• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 12
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 13
  • 7
  • 5
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Escola e transfobia : vivências de pessoas transexuais /

Amorim, Sylvia Maria Godoy. January 2018 (has links)
Orientador: Ana Paula Leivar Brancaleoni / Banca: Rosemary Rodrigues de Oliveira / Banca: Caio Samuel Franciscati da Silva / Resumo: A sociedade contemporânea legitima o comportamento heterossexual tendo como parâmetro de normalidade, as relações entre sexos opostos. Assim sendo, cria-se uma obrigação de que todas as pessoas devam ter o sexo biológico como fator determinante do gênero, e compulsoriamente, precisam desejar alguém do sexo oposto para manter suas práticas sexuais. Estas práticas apontam para a dimensão de algo múltiplo, ou seja, de um processo que se constrói continuamente trazendo em si, um incômodo social, que se configura na medida em que os padrões heteronormativos fortemente instituídos são confrontados. As barreiras impostas à expressão de identidades ou à reafirmação de uma concepção polarizada, ou seja, binária ainda reforça uma educação pautada em separação entre o masculino e o feminino. Neste contexto, inúmeras dificuldades são enfrentadas por pessoas transgêneras que esbarram na invisibilidade, na negação de direitos básicos de cidadania e no descaso de políticas públicas sinalizando enfrentamentos hostis e excludentes no processo de construção de suas identidades. A escola, enquanto espaço cultural supostamente neutro, não acompanha as respostas e questionamentos em relação à diferença, principalmente no que se refere ao gênero. A falta de informação desse contexto leva alunos e educadores a seguir padrões convencionais que direcionam o trato às diferenças de gênero a produzirem estigmas, preconceito, discriminação e transfobia. Assim sendo, esta pesquisa teve como objetivo geral... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: The contemporary society legitimates heterosexual behavior, having as a parameter of normality, relations between opposing sexes. Thereby, an obligation is created that all people should have the biological sex as a decisive factor of the gender, and compulsorily, they must desire someone of the opposite sex to maintain their sexual practices. These practices point to the dimension of something multiple, a process that is continually built up, bringing with it a social nuisance, which is configured in the measure in which strongly instituted heteronormative patterns are confronted. The barriers imposed on the expression of identities or the reaffirmation of a polarized or binary conception still reinforce an education based on a separation between the masculine and the feminine genders. In this context, innumerable difficulties are faced by transgendered people who are confronted with invisibility, denial of basic citizenship rights, and in the disregard of public policies, signaling some hostile and exclusionary confrontations in the process of building their own identities. The school, even as a supposedly neutral cultural space, does not keep up with the answers and questions regarding the difference, especially when referring to the genre. The lack of information in this context leads students and educators to follow conventional standards that direct the treatment of gender differences in the production of stigma, prejudice, discrimination and transphobia. Therefore, thi... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
2

Escola e transfobia: vivências de pessoas transexuais / Transphobia and school: transgender people experiences

