• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 16
  • 1
  • Tagged with
  • 17
  • 17
  • 9
  • 7
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Tratamento cirúrgico das bronquiectasias que não-fibrose cística em pacientes pediátricos

Melo, Iury Andrade 2010 (has links)
tratamento cirúrgico da bronquiectasia, assim como as indicações para a cirurgia e resultados obtidos em um centro de referência em cirurgia torácica pediátrica. Métodos: Entre janeiro de 1998 e dezembro de 2009 analisamos retrospectivamente prontuários de pacientes com bronquiectasia submetidos a tratamento cirúrgico. Critérios de exclusão foram idade maior que 16 anos e dados clínicos incompletos, assim como pacientes com bronquiectasia relacionada a fibrose cística. Estes dados foram posteriormente analisados quanto a incidência pós operatória de complicações e resultados na melhora dos sintomas clínicos a longo prazo. Resultados: Dos 109 de pacientes submetidos a ressecção pulmonar, a idade média foi de 7,6 anos (variou de 1 a 15,5) com predominância do sexo masculino (58,5%). Os locais mais acometidos foram lobo inferior esquerdo (59%) seguido pelo lobo inferior direito (31,7%) e lobo médio (28%), com 56 pacientes com doença identificada exclusivamente em um único lobo ou segmento pulmonar. O raio-x e a tomografia computadorizada de tórax evidenciaram doença unilateral em 67% e 33% dos pacientes, respectivamente. Todos os pacientes foram submetidos a ressecção por toracotomia, sendo os procedimentos isolados mais realizados a segmentectomia (43%), lobectomia inferior esquerda (38%) e a lobectomia média (24%). Identificamos complicações pós-opertórias em 36% dos procedimentos, sendo as mais comuns atelectasia (26%), escape aéreo (6%) e dor pós operatória (4%), com apenas 1 óbito após 30 dias e em nova cirurgia não relacionada a bronquiectasia. Oitenta e três crianças foram acompanhadas ambulatorialmente após a alta hospitalar, com um tempo médio de seguimento de 667 dias. Sessenta e cinco (76%) dos pacientes apresentaram melhora de sintomas clínicos em relação aos sintomas pré-operatórios. Conclusão: A ressecção pulmonar para tratamento da bronquiectasia em crianças é um procedimento seguro, e com pequena morbidade e mortalidade, e que resulta em melhora dos sintomas e da qualidade de vida dos pacientes operados. Objective: To determine the clinical characteristics of patients refered to surgical treatment for bronchiectasis, as well as the indications for surgery and the results obtained at a referral facility for pediatric thoracic surgery. Methods: Between January 1998 to December 2009, we retrospectively reviewed the medical charts of 109 pediatric patients with bronchiectasis who were submitted to surgical treatment. Exclusion criteria were age more than 16 years, incomplete clinical data and patients with cystic fibrosis related bronchiectasis. These findings were subsequently analyzed focusing at postoperative complications and long term results. Results: Of the 109 patients undergoing pulmonary resection, the mean age was 7.6 years (ranged from 1 to 15.5) with male predominance (58,5%). The most common affected sites were the left lower lobe (59%), right lower lobe (31,7%) and middle lobe (28%), with 56 patients with disease identified solely on a single lobe or lung segment. All patients underwent resection via thoracotomy, and the most commonly isolated procedures performed was segmentectomy (43%), left lower lobectomy (38%), middle lobe (24%), and right lower lobectomy (18%), which were performed separately or combined with other resections. Postoperative complications occurred in 36% patients, the most common was atelectasis (26%) followed by air leak (6%) and postoperative pain (4%). There was one death 30 days after surgery unrelated to the procedure. Eighty-three children were followed after discharge, with a mean followup time of 667 days. Sixty-five (76%) patients showed improvement of clinical symptoms after surgery. Conclusions: Lung resections for the treatment of bronchiectasis in children is a safe procedure, with low morbidity and mortality, and that leads to significant improvement in symptoms and quality of life.
2

Tratamento cirúrgico das bronquiectasias que não-fibrose cística em pacientes pediátricos

