• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 147
  • 22
  • 8
  • 8
  • 8
  • 8
  • 8
  • 2
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 171
  • 171
  • 54
  • 53
  • 35
  • 33
  • 33
  • 26
  • 26
  • 25
  • 25
  • 21
  • 21
  • 20
  • 17
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Expandindo o olhar

Dias, Jóe José January 2007 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-graduação em Literatura / Made available in DSpace on 2012-10-23T00:27:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 244762.pdf: 7641034 bytes, checksum: d3b13e727d86c496dbfe151c898f0549 (MD5) / A construção da imagem e do tipo caipiras, dentro da literatura e do cinema, foi elaborada à luz de imagens e conhecimentos pré-estabelecidos e estagnados no tempo. A representação de sua imagem está, ainda hoje, atrelada a um modo de ver externo a sua cultura e corresponde aos interesses de quem detém o poder. A contingência dessa caracterização guarda máculas desse embate cultural e de classe entre o caboclo e o senhor de terras, detentor dos meios de produção. Analisada devidamente a #pluralidade# de tipos caipiras em Monteiro Lobato, na literatura, e Amácio Mazzaropi, no cinema, o que se vê é a perpetuação dessa imagem e a instituição de uma identidade de certa forma anômala do caboclo, o que fez com que fosse pintado, nos dizeres de Antonio Candido, de maneira bela, injusta e caricatural. Mesmo buscando a verossimilhança, ambos os autores acentuaram e fizeram retumbar com mais força e amplitude a marca negativa desse estereótipo, imprimindo-lhe de novo apenas um olhar piedoso e/ou analítico acerca das condições #paupérrimas# de vida do caipira paulista, sem, entretanto, irem a fundo em aspectos pertinentes a sua cultura e modo de vida. Compreendendo os períodos entre 1914 e 1970, o trabalho apresentado faz um passeio pelo breve século XX, mostrando de que forma acontecimentos como as duas grandes guerras e a Revolução Soviética de 1917, e suas posteriores conseqüências, por exemplo, foram encaradas no país, não se esquivando, por certo, de uma pertinente leitura das adaptações da imagem do caipira nesse período. The construction of image and of type rednecks, inside of the literature and of the cinema, it was elaborated to the light of images and pré-established knowledges and stagnated in the time. The representation of his image is, still today, harnessed it a way of seeing external his culture and it corresponds to the interests of who have the control. The contingency of that characterization keeps stains of that cultural collision and of class among the mestizo and the farmer, holder of production means. Analyzed correctly the #plurality# of redneck type in Monteiro Lobato, in literature, and Amácio Mazzaropi, in movies, which one see it is the perpetuation of that image and the institution of an identity in a certain anomalous way to the mestizo, what did with that it was painted, in Antonio Candido's sayings, of way beautiful, unjust and caricature. Same looking for the verisimilitude, both authors accentuated and they made to resound with more force and width the negative mark of that stereotype, printing him again just a glance merciful and/or analytical concerning the conditions #very poor# of life of the rustic from São Paulo, without, however, they thoroughly go in pertinent aspects his culture and life way. Embrancing the periods between 1914 and 1970, the presented work travels for the brief century XX, showing that it forms events as the two great wars and the Soviet Revolution of 1917, and their subsequent consequences, for instance, they were faced at the country, not dodging, for right, of a pertinent reading of the adaptations of the redneck image in that period.
22

Cintilações do neutro nas imagens de Mãe e filho, ou, sobre como a delicadeza torna possível um outro mundo

