
Submitted by RITA DE CASSIA VIEIRA BORGES Borges (ritacvborges@hotmail.com) on 2017-03-23T22:52:32Z No. of bitstreams: 1 Dissertação_Versão Definitiva_23.03.pdf: 4025981 bytes, checksum: ae2591f6ed2a09f2d65e6493ab14369d (MD5) / Approved for entry into archive by Luiz Galeffi (luizgaleffi@gmail.com) on 2017-03-24T16:50:48Z (GMT) No. of bitstreams: 1 borges_rcv_me_arafcl.pdf: 4025981 bytes, checksum: ae2591f6ed2a09f2d65e6493ab14369d (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-24T16:50:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 borges_rcv_me_arafcl.pdf: 4025981 bytes, checksum: ae2591f6ed2a09f2d65e6493ab14369d (MD5) Previous issue date: 2017-02-16 / Esta pesquisa apresenta uma investigação sobre as concepções das(os) professoras(es) e funcionárias do Ensino Infantil sobre sexo, sexualidade e educação em sexualidade no tocante à orientação do trabalho pedagógico frente às manifestações da sexualidade das(os) alunas(os). O processo investigativo foi desenvolvido em um Centro de Educação Infantil Municipal (CEIM), localizado em uma cidade do interior do Estado de São Paulo que atende crianças nas faixas etárias entre 4 meses a 3 anos e 11 meses de idade, originárias de famílias de classe média baixa. Por meio do método de observação in loco, buscou-se identificar, inicialmente, as práticas de cuidados diários e a linguagem utilizada entre as professoras e a equipe de apoio, bem como destas para com as crianças. Na sequência, foram aplicadas entrevistas semiestruturadas contendo questões abertas que, com a devida anuência das participantes, foram gravadas, transcritas e analisadas qualitativamente, agregando-se dados quantitativos quando possível. Reconhecendo gênero como forma primária de dar significado às relações de poder, cujo processo de construção se inicia na infância; compreendendo a centralidade da Escola na socialização de meninos e meninas; considerando a transversalidade dos temas sexualidade, gênero e violências, optou-se por desenvolver esta pesquisa junto ao lócus referido, tendo em vista o favorecimento deste contexto para a proximidade entre profissionais, crianças e famílias, além das potencialidades de cooperação destes em ações promotoras da ressignificação de crenças e valores constitutivos e constituídos nas relações sociais. / The present research aimed to investigate the conception of teachers of a childhood education center, about sex, sexuality and sexual education, and how it guides their pedagogical work while dealing with the students sexuality manifestations. The investigated process was developed in a Municipal Childhood Educational Center (MCEC), locate in a city from the interior of State of São Paulo, which serves children in the age range between 4 months and 3 years and 11 months, from lower middle class families. For that, observation in loco method was adopted, aiming to identify the daily care practices, as well as to notice the language used between the educators and the others school professionals and between them and children. In sequence, it was applied a semi structured interview, with open questions, which, with the participants approval, were recorded and, than, ttranscribed and qualitatively analyzed, aggregating quantitative data, when possible. Considering Gener as the primary way to significate power relationships, which construction process begins in childhood; understanding the centrality of School in girls and boys socialization; considering the issues trasversatility – sexuality, gender and violence – it was opted to develop this work in childhood education field, considering this context as favorable because of the proximity between professionals, child and their families, as well as their possibility to cooperate to promote actions that can reframe constitutive and constituted beliefs and values in social relationships.
2

Educação em sexualidade: a web educação sexual em ação / Sexual education: the sexual education web in action