Amorim, Sylvia Maria Godoy [UNESP] 22 February 2018 (has links)
Submitted by Sylvia Maria Godoy Amorim (sylmagorim@gmail.com) on 2018-04-19T22:12:19Z No. of bitstreams: 1 FINAL_PDF.pdf: 1625156 bytes, checksum: 3ae3be9fe69b5b0584d5b8f23558ed1a (MD5) / Approved for entry into archive by Carolina Lourenco null (carolinalourenco@fclar.unesp.br) on 2018-04-20T11:58:14Z (GMT) No. of bitstreams: 1 amorim_smg_me_arafcl.pdf: 1625156 bytes, checksum: 3ae3be9fe69b5b0584d5b8f23558ed1a (MD5) / Made available in DSpace on 2018-04-20T11:58:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 amorim_smg_me_arafcl.pdf: 1625156 bytes, checksum: 3ae3be9fe69b5b0584d5b8f23558ed1a (MD5) Previous issue date: 2018-02-22 / A sociedade contemporânea legitima o comportamento heterossexual tendo como parâmetro de normalidade, as relações entre sexos opostos. Assim sendo, cria-se uma obrigação de que todas as pessoas devam ter o sexo biológico como fator determinante do gênero, e compulsoriamente, precisam desejar alguém do sexo oposto para manter suas práticas sexuais. Estas práticas apontam para a dimensão de algo múltiplo, ou seja, de um processo que se constrói continuamente trazendo em si, um incômodo social, que se configura na medida em que os padrões heteronormativos fortemente instituídos são confrontados. As barreiras impostas à expressão de identidades ou à reafirmação de uma concepção polarizada, ou seja, binária ainda reforça uma educação pautada em separação entre o masculino e o feminino. Neste contexto, inúmeras dificuldades são enfrentadas por pessoas transgêneras que esbarram na invisibilidade, na negação de direitos básicos de cidadania e no descaso de políticas públicas sinalizando enfrentamentos hostis e excludentes no processo de construção de suas identidades. A escola, enquanto espaço cultural supostamente neutro, não acompanha as respostas e questionamentos em relação à diferença, principalmente no que se refere ao gênero. A falta de informação desse contexto leva alunos e educadores a seguir padrões convencionais que direcionam o trato às diferenças de gênero a produzirem estigmas, preconceito, discriminação e transfobia. Assim sendo, esta pesquisa teve como objetivo geral, elaborar um jogo que possa ser utilizado para se trabalhar o respeito à diversidade sexual e de gênero junto a alunos e equipes educativas. Buscou-se problematizar questões referentes à inclusão das diferenças nos espaços escolares possibilitando assim, um novo olhar da escola com relação à presença destes estudantes. / The contemporary society legitimates heterosexual behavior, having as a parameter of normality, relations between opposing sexes. Thereby, an obligation is created that all people should have the biological sex as a decisive factor of the gender, and compulsorily, they must desire someone of the opposite sex to maintain their sexual practices. These practices point to the dimension of something multiple, a process that is continually built up, bringing with it a social nuisance, which is configured in the measure in which strongly instituted heteronormative patterns are confronted. The barriers imposed on the expression of identities or the reaffirmation of a polarized or binary conception still reinforce an education based on a separation between the masculine and the feminine genders. In this context, innumerable difficulties are faced by transgendered people who are confronted with invisibility, denial of basic citizenship rights, and in the disregard of public policies, signaling some hostile and exclusionary confrontations in the process of building their own identities. The school, even as a supposedly neutral cultural space, does not keep up with the answers and questions regarding the difference, especially when referring to the genre. The lack of information in this context leads students and educators to follow conventional standards that direct the treatment of gender differences in the production of stigma, prejudice, discrimination and transphobia. Therefore, this research, aimed to elaborate a game based on the perceptions of transsexual people about their school trajectories, especially regarding prejudice and discrimination experiences, develop a game that can be used to work respect for sexual and gender diversity with students and educational teams. Issues related to the inclusion of differences inside school spaces were problematized, thus allowing a new look of the school regarding the presence of these students.
3

Corpo, gênero e identidade: experiências transgênero na cidade de Manaus Manaus

Wittmann, Isabel 19 August 2016 (has links)
Submitted by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2017-01-20T14:39:04Z No. of bitstreams: 1 Dissertação - Isabel Wittmann.pdf: 1430460 bytes, checksum: 19f921bd13056688dc086ab9771139b0 (MD5) / Approved for entry into archive by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2017-01-20T14:39:20Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação - Isabel Wittmann.pdf: 1430460 bytes, checksum: 19f921bd13056688dc086ab9771139b0 (MD5) / Approved for entry into archive by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2017-01-20T14:39:36Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação - Isabel Wittmann.pdf: 1430460 bytes, checksum: 19f921bd13056688dc086ab9771139b0 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-01-20T14:39:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação - Isabel Wittmann.pdf: 1430460 bytes, checksum: 19f921bd13056688dc086ab9771139b0 (MD5) Previous issue date: 2016-08-19 / FAPEAM - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas / This paper aims to discuss the relationship and the links between gender identity, body and performativity through an ethnography that took place in the city of Manaus. The interlocutors of this research are transgender women and men of various ages, mostly from an urban and educated middle class. After a theoretical and terminogical review, we discuss some issues related to technologies that support the creation and reproduction of gender and its performativity, as well as practices that form the bodies and speeches that deny their right to be, through transphobia. / Esta pesquisa visa refletir sobre as relações e articulações entre identidade de gênero, corpo e performatividade, através de etnografia realizada na cidade de Manaus. Os interlocutores desse trabalho são mulheres e homens transgênero com idades variadas e pertencentes, majoritariamente, a uma classe média urbana e escolarizada. Após uma revisão teórica e terminológica, discute-se questões relacionadas às tecnologias que auxiliam a criação e reprodução do gênero, bem como da sua performatividade, assim como práticas que constroem os corpos e discursos que negam seu direito de ser, através da transfobia.
4

Lâessor de la beautÃ: travestilità et devenir minoritaire / O VÃo da Beleza: Travestilidade e Devir MinoritÃrio