Silveira, Rosana Cacciatore 24 October 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Literatura, Florianópolis, 2009 / Made available in DSpace on 2012-10-24T09:43:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 283219.pdf: 631200 bytes, checksum: 70bc511db014e094124f083ede0bd2f8 (MD5) / Este estudo é uma análise de Mãe e Filho , filme de Aleksandr Sokurov, cineasta russo contemporâneo, cujo tema central é a morte da mãe. A aproximação da obra de Sokurov acontece através de uma intersecção muito particular entre o filme e o conceito do Neutro em Roland Barthes. Somam-se a isso, principalmente, as reflexões de Gilles Deleuze sobre o cinema, além de idéias de outros teóricos e realizadores do cinema como Sergei Eisenstein, Bela Balázs, Jacques Aumont, Jacques Rancière, Giorgio Agamben, ou mesmo as idéias de Deleuze em outros âmbitos. As análises mostram que Sokurov cria em Mãe e Filho imagens intensivas, blocos espaços-temporais decorrentes do movimento como intensidade, por cromocronia. Imagens trabalhadas sob a terceira potência do tempo deleuziano, o instante . A técnica de composição que adota Sokurov para isso, assemelha-se aos procedimentos utilizados por Francis Bacon na pintura, que criam deformações no corpo da imagem. E, ao inventar imagens como essas, de Mãe e Filho, Sokurov torna possível uma experiência estética diferente da experimentada pelo tempo veloz, disciplinar, regular da estética cinematográfica dominante. / Cet étude est une analyse de Mère et fils , film de Aleksandr Sokurov, cinéaste russe contemporain, dont le sujet central est la mort de la mère. L´approche à l´oeuvre de Sokurov a lieu à travers une intersection assez particulière entre le film et le concept du Neutre de Roland Barthes. À cela s´ajoutent, surtout, les réflexions de Gilles Deleuze au sujet du cinéma, mais aussi les idées d´autres théoriciens et réalisateurs du cinéma tels que Sergei Eisenstein, Bela Balázs, Jacques Aumont, Jacques Rancière, Giorgio Agamben, et même les idées de Deleuze en d´autres milieus. Les analyses démontrent que Sokurov crée en Mère et fils des images intensives, des blocs spatio-temporels qui découlent du mouvement en tant qu´intensité, par chromochronie. Des images travaillées sous la troisième puissance du temps deleuzien, l´ instant . La technique de composition qu´adopte Sokurov, ressemble à des démarches utilisées par Francis Bacon dans la peinture qui créent des déformations au corps de l´image. Et, à inventer de telles images de Mère et Fils , Sokurov crée la possibilité de vivre au spectateur un autre temps, différent du temps homogène et uniforme de l'esthétique dominante dans le cinéma.
23

Representations of Sherlock Holmes in brazilian and english recent cultural productions

Pereira, Mateus da Rosa January 2006 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Letras/Inglês e Literatura Correspondente / Made available in DSpace on 2012-10-22T13:25:38Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / Esta dissertação de mestrado investiga a representação da história e identidade nacional em recriações da personagem Sherlock Holmes no Brasil e na Inglaterra. No Capítulo 2, analiso dois romances e um filme que retratam Sherlock Holmes no Brasil, respectivamente, Noturno, 1894 ou paixões e guerra em Desterro, e a primeira aventura de Sherlcok Holmes no Brasil (1997), de Raimundo C. Caruso, O Xangô de Baker Street (1995), de Jô Soares e O Xangô de Baker Street (2001), filme de Miguel Faria. Esses romances e filme são inseridos em um contexto brasileiro. As imagens de Sherlock Holmes no Brasil trazem à tona noções acerca da identidade nacional brasileira versus inglesa. No Capítulo 3, analiso três contos escritos por Conan Doyle sobre Sherlock Holmes e três filmes que ambientam Holmes em sua terra natal, a Inglaterra. Os contos são "A Scandal in Bohemia" (de Julho de 1891), "The Red-headed League" (de Agosto de 1891), e "The Adventure of the Speckled Band" (de Fevereiro de 1892). Os filmes são Dressed to kill (1946) e The Woman in Green (1945), ambos de Roy William Neill, além de The Hound of the Baskervilles (1959), de Terence Fisher. Meu objetivo é analisar como noções de história e identidade nacional são projetadas nas imagens do detetive inglês, além de investigar como essas imagens e narrativas são problematizadas em produções culturais recentes, em especial pelo uso da paródia pós-moderna. Este estudo também trata das convenções e histórias dos gêneros cinematográficos de detetive e histórico, avaliando como as recriações de Sherlock Holmes no Brasil e na Inglaterra respondem aos contos originais de Conan Doyle. This master thesis investigates the representation of history and national identity in recreations of Sherlock Holmes in Brazil and in England. In Chapter 2, I analyze two novels and one film that set Sherlock Holmes in Brazil, respectively, Raimundo C. Caruso's Noturno, 1894 ou paixões e guerra em Desterro, e a primeira aventura de Sherlcok Holmes no Brasil (1997), Jô Soares's O Xangô de Baker Street (1995), and Miguel Faria's film O Xangô de Baker Street (2001). These novels and film are inserted within a Brazilian context. The images of Sherlock Holmes in Brazil foreground notions of Brazilianess versus Englishness. In Chapter 3, I analyze three original short stories by Sir Arthur Conan Doyle and three films that set Holmes in his homeland, England. The stories are "A Scandal in Bohemia" (July 1891), "The Red-headed League" (August 1891), and "The Adventure of the Speckled Band" (February 1892). The films are Roy William Neill's Dressed to kill (1946) and The Woman in Green (1945), and Terence Fisher's The Hound of the Baskervilles (1959). My aim is to analyze how notions of history and national identity are projected onto the images of the English detective, and how these images and narratives are problematized in recent cultural productions, especially through the use of postmodern parody. This study also draws on the conventions and histories of the detective film and historical film genre, as it assesses how filmic recreations of Sherlock Holmes in Brazil and in England respond to the original stories by Conan Doyle.
24