Souza, Marcilene Mendes [UNESP] 16 February 2017 (has links)
Submitted by MARCILENE MENDES DE SOUZA null (marcileneuemg@yahoo.com.br) on 2017-04-12T13:49:12Z No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO MARCILENE MENDES DE SOUZA (1).pdf: 1056117 bytes, checksum: c7c3137822d947f646d687ac687a4029 (MD5) / Approved for entry into archive by Luiz Galeffi (luizgaleffi@gmail.com) on 2017-04-17T20:36:46Z (GMT) No. of bitstreams: 1 souza_mm_me_arafcl.pdf: 1056117 bytes, checksum: c7c3137822d947f646d687ac687a4029 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-04-17T20:36:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 souza_mm_me_arafcl.pdf: 1056117 bytes, checksum: c7c3137822d947f646d687ac687a4029 (MD5) Previous issue date: 2017-02-16 / Esta pesquisa de cunho qualitativo teve como principal objetivo conhecer as contribuições do “Projeto Web Educação Sexual”, para a formação de professoras da educação infantil e do ensino fundamental I. Este projeto é estruturado por meio de webinares, que são conferências, seminários e conversas informais online. Sexualidade, relações de gênero e educação em sexualidade são temas que precisam ser estudados e abordados no ambiente escolar. Existe uma lacuna na formação inicial de professores sobre essa temática e a formação continuada se apresenta como uma possibilidade de resolver esse problema. A pesquisa caracterizou-se por dar voz a um grupo de professoras da educação básica sobre o tema e quanto a suas impressões relativas à formação online e temáticas trazidas pelas webinares. Participaram do estudo quatro professoras. Para a coleta de dados foram utilizados: um questionário de (re) conhecimento da realidade das professoras, seguido de uma entrevista semiestruturada. Este estudo mostrou-se relevante para o levantamento de informações sobre a importância da formação continuada em Educação em Sexualidade, sobretudo quanto aos aspectos da atuação profissional para uma mediação crítica, esclarecedora, autônoma, digna e respeitosa das professoras, dos alunos e da comunidade escolar, incluindo a família. O estudo investigou também um aspecto atual da formação de professores que trata do uso das novas tecnologias, uma vez que enfocou os aspectos desta formação por meio das Tecnologias Digitais. Como resultados, constatamos que as professoras consideraram que o projeto web educação sexual contribuiu para sua formação pessoal e profissional, pois ampliou a visão sobre a sexualidade e seu modo de lidar com a sexualidade infantil na escola, e perceberam a necessidade de receberem formação e informação sobre a temática. Consideramos que este estudo contribuirá para a reflexão sobre as possibilidades e perspectivas de futuras intervenções e práticas desta natureza. Entretanto, entendemos que novos estudos nesta área são necessários. / This qualitative research had as main goal to know the contributions of the "Sexual Education Web Project", for the education of teachers of the Early Childhood Education and of the Fundamental Education I. This study followed the teachers who looked for in the webinars, through conferences, seminars and informal online conversations about knowledge for their actions at school, with respect to sexuality and gender relations. Sexuality, gender relations and sexuality education are issues that need to be studied and addressed in the school environment. There is a gap in initial teacher education on this subject and continuing education presents itself as a possibility to solve this problem. This research was characterized by giving a voice to a group of teachers of basic education on the subject regarding their impressions regarding the online training and thematic ones brought by the webinars. Four teachers participated in the study. To collect data were used: a questionnaire of the acknowledge of the reality of the teachers, followed by a semi-structured interview. This study proved to be relevant for the collection of information about the importance of continuing education in Sexuality Education, especially regarding aspects of professional performance for a critical, enlightening, autonomous, dignified and respectful mediation of teachers, students and the school community, including the family. The study also investigated a current aspect of teacher training that deals with the use of new technologies, since it focused on aspects of this training through Digital Technologies. As results, we found that the teachers considered that the Web Sex Education Project contributed to their personal and professional training, as they broadened their view on sexuality and worried them to seek more and more, and feel more fit for actions in school with Early Childhood Education. In addition, to perceiving and asking from the need that was built to receive training and information on the subject. We consider that this one study will contribute to the reflection on possibilities and perspectives of future interventions and practices of this nature. However, we understand that further studies in this area are necessary.
3

Concepção da sexualidade de estudantes surdos usuários de Libras em uma escola polo / The conception of sexuality of deaf students who use Libras in a "Pole School"