Alexandre Fleming Camara Vale 17 June 2005 (has links)
CoordenaÃÃo de AperfeiÃoamento de Pessoal de NÃvel Superior / Cette Ãtude a pour objet des rÃcits que font des travestis et transgenres brÃsiliens du cheminement qui les a conduits à devenir ce quâils sont et les motifs que les ont incitÃs à migrer. Les trajectoires ici analysÃes indiquent un processus dans lequel la fÃminisation et sa classification dans le registre du stigmate tiennent une place centrale. Elles indiquent aussi que la recherche de lieux plus clÃments suppose un dÃplacement, soit vers des grandes villes, soit vers dâautres pays. Il sâagit de dÃcouvrir, à partir dâune recherche de terrain realiser à Fortaleza et à Paris, quelques-uns des elements susceptibles de dessiner un portrait significatif de lâexpÃrience travesti et transgenre: lâinsulte, la violence, la prostitution, les libertÃs et les souffrances des processus migratoires. Cette Ãtude concerne, Ãgalement, une discussion à propos des limites et possibilitÃs du mouvement transgenre / Este trabalho tem por objeto as narrativas contadas por travestis e transgÃneros brasileiros, dos caminhos que os conduziram a se tornar o que sÃo e dos motivos que os levam a migrar. As trajetÃrias aqui analisadas indicam um processo no qual o feminilizaÃÃo e sua classificaÃÃo no registro do estigma tÃm um lugar central. Indicam ainda que a busca por lugares mais clementes supÃe deslocamentos, seja para grandes cidades, seja para outros paÃses. Partindo de uma experiÃncia antropolÃgica de campo com travestis e transgÃneros brasileiros, desenvolvida no Nordeste do Brasil (Fortaleza) e em Paris, busco discutir alguns dos elementos suscetÃveis de desempenhar um lugar significativo na experiÃncia transgÃnero: a injÃria e a violÃncia, o âprocesso de feminilizaÃÃoâ, a prostituiÃÃo e os efeitos de liberdade e de misÃria dos processos migratÃrios. Pergunta-se ainda pelo alcance de algo que pudesse ser chamado de movimento transgÃnero como forma de resposta Ãs diversas modalidades de violÃncia vivenciadas por essas pessoas
5

Bullying homofóbico e educação: possibilidade de superação de um preconceito

SILVA, Tomaz Nonticuri da 15 February 2017 (has links)
Submitted by Cristiane Chim (cristiane.chim@ucpel.edu.br) on 2017-07-20T20:29:37Z No. of bitstreams: 1 Tomaz.pdf: 1697362 bytes, checksum: d8449dad853806d2500cce1b5f82b5a6 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-07-20T20:29:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tomaz.pdf: 1697362 bytes, checksum: d8449dad853806d2500cce1b5f82b5a6 (MD5) Previous issue date: 2017-02-15 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES# / #2075167498588264571# / #600 / The present work, carried out in two schools in the city of Pelotas, sought to study the bullying phenomenon, focusing on the aggressions motivated by homophobic prejudice. The research was characterized as having a qualitative, exploratory - descriptive character, and sixteen people were interviewed: two principals, six teachers and eight students. The general objective was concentrated in studying the occurrence of the bullying phenomenon in the school community, analyzing the extent to which it promotes prevention and combat against this reality, with emphasis on homophobic bullying, where the following categories of analysis were identified: prejudice and discrimination in the school environment; suffered or perceived aggressions on the part of students in school and in the family; accountability of the victim: by choice, by fashion, by media influence, by internalized homophobia; the school environment, its dynamics in relation to sexual diversity and the advance of reactionary proposals; absence of transvestites in schools: transphobia; the denunciation of lived or perceived situations of homophobia and actions to combat it. Throughout the work, the concepts pertinent to bullying, homophobia, and transphobia will be discussed in order to demystify common-sense ideas that, not infrequently, also legitimize hate speech hidden behind the mask of "opinion".The movements of the LGBT community will also be brought to work, aiming to concretize actions of visibility and expansion of rights, criticizing the responsibility of these subjects for the aggressions suffered and the need to understand how homophobic hate constitutes a social violence that deprives subjects of access to social policies and, thus, not being able to be considered as merely individual or subjective. Keywords: bullying; homophobia; Social policy. / O presente estudo, ocorrido em duas escolas da cidade de Pelotas, procurou estudar sobre o fenômeno bullying, com enfoque às agressões motivadas pelo preconceito homofóbico. A pesquisa se caracterizou como sendo de caráter qualitativo, exploratório – descritivo –, tendo sido entrevistadas dezesseis pessoas: dois diretores(as), seis professores(as) e oito alunos(as). O objetivo geral se concentrou em estudar a ocorrência do fenômeno bullying na comunidade escolar, analisando de que forma esta promove ações de prevenção e combate diante desta realidade, com ênfase ao bullying homofóbico, onde foram identificadas as seguintes categorias de análise: preconceito e discriminação no ambiente escolar; agressões sofridas ou percebidas por parte dos alunos na escola e na família; responsabilização da vítima por opção, pela moda, por influência da mídia e/ou pela homofobia internalizada; o ambiente escolar, sua dinâmica em relação à diversidade sexual e o avanço de propostas reacionárias; ausência de travestis nas escolas: a transfobia; e a denúncia das situações vivenciadas ou percebidas de homofobia e ações para combatê-la. Ao longo do trabalho serão discorridos os conceitos pertinentes ao bullying, à homofobia e à transfobia, a fim de desmistificar ideias oriundas do senso comum que, não raro, também legitimam discursos de ódio sobre a máscara da “opinião”. Foram trazidos para o estudo os movimentos da comunidade LGBT que visam concretizar ações de visibilidade e ampliação de direitos, criticando a responsabilização destes sujeitos pelas agressões sofridas, bem como demonstrar a necessidade de compreender como o ódio homofóbico se constitui em uma violência social que priva sujeitos ao acesso de políticas sociais, não podendo ser encarado como algo meramente individual ou subjetivo.
6