Melo, Iury Andrade 2010 (has links)
tratamento cirúrgico da bronquiectasia, assim como as indicações para a cirurgia e resultados obtidos em um centro de referência em cirurgia torácica pediátrica. Métodos: Entre janeiro de 1998 e dezembro de 2009 analisamos retrospectivamente prontuários de pacientes com bronquiectasia submetidos a tratamento cirúrgico. Critérios de exclusão foram idade maior que 16 anos e dados clínicos incompletos, assim como pacientes com bronquiectasia relacionada a fibrose cística. Estes dados foram posteriormente analisados quanto a incidência pós operatória de complicações e resultados na melhora dos sintomas clínicos a longo prazo. Resultados: Dos 109 de pacientes submetidos a ressecção pulmonar, a idade média foi de 7,6 anos (variou de 1 a 15,5) com predominância do sexo masculino (58,5%). Os locais mais acometidos foram lobo inferior esquerdo (59%) seguido pelo lobo inferior direito (31,7%) e lobo médio (28%), com 56 pacientes com doença identificada exclusivamente em um único lobo ou segmento pulmonar. O raio-x e a tomografia computadorizada de tórax evidenciaram doença unilateral em 67% e 33% dos pacientes, respectivamente. Todos os pacientes foram submetidos a ressecção por toracotomia, sendo os procedimentos isolados mais realizados a segmentectomia (43%), lobectomia inferior esquerda (38%) e a lobectomia média (24%). Identificamos complicações pós-opertórias em 36% dos procedimentos, sendo as mais comuns atelectasia (26%), escape aéreo (6%) e dor pós operatória (4%), com apenas 1 óbito após 30 dias e em nova cirurgia não relacionada a bronquiectasia. Oitenta e três crianças foram acompanhadas ambulatorialmente após a alta hospitalar, com um tempo médio de seguimento de 667 dias. Sessenta e cinco (76%) dos pacientes apresentaram melhora de sintomas clínicos em relação aos sintomas pré-operatórios. Conclusão: A ressecção pulmonar para tratamento da bronquiectasia em crianças é um procedimento seguro, e com pequena morbidade e mortalidade, e que resulta em melhora dos sintomas e da qualidade de vida dos pacientes operados. Objective: To determine the clinical characteristics of patients refered to surgical treatment for bronchiectasis, as well as the indications for surgery and the results obtained at a referral facility for pediatric thoracic surgery. Methods: Between January 1998 to December 2009, we retrospectively reviewed the medical charts of 109 pediatric patients with bronchiectasis who were submitted to surgical treatment. Exclusion criteria were age more than 16 years, incomplete clinical data and patients with cystic fibrosis related bronchiectasis. These findings were subsequently analyzed focusing at postoperative complications and long term results. Results: Of the 109 patients undergoing pulmonary resection, the mean age was 7.6 years (ranged from 1 to 15.5) with male predominance (58,5%). The most common affected sites were the left lower lobe (59%), right lower lobe (31,7%) and middle lobe (28%), with 56 patients with disease identified solely on a single lobe or lung segment. All patients underwent resection via thoracotomy, and the most commonly isolated procedures performed was segmentectomy (43%), left lower lobectomy (38%), middle lobe (24%), and right lower lobectomy (18%), which were performed separately or combined with other resections. Postoperative complications occurred in 36% patients, the most common was atelectasis (26%) followed by air leak (6%) and postoperative pain (4%). There was one death 30 days after surgery unrelated to the procedure. Eighty-three children were followed after discharge, with a mean followup time of 667 days. Sixty-five (76%) patients showed improvement of clinical symptoms after surgery. Conclusions: Lung resections for the treatment of bronchiectasis in children is a safe procedure, with low morbidity and mortality, and that leads to significant improvement in symptoms and quality of life.
3

Pré-condicionamento com solução nutricional oral sobre a imunomodulação e o estresse oxidativo em pacientes submetidas à abdominoplastia total Preconditioning with nutritional oral solution on immune modulation and oxidative stress in patients submitted to total abdominoplasty

Cunha, Aline Matos 2014 (has links)