Literatura, cinema e paratextualidade

Góes, Bárbara Fraga January 2014 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, Florianópolis, 2014 / Made available in DSpace on 2015-02-05T20:55:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 329102.pdf: 2194594 bytes, checksum: f74113a48ee6ed1df316fbea13c76e76 (MD5) Previous issue date: 2014 / No campo de estudos da tradução se traduz ou adapta-se para diferentes línguas e esferas da sociedade, e naturalmente surge a questão a respeito dos aspectos da identidade que a obra carrega. No caso das adaptações para diferentes mídias como literatura e o cinema, que é o caso desta pesquisa, a pergunta merece um método de reflexão mais complexo. Portanto, no que se trata de adaptação, este estudo nos guia para reflexões a cerca destas práticas de adaptação observadas por Linda Hutcheon (2011) e das teorias de paratexto de Gérard Genette (2009). O corpus constitui-se do romance Stupeur et Tremblements (1999) de Amélie Nothomb, do filme homônimo (2003) de Alain Corneau e de diferentes paratextos selecionados. Foi analisada a temática da identidade dos personagens, leitmotiv da obra. A questão identitária foi explorada no romance através da análise de diferentes trechos; no filme, homônimo, são as características próprias da adaptação que ilustram o tema, averiguando-o em comparação com a imagem criada pelo livro; e por último as capas, contracapas e outros elementos paratextuais são analisados de acordo com modalidade a que pertencem resgatando assim o motivo inicial proposto no romance. As comparações feitas entre estas mídias prova que existem correspondências, mesmo que isso se dê através de diferentes efeitos e assim fica estabelecido o diálogo interdisciplinar. Esta abordagem torna-se importante à medida que une diferentes áreas do conhecimento, contribuindo para estudos nas disciplinas de literatura, cinema e artes visuais.<br> / Abstract: In the field of translation studies one has to adapt into different languages and different contexts; and the question that appears, of course, is related to the aspects on the source culture and the target culture. In the case of adaptations into different media, as literature into cinema, the question needs naturally a specific treatment. Though, this research goes to do reflections about these practices of adaptation perceive by Linda Hutcheon(2009) and the theory of paratext by Gérard Genette (2009).The corpus is basically the novel Stupeur et Tremblements (1999) by Amélie Nothomb, the homonymous movie (2003) by Alain Corneau and the selected paratexts. It was analised the theme of figure's identity, leitmotiv of the work. The identitary tag was explored in the novel over the analysis of extracts; in the movie, homonymous, the features from the adaptation exemplify the theme, to find out comparing with the book's image; finally, covers, back cover, paratextual elements are analysed by modality to rescue the initial motivation propose in the novel. The comparisons between media attest that correspondence exists, even thatit is by different effects and then, we stablish the interdisciplinary dialogue. This approach became important when it link different domains of science, what contribute to the studies in areas like literature, cinema and visual arts.
25

"Is this lifetime supposed to be only about duty?"