Os usos do conceito de transfobia e as abordagens das formas específicas de violência contra pessoas trans por organizações do movimento trans no Brasil / Los usos del concepto de transfobia y los abordajes de las formas específicas de violencia contra personas trans por organizaciones del movimiento trans en Brasil

Podestà, Lucas Lima de 04 September 2018 (has links)
Submitted by Onia Arantes Albuquerque (onia.ufg@gmail.com) on 2018-10-16T14:37:12Z No. of bitstreams: 2 Dissertação - Lucas Lima de Podestà - 2018.pdf: 5955295 bytes, checksum: 080fcfff25ce429647c80c1ccbc0cd52 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Approved for entry into archive by Luciana Ferreira (lucgeral@gmail.com) on 2018-10-17T10:20:51Z (GMT) No. of bitstreams: 2 Dissertação - Lucas Lima de Podestà - 2018.pdf: 5955295 bytes, checksum: 080fcfff25ce429647c80c1ccbc0cd52 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2018-10-17T10:20:51Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação - Lucas Lima de Podestà - 2018.pdf: 5955295 bytes, checksum: 080fcfff25ce429647c80c1ccbc0cd52 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2018-09-04 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / El presente trabajo tiene por finalidad estudiar sociológicamente algunas discusiones y tensiones teóricas dentro del nuevo campo que son los estudios transgéneros. Mis objetivos se circunscriben a dos tipos de análisis: el principal, el de los usos del concepto de transfobia, u otro concepto analítico respecto a la violencia contra personas trans, en informes de violencia producidos por organizaciones del movimiento trans brasileño en el Brasil contemporáneo (especialmente desde la década de 2010), utilizando el análisis del discurso. El trabajo también alcanza otros análisis, a ejemplo de la apropiación creciente de la categoría trans (a través de o refiriéndose a transgénero o transgeneridad), así como categorías académicas importantes en nuestro campo de estudios como género y cuerpo. Considero importante también la elaboración de las claves conceptuales relacionando transgeneridad, estigma, abyección y transfobia. De la misma forma, estudio también de qué forma la precipitación e interés en el uso de esas nuevas categorías (transfobia y trans) tiene relación con la consolidación y maduración del movimiento trans brasileño, tras la fragmentación del movimiento homosexual de hace una o dos décadas y en un contexto de nuevas formas de activismo, como el activismo vía red mundial de computadoras (o ciberactivismo). / The present work aims to study sociologically some discussions and theoretical tensions within the new field that are transgender studies. My objectives are limited to two types of mapping: the main one, on the uses of the concept of transphobia, or another analytical concept regarding violence against trans people, in reports of violence produced by organizations of the Brazilian trans movement in the Contemporary Brazil (especially since the decade of 2010), using discourse analysis. The work additionally reaches other mappings, such as the increasing appropriation of the category trans (through or referring to transgender(ness) or transgenderism), as well as important academic categories in our field of studies such as gender and body. I also consider important the formulation of the conceptual keys relating transgenderness, stigma, abjection and transphobia. Likewise, I study how the precipitation and interest in the use of these new categories (transfobia and trans) is related to the consolidation and maturation of the Brazilian trans social movement, succeeding the fragmentation of the homosexual movement a decade or two ago, and in the context of new forms of activism, such as activism via the global computer network (or cyberactivism). / O presente trabalho tem por finalidade estudar sociologicamente algumas discussões e tensões teóricas dentro do novo campo que são os estudos transgêneros. Meus objetivos se circunscrevem a dois tipos de mapeamentos: o principal, dos usos do conceito de transfobia, ou outro conceito analítico a respeito da violência contra pessoas trans, em relatórios de violência produzidos por organizações do movimento trans brasileiro no Brasil contemporâneo (nomeadamente a partir da década de 2010), utilizando-me da análise do discurso. Figurando como objetivos secundários, porém caminhos necessários, o trabalho também alcança outros mapeamentos, a exemplo da apropriação crescente da categoria trans (através de ou referindo-se a transgênero ou transgeneridade), bem como categorias acadêmicas importantes no nosso campo de estudos como gênero e corpo. Considero importante igualmente a elaboração das chaves conceituais relacionando transgeneridade, estigma, abjeção e transfobia. Da mesma forma, estudo também de que forma a precipitação e interesse no uso dessas novas categorias (transfobia e trans) tem relação com a consolidação e amadurecimento do movimento trans brasileiro, após a fragmentação do movimento homossexual brasileiro uma ou duas décadas atrás e num contexto de novas formas de ativismo, como o ativismo via rede mundial de computadores (ou ciberativismo) .
7