Campos, Maria Fernanda de Arruda [UNESP] 14 December 2015 (has links)
Submitted by MARIA FERNANDA DE ARRUDA CAMPOS null (mafeac@gmail.com) on 2016-02-15T23:14:47Z No. of bitstreams: 1 FERNANDA_13_02_2016_fim.pdf: 963274 bytes, checksum: 688e6a53de7e99a50f896bde9106611a (MD5) / Approved for entry into archive by Ana Paula Grisoto (grisotoana@reitoria.unesp.br) on 2016-02-17T13:36:43Z (GMT) No. of bitstreams: 1 campos_mfa_me_arafcl.pdf: 963274 bytes, checksum: 688e6a53de7e99a50f896bde9106611a (MD5) / Made available in DSpace on 2016-02-17T13:36:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 campos_mfa_me_arafcl.pdf: 963274 bytes, checksum: 688e6a53de7e99a50f896bde9106611a (MD5) Previous issue date: 2015-12-14 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / A presente pesquisa tem por objetivo investigar a construção da sexualidade de alunos surdos de uma escola estadual polo em uma cidade de médio porte, localizado no interior do Estado de São Paulo. A abordagem metodológica utilizada nesta pesquisa foi qualitativa, por meio de observação e rodas de conversa. Todas as rodas de conversa foram gravadas e transcritas. Os temas a serem trabalhados foram propostos através dessas rodas de conversa, nas quais os estudantes traziam suas inquietações, dúvidas e necessidades. Os Surdos integram uma minoria linguística, portanto, é comum que eles não se sintam pertencentes ao grupo ouvinte dentro e fora da escola, uma vez que para o pertencimento ocorrer, a comunicação é um dos fatores essenciais. Neste aspecto, na escola, o Surdo, não recebe as informações necessárias para o seu pleno desenvolvimento, por usar a Libras e a maioria dos alunos não conhecerem tal língua, o que dificulta em muito, seu aprendizado. A carência do conhecimento de Libras pelas pessoas ouvintes que o cercam e a pouca difusão desta língua acaba acarretando uma visão destorcida de vários conhecimentos, inclusive os que tangem a construção da sexualidade. Assim, essa pesquisa acompanhou, investigou e fomentou as informações sobre Sexualidade trazidas pelas experiências dos surdos desta escola polo para identificar os maiores entraves e desafios da educação desses estudantes a fim de promover com eles, debates, construções e desconstruções de temas sobre Sexualidade. / The present research aims to investigate the construction of sexuality of deaf students in a State school for the deaf. It´s a "pole school" abstracting a medium-sized town, located in the interior of the State of São Paulo in Brazil. The methodological approach used in this research was qualitative, through observation, round-table discussions and semi structured interviews. The themes to be worked were proposed throught these round-table discussions at which the students brought their concerns, doubts and necessities. All round-table discussion were recorded and transcribed. Deaf people integrate a linguistic minority, therefore, it is common that they don't feel belonging to the listener group inside and outside the school, once for this belonging to occur, communication is one of the essential factors. In this aspect, in school, the Deaf, do not receive the necessary information for their full development, for using Libras and most of the students do not know such a language, which makes difficult their learning. The lack of knowledge of Libra among those listeners who surround the Deaf and the little dissemination of this language, ends up leading to a distorted vision of multiple connections, including those that encompass the construction of sexuality. Therefore, this research has followed, investigated and increased the information about sexuality, brought by the deaf students' experiences of this "pole school", to identify the obstacles and challenges these students go through so as to promote with them debates, constructions and deconstructions of themes about sexuality.
4

Sexualidade, gênero e pedagogias culturais: representações e problematizações em contexto escolar

