• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 32
  • 27
  • 3
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 65
  • 16
  • 12
  • 11
  • 10
  • 9
  • 9
  • 8
  • 7
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Co-educação, futebol e educação física escolar

Souza Júnior, Osmar Moreira de [UNESP] January 2003 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:28:00Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2003Bitstream added on 2014-06-13T18:57:02Z : No. of bitstreams: 1 souzajunior_om_me_rcla.pdf: 1328008 bytes, checksum: 4e09a8b5396d3cbc81c90d04cc4674ab (MD5) / As dificuldades enfrentadas pelas mulheres para terem acesso à prática do futebol no Brasil, levantaram os primeiros questionamentos que resultaram no embrião do presente estudo. A partir de consultas à bibliografia específica e de alguns estudos sobre o assunto, verifiquei uma necessidade de re-direcionamento do objeto de estudo, visando trazer contribuições à prática docente através de uma reflexão sobre as circunstâncias em que se desenvolvem propostas co-educativas de Educação Física nas escolas da rede pública do Estado de São Paulo. O objetivo do estudo configura-se na análise da co-educação por meio do futebol do ponto de vista discente e docente, apontando para os elementos que favorecem e dificultam o desenvolvimento destas propostas. O estudo foi desenvolvido com uma 8.ª série do Ensino Fundamental, de uma escola da rede pública estadual do município de Rio Claro-SP, através da realização de um programa de futebol em turma mista, cujas aulas foram ministradas pelo próprio pesquisador, que procurou através de observações das aulas, discussões em aulas e entrevistas em grupos, investigar as possibilidades de uma proposta co-educativa por intermédio do futebol. Os resultados encontrados foram categorizados em três grupos interdependentes: cultura escolar, relações de gênero e co-educação. A cultura escolar revelou-se de fundamental importância no desenvolvimento de qualquer proposta de Educação Física, tendo em vista que a resistência a mudanças de uma maneira geral manisfestada pelos alunos, exige estratégias de aproximação, investigação e conquistas por parte do professor, propiciando gradativamente a implementação de novos projetos. As relações de gênero, ainda baseadas em valores preconceituosos, discriminatórios e estereotipados, evidenciam a necessidade de uma intervenção por parte do... .
22

Contos de fadas no ensino fundamental I: analisando os recursos empregados e as estratégias que podem ser adotadas pelas/os docentes na desconstrução de estereótipos sexistas