Experiências educacionais e sociais de travestis no Ceará : um estudo comparado em Juazeiro do Norte e Canindé / Experiencias educacionales y sociales de travestis en ceará: un estudio en Juazeiro do Norte y Canindé

Gomes Filho, Antoniel dos Santos January 2017 (has links)
GOMES FILHO, Antoniel dos Santos. Experiências educacionais e sociais de travestis no Ceará: um estudo comparado em Juazeiro do Norte e Canindé. 2017. 205f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2017. / Submitted by Gustavo Daher (gdaherufc@hotmail.com) on 2017-10-16T13:53:41Z No. of bitstreams: 1 2017_dis_asgomesfilho.pdf: 1047781 bytes, checksum: f70c617be4967eb0711c0662d58023eb (MD5) / Approved for entry into archive by Márcia Araújo (marcia_m_bezerra@yahoo.com.br) on 2017-10-16T16:50:41Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_dis_asgomesfilho.pdf: 1047781 bytes, checksum: f70c617be4967eb0711c0662d58023eb (MD5) / Made available in DSpace on 2017-10-16T16:50:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_dis_asgomesfilho.pdf: 1047781 bytes, checksum: f70c617be4967eb0711c0662d58023eb (MD5) Previous issue date: 2017 / Diversos são os campos do saber que buscam produzir conhecimentos acerca das questões de gênero e sexualidade, tema que, nos últimos anos, vem emergindo academicamente e socialmente. A educação não se furta deste fluxo de produção de conhecimento, assim a presente dissertação, alicerçada sobre o paradigma da transdisciplinaridade na educação e história comparada, teve como objetivo: Investigar, a partir das histórias de vida das travestis participantes da pesquisa, como aconteceram as experiências educacionais e sociais nos municípios de Juazeiro do Norte e Canindé no Estado do Ceará. Convém lembrar que os itinerários metodológicos que nortearam esta investigação foram embasados numa concepção qualitativa, tendo como método a história oral, com foco nas histórias de vida das travestis participantes. Em relação aos itinerários teóricos, realizou-se um movimento histórico em relação às concepções da sexualidade nos mais diversos tempos e espaços sociais ocidentais, uma vez que, para se compreender o fenômeno humano da sexualidade na contemporaneidade, é necessário compreender as relações de continuidade e ruptura. Também se realizou uma reflexão sobre o espaço escolar, como um lócus de disputas políticas e sexuais na atualidade. Temas como currículo e homofobia foram refletidos em conexão com a instituição escolar e a sociedade de modo geral, pois compartilha-se do pressuposto de que a escola não é uma instituição neutra. Após todo esse processo investigativo, pode-se considerar que, em relação à categoria corpo, as travestis participantes apresentaram uma convergência em relação aos processos de modificação corporal, principalmente no que tange à utilização de fármacos (hormônios) para construção de um corpo feminino. Em relação à categoria educação, as participantes apresentaram experiências semelhantes, em relação ao fato de que o ensino fundamental e médio foi marcado por corporeidades masculinas, o que, segundo as participantes, foi fundamental para conclusão desses níveis escolares. As participantes apontaram que mesmo não tendo passado por transformações corporais enquanto ainda estavam no espaço escolar, passaram por preconceitos, discriminação e estigmatização. As experiências do cotidiano, subdivididas nas categorias: família, religião, mercado e ambiente de trabalho, foram na contramão da literatura especializada. As experiências familiares das participantes foram marcadas tanto por momentos de exclusão, mas também por momentos de acolhimento familiar, em especial pelas figuras maternas. Pode-se perceber que as experiências religiosas são marcadas por diversas expressões religiosas, que vão desde o catolicismo popular, até a inserção em religiões protestantes e de matriz afro-brasileira. As travestis em relação ao mercado de trabalho apresentaram experiências diversificadas, principalmente no mercado informal, uma vez que há uma dificuldade de inserção no mercado formal. Em relação à prestação de serviços sexuais por algumas participantes, não se constitui como única fonte de renda e sobrevivência das travestis dos municípios de Juazeiro do Norte e Canindé. / Diversos son los campos del saber que buscan producir conocimientos acerca de las cuestiones de género y sexualidad, tema que, en los últimos años, está emergiendo académicamente y socialmente. La educación no se sustrae de este flujo de producción de conocimiento. De eso modo, la presente tesis de maestría, cimentada en el paradigma de la transdisciplinariedad en la educación y la historia comparada, tuvo como objetivo investigar, a partir de las historias de vida de las travestis participantes de la encuesta, como sucedieron sus experiencias educativas y sociales en los municipios de Juazeiro do Norte y Canindé en el Estado de Ceará. Conviene recordar que los itinerarios metodológicos que guiaron esta investigación se basan en una concepción cualitativa, que tiene como método la historia oral, con foco en las historias de vida de las travestis participantes. Con respecto a los itinerarios teóricos, se realizó un movimiento histórico en relación a las concepciones de la sexualidad en los diversos tiempos y espacios sociales occidentales, una vez que, para entender el fenómeno humano de la sexualidad en el mundo contemporáneo, es necesario comprender las relaciones de continuidad y ruptura. También se realizó una reflexión a respecto del espacio escolar, en cuanto un lócus de disputas políticas y sexuales en la actualidad. Hubo la reflexión de temas como el currículo y la homofobia en relación con la institución escolar y la sociedad en general, pues se comparte del presupuesto de que la escuela no es una institución neutra. Después de todo este proceso investigativo, se puede considerar que, concerniente a la categoría de cuerpo, las travestis participantes presentaron una convergencia en los procesos de modificación corporal, principalmente con respecto a la utilización de medicamentos (hormonas) para la construcción de un cuerpo femenino. En la categoría de educación, las participantes presentaron experiencias similares, en relación al hecho de que la enseñanza primaria y secundaria fueron marcadas por corporeidades masculinas, lo que, según ellas, fue fundamental para el logro de diploma de estos niveles escolares. Estas señalaron que a pesar de no tener pasado por transformaciones corporales mientras estaban en el espacio escolar, pasaron por los prejuicios, la discriminación y la estigmatización. Las experiencias de la vida cotidiana, que se subdividen en las categorías: familia, religión, mercado y medio ambiente de trabajo, fueron en contra de la literatura especializada, en algunos aspectos. Sus experiencias familiares fueron marcadas tanto por momentos de exclusión, como también por momentos de acogimiento familiar, especialmente por las figuras maternas. Se puede percibir que las experiencias religiosas son marcadas por diversas expresiones, que van desde el catolicismo popular, hasta la inserción en religiones protestantes y de matriz afrobrasileña. En relación al mercado de trabajo, las participantes presentaron experiencias variadas, principalmente en el mercado informal, una vez que hay una dificultad de inserción en el mercado formal. A respecto de la prestación de servicios sexuales por algunas, no se constituye como única fuente de ingresos y la supervivencia de las travestis de los municipios de Juazeiro do Norte y Canindé.
8