CUNHA, A. M. Pré-condicionamento com solução nutricional oral sobre a imunomodulação e o estresse oxidativo em pacientes submetidas à abdominoplastia total. 2014. 76 f. Dissertação (Mestrado em Cirurgia) – Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014. Submitted by Erika Fernandes (erikaleitefernandes@gmail.com) on 2016-01-26T11:34:42Z No. of bitstreams: 1 2014_dis_amcunha.pdf: 1463423 bytes, checksum: 0429f1c06eac2ced3b51abcc13989417 (MD5) Approved for entry into archive by Erika Fernandes(erikaleitefernandes@gmail.com) on 2016-01-26T11:34:53Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_dis_amcunha.pdf: 1463423 bytes, checksum: 0429f1c06eac2ced3b51abcc13989417 (MD5) Made available in DSpace on 2016-01-26T11:34:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_dis_amcunha.pdf: 1463423 bytes, checksum: 0429f1c06eac2ced3b51abcc13989417 (MD5) Previous issue date: 2014-07-08 The host’s protective mechanisms are mediated by the ability of immunonutrients in defense mechanisms, such as the inflammatory response and antioxidant capacity. Among the most investigated are glutamine, arginine and polyunsaturated fatty acids derived from fish oil, anti-inflammatory agents which act on the synthesis of eicosanoids and regulate the immune response. This study is clinical, prospective, randomized, controlled, double-blind, aimed to identify whether there is any effect arising from nutraceutical preconditioning with use of a supplement containing L-alanyl-glutamine, and arginine mixture of oils containing fatty acids ω3 (EPA, DHA and ALA) on the oxidative stress and immunomodulation in surgical trauma. The supplement was administered in one dose of 200ml/day during the preoperative period (7 days before surgery) in patients undergoing abdominoplastia. Laboratory evaluations were performed before administration of the supplement (7 days before surgery – T0), before the anesthetic induction (T1), in the 1nd postoperative day (T2) and in the 3nd postoperative day (T3). The sample (25 patients) was divided into 2 groups: SNO1 - skim milk (0% fat) and SNO2 – suplement group: Supplement with ω6: ω3 ratio of 1,4:1 and ω9: ω6 ratio of 3,2:1, Arginine (10g/day), L-alanyl-glutamine (15g/day). Values of lymphocytes, leukocytes, TBARS, glutathione peroxidase activity and concentration of total antioxidants in the three times of both groups were analyzed. There was no statistically significant difference between the control and study groups for variables lymphocytes, leukocytes, TBARS, glutathione peroxidase activity. There was a statistically significant difference between the control group and related to the concentration of total antioxidant study. Therefore, oral nutritional supplements containing L-alanyl-glutamine, arginine and oil mixture with a high ratio ω9: ω6 and low ratio ω6:ω3 containing ω3 acids (ALA, DHA and EPA) has nutraceutical effect of preconditioning the values of total antioxidants in surgical trauma in patients undergoing total abdominoplasty. Os imunonutrientes são responsáveis pela modulação dos mecanismos de defesa e por prepararem o organismo a possíveis agressões futuras. Dentre os mais investigados estão a glutamina, a arginina e os ácidos graxos poliinsaturados derivados do óleo de peixe, agentes anti-inflamatórios que atuam na síntese de eicosanóides e regulam a resposta imune. O presente estudo é clínico, prospectivo, randomizado, controlado, duplo-cego, cujo objetivo foi identificar se existe algum efeito decorrente do pré-condicionamento nutracêutico com uso de um suplemento contendo L-alanil-glutamina, arginina e mistura de óleos contendo ácidos graxos ω3 (EPA, ALA e DHA) sobre a imunomodulação e o estresse oxidativo no trauma cirúrgico. O suplemento foi administrado em uma dose de 200ml/dia, durante o período pré-operatório (7 dias antes da cirurgia), em pacientes a serem submetidos à abdominoplastia. Avaliações laboratoriais foram realizadas antes da administração do suplemento (7 dias antes da cirurgia- T0), antes da indução anestésica (T1) e no 1º pós-operatório (T2) e no 3° pós-operatório (T3). Vinte e cinco pacientes foram distribuídos em 2 grupos: SNO1 – suplemento desnatado (0% de gordura), SNO2 - suplemento com elevada relação ω9:ω6, de 3,2:1 e baixa relação ω6:ω3, de 1,4:1, Arginina (10g) e L-alanil-glutamina (15g). Foram analisados valores de linfócitos, leucócitos, TBARS, atividade de glutationa peroxidase e concentração de antioxidantes totais nos três tempos de ambos os grupos. Não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos controle e estudo para as variáveis linfócitos, leucócitos, TBARS, atividade de glutationa peroxidase. Houve diferença estatisticamente significante entre os grupos controle e estudo relacionado a concentração de antioxidantes totais. Portanto, a suplementação nutricional oral utilizando L-alanil-glutamina, arginina e mistura de óleos, com elevada relação ω9:ω6 e baixa relação ω6:ω3, contendo os ácidos ω3 (ALA, EPA e DHA) possui efeito pré-condicionante nutracêutico sobre os valores de antioxidantes totais no trauma cirúrgico de pacientes submetidos a abdominoplastia total.
4