Augustini, Érica Rodrigues do Nascimento [UNESP] 11 September 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2016-01-13T13:27:02Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-09-11. Added 1 bitstream(s) on 2016-01-13T13:32:21Z : No. of bitstreams: 1 000855957.pdf: 1797066 bytes, checksum: 2345528bb576bad89dbd87378b62424c (MD5) / Os contos de fadas, por seus elementos fantásticos, costumam estar associados ao universo infantil. No entanto, a gênese dos contos revela que eles pertenceram à tradição oral e foram destinados aos adultos. Na fase escrita, passaram por adaptações até atingir o público infantil. Inseridos em diversas culturas, os contos misturam desde os ritos de passagem até as influências mais modernas contidas nas versões contemporâneas. Por serem considerados um artefato cultural do patrimônio literário, estes contos costumam compor o currículo de Língua Portuguesa das escolas brasileiras. Constituindo-se enquanto abordagem qualitativa, este estudo procurou aliar a realidade destas instituições em relação aos contos de fadas à proposta de refletir sobre as relações de gênero presente nestas histórias e sobre sua incidência em nosso comportamento. A decisão por esse tema adveio da experiência profissional permeada pela necessidade pessoal de buscar aclarar os processos normalizadores que se instituem entre os muros escolares, perpetuando as relações binárias que ali são construídas, bem como em outros espaços institucionais e sociais. Portanto, decidiu-se investigar as percepções das docentes, tanto sobre o significado que estas narrativas representam para elas, como também sobre a metodologia adotada em sala de aula, se contribuem ou não para a reprodução deste desequilíbrio naturalizado entre homens e mulheres. Para delimitar a análise, a pesquisa contou com a participação de seis docentes atuantes nos anos iniciais do ensino fundamental I, em uma escola municipal. Objetivando a coleta dos dados, optou-se por realizá-la em três momentos. O primeiro, por meio da entrevista semiestruturada. O segundo consistiu na entrevista projetiva e o último efetivou-se com a entrevista aberta ou em profundidade. Com base nos conceitos metodológicos expressos... / When comes to fairy tales and their own fantastic elements the association with the childhood universe is a common practice. However, the genesis of the stories reveals a link to the oral tradition and were intended for adults. During the written procedure they suffered adaptations to reach the children. Part of different cultures, these tales mix from the rites of passage to the most modern influences shown in the latest versions. As they are considered a cultural artifact of literary heritage, these tales are usually present in the Portuguese curriculum teaching of Brazilian schools. Establishing itself as a qualitative approach, this study had the goal of combine the reality of these institutions in relation to fairy tales to the proposal to reflect on the links of al gender in these stories and about their impact on our behavior. The decision by this theme came from the professional experience permeated by personal need to look for a way to put light at the standard-setting procedures between the school walls, perpetuating the binary intercourses that are built there, as well as in other institutional and social places. This way it was decided to investigate the perceptions of teachers on both the meaning that these narratives represent for them as well as on the methodology used in the classroom, whether they contribute or not to play this perpetuated imbalance between men and women. In order to mark of the analysis, six teachers working in the early grades of the elementary school from a local public school. Having data collection as a goal, it was chosen to do it in three stages. The first through the semi-structured interview. The second consisted in a projective interview and the last was accomplished with the open or in-depth interview. Based on the methodological concepts systematically expressed, it was used as procedure the content analysis and the thematic analysis, in which the ...
23

Co-educação, futebol e educação física escolar /

Souza Júnior, Osmar Moreira de. January 2002 (has links)
Orientador: Suraya Cristina Darido / As dificuldades enfrentadas pelas mulheres para terem acesso à prática do futebol no Brasil, levantaram os primeiros questionamentos que resultaram no "embrião" do presente estudo. A partir de consultas à bibliografia específica e de alguns estudos sobre o assunto, verifiquei uma necessidade de re-direcionamento do objeto de estudo, visando trazer contribuições à prática docente através de uma reflexão sobre as circunstâncias em que se desenvolvem propostas co-educativas de Educação Física nas escolas da rede pública do Estado de São Paulo. O objetivo do estudo configura-se na análise da co-educação por meio do futebol do ponto de vista discente e docente, apontando para os elementos que favorecem e dificultam o desenvolvimento destas propostas. O estudo foi desenvolvido com uma 8.ª série do Ensino Fundamental, de uma escola da rede pública estadual do município de Rio Claro-SP, através da realização de um programa de futebol em turma mista, cujas aulas foram ministradas pelo próprio pesquisador, que procurou através de observações das aulas, discussões em aulas e entrevistas em grupos, investigar as possibilidades de uma proposta co-educativa por intermédio do futebol. Os resultados encontrados foram categorizados em três grupos interdependentes: cultura escolar, relações de gênero e co-educação. A cultura escolar revelou-se de fundamental importância no desenvolvimento de qualquer proposta de Educação Física, tendo em vista que a resistência a mudanças de uma maneira geral manisfestada pelos alunos, exige estratégias de aproximação, investigação e conquistas por parte do professor, propiciando gradativamente a implementação de novos projetos. As relações de gênero, ainda baseadas em valores preconceituosos, discriminatórios e estereotipados, evidenciam a necessidade de uma intervenção por parte do... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo). / The idea to conduct the following study arose from my experience of witnessing how difficult it is in Brazil for women who want to access training facilities in order to play football. Having consulted and studied specific sources of information pertaining to the subject, I have concluded that there is a need to review the way in which the present policy of co-education in Physical Education is being implemented in public schools in the State of São Paulo. The aim of my study has been to analyze the practice of co-education by football as it is relevant both to the student and teacher bodies, highlighting the positive and negative aspects therein, with a view to making further improvements where possible in the future. The study was developed using research carried out on a fourth form class at a public high school in Rio Claro, SP. The class participated in a program of mixed-sex football coaching, which was developed by the researcher with the aim of producing an approach to football coaching based on co-education. This involved the researcher teaching lessons, carrying out observations, fielding discussions and conducting interviews with the students involved. The results were then collated and categorized into three interdependent groups: school culture, gender relationship and co-education. It was found that school culture was of fundamental importance in terms of developing these aims in Physical Education as the generally observed resistance of students to change made it necessary for the teacher develop an innovative range of strategies and approaches in order to overcome this and implement new projects effectively. In contrast the relation of gender, based on common prejudices, forms of discrimination and observed stereotypes, clearly highlights the need for teacher intervention in order to foster discussion and reflection which can... (Complete abstract, click electronic address below). / Mestre
24