Vidas e corpos em trânsito: tráfico de travestis e transexuais brasileiras com a finalidade de exploração sexual no contexto da crise do capital

Navas, Kleber Mascarenhas 21 March 2016 (has links)
Submitted by Filipe dos Santos (fsantos@pucsp.br) on 2016-09-13T14:21:16Z No. of bitstreams: 1 Kleber Mascarenhas Navas.pdf: 1182722 bytes, checksum: 4135110c5d0fa6a2ef35bd0928725028 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-09-13T14:21:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Kleber Mascarenhas Navas.pdf: 1182722 bytes, checksum: 4135110c5d0fa6a2ef35bd0928725028 (MD5) Previous issue date: 2016-03-21 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / This thesis is to study the subject of trafficking in Brazilian transvestites and transsexuals for the purpose of sexual exploitation. The overall objective is to analyze and critically understand the determinations of human trafficking for the purpose of sexual exploitation of transvestites and transsexuals in the transnational sex trade, as well as ways of coping in terms of public policy. In this sense, we analyze the movement of transvestites and transsexuals in sex markets towards southern European countries, as well as the dynamics of these displacements approaches the fraud notions, coercion or abuse of vulnerability that characterize human trafficking in order to detect crime evidence about this phenomenon. From a theoretical point of view, it is part of Dialectical Materialism history as a foundation. The methodological procedures were quantitative and qualitative approach, with field research conducted with semi-structured script interview and applied with two subject. The main results of the research show that the subject surveyed were victims of human trafficking and that in such cases, there are specific compared with those involving women and adolescents, the main victims of this phenomenon. We observed also that the faces of human trafficking in the contemporary world is reactualized and it is necessary to analyze the crisis of capital of the context in which it appears, as it influences both the dynamics of trafficking, as the confrontation policies, which are presented, most of the time, with a camouflaged speech and hiding the true character of antimigration policies / A presente tese tem como objeto de estudo o tráfico de travestis e transexuais brasileiras com a finalidade de exploração sexual. O objetivo geral é analisar e compreender criticamente as determinações do tráfico de pessoas com a finalidade de exploração sexual de travestis e transexuais no mercado transnacional do sexo, bem como as formas de enfrentamento no plano das políticas públicas. Nesse sentido, analisamos os deslocamentos de travestis e transexuais nos mercados do sexo em direção a países do sul da Europa, bem como se a dinâmica desses deslocamentos se aproxima das noções de fraude, coação ou abuso de situação de vulnerabilidade que caracterizam o tráfico de pessoas com o intuito de detectar indícios de crime acerca desse fenômeno. Sob o ponto de vista teórico, parte-se do Materialismo Histórico Dialético como fundamento. Os procedimentos metodológicos foram a abordagem quanti-qualitativa, com pesquisa de campo realizada com entrevista semiestruturada e roteiro, aplicado com duas sujeitas. Os principais resultados da pesquisa apontam que as sujeitas pesquisadas foram vítimas do tráfico de pessoas e que, nesses casos, há especificidades, quando comparados com aqueles que envolvem mulheres e adolescentes, principais vítimas desse fenômeno. Foi possível verificar, ainda, que as faces do tráfico de pessoas na contemporaneidade se reatualizam e é necessário analisar o contexto da crise do capital em que está inserido, visto que influencia tanto na dinâmica do tráfico, como nas políticas de enfrentamento, que se apresentam, na maioria das vezes, com um discurso camuflado e que esconde o verdadeiro caráter de políticas antimigratórias
9

Morrer para nascer travesti: performatividades, escolaridade e a pedagogia da intolerência / Die to be bom a transvestite: performativity, education and tlje pedagogy of intolerance

Rodrigues, Tássio Acosta 29 February 2016 (has links)