Avaliação clínica, manométrica e profilométrica dos pacientes portadores de megacolo congênito submetidos à cirurgia de abaixamento de colo pelas técnicas de Duhamel modificado ou Retossigmoidectomia Transanal Clinical, manometric and prophilometric evaluation of patients with Hirschsprung’s Disease underwent to pull-through techniques of modified Duhamel or transanal rectosigmoidectomy

Martins, Elaine Cristina Soares [UNIFESP] 26 September 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2015-07-22T20:49:29Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-09-26 Objetivo: Variações técnicas têm sido propostas para o tratamento cirúrgico definitivo da doença de Hirschsprung ou megacolo congênito (MC). O objetivo deste trabalho é avaliar as diferenças nos resultados cirúrgicos obtidos através da manometria anorretal e da profilometria, bem como verificar a sua correlação com parâmetros clínicos de padrão de evacuação de pacientes submetidos a uma das duas técnicas para tratamento cirúrgico do MC: 1. colectomia do segmento aganglionar e cirurgia de Duhamel modificado (DM) para abaixamento do colo ganglionar; e 2. colectomia do segmento aganglionar e retossigmoidectomia transanal modificada (RTM). Métodos: O presente estudo submeteu, no período de abril de 2001 a março de 2006, 42 pacientes à avaliação clínica e manometria anorretal para controle pósoperatório de correção cirúrgica de MC, sendo 36 do sexo masculino (74%) e 6 do sexo feminino (26%). Todos os pacientes foram submetidos ao exame pósoperatório sem sedação, pela técnica de perfusão, buscando avaliar a pressão de repouso (PR), a resposta pressórica esfincteriana à tosse (T), a resposta pressórica à contração voluntária (CV), a resposta pressórica à contração voluntária mantida (CVM), a resposta pressórica à estimulação perianal (EPA), a pesquisa do reflexo reto-esficteriano (RRE) e analisar as curvas pressóricas simples e potencializada. A partir das pressões adquiridas na elaboração da curva pressórica foi elaborado um traçado tridimensional do canal anorretal, permitindo estudar a distribuição das pressões nas paredes anorretais. Além disso, com o objetivo de comparar as variáveis manométricas, profilométricas e clínicas entre as duas técnicas, foi usado o teste t de Student para os casos em que se tratavam de variáveis contínuas. Também foi proposto o teste Qui-Quadrado e, quando necessário, o teste Exato de Fisher, a fim de verificar diferenças na distribuição de uma característica categorizada, bem como para comparar as variáveis entre as técnicas em relação ao padrão de continência (continente e parcialmente continente), sendo que o nível de significância adotado foi de 5% Resultados: A MAR mostrou médias de PR de 53,44 mmHg para o grupo DM e de 60,67 mmHg para o grupo RTM. Em relação à pressão de CV, obteve-se média de 94,50 mmHg para o grupo DM e de 95,47 mmHg para o grupo RTM. Não há diferença estatisticamente significativa entre os grupos DM e RTM. Ressalte-se que o valor da média da pressão de contração voluntária foi quase o dobro da pressão de repouso, o que em geral é esperado quando se pesquisa capacidade de continência. Verificou-se, também, que não houve diferença estatisticamente significativa entre as variáveis manométricas, independentemente da técnica utilizada, quer seja no grupo geral, no grupo continente, ou, ainda, no grupo parcialmente continente. Tal inexistência de diferença estatisticamente significativa para as medidas pressóricas de esfíncteres interno, externo e levantados do ânus reforçam a idéia de que o abaixamento endoanal pela técnica de sutura colo-anal semelhante à proposta por Swenson não expõe o complexo muscular esfincteriano à riscos. A ausência do RRE foi observada em quase todos os casos analisados, sendo que às formas, CPS e CPP não apresentaram diferença estatisticamente significativa, independentemente da técnica cirúrgica utilizada. Também não há diferença estatisticamente significativa nas formas de CPS e CPP para os grupos continente e parcialmente continente, quer seja no grupo geral, no grupo DM, ou no grupo RTM. Conclusão: Com o presente estudo verificou-se que as duas técnicas operatórias para abaixamento do colo ganglionar, a saber, técnica de DM e técnica de RTM, são equivalentes do ponto de vista manométrico e profilométrico. Objective: Several techniques are being proposed for a definite treatment using surgery for the Hirschsprung’s disease or congenital megacolon (CM). This study aims to evaluate the differences in the surgery results obtained with manometric anorectal procedure and profilometric analysis, as well as verify its correlation with clinical parameters of patients’ fecal standard results who were submitted to one of these two techniques for the CM chirurgic treatment: 1.colectomy of the aganglion segment and modified Duhamel procedure (MD) to perform a pull through of the ganglionic colon; and 2. colectomy of the anglion segment and modified transanal rectosigmoidectomy (MTR). Methods: The present study submitted, for the period of April 2001 to March 2006, 42 patients to clinical evaluations and anorectal manometry for a post-operative control for a CM correction procedure, of which 36 were male (74%) and 6 female (26%). All patients were submitted to the exam without sedation, using the perfusion technique, in the post-operative period, seeking to evaluate the resting pressure (RP), the pressure response of the sphincter to cough (C), the pressure response to voluntary contraction (VC), the pressure response to sustained voluntary contraction (SVC), the pressure response to perianal stimulation (PAS), the analysis of the rectal sphincter reflex (RSR) and to analyze the standard and potentiation pressure curves. With the pressures acquired from the pressure curve elaboration in the perfusion channels, a tridimensional image of the anorectal canal was taken, allowing us to study the distribution of the pressure in the anorectal walls. Furthermore, aiming to compare the manometric, profilometric and clinical variables between the two exploited techniques, a Student-t test was applied for the cases in which the variables were continuous. A Chi-squared test was also proposed and, whenever necessary, the Fisher’s exact test; in order to verify the differences in the distribution of a categorized characteristic, as well as to compare the variables between the techniques regarding the fecal continence standard (continent and partially continent), and the significant level criteria adopted was 5%. Results: The ARM demonstrated RP average of 53,44 mmHg for the MD group and 60,67 mmHg for the MTR. Regarding the VC pressure, an average of 94,50 mmHg was attained for the MD group and of 95,47 mmHg for the MTR. There is not a significant difference, statistically, between the MD and MTR groups. It is important to highlight that the average amount of the voluntary contraction pressure was almost double the resting pressure, which is expected, in general, when incontinence research is concerned. It was also noticed, that there was no significant difference, statistically, among the manometric variables, independently of the technique employed, whether in the general group, in the continent group, or, even in the partially continent group. The nonexistence of a significant difference, statistically, for the pressure amount of the internal, external sphincter and ascending colon reinforce the idea that the pull through procedure with the oversewing of the rectum technique, similar to the one proposed by Swenson, do not expose the complex of the sphincter muscles to risks.The absence of RSR was observed in almost all of the analyzed cases, which to the forms CPS and CPP did not show significant difference, statistically, independently of the technique employed. There is also no significant difference, statistically, for the CPS and CPP forms to the continent and partially continent groups, whether in the general group, in the DM group or in the MTR group. Conclusion: With this present study, it was perceived that both operative procedures for pull through procedure of the ganglionic colon, in which case were, the MD technique and MTR technique, are equivalent from the manometric and profilometric standpoint. TEDE BV UNIFESP: Teses e dissertações
5

Função ventilatória e pressão intra-abdominal em abdominoplastia com plicatura da aponeurose do oblíquo externo Ventilatory function and intra-abdominal pressure in abdominoplasty with plication of the aponeurosis of the external oblique