Power and gender relations in brazilian television interviews

Piasecka-Till, Aleksandra January 1994 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão / Made available in DSpace on 2016-01-08T18:50:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 95699.pdf: 33951188 bytes, checksum: 02b8c26abd7ebe241ca53d7982351fc0 (MD5) Previous issue date: 1994 / Com o propósito de detectar e expor as relações desiguais de poder causadas pela discriminação sexista, investigo dez entrevistas da televisão brasileira. As entrevistas pertencem a dois programas populares "Cara a Cara" e "Jô Soares Onze e Meia", foram vídeo gravadas, e depois gravadas em fitas cassetes. Para a análise lingüística dos dados obtidos através de transcrição, foi usada a abordagem do Estudo Crítico da Linguagem (Fairclough 1989 e 1992), que leva em conta as características textuais junto com elementos contextuais. Foram analisadas as formas de tratamento usadas por mulheres e homens, assim como as escolhas de termos feitas por mulheres e homens para classificar uns aos outros. Os tópicos desenvolvidos nas entrevistas também foram investigados. Os resultados do estudo confirmam que no Brasil, uma sociedade de classe capitalista, o discurso da televisão diferenciando as mulheres lingüisticamente reproduz as relações de dominação existentes. Adicionalmente, foi mostrado que modelo de análise de Fariclough, originalmente elaborado para o inglês, se aplica ao português.
25