Submitted by Maria de Lourdes Mariano (lmariano@ufscar.br) on 2017-01-18T10:48:08Z No. of bitstreams: 1 RODRIGUES_Tassio Acosta_2016.pdf: 3251634 bytes, checksum: bda0bc0565ec1f93cad611f3e095bfeb (MD5) / Approved for entry into archive by Maria de Lourdes Mariano (lmariano@ufscar.br) on 2017-01-18T10:48:17Z (GMT) No. of bitstreams: 1 RODRIGUES_Tassio Acosta_2016.pdf: 3251634 bytes, checksum: bda0bc0565ec1f93cad611f3e095bfeb (MD5) / Approved for entry into archive by Maria de Lourdes Mariano (lmariano@ufscar.br) on 2017-01-18T10:48:23Z (GMT) No. of bitstreams: 1 RODRIGUES_Tassio Acosta_2016.pdf: 3251634 bytes, checksum: bda0bc0565ec1f93cad611f3e095bfeb (MD5) / Made available in DSpace on 2017-01-18T10:48:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 RODRIGUES_Tassio Acosta_2016.pdf: 3251634 bytes, checksum: bda0bc0565ec1f93cad611f3e095bfeb (MD5) Previous issue date: 2016-02-29 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / This study analyses the narratives of the experiences had in school by six transvestites from the city of Sorocaba (countryside of the State of São Paulo) having the queer perspective as analytic inspiration for understanding that the discriminations suffered while in school were focused on maintaining the heteronormativity as disciplinary process. When considering the school as a device to maintain the relations focused on power, their gender expressions were vital for this process to be put to practice in an even more intensified manner – sometimes they were made invisible, while others they were given extreme visibility in order to serve as examples of "abnormal" behavior/identity. The most recurrent disciplinary devices defined by gender during such narratives were related to the birth name, the school uniform, the collective restrooms and Physical Education classes. Several attempts of resisting such devices were observed, in addition to strategies aimed at “compensating” discrimination, such as being the best student in some subjects, being good at sports or seeking interpersonal relationships with other “rebellious” students in order to obtain acceptance and/or strength before normalizations. The symbolic violence was present by the use of sexist nicknames, both by students and teachers, who many times have endorsed such anti-social and violent behaviors in their most diverse forms against the interviewees. They were blamed, both by the teaching and managing entities, for the violence suffered. When the issue of “race” was inserted in the scenario – as in the case of two black interviewees – the violence suffered by them would become even more evident. The acknowledgement of their precariousness and vulnerability is necessary to foment the creation of specific public policies, by means of affirmative actions, aiming at removing them from the fringes of society and making their lives more livable. / Este trabalho analisa as narrativas que tratam das vivências escolares de seis travestis da cidade de Sorocaba-SP, partindo da perspectiva queer como inspiração de análise pela concepção de que as discriminações na escola estiveram centradas na manutenção da heteronormatividade enquanto processo disciplinador. Compreendendo a escola como um dispositivo da manutenção da relação de poder, suas expressões de gênero foram determinantes para que este processo fosse acionado de forma mais intensa - ora invisibilizando, ora dando extrema visibilidade para que servissem como exemplo de comportamentos/identidades “anormais”. Os dispositivos disciplinares generificados mais recorrentes nas narrativas foram relacionados ao nome civil, o uniforme escolar, o banheiro coletivo e as aulas de Educação Física. Foram observadas diversas tentativas de resistência a estes dispositivos, além de estratégias de "compensação" frente à discriminação, como ser a melhor aluna em algumas disciplinas, ser boa esportista ou buscar relacionamentos interpessoais com outros alunos "rebeldes", buscando aceitação e/ou fortalecimento frente às normatizações. A violência simbólica esteve presente por meio da atribuição de apelidos machistas, tanto por alunos quanto por professores, que muitas vezes apoiavam incivilidades e violências diversas contra as interlocutoras. Elas eram culpabilizadas, tanto pelo corpo docente quanto gestor, pelas violências sofridas. Quando o marcador de raça era acionado, como no caso de duas participantes negras, as violências se faziam mais presentes. O reconhecimento de suas precariedades e vulnerabilidades é necessário para a fomentação de políticas públicas específicas, por meio de ações afirmativas, com o objetivo de tirá-las das margens sociais e fazer com que suas vidas sejam mais vivíveis.
10