Rodrigues, Maria Amélia [UNIFESP] 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:46:15Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013 Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) Introdução: Os valores obtidos pela espirometria encontram-se alterados nosmprimeiros dias apos a abdominoplastia, quando e realizada a correcao da diastase dos musculos retos do abdome. A fim de se obter melhor contorno corporal, em casos especificos pode-se associar a plicatura da aponeurose do musculo obliquo externo alem da plicatura do musculo reto do abdome. O objetivo deste estudo foi avaliar funcao ventilatoria e pressao intra-abdominal em abdominoplastia com plicatura da aponeurose do obliquo externo. Metodos: Foram selecionadas 18 pacientes, do genero feminino, tipo B/III de Nahas, sem doencas sistemicas, nao tabagistas e sem cirurgias abdominais previas. Foi realizada espirometria no pre- operatorio e no segundo, setimo e decimo quinto dias de pos- operatorio. A dor foi avaliada por Escala Visual Analogica, nos mesmos periodos. No intraoperatorio, a pressao intraabdominal foi medida em cinco momentos: antes da incisao cutanea, apos a plicatura do musculo reto do abdome, apos a plicatura em oLo da aponeurose do musculo obliquo externo, apos o termino da cirurgia e apos a colocacao da cinta elastica. Resultados: Houve diminuicao com significancia estatistica da Capacidade Vital Forcada, Volume Expiratorio Forcado no primeiro segundo, Fluxo Expiratorio Forcado 25-75%, Capacidade Vital e Capacidade Inspiratoria no pos-operatorio, sendo que no decimo quinto dia os valores ja se encontravam bem proximos aos da espirometria pre-operatoria. Essa diminuicao dos valores da espirometria nao se mostrou relacionada a dor, ao aumento pressao intra-abdominal e ao Indice de Massa Corporal que a paciente apresentava. Houve aumento com significancia estatistica da pressao intra-abdominal quando comparado os valores pre-incisao aqueles obtidos apos a colocacao da cinta elastica. Conclusao: Os parametros espirometricos apresentaram-se diminuidos no segundo e setimo dias de pos-operatorio tendendo a valores normais no decimo quinto dia em abdominoplastia com plicatura da aponeurose do obliquo externo. A cinta compressiva abdominal promoveu aumento com significancia estatistica da Pressao Intra-abdominal. A dor pos-operatoria, o tamanho da diastase, o Indice de Massa Corporal e o aumento de Pressao Intra-abdominal nao estao relacionados as alteracoes na funcao ventilatoria BV UNIFESP: Teses e dissertações
6

Ressonância magnética e medidas lineares no tratamento cirúrgico das assimetrias mamárias Magnetic resonance and linear measurements in breast asymetry surgical treatment

Vieira, Adriana Cristhina Pozzobon de Oliveira [UNIFESP] 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:47:29Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008 Introdução: A avaliação objetiva da correção cirúrgica das assimetrias mamárias deve considerar não somente o contorno final das mamas, mas também, a simetria de volume. A ressonância magnética e as medidas lineares são instrumentos de medida amplamente utilizados para se avaliar o volume e o posicionamento mamário respectivamente. Objetivo: Avaliar a simetria mamária pós-operatória através de ressonância magnética e medidas lineares em pacientes com assimetria mamária. Métodos: Foram operadas 22 pacientes com assimetria mamária primária, as quais foram submetidas à ressonância magnética e obtenção de medidas lineares no pré e no pósoperatório com seis meses. As medidas lineares foram obtidas baseadas em estruturas ósseas e mamárias bem definidas. O resultado de assimetria das medidas lineares no pós-operatório foi avaliado através de escores que poderiam variar de excelente a ruim. Foram obtidas imagens axiais de ambas as mamas, sendo o volume mamário estimado a partir da reformatação tridimensional destas imagens, através da fórmula Cavalieri. Resultados: As pacientes com menor assimetria de volume no pós-operatório tenderam a apresentar melhores resultados na avaliação das medidas lineares. Quando realizada mastoplastia redutora e/ou de aumento bilaterais e mastoplastia redutora e/ou de aumento unilaterais, a simetria de volume tendeu a ser maior. Conclusão: A ressonância magnética e as medidas lineares são instrumentos de medida capazes de avaliar a simetria pós-operatória em pacientes com assimetria mamária Introduction: The surgical treatment objective evaluation of breast asymmetry should not consider only final breast shape, but also breast volume. Magnetic resonance image and anthropomorphic breast measurements are used to analyze breast volume and breast position. Objective: Analyze breast symmetry after surgery using resonance magnetic image and linear measurements. Methods: 22 patients with primary breast asymmetry were evaluated preoperative using MRI and linear measurements and 6 months postoperative. Linear measurements were obtained based on well defined bone structures and mammary structures. The symmetry result for postoperative linear measurements was scored from excellent to poor. Axial images were taken from both breasts. Breast volume was estimated using MRI, based on 3D reconstruction, using Cavalieri formula and specific software. Results: Patients with less postoperative volume asymmetry tend to achieve best scores using linear measurements. When the same surgical procedure was performed bilaterally or only one breast was treated by surgery, greater volume symmetry was observed. Conclusions: MRI and linear measurements are methods capable of evaluate postoperative symmetry in patients with breast asymmetry BV UNIFESP: Teses e dissertações
7

Punção no hipocôndrio esquerdo na criação do pneumoperitônio: valor diagnóstico das provas de posicionamento da agulha de veress, das pressões intraperitoneais e dos volumes injetados durante a insuflação The punction in left hipocondrium in the creation of the pneumoperitoneum: diagnostic value of the tests for the positioning of the Veress needle, intraperitonealpressures and injected volumes during insufflation