Rabello, Sylvia Helena dos Santos 26 November 2012 (has links)
Submitted by Geandra Rodrigues (geandrar@gmail.com) on 2018-04-03T12:38:28Z No. of bitstreams: 1 sylviahelenadossantosrabello.pdf: 11599427 bytes, checksum: 147a15e6adb27d69377ddebf2851d9c4 (MD5) / Approved for entry into archive by Adriana Oliveira (adriana.oliveira@ufjf.edu.br) on 2018-04-03T19:38:57Z (GMT) No. of bitstreams: 1 sylviahelenadossantosrabello.pdf: 11599427 bytes, checksum: 147a15e6adb27d69377ddebf2851d9c4 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-04-03T19:38:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1 sylviahelenadossantosrabello.pdf: 11599427 bytes, checksum: 147a15e6adb27d69377ddebf2851d9c4 (MD5) Previous issue date: 2012-11-26 / PROQUALI (UFJF) / A presente pesquisa foi empreendida a partir de um curso de Educação em Sexualidade, componente da parte diversificada do currículo escolar do 9º ano do ensino fundamental de uma escola pública do município de Juiz de Fora – MG, Brasil. Sexualidade e gênero são tomados em seu conceito amplo, entendidos como construções históricas, sociais e culturais. Os objetivos específicos visaram identificar e analisar representações de sexualidade e gênero sustentadas pelos/as alunos/as bem como analisar o conteúdo de sexualidade e gênero presente em pedagogias culturais e sua utilização em contextos de ensino. A metodologia adotada para a coleta dos dados foi de natureza qualitativa, do tipo observação participante, em que a pesquisadora atuou também como professora do curso. A análise dos dados apoiouse na análise de conteúdo das manifestações dos/as alunos/as obtidas a partir das transcrições das aulas, que foram gravadas em áudio. Também foram analisadas produções escritas dos/as alunos/as e artefatos de mídia que abordam temas de sexualidade e gênero. Os resultados indicaram que os/as alunos/as sustentam representações de sexualidade associadas, sobretudo, às práticas sexuais. As relações de gênero foram reconhecidas como desiguais e naturalizadas, mesmo quando as diferenças e desigualdades foram atribuídas a fatores sociais. As discussões em classe, porém, oportunizaram a reflexão a respeito do conceito de sexualidade bem como sobre as relações de gênero, favorecendo a incorporação de novos elementos para sua consideração. As pedagogias culturais, de modo geral, veiculam noções essencialistas e biologizantes a respeito da sexualidade e do gênero, veiculando representações estereotipadas que merecem a problematização em contextos de ensino. As implicações da pesquisa referemse à contribuição para a produção do conhecimento na área, favorecendo o planejamento de estratégias didáticas com vistas a ampliar a noção de sexualidade e gênero dos/as estudantes, abrangendo os aspectos sociais e culturais. / This research was undertaken from a course of Sexuality Education, part of the diversified component of the school curriculum in the 9th grade of elementary school at a public school in the city of Juiz de Fora - MG, Brazil. Sexuality and gender are taken in its broadest dimension, understood as historical, social and cultural constructions. The specific objectives aimed at identifying and analyzing sexuality and gender representations held by students as well as analyzing the content of sexuality and gender in this cultural pedagogies and their use in educational contexts. The qualitative methodology was taken for data collection, like participant observation, in which the researcher also served as a teacher of the course. Data analysis relied on content analysis of the students speech that were obtained from transcripts of classes activities, which were audio-recorded. Students written productions and media artifacts were also analyzed. The results indicated that the students maintain representations of sexuality as sexual practices. Gender relations were recognized as unequal and naturalized, even when differences and inequalities were attributed to social factors. The class discussions, however, allowed the reflection about the concept of sexuality as well as gender relations, promoting the incorporation of new elements for consideration. The cultural pedagogies, in general, present biologizing and essentialist notions about sexuality and gender, conveying stereotypical representations that deserve questioning in teaching contexts. The implications of the research refer to the contribution to the knowledge in the area, favoring the planning of teaching strategies in order to broaden the notion of sexuality and gender of the students, covering social and cultural aspects.
5

\"Minha vida de ameba\": os scripts sexo-normativos e a construção social das assexualidades na internet e na escola / \"My life as an amoeba\": sexual normative scripts and the social construction of asexualities on the internet and in school