[en] TRAVESTI PROSTITUTION IN BRAZIL: READING AGENCY AND SOVEREIGNTY THROUGH DISSIDENT SEXUALITIES / [pt] PROSTITUIÇÃO TRAVESTI NO BRASIL: LENDO AGÊNCIA E SOBERANIA POR MEIO DE SEXUALIDADES DISSIDENTES

AMANDA ALVARES FERREIRA 29 May 2018 (has links)
[pt] Prostituição Travesti no Brasil: lendo agência e soberania por meio de sexualidades dissidentes investiga as subjetividades marginalizadas de travestis no contexto brasileiro para analisar discursos no âmbito local e internacional. Conduzo uma crítica de discursos sobre tráfico sexual e prostituição, apontando para a naturalização de normas de gênero que impedem o entendimento sobre experiências que excedem o binário prostituta versus vítima do tráfico. Para fazê-lo, analiso, por meio de uma perspectiva foucaultiana e queer butleriana, as subjetividades travestis que se constituem justamente no bojo das práticas de prostituição. Proponho, nesta lógica, que essas experiências permitem tanto sua resistência quanto sujeição às regulações de gênero que são legíveis. Por fim, apresento uma crítica à formação de uma sociedade biopolítica no Brasil: apontando que um poder soberano predomina em fazer morrer estes corpos ininteligíveis, para que se permita o fazer viver de subjetividades consideradas normais em termos de gênero, raça e classe. Isso abre a possibilidade de refletir o Estado brasileiro que nega sua queerness ao procurar se adequar aos discursos de homonormatividade e de defesa da comunidade LGBTTQI que surgem no âmbito internacional, mas ainda permite que se exerça um poder soberano sobre corpos transexuais não-ideiais. / [en] Travesti Prostitution in Brazil: reading agency and sovereignty through dissident sexualities investigates the marginalised subjectivities of travestis within the Brazilian context, to analyse discourses both in the local and international realm. I conduct a critique of discourses on sex-trafficking and prostitution, pointing to the naturalisation of gender norms that hinders an understanding of experiences that exceed the binary prostitute versus trafficking victim. To do so, I analyse, through a foucauldian and butlerian queer perspective, travestis subjectivities that constitute themselves precisely in the field of prostitution practices. I propose, therefore, that these experiences allow both resistance and subjection to gender regulations that are legible in the preset society. Finally, I present a critique to the formation of a biopolitical society in Brazil: pointing that a sovereign power predominates in making die these unintelligible bodies, so that subjectivities considered normal in gender, race, and class terms can be made live. This opens the possibility of reflecting on how the Brazilian state denies its queerness as it tries to adequate itself to homonormative speeches, as well as to discourses of defense of LGBTTQI community, that emerge in the international realm, but still allows that a sovereign power is exercised over non-ideal transsexual bodies.

Page generated in 0.0956 seconds