Azevedo, Otávio Cansanção [UNIFESP] 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:44:36Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2006 Objetivos: Avaliar a eficácia da punção com agulha de Veress no hipocôndrio esquerdo, a acurácia de testes descritos e estabelecer parâmetros para pressão e volume em momentos da insuflação. Métodos: 32 pacientes puncionados na linha mediana do abdome (grupo LM) e 30 no hipocôndrio esquerdo (grupo HE). Acurácia das provas de posicionamento da agulha e número de tentativas falhas foram comparados. Foram depois puncionados no hipocôndrio esquerdo 70 pacientes que, com os do grupo HE, constituíram o grupo HET - hipocôndrio esquerdo total. Foram feitas provas de posicionamento da ponta da agulha; positivas quando, na prova da aspiração (PA), sugava-se material orgânico; na prova da resistência (PRes), exercia-se apenas pouca pressão na seringa à infusão de líquido; na prova de recuperação (PRec), não se recobrava o líquido infundido; na prova do gotejamento (PG), as gotas escoavam-se rapidamente, na prova da pressão intraperitoneal inicial (PPII), os níveis eram ≤ 8mmHg. Foram calculados a sensibilidade (S), a especificidade (E), os valores preditivos positivos (VPP) e negativos (VPN) das provas. O volume e a pressão foram registrados a cada 20 segundos até 12mmHg. Foram correlacionados os valores das pressões e dos volumes com momentos pré- determinados da insuflação. Resultados: Ocorreram duas tentativas infrutíferas de punção no grupo LM e três no grupo HE. No grupo HET, houve dez fracassos e a PA, a S e VPP não puderam ser aplicados, E=100% e VPN=100%. Na PRes, S=100%, E=0%, VPP=90% e VPN não existiu. Na PRec e na PG, S=100%, E=50%, VPP=94,7% e VPN=100%. Na PPII, a S, E, VPP e VPN=100%. Os valores da pressão e do volume mostraram correlação fortemente positiva com momentos pré- estabelecidos (coeficientes de explicação de 0,8011 e 0, 9604, respectivamente). Conclusões: A punção no hipocôndrio esquerdo é eficaz. As provas realizadas orientam o cirurgião. Há possibilidade de previsão dos valores das pressões e dos volumes em determinados momentos de insuflação. Objectives: To evaluate the efficacy of the puncture with the Veress needle in the left hypochondrium, the accuracy of described test results and to establish parameters for pressure and volume in the moments of insufflation. Methods: 32 patients were punctioned in the abdominal mid-line (ML group), and 30 in the left hypochondrium (LH group). The accuracy of the positioning tests of the needle and number of failed attempts were compared. Afterwards, 70 patients were punctioned in the left hypochondrium who, together with those of group LH, formed into group TLH - total left hypochondrium. Tests regarding the positioning of the needle tip were carried out, considered positive when, in the aspiration test (AT), organic material was sucked; in the resistance test (ResT), only a small amount of pressure was exerted on the syringe against the infusion of liquid; in the recovery test (RecT), the infused liquid was not recovered; in the dripping test (DT), the drops were drained quickly; and, in the initial intra-peritoneal pressure test (IIPT), the levels were of ≤ 8mmHg. The levels of sensitivity (SE), specificity (SP), the predictive positive values (PPV) and negative values (PNV) of the tests, were calculated. Volume and pressure were recorded at every 20 seconds, until 12 mmHg. The values of pressures and volumes were correlated with pre-determined moments of insufflation. Results: Two unsuccessful attempts at punctioning took place in the ML group and one in the LH group. In the TLH Group, there were 10 failures and the AT, the SE and the PPV could not be applied, SP=100% and PNV =100%. In the ResT, SE =100%, SE =0%, PPV = 90%, and PNV = did not exist. In the RecT and in the DT, SP =100%, SE =50%, PPV =94,7% and PNV =100%. In the IIPT, the SP, SE, PPV and PNV =100%. Pressure and volume showed a strongly positive correlation with pre-determined moments (coefficient of explanation of = 0,8011and 0,9604 respectively). Conclusions: Punction in the left hypochondrium is effective. The tests carried out guide the surgeon. There is a likelihood of prediction of the values of pressures and volumes in determined moments of insufflation. BV UNIFESP: Teses e dissertações
8

Fazer aquecimento em simulador de realidade virtual antes de um procedimento melhora a performance cirúrgica? Uma análise prospectiva Does warm-up training in a virtual reality simulator improves surgical performance? A prospective randomized analysis