Lelinski, Regiane Maria January 2017 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Inglês: Estudos Linguísticos e Literários, Florianópolis, 2017. / Made available in DSpace on 2017-09-05T04:10:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 347993.pdf: 847921 bytes, checksum: 36c44a4aac530d7c9deb71bec5e62fe5 (MD5) Previous issue date: 2017 / Abstract : This present study has the objective of investigating the construction of the narrator?s female identity in Eat, Pray, Love, by Elizabeth Gilbert, during her journey across Italy, India and Indonesia. After a turbulent divorce and a love disappointment, Gilbert decides to travel in search of what she calls ?everything?. Within this context, for being in touch with other people, the narrator undergoes significant transformations that lead her to ponder about her life, personal relations and her behavior. Travel, as a transforming agent, can be considered as a ?ground zero?, and provides Gilbert with the opportunity to rebuild her identity (Blanton 29). There was a time when people traveled to discover new places, to conquer distant lands and to gain recognition for their deeds. These activities were usually led and carried out by men, who were also in charge of documenting these travels. From the XIV century, travel writing expanded beyond providing the reader with information about unknown places and peoples. With the idea of the world land area has already been covered, the author of travel narratives returned to an inland territory and, thereby, displacement became part of an even more special search: the search for oneself. Within this context, this study presents a brief overview of travel literature and its development, including travel narratives through the perspective of women taking into account the works of theoreticians such as Youngs, Pratt, Blanton and Bassnett. Furthermore, this study observes Gilbert?s travels as a facilitator for the narrator to develop her ?provisional identities?, according to each place visited (Smith and Watson 33). Furthermore, it also points to privilege and cultural encounters issues and discusses how these elements add for a ?mediating consciousness? between the narrator and the transformation of the self (Blanton 4).<br> / Esta dissertação consiste em investigar a construção da identidade feminina da narradora em Comer, Rezar, Amar de Elizabeth Gilbert, durante sua jornada pela Itália, Índia e Indonésia. Depois de um conturbado divórcio e uma desilusão amorosa, Gilbert decide viajar em busca do que ela chama de tudo . Dentro deste contexto, por entrar em contato com outras pessoas, a narradora passa por transformações importantes que a fazem refletir sobre a vida, sobre suas relações pessoais e seu comportamento. A viagem como um agente transformador; pode ser vista como um marco zero , e dá a Gilbert a oportunidade de reconstruir sua identidade (Blanton 29). Houve um tempo em que as pessoas viajavam para descobrir lugares novos, conquistar terras distantes e ganhar reconhecimentos por seus feitos. Estas atividades eram geralmente lideradas e executadas por homens, os quais também eram responsáveis por registrar e documentar as viagens. A partir do século XIV, a escrita de viagem se expandiu para além de somente trazer ao leitor informação acerca de lugares e povos desconhecidos. Com a ideia de que as terras do mundo já eram conhecidas, o/a autor/a de narrativas de viagem voltou-se para um território interior e, com isso, o deslocamento começou a fazer parte de uma busca ainda mais peculiar: a busca de si mesmo/a. Dentro deste contexto, esta dissertação faz um breve apanhado histórico da literatura de viagem e sua evolução, até a inclusão de narrativas de viagem pela ótica feminina levando em conta teóricos tais como Youngs, Pratt, Blanton e Bassnett, entre outros. Além disso, este estudo observa as viagens de Gilbert como agentes facilitadores para que a narradora desenvolva suas identidades provisórias de acordo com cada lugar visitado (Smith and Watson 33). Também aponta para questões de privilégio e encontros culturais, e discute como esses elementos contribuem para uma consciência mediadora entre a narradora e a transformação do eu (Blanton 4).
26