Entre gênero e espécie : à margem teóricas das Ciências Sociais e do feminismo

Kirjner, Daniel de Almeida Pinto 11 March 2016 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Intituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2016. / Submitted by Camila Duarte (camiladias@bce.unb.br) on 2016-08-01T13:15:17Z No. of bitstreams: 1 2016_DanieldeAlmeidaPintoKirjner.pdf: 2250598 bytes, checksum: 3674d85db692fbce445c0dbf82f17fae (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-08-02T18:15:27Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_DanieldeAlmeidaPintoKirjner.pdf: 2250598 bytes, checksum: 3674d85db692fbce445c0dbf82f17fae (MD5) / Made available in DSpace on 2016-08-02T18:15:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_DanieldeAlmeidaPintoKirjner.pdf: 2250598 bytes, checksum: 3674d85db692fbce445c0dbf82f17fae (MD5) / No mundo ocidental, importantes pensadores conceberam as ideias de gênero e espécie de maneira muito próxima e as utilizaram como ferramentas de reafirmação da superioridade do masculino humano. Desde a era clássica, através da exaltação da racionalidade como essência do espírito humano, homens estabeleceram domínio sobre mulheres, animais e o meio ambiente. O movimento feminista, principalmente desde a década de 1970, passa a desconstruir estas “verdades” de gênero assim como suas opressões e hierarquias instituídas. Tal debate resulta no questionamento dos ideais de humanidade e na relativização do conhecimento através da compreensão dos afetos, das vivências e das identidades dissidentes. Neste contexto, as certezas sobre o que é o ser humano e o que o diferencia do resto da existência são questionadas e os animais são incluídos definitivamente na teoria de gênero, por meio do ecofeminismo animalista da década de 1990. Nesta mesma época, surgem no Brasil duas proeminentes publicações: a Estudos Feministas e a Cadernos Pagú. Esta pesquisa fez uma análise da posição que foi relegada a mulheres e animais no pensamento ocidental em relação a um ideal masculinista de humanidade; da reação feminista a esta opressão de espécie/gênero; e das razões para a não consolidação, até o momento, dos estudos feministas animais no Brasil. Fez-se uma análise quanti- qualitativa das revistas Estudos Feministas e Cadernos Pagu, expoentes do feminismo acadêmico brasileiro, no sentido de mapear os principais assuntos, discussões de gênero e perspectivas teóricas em evidência no país. Os resultados mostraram que as Ciências Sociais, os movimentos de mulheres e as questões raciais são fatores relevantes para a discussão de gênero neste contexto, enquanto o ecofeminismo e a opressão animal são debates praticamente esquecidos. Conclui-se, portanto, que para haver um crescimento dos estudos feministas animais no Brasil é necessária uma maior inclusão dos não-humanos na práxis da militância feminista, nas discussões raciais e nas Ciências Sociais. _________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / In the western world, renowned thinkers conceived both the ideas of gender and species in a very similar fashion, and used them as tools to reinsure the superiority of the male human. Since the Classical era, through the exaltation of the rationality as the essence of the human spirit, men established dominance over women, animals and the environment. The feminist movement, particularly since the 1970’s, began to deconstruct those “truths” of gender as well as their instituted oppressions and hierarchy. Such debate results in the questioning of the ideals of humanity and the relativization of knowledge by understanding affection, experiences and dissident identities. In this context, certainties about what is the human being and what differentiates it from the rest of the existence were questioned, and the animals were definitively included in the gender theory through the animalist ecofeminism of the 1990’s. At the same time, in Brazil, two prominent publications arose: “Estudos Feministas” [Feminist Studies] and “Cadernos Pagu” [Pagú Booklets]. This research analyzed the position relegated to women and animals in the western thought regarding a masculinist ideal of humanity; the feminist reaction to this gender/species oppression; and the reasons explaining the non-consolidation, to date, of the animal feminist studies in Brazil. A quali-quantitative analysis of both magazines, Estudos Feministas and Cadernos Pagú – pinnacles of the Brazilian academic thinking –, aiming at mapping the main subjects, gender discussions and theoretical perspectives being evidenced within the country. The results showed that the Social Sciences, women’s movements and racial issues are relevant factors for the discussion of gender in this context, while ecofeminism and animal oppression are practically forgotten debates. Concluding, therefore, that in order to improve animal feminist studies in Brazil, non-human animals need a broader participation in the praxis