José Arnaldo Shiomi da Cruz 23 July 2015 (has links)
Introdução: Os simuladores cirúrgicos de realidade virtual (SCRV) têm se mostrado uma ferramenta valiosa no treinamento e formação em laparoscopia. Tendo em vista a eficácia dos SCRV, novas utilidades têm sido propostas para estes equipamentos. Assim como nos esportes, onde fazer aquecimento antes do exercício comprovadamente melhora o desempenho, acredita-se que praticar no SCRV antes de operar pode melhorar a performance cirúrgica. Objetivo: Verificar se há benefício na prática de aquecimento pré-operatório quanto à performance cirúrgica. Materiais e Métodos: Vinte estudantes de medicina com bases em laparoscopia foram divididos em 2 grupos (I e II). O grupo I realizou uma colecistectomia videolaparoscópica em modelo suíno. O grupo II realizou o mesmo procedimento só que realizando previamente aquecimento préoperatório em SCRV. Os desempenhos dos dois grupos foram confrontados quanto aos parâmetros quantitativos (tempo para dissecção do pedículo da vesícula, tempo para clipagem do pedículo, tempo para secção do pedículo, tempo para remoção da vesícula, tempo operatório total, sangramento aspirado) e parâmetros qualitativos (noção de profundidade, destreza bimanual, eficiência, manejo de tecidos e autonomia) baseado em uma escala previamente validada, em que quanto maior a nota, melhor o resultado. Os dados foram submetidos à análise estatística com nível de significância de 5%. Resultados: O grupo que realizou aquecimento préoperatório apresentou resultados significativamente melhores quanto a tempo para dissecção do pedículo da vesícula (271 ± 173 s vs 714 ± 590 s, p = 0,012), tempo para clipagem do pedículo (173 ± 165 s vs 330 ± 141 s, p = 0,004), tempo para secção do pedículo (68 ± 30 s vs 110 ± 42 s, p = 0,019), sangramento aspirado (57 ± 27 mL vs 114 ± 112,59 mL, p = 0,006), noção de profundidade (4,5 ± 0,7 vs 3,3 ± 0,67, p = 0,004), destreza bimanual (4,2 ± 0,78 vs 3,3 ± 0,67, p = 0,004), manejo de tecidos (4,2 ± 0,91 vs 3,6 ± 0,66, p = 0,012) e autonomia (4,9 ± 0,31 vs 3,6 ± 0,96, p = 0,028). Não houve diferença significativa quanto ao tempo para remoção da vesícula (909 ± 2 73 s vs 694 ± 258 s, p = 0,088), tempo operatório total (1536 ± 306 s vs 1852 ± 663 s, p = 0,188) e eficiência (4 ± 0,66 vs 3,6 ± 0,69, p = 0,320). Conclusão: A prática de aquecimento pré-operatório parece trazer benefício no desempenho cirúrgico mesmo em indivíduos com pequena experiência em laparoscopia Introduction: Virtual reality surgical simulators (VRSS) have been showing themselves as a valuable tool in laparoscopy training and education. Taking in consideration the effectiveness of the VRSS, new uses for this tool have been purposed. In sports, warming up before exercise clearly shows benefit in performance. It is hypothesized that warming up in the VRSS before going to the operating room may show benefit in surgical performance. Objective: We aim to verify whether there is benefit in surgical performance when a preoperatory warm-up is performed using a VRSS. Materials and Methods: Twenty medical students with basic knowledge in laparoscopy were divided into two groups (I and II). Group I performed a laparoscopic cholecystectomy in a porcine model. Group II performed the same procedure but performing previously a pre-operative warm-up in a VRSS. The performance between both groups was compared regarding quantitative parameters (gallbladder pedicle dissection time, pedicle clipping time, pedicle cutting time, gallbladder removal time, total operative time and aspirated blood loss) and qualitative parameters (depth perception, bimanual dexterity, efficiency, tissue handling and autonomy) based on a previously validated score system, in which the higher the score, better the result. Data was analyzed with level of significance of 5%. Results: The warm-up group revealed significantly better results regarding gallbladder pedicle dissection time (271 ± 173 s vs. 714 ± 590 s, p = 0.012), the pedicle clipping time (173 ± 165 s vs. 330 ± 141 s, p = 0.004), for pedicle cutting time (68 ± 30 s vs. 110 ± 42 s, p = 0.019), aspirated blood loss (57 ± 27 mL vs. 114 ± 112.59 mL, p = 0.006), depth perception (4.5 ± 0.7 vs. 3,3 ± 0.67, p = 0.004), bimanual dexterity (4.2 ± 0.78 vs. 3.3 ± 0.67, p = 0.004), tissue handling (4.2 ± 0.91 vs. 3.6 ± 0.66, p = 0.012) and autonomy (4.9 ± 0.31 vs. 3.6 ± 0.96, p = 0.028). There were no significant differences regarding for gallbladder removal time (909 ± 273 s vs. 694 ± 258 s, p = 0.088), total operative time (1536 ± 306 s vs. 1852 ± 663 s, p = 0.188) and efficiency (4 ± 0.66 vs. 3.6 ± 0.69, p = 0.320). Conclusion: The practice of pre-operative warm-up training using VRSS seems to benefit surgical performance even in subject with mild laparoscopic experience
9

Hospital Universitário: Espaço de interdição à expressividade da dor (Um estudo sobre as relações sociais no Serviço de Cirurgia Geral do Hospital das Clínicas)

MARINHO, Patrícia Érika de Melo 1996 (has links)
Submitted by Caroline Falcao (caroline.rfalcao@ufpe.br) on 2016-05-25T17:25:34Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) 39M338h Dissertação.pdf: 10106613 bytes, checksum: 3f82feeb04ffe35bb22e3afa3e1523fa (MD5) Made available in DSpace on 2016-05-25T17:25:34Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) 39M338h Dissertação.pdf: 10106613 bytes, checksum: 3f82feeb04ffe35bb22e3afa3e1523fa (MD5) Previous issue date: 1996 O presente trabalho investiga o apagamento da expressividade à dor dos pacientes do Serviço de Cirurgia Geral do Hospital das Clínicas, como reflexo de um estar institucional resultante de relações de poder instituídas e uma prática assistencial eminentemente autoritária. Observou-se que essas práticas são direcionadas no sentido de proporcionarem intervenção e controle sobre o corpo, as sensações e o comportamento dos pacientes, através da instituição da disciplina, da obediência e do cumprimento às normas institucionais. Para averiguação dessas, foi realizado pesquisa de campo e entrevistas semi-estruturadas dirigidas a professores, preceptores, residentes e pacientes. Apartir dos relatos foi possível constatar a reafirmação de papéis, a determinação de lugares e de distâncias sociais entre os atores sociais, como condição anterior e implícita à relação terapêutica e às práticas de atenção à saúde. Constatou-se que o Serviço de Cirurgia Geral do hospital-uníversitário não oferece condições ao estabelecimento de uma relação terapêutica eficaz, proporcionando o silenciamento do corpo e o apagamento da expressividade á dor, uma vez basearem suas relações em relações de poder, garantidas pela hierarquia e ordem estabelecida. As práticas de atenção e as relações entre médicos e pacientes, desenvolvidas no hospital-uníversitário, requerem reflexão e mudanças no sentido de proporcionarem condições efetivas à consecução da relação terapêutica e a adequação da formação de seus profissionais à realidade da clientela-alvo a que se destina.
10