Das letras às telas : a tradução intersemiótica de Ensaio sobre a cegueira /

Sotta, Cleomar Pinheiro. January 2014 (has links)
Orientador: Sandra Aparecida Ferreira / Banca: Edvaldo Aparecido Bérgamo / Banca: Antonio Roberto Esteves / Resumo: Esta dissertação apresenta uma leitura comparada entre o romance Ensaio sobre a cegueira (1995), do escritor português José Saramago, e sua adaptação cinematográfica, Blindness (2008), dirigida pelo cineasta brasileiro Fernando Meirelles. A narrativa de Saramago relata os conflitos vividos pelas personagens devido ao aparecimento de um estranho tipo de cegueira - branca e contagiosa - que atinge toda a população de uma cidade desconhecida, com exceção de uma mulher. Para compor essa inusitada situação, o autor se vale de inúmeros recursos, sobretudo da projeção de imagens, as quais podem ser classificadas como demoníacas, apocalípticas e analógicas, de acordo com as categorias estabelecidas pelo crítico Northrop Frye. Muitas dessas imagens, que retratam os sentimentos e os problemas decorrentes da perda da visão, foram selecionadas para a composição do longa-metragem. Tendo em vista que a literatura e o cinema, apesar dos traços em comum, são sistemas semióticos distintos, este trabalho tem por finalidade examinar o tratamento que as imagens presentes no romance de Saramago receberam em sua adaptação cinematográfica, observando semelhanças e diferenças entre a narrativa e o filme / Abstract: This dissertation presents a comparative reading between the novel Ensaio sobre a cegueira (1995), written by the Portuguese author José Saramago, and its movie adaptation, Blindness (2008), directed by the Brazilian film-maker Fernando Meirelles. Saramago's novel reports the conflicts faced by the characters due to a strange kind of blindness - white and infectious - that affects all inhabitants of an unknown city, except a woman. To compose this unused situation, the author uses several elements, especially images, which can be classified into demonic, apocalyptic and analogical, according the categories established by the critic Northrop Frye. Some of these images, which express feelings and problems resulted from vision loss, were selected to the movie. Considering that literature and cinema, despite the common characteristics, are different semiotic systems, this essay examines the treatment that novel's images received in its adaptation, observing similarities and differences between the book and the movie / Mestre
27

A Literatura em movimento: um estudo comparativo entre a obra Ratos e Homens, de John Steinbeck, e suas respectivas adaptações para a Sétima Arte / Literature in motion: a comparative study between the book Of Mice and Men, by John Steinbeck, and its adaptations to the Seventh Art

Botelho, Michael Jones 18 March 2016 (has links)
Submitted by Reginaldo Soares de Freitas (reginaldo.freitas@ufv.br) on 2016-07-11T12:11:52Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1981979 bytes, checksum: abc646f2018b3cba41ef8761f3ccb42a (MD5) / Made available in DSpace on 2016-07-11T12:11:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1981979 bytes, checksum: abc646f2018b3cba41ef8761f3ccb42a (MD5) Previous issue date: 2016-03-18 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A presente dissertação visa empreender um estudo comparativo entre a obra literária Ratos e Homens (1937), do escritor estadunidense John Steinbeck, e suas duas adaptações para o Cinema, ocorridas, respectivamente, em 1939, sob a direção de Lewis Milestone, e no ano de 1992, dirigida por Gary Sinise. Este confronto é embasado pela Teoria da Adaptação e da Tradução Intersemiótica, expressas nos trabalhos de Brian McFarlane (1996), Robert Stam (2005; 2008; 2012), Thaïs Flores Diniz (1999; 2005) e Linda Hutcheon (2011). Este trabalho objetiva verificar e interpretar, a partir deste cotejo, os processos de (re)criação da obra literária para a Sétima Arte, ocasionados pela transposição de sistemas semióticos distintos. Após longa análise e discussão, pudemos constatar, de modo incisivo, que toda adaptação cinematográfica, fruto da interpretação subjetiva de um dado número de adaptadores, deve ser estudada como uma obra autônoma e, por o ser, do mesmo modo não pode ser julgada pelo critério da fidelidade, já que esta se torna impossível ao longo do processo de adaptação. Detectamos, outrossim, que as adaptações criativas de ambos os roteiristas e diretores se deram, principalmente, pela leitura subjetiva dos mesmos. Tanto a mudança de perspectiva de alguns personagens, quanto a interferência no início e no desfecho das adaptações fílmicas, foram frutos do olhar criativo e seletivo dos adaptadores que, antes de tudo, são leitores intérpretes da obra literária. / This work aims to undertake a comparative study between the book Of Mice and Men (1937), written by John Steinbeck, and its two adaptations to the cinema, the first, directed by Lewis Milestone in 1939, and the second, by Gary Sinise, in 1992. This comparative study was supported by the Theory of Adaptation and Inter-semiotic Translation, expressed in the works of Brian McFarlane (1996), Robert Stam (2005; 2008; 2012), Thaïs Flores Diniz (1999; 2005) and Linda Hutcheon (2011) and aims to verify and interpret the process of (re)creation of a literary work into a film, through the transposition of distinct semiotic systems. After an extensive analysis and discussion, it was poignantly concluded that every film adaptation, a product of the subjective interpretation of a certain number of adapters, must be seen as an autonomous work, and, as such, cannot be measured by fidelity criteria, as these become impossible along the adaptation process. It was also concluded that the creative adaptations of both scriptwriters and directors are mainly the result of subjective reading. The change of perspective in some characters, as well as interference at the beginning and at the end of film adaptations are the result of the creative and selective view of the adapters, who are, first of all, literature readers and interpreters.
28