of feminist activism, racial discussions and Social Sciences. _________________________________________________________________________________________________ RESUMEN / En el mundo occidental, importantes pensadores concibieron las ideas de género y especie de manera muy similar y las utilizaron como herramientas de reafirmación de la superioridad de lo humano masculino. Desde la era clásica, a través de la exaltación de la racionalidad como esencia del espíritu humano, los hombres establecieron el dominio sobre las mujeres, animales y el medio ambiente. El movimiento feminista, principalmente desde la década de 1970, comienza a reconstruir estas “verdades” de género así como sus opresiones y jerarquías institucionalizadas. Tal debate trae como resultado el cuestionamiento de los ideales de la humanidad y en la relativización del conocimiento a través de la comprensión de los afectos, de las vivencias y de las identidades divergentes. En este contexto, las certezas sobre lo que es el ser humano y lo que lo diferencia del resto de la existencia son cuestionadas y los animales son incluidos definitivamente en la teoría de género, por medio del eco feminismo animalista de la década de 1990. En esta misma época, surgen en el Brasil dos relevantes publicaciones: la Estudios Feministas y Cuadernos Pagú. Esta investigación hizo un análisis de la posición en la que fueron puestas las mujeres y animales en el pensamiento occidental con relación a un ideal masculinista de humanidad; de la reacción feminista a esta opresión de especie/genero; y de las razones para la no consolidación, hasta el momento, de los estudios feministas animales en el Brasil. Se realiza un análisis cuanti-cualitativo de las revistas Estudios Feministas y Cuadernos Pagú, exponentes del feminismo académico brasilero, en el sentido de mapear los principales asuntos, discusiones de género y perspectivas teóricas en evidencia en el país. Los resultados mostraron que las Ciencias Sociales, los movimientos de mujeres y las cuestiones raciales son factores relevantes para la discusión de género en este contexto, mientras que el ecofeminismo y la opresión animal son debates prácticamente olvidados. Se concluye, por lo tanto, que para que haya un crecimiento de los estudios feministas animales en el Brasil es necesaria más inclusión de los no-humanos en la práxis del activismo feminista, en las discusiones raciales y en las Ciencias Sociales. _________________________________________________________________________________________________ RESUMÉ / Dans le monde occidental, un nombre important de penseurs ont conçu les notions de genre et d’espèce de façon très proche et en les employant comme des outils pour la reaffirmation de la superiorité du masculin humain. Depuis l’ère classique, par le biais de l’exaltation de la rationalité comme une essence humaine, les hommes établirent leur domination sur les femmes, les animaux et l’environnement. Le mouvement féministe, et ce surtout à partir des annés 1970, commença a déconstruire ces “vérités” liées au genre ainsi que les oppresions et hierarchies établies. Ce débat a eu pour conséquence un questionnement des idéaux de l’humanité et une relativisation de la connaissance par la compréhension des affections, des expériences et des identités dissidentes. En ce contexte, les certitudes à propos de ce qu’est l’être humain et sur ce qui le différencie du reste de l’existence sont remises en question et les animaux sont inclus définitivement parmi les études de genre, par le biais de l’écoféminisme animaliste de la décennie de 1990. À cette même époque, apparurent au Brésil deux importantes publications: Estudos Feministas et Cadernos Pagú, cellesci peuvent être considérées comme les plus influentes du féminisme académique brésilien actuel. L’étude suivante a eu pour objectif premier, faire une analise de la position relégué attribuée aux femmes et aux animaux dans la pensée occidentale par rapport à un idéal masculin de l’humanité; second, observer la réaction féministe à cet oppresion d’espèce/genre; troisième et dernier, expliquer les motifs de la non consolidation, jusqu’alors, des études féministes animaux au Brésil. Une analise quantiqualtitative des publications Estudos Feministas et Cadernos Pagú a été faite, de façon à identifier les principaux sujets, discussions de genre et perspectives théoriques mise en évidence dans le contexte brésilien. Les résultats ont montré que les sciences sociales, les mouvements féministes et les questions raciales sont des facteurs prépondérants pour la discussion de genre en ce contexte alors que l’écoféminisme et l’oppression animale sont des débats quase inéxistants. En conclusion, nous pouvons dire que pour qu’il y ai une croissance au Brésil des études féministes animaux il serait nécessaire une plus grande inclusion des non humains dans la práxis de la militance féminine, lors des débats raciaux et des sciences sociales.
26