Avaliação da mitomicina C como inibidor de sinéquias e estenoses em cirurgias endoscópicas funcionais dos seios paranasais. Evaluation of the use of mitomycin C to reduce synechia and stenosis formation in sinus surgery

Yamaoka, Wellington Yugo [UNIFESP] 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T22:54:36Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2006 Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) Objetivo: Avaliar a efetividade da Mitomicina C (MMC) tópica na prevenção e retardo da formação de sinéquias e estenose após manipulações endoscópicas funcionais dos seios paranasais em humanos. Forma de Estudo: Randomizado controlado. Método: 14 pacientes portadores de Rinossinusite Crônica foram submetidos a cirurgias endoscópicas funcionais dos seios paranasais, ao final das quais era colocado cotonóide neurocirúrgico com 1 ml de Mitomicina C (1,0 mg/ml) em um dos meatos médios e outro com 1 ml de solução salina no meato médio contralateral, que servia de controle, ambos por 5 minutos, de forma randomizada, sem que o autor tivesse conhecimento dos lados. O seguimento foi realizado pelo autor, cego em relação aos lados. Foi avaliada a presença de sinéquias em meatos médios e estenoses nas antrostomias. Resultados: Um total de 12 sinéquias (42,86 %) foram identificadas em 10 dos 14 pacientes (p = 0,57). Oito pacientes tiveram sinéquias unilaterais e dois, bilaterais. Dentre as 8 sinéquias unilaterais, somente 1 ocorreu no lado com MMC contra 7 no lado controle (p = 0,07). Ao final de um ano, no grupo MMC, houve 3 (21,43 %) sinéquias contra 9 (64,29 %) no grupo controle (p = 0,054). No lado com MMC todas as 3 (21,43 %) sinéquias foram parciais, enquanto no grupo controle houve 4 (28,57 %) parciais e 5 (35,71 %) totais (p = 0,025). Não houve sinéquias totais no grupo MMC (p = 0,034). Em relação às antrostomias, 1 (7,14 %) ipsilateral à MMC teve estenose, enquanto no grupo controle foram 9 (64,29 %) (p = 0,004). No grupo com MMC a única ocorrência (7,14 %) foi da forma parcial, enquanto que no controle foram 4 (28,57 %) parciais e 5 (35,71 %) totais (p = 0,006). Não houve diferença em relação ao tempo médio de ocorrência de sinéquias entre os grupos (p= 0,055), somente para o tipo total (p = 0,034). O tempo médio para aparecimento de estenoses nas antrostomias foi maior no grupo MMC (p = 0,0015), assim como a média para aparecimento de estenose total (p = 0,016). Conclusão: A Mitomicina C não foi eficaz na prevenção e retardo da formação de sinéquias parciais, porém, preveniu e retardou a formação de sinéquias totais e estenoses nas antrostomias, no pós-operatório de cirurgia endoscópica funcional dos seios paranasais em humanos. Tendo em vista a facilidade de seu uso na forma tópica, em dose única intra-operatória, com poucos efeitos colaterais, somados ao benefício que ela pode trazer, nossos resultados apresentam uma nova perspectiva para a diminuição dos insucessos da cirurgia endoscópica funcional dos seios paranasais. Purpose: To assess the efficacy of topical Mitomycin C (MMC) in the prevention and delay of synechiae and stenosis formation after functional endoscopic sinus surgery in humans. Method: At the end of functional endoscopic sinus surgery in 14 patients, a cotton pledget soaked in 1 mL of 1 mg/mL MMC was randomly placed into the middle meatus of one nasal cavity for 5 minutes and an identical saline-soaked pledget was placed in the contralateral side in each patient. The author was blinded for the side of the substances. Patients were followed postoperatively by a blinded observer for the presence of synechiae in the middle meatus and stenosis of the maxillary antrostomy. Synechiae were rated as partial when not totally closed, and total when completely closed. Stenosis were rated as partial when smaller than a diameter of 3 mm, and total when completely closed. Results: 12 synechiae (42,86 %) were identified in 10 of 14 patients (p = 0,057). They were unilateral in 8 patients and bilateral in 2. Unilateral synechiae were observed on only 1 side treated with MMC and 7 controls (p = 0,07). After a follow-up of 1 year, 3 sides (21,43 %) treated with MMC and 9 controls (64,29%) had synechiae (p = 0,054). On the MMC side all of them were partial, while on the control side 4 (28,57 %) were partial, and 5 (35,71 %) were total (p = 0,025). One side (7,14%) treated with MMC had stenosis, compared with 9 (64,29%) controls (p = 0,004). The time of occurrence of synechiae was not statistically different between the groups (0,055). However, the time of occurrence of the total type was longer in the MMC group (p = 0,034). The medium time of appearance of stenosis was statistically longer in the MMC group (p = 0,0015). All patients improved their symptoms at the end of our study. Moreover, none needed revision procedure or referred adverse effects. Conclusion: MMC was not efficient in the prevention and delay of synechiae formation. However, it was efficient in preventing and delaying total synechiae and stenosis formation after functional endoscopic sinus surgery in humans. Our results present a new perspective to achieve favorable success rates in functional endoscopic sinus surgery. BV UNIFESP: Teses e dissertações

Page generated in 0.0698 seconds