Contribuições para uma poética do maravilhoso: um estudo comparativo entre a narratividade literária e cinematográfica / The \"wonderful\" as a narrative gender: a comparative investigation between literature and cinema

Marinho, Celisa Carolina Alvares 30 June 2006 (has links)
Esta pesquisa tem como objetivo estudar o maravilhoso, enquanto um gênero narrativo, e propõe uma investigação comparativa entre a literatura e o cinema. O recorte estabelecido ficou circunscrito ao gênero dos contos maravilhosos , privilegiando a estória de A Bela e a Fera em algumas de suas variantes, comparadas à sua matriz Eros e Psique. Quanto ao cinema foi escolhido o gênero da ficção científica, elegendo o filme Matrix I como objeto de análise, apontando sua convergência estrutural com os contos, baseada na teoria de Vladimir Propp. O problema proposto foi o de encontrar possíveis elos de ligação entre a literatura milenar dos contos e o cinema moderno.Ou seja, Como o cinema - em alguns de seus gêneros- pode se conectar com o maravilhoso na literatura? / The purpose of this research is to study the \"wonderful\" as a narrative gender , and to propose a comparative investigation between literature and cinema. The cutout established has been limited ( circumscribed ) to the gender of the wonder tales favoring the story of the Beauty and the Beast in some of its variatios ( alternatives ), compared to its source Eros and Psyche . With regard to cinema the gender of science fiction has been chosen , selecting ( choosing ) the film Matrix 1 as the object of analysis , pointing out its structural convergence with the tales , based on the theory of Vladimir Propp.
29

Dois cisnes à procura de um personagem : uma leitura pirandelliana do filme Cisne Negro /