Elisabete Regina Baptista de Oliveira 06 March 2015 (has links)
O objetivo desta pesquisa de doutorado é compreender as trajetórias de autoidentificação de indivíduos assexuais, com destaque para suas interações sociais na escola durante os anos da educação básica. Trata-se de uma pesquisa de caráter exploratório, de natureza qualitativa e de perspectiva sociológica, que se insere nos estudos de diversidade sexual no âmbito escolar, sob a ótica de gênero. A assexualidade é compreendida, neste trabalho, como forma de viver a sexualidade caracterizada pelo desinteresse pela prática sexual, que pode ou não ser acompanhado pelo desinteresse por relacionamentos amorosos. O desinteresse sexual/amoroso - construído social, histórica e culturalmente como transtorno psicológico ou fisiológico - tem sido ressignificado, a partir do início do século XXI, como forma distinta e legítima de sexualidade, situada no espectro mais amplo da diversidade sexual. A emergência de comunidades assexuais virtuais, com vários graus de mobilização em diferentes países inclusive no Brasil - tem dado visibilidade a esta categoria e contribuído para fomentar a discussão e os estudos sobre a assexualidade. Para esta pesquisa, foram entrevistadas 40 pessoas autoidentificadas como assexuais - sendo 8 entrevistas presenciais e 32 entrevistas por e-mail -, as quais foram contatadas pelo Blog Assexualidades, ferramenta virtual de pesquisa criada com o objetivo de facilitar a comunicação com comunidades e indivíduos assexuais brasileiros. A análise teve por base a bibliografia construcionista sobre a sexualidade, com destaque para a Teoria dos Scripts Sexuais dos sociólogos norte-americanos John Gagnon e William Simon, bem como a teoria de gênero de Joan Scott, entre outros/as estudiosos/as da sexualidade na perspectiva construcionista. Os resultados da investigação mostram de que modo os scripts sexo-normativos - diretrizes baseadas em normas sociais que estabelecem o interesse sexual/amoroso como universal e a atividade sexual como compulsória nas relações amorosas, presentes nas construções de sexualidade e gênero - permeiam as experiências de autoidentificação dos/as entrevistados/as, sobretudo, em suas interações na internet e com os pares na instituição escolar. Por um lado, as comunidades virtuais e redes sociais têm um peso significativo na afirmação da assexualidade na contemporaneidade, uma vez que o conceito de assexualidade nasceu e tem se propagado na internet, agregando pessoas do mundo todo em torno da identidade assexual. Por outro lado, a escola se revela local imprescindível para a imposição dos padrões de gênero e sexualidade que chancelam scripts hetero e sexo-normativos, porém, muito ausente em relação ao debate sobre as especificidades da assexualidade e pouco presente na mediação das tensões que podem garantir ou violar o reconhecimento da diversidade sexual em suas ações no âmbito da educação em sexualidade. / The purpose of this doctoral research is to understand self-identification trajectories of asexual individuals, giving emphasis to their school experiences and interactions during basic education. This is an exploratory qualitative sociological research, part of school sexual diversity studies, under the perspective of gender. In this research, asexuality is understood as a form of sexuality characterized by the disinterest in sexual activity, which may or may not be accompanied by the lack of interest in romantic relationships. Sexual/romantic disinterest - constructed socially, historically and culturally as a psychological or physiological disorder - has been reinterpreted as of the beginning of the 20th century, as a distinct and legitimate form of sexuality, situated within the broader spectrum of sexual diversity. The emergence of online asexual communities, with varying degrees of mobilization in different countries - including Brazil - has given visibility to this category and has contributed to discussion and research about asexuality. For this research, I interviewed 40 self-identified asexual people 8 face to face interviews and 32 e-mail interviews - who were contacted through Blog Assexualidades, an online research tool created to facilitate communication with Brazilian asexual individuals and communities. The analysis was based on the constructionist literature on sexuality, particularly John Gagnon and William Simons Sexual Script Theory, as well as Joan Scotts gender theory, among other constructionist theorists. Research results show how sexual normative scripts i.e. assumptions based on the universality of sexual/romantic interest and the naturalization of sexual activity in romantic relationships as part of social construction of sexuality and gender - permeate respondents self-identification experiences, particularly in their internet interactions and their peer relations during the school years. On one hand, online communities and social networks play a significant role in the affirmation of asexuality in contemporaneity, taking into consideration the fact that asexuality was created and has expanded on the internet, gathering people from all over the world around an asexual identity. On the other hand, research findings show that the school environment has been essential for the imposition of gender and sexuality standards that legitimate sexual and heteronormative scripts. However, the school institution has been neglectful about the discussion of the specificities of asexuality and has been doing very little to mediate the tensions that can either guarantee or violate the recognition of sexual diversity in sexuality education initiatives.
6

\"Minha vida de ameba\": os scripts sexo-normativos e a construção social das assexualidades na internet e na escola / \"My life as an amoeba\": sexual normative scripts and the social construction of asexualities on the internet and in school