Good girls go to heaven; bad girls... learn to be good : critical discourse analysis of quizzes in teenage girl's magazines

Ostermann, Ana Cristina January 1995 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão / Made available in DSpace on 2012-10-16T08:13:31Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T19:31:26Z : No. of bitstreams: 1 102951.pdf: 4112281 bytes, checksum: 8fde7824254822a686acd923fe884dc7 (MD5) / Nesta dissertação investigo 15 quizzes ou testes de comportamento em revistas para adolescentes: Teen, Seventeen, Sassy, e Capricho, usando a metodologia de Análise Crítica do Discurso. O objetivo é demonstrar que o quiz não é um texto tão inocente como parece ser. Além de encorajar o auto-escrutínio, os quizzes funcionam como instrumentos disciplinadores, visando à correta socialização das adolescentes. Com base no modelo Problema-Solução, analiso a macro-estrutura dos quizzes, e aponto as possíveis relações entre o elemento discursivo Problema e o problema do mundo real. As produtoras destes textos avaliam e classificam as meninas como boas ou más, e prescrevem um comportamento geralmente sexista. Através da análise das características conversacionais dos quizzes: a estrutura de interação, os marcadores do discurso da linguagem falada, o vocabulário adolescente, e a personalização sintética, mostro que estes textos são construídos com base no modelo conversacional de discurso. O uso deste modelo é uma estratégia que visa amenizar a posição autoritária das produtoras destes textos, e que gera alto grau de informalidade nos quizzes, disfarçando seu papel principal: disciplinar as adolescentes a serem boas meninas.
27

Sexualidade e discurso : o verbo feito carne

Rangel, Egon de Oliveira 13 April 1994 (has links)
Orientador: Haquira Osakabe / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudo da Linguagem / Made available in DSpace on 2018-07-19T07:15:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Rangel_EgondeOliveira_M.pdf: 19956697 bytes, checksum: e0cb84285dc69428611f43c9768064d4 (MD5) Previous issue date: 1994 / Resumo: Esta dissertação revisita um lema a esta altura já bastante explorado: as relações entre discurso e sexualidade, os caminhos pelos quais o verbo se faz carne. A questão é abordada, entretanto, nos estreitos limites de uma 'análise de caso'. O centro do interesse -- e portanto da discussão -- é uma experiência pessoal de leitura, que procuro descrever com os instrumenlos da análise linguística de discursos. Dois materiais constituem o corpus: um diário , 'intimo' , de caráter literário (o Diário completo, de Lúcio Cardoso), e um manual de sexologia (Tudo que você queria saber sobre sexo; mas tinha medo de perguntar, do Dr. David Reuben). No primeiro caso, o que procuro descrever e explicar é o 'efeito sedutor' obtido pela obra; no segundo caso, o interesse é o 'efeito enformador' desse discurso em relação ao destinatário. Os capitulos 3 e 4, da Segunda Parle, constituem exatamente uma análise desses efeitos de sentido e dos mecanismos e funcionamentos discursivos capazes de explicá-los. Os capitulos 1 e 2, da Primeira Parte, apresentam as questões teóricas e metodológicas envolvidas na empreitada analitica ; mais especificamente, discutem, nos termos da Análise do Discurso, tanto as implicações teóricas dos problemas levantados pelo tipo de corpus quanto a legitimidade das soluções propostas. A Conclusão (na verdade uma coda) relaciona os resultados a uma discussão mais geral sobre sexualidade e discurso / Abstract: Not informed. / Mestrado / Mestre em Linguística
28

As inter-relações entre discriminação racial, de gênero e exclusão social na trajetória de mulheres negras da EJA