Santos, Carlos Felipe da Silva. January 2014 (has links)
Orientadora: Gabriela Kvacek Betella / Banca: Francisco Claudio Alves Marques / Banca: Altamir Botoso / Resumo: Baseado em O lago dos cisnes, de Piotr Ilyich Tchaikovsky em 1877, o longa metragem Cisne negro (2010), dirigido por Darren Aronofsky, é a combinação de um drama psicológico com a dramaturgia que atuam reciprocamente na vida da protagonista. O lago dos cisnes, conto escrito pelo alemão Johan Karl August Musäus no século XVIII, ganha vida e potencialidade no filme em uma estrutura que mescla subjetividade e estranhamento, produzindo no espectador os mais variados sentimentos. No que concerne aos estudos literários, o filme é pouco explorado visto que seu maior foco versa sobre a presença psicanalítica à ele empregada. Desse modo, isolando parcialmente a carga psicológica, percebemos a presença de traços literários que se encaixam pertinentemente, construindo uma trama complexa entre os planos da realidade e do psicológico. Tendo como base a literatura do escritor italiano Luigi Pirandello (1867-1936), considerado um dos maiores dramaturgos da literatura mundial, usaremos as obras Seis personagens à procura de um autor (1921) e Assim é (se lhes parece) (1917) para discutir os seguintes pontos: 1) a personagem dramatúrgica pirandelliana e cinematográfica voltando-se para a protagonista Nina; 2) o teatro pirandelliano focado no drama moderno e no conceito de 'teatro no teatro' e como se dão no filme e 3) Cisne negro como tragédia moderna valendo-se de pressupostos teóricos de Aristóteles, Arnold Hauser, Raymond Williams e Luigi Pirandello para exemplificações. No campo teórico, nos apoiaremos também em Antonio Candido, Peter Szondi, Sergei Einsenstein entre outros para a construção de um estudo conciso e objetivo do corpus proposto / Astratto: Basato su Il lago dei cigni, da Piotr IIyich Tchaikovsky nel 1877, il lungometraggio Cigno nero (2010), sulla regia di Darren Aronofsky, è la combinazione di un drama psicologico con la drammaturgia che, allo stesso tempo, fanno parte della vita della protagonista. Il lago dei cigni, racconto scritto dal tedesco Johan Karl August Musäus nel secolo XVIII, aquista vita e potenza nel film componendo una struttura che mescola soggetività e stranezza, provocando molteplice sentieri nello spetattore. Al rispetto degli studi letterari, il film è poco esplorato giacché il suo fuoco maggiore si trova nella presenza psicoanalistica esistente. Così, allontanando parzialmente l'aspetto psicologico, rendiamo conto della presenza di tracce letterari che s'incastrano con pertinenza, construendo una tramma complessa tra le atmosfere della realtà e dello psicologico. Con la conoscenza della letteratura dello scrittore italiano Luigi Pirandello (1867-1936), così detto uno dei maggiori drammaturghi della letteratura mondiale, useremo le opere Sei personaggi in cerca d'autore (1921) e Così è (se vi pare) (1917) per dicutere i punti che seguono: 1) il personaggio della drammaturgia pirandelliana e cinematografica volgendosi alla protagonista Nina; 2) il teatro pirandelliano mettendo a fuoco il dramma moderno e il concetto di teatro nel teatro' e come si trova nel film e 3) Cigno nero come tragedia moderna, utilizzando le teorie di Aristotele, Arnold Hauser, Raymond Wiliams e Pirandello per gli esempi. Nel campo teorico, ci baseremo anche in Antonio Candido, Peter Szondi, Sergei Einsenstein tra gli altri che costruiranno uno studio conciso e oggetivo del corpus proposto / Mestre
30

Sertão, literatura e cinema : um diálogo entre José Lins do Rego e Glauber Rocha /

Santos, Heder Junior dos. January 2012 (has links)
Orientadora: Ana Maria Carlos / Coorientadora: Célia Aparecida Ferreira Tolentino / Banca: Antonio Manoel dos Santos Silva / Banca: Antonio Roberto Esteves / Resumo: Neste trabalho, investigamos quatro narrativas ficcionais brasileiras que assumiram de modo ativo para seu arranjo o território sertanejo: Pedra Bonita (1938) e Cangaceiros (1953), do escritor paraibano José Lins do Rego, e Deus e o diabo na terra do sol (1964) e O dragão da maldade contra o santo guerreiro (1969), do cineasta baiano Glauber Rocha. Partimos do pressuposto de que os dois romances e os dois longas-metragens, mesmo que produzidos em um hiato histórico de trinta e um anos, ao elegerem o ambiente rural-sertão comportam e congregam uma inquietação com os rumos que a modernidade periférica assumia no Brasil. Os estilos diferentes de narrar tal espacialidade e de entendê-la mostram as distintas concepções dos autores sobre a política e, consecutivamente, sobre a estética. Buscar apreender nos romances e nos filmes, todavia, estes registros particulares do mundo social fixa a compreensão do espaço literário e do cinematográfico como espaço social, ao mesmo tempo em que exige a interpretação das conexões entre estes espaços e as dinâmicas da vida social brasileira / Abstract: In this research, we investigate four Brazilian fictional narratives that took actively for their arrangement the backland territory: Pedra Bonita (1938) and Cangaceiros (1953), by José Lins do Rego, and Deus e o diabo na terra do sol (1964) and O dragão da maldade contra o santo guerreiro (1969), by Glauber Rocha. We presuppose that the two novels and two films, even if produced in a historical gap of thirty-one years, when they elect the backland space, the narratives behave and congregate an inquietude with the direction that the peripheral modernity assumed in Brazil. Different styles of narrating that spatiality and its comprehension show the authors‟ different conceptions about the politics and aesthetics. Searching to apprehend in novels and movies, however, these private records, fix the literary and the cinematographic spaces comprehension as social space, while require the analysis about the connections between these spaces and the dynamics of Brazilian social life / Mestre

Page generated in 0.1409 seconds