Oliveira, Elisabete Regina Baptista de 06 March 2015 (has links)
O objetivo desta pesquisa de doutorado é compreender as trajetórias de autoidentificação de indivíduos assexuais, com destaque para suas interações sociais na escola durante os anos da educação básica. Trata-se de uma pesquisa de caráter exploratório, de natureza qualitativa e de perspectiva sociológica, que se insere nos estudos de diversidade sexual no âmbito escolar, sob a ótica de gênero. A assexualidade é compreendida, neste trabalho, como forma de viver a sexualidade caracterizada pelo desinteresse pela prática sexual, que pode ou não ser acompanhado pelo desinteresse por relacionamentos amorosos. O desinteresse sexual/amoroso - construído social, histórica e culturalmente como transtorno psicológico ou fisiológico - tem sido ressignificado, a partir do início do século XXI, como forma distinta e legítima de sexualidade, situada no espectro mais amplo da diversidade sexual. A emergência de comunidades assexuais virtuais, com vários graus de mobilização em diferentes países inclusive no Brasil - tem dado visibilidade a esta categoria e contribuído para fomentar a discussão e os estudos sobre a assexualidade. Para esta pesquisa, foram entrevistadas 40 pessoas autoidentificadas como assexuais - sendo 8 entrevistas presenciais e 32 entrevistas por e-mail -, as quais foram contatadas pelo Blog Assexualidades, ferramenta virtual de pesquisa criada com o objetivo de facilitar a comunicação com comunidades e indivíduos assexuais brasileiros. A análise teve por base a bibliografia construcionista sobre a sexualidade, com destaque para a Teoria dos Scripts Sexuais dos sociólogos norte-americanos John Gagnon e William Simon, bem como a teoria de gênero de Joan Scott, entre outros/as estudiosos/as da sexualidade na perspectiva construcionista. Os resultados da investigação mostram de que modo os scripts sexo-normativos - diretrizes baseadas em normas sociais que estabelecem o interesse sexual/amoroso como universal e a atividade sexual como compulsória nas relações amorosas, presentes nas construções de sexualidade e gênero - permeiam as experiências de autoidentificação dos/as entrevistados/as, sobretudo, em suas interações na internet e com os pares na instituição escolar. Por um lado, as comunidades virtuais e redes sociais têm um peso significativo na afirmação da assexualidade na contemporaneidade, uma vez que o conceito de assexualidade nasceu e tem se propagado na internet, agregando pessoas do mundo todo em torno da identidade assexual. Por outro lado, a escola se revela local imprescindível para a imposição dos padrões de gênero e sexualidade que chancelam scripts hetero e sexo-normativos, porém, muito ausente em relação ao debate sobre as especificidades da assexualidade e pouco presente na mediação das tensões que podem garantir ou violar o reconhecimento da diversidade sexual em suas ações no âmbito da educação em sexualidade. / The purpose of this doctoral research is to understand self-identification trajectories of asexual individuals, giving emphasis to their school experiences and interactions during basic education. This is an exploratory qualitative sociological research, part of school sexual diversity studies, under the perspective of gender. In this research, asexuality is understood as a form of sexuality characterized by the disinterest in sexual activity, which may or may not be accompanied by the lack of interest in romantic relationships. Sexual/romantic disinterest - constructed socially, historically and culturally as a psychological or physiological disorder - has been reinterpreted as of the beginning of the 20th century, as a distinct and legitimate form of sexuality, situated within the broader spectrum of sexual diversity. The emergence of online asexual communities, with varying degrees of mobilization in different countries - including Brazil - has given visibility to this category and has contributed to discussion and research about asexuality. For this research, I interviewed 40 self-identified asexual people 8 face to face interviews and 32 e-mail interviews - who were contacted through Blog Assexualidades, an online research tool created to facilitate communication with Brazilian asexual individuals and communities. The analysis was based on the constructionist literature on sexuality, particularly John Gagnon and William Simons Sexual Script Theory, as well as Joan Scotts gender theory, among other constructionist theorists. Research results show how sexual normative scripts i.e. assumptions based on the universality of sexual/romantic interest and the naturalization of sexual activity in romantic relationships as part of social construction of sexuality and gender - permeate respondents self-identification experiences, particularly in their internet interactions and their peer relations during the school years. On one hand, online communities and social networks play a significant role in the affirmation of asexuality in contemporaneity, taking into consideration the fact that asexuality was created and has expanded on the internet, gathering people from all over the world around an asexual identity. On the other hand, research findings show that the school environment has been essential for the imposition of gender and sexuality standards that legitimate sexual and heteronormative scripts. However, the school institution has been neglectful about the discussion of the specificities of asexuality and has been doing very little to mediate the tensions that can either guarantee or violate the recognition of sexual diversity in sexuality education initiatives.

Page generated in 0.0719 seconds