Leal, Maristela Pereira 12 1900 (has links)
Submitted by Fernanda Weschenfelder (fernanda.weschenfelder@uniceub.br) on 2018-01-22T10:15:11Z No. of bitstreams: 1 61550034.pdf: 3078479 bytes, checksum: 8834812a99c5c9f23974206c6d5dd0c4 (MD5) / Approved for entry into archive by Fernanda Weschenfelder (fernanda.weschenfelder@uniceub.br) on 2018-01-22T10:15:23Z (GMT) No. of bitstreams: 1 61550034.pdf: 3078479 bytes, checksum: 8834812a99c5c9f23974206c6d5dd0c4 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-01-22T10:15:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1 61550034.pdf: 3078479 bytes, checksum: 8834812a99c5c9f23974206c6d5dd0c4 (MD5) Previous issue date: 2018-01 / O presente trabalho buscou analisar as inter-relações entre diversas formas de discriminação sofridas pelas mulheres negras. Ao analisar os prejuízos na construção das identidades de mulheres cujas marcas de pertencimento são historicamente atreladas a estereótipos negativos, pretendeu-se compreender a complexa teia de deslegitimação, a qual as mulheres negras brasileiras, descendentes das mulheres negras africanas escravizadas, estão submetidas. A pesquisa teve como objetivo geral analisar o papel das discriminações na trajetória de mulheres negras na Educação de Jovens e Adultos – EJA. De forma mais específica, foram focalizados os seguintes marcadores sociais: raça, gênero e classe. Foi utilizada uma metodologia qualitativa de investigação. Para tanto, foram realizadas entrevistas individuais semiestruturadas, em uma escola nas imediações de Brasília - DF, com oito mulheres autodeclaradas negras, alunas da Educação de Jovens e Adultos - EJA, de forma integrada à apresentação de imagens previamente selecionadas de mulheres negras em situações de prestígio ou protagonismo. Foi utilizada a técnica de Análise de Conteúdo para orientar o trabalho interpretativo em relação às entrevistas. A partir da pesquisa de campo realizada, foi possível compreender que o racismo e o sexismo são elementos estruturantes na sociedade brasileira, afetando de diversas maneiras a trajetória de vida das mulheres negras pesquisadas, impactando, inclusive, na manutenção da sua condição historicamente subalternizada. / 2999
29

Death, Power and Sexism in "Temblor" by Rosa Montero

Garn, Eric M. January 2012 (has links)
No description available.
30

As inter-relações entre discriminação racial, de gênero e exclusão social na trajetória de mulheres negras da EJA

Leal, Maristela Pereira 12 1900 (has links)
Submitted by Fernanda Weschenfelder (fernanda.weschenfelder@uniceub.br) on 2018-01-22T10:15:11Z No. of bitstreams: 1 61550034.pdf: 3078479 bytes, checksum: 8834812a99c5c9f23974206c6d5dd0c4 (MD5) / Approved for entry into archive by Fernanda Weschenfelder (fernanda.weschenfelder@uniceub.br) on 2018-01-22T10:15:23Z (GMT) No. of bitstreams: 1 61550034.pdf: 3078479 bytes, checksum: 8834812a99c5c9f23974206c6d5dd0c4 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-01-22T10:15:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1 61550034.pdf: 3078479 bytes, checksum: 8834812a99c5c9f23974206c6d5dd0c4 (MD5) Previous issue date: 2018-01 / O presente trabalho buscou analisar as inter-relações entre diversas formas de discriminação sofridas pelas mulheres negras. Ao analisar os prejuízos na construção das identidades de mulheres cujas marcas de pertencimento são historicamente atreladas a estereótipos negativos, pretendeu-se compreender a complexa teia de deslegitimação, a qual as mulheres negras brasileiras, descendentes das mulheres negras africanas escravizadas, estão submetidas. A pesquisa teve como objetivo geral analisar o papel das discriminações na trajetória de mulheres negras na Educação de Jovens e Adultos – EJA. De forma mais específica, foram focalizados os seguintes marcadores sociais: raça, gênero e classe. Foi utilizada uma metodologia qualitativa de investigação. Para tanto, foram realizadas entrevistas individuais semiestruturadas, em uma escola nas imediações de Brasília - DF, com oito mulheres autodeclaradas negras, alunas da Educação de Jovens e Adultos - EJA, de forma integrada à apresentação de imagens previamente selecionadas de mulheres negras em situações de prestígio ou protagonismo. Foi utilizada a técnica de Análise de Conteúdo para orientar o trabalho interpretativo em relação às entrevistas. A partir da pesquisa de campo realizada, foi possível compreender que o racismo e o sexismo são elementos estruturantes na sociedade brasileira, afetando de diversas maneiras a trajetória de vida das mulheres negras pesquisadas, impactando, inclusive, na manutenção da sua condição historicamente subalternizada. / 2999

Page generated in 0.0531 seconds