• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 654
  • 12
  • 12
  • 12
  • 11
  • 8
  • 7
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • Tagged with
  • 672
  • 331
  • 171
  • 171
  • 120
  • 118
  • 115
  • 101
  • 101
  • 91
  • 84
  • 84
  • 75
  • 67
  • 67
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
41

Por entre as tramas e os meios : as relações raciais na escola

Ribeiro, Neli Goes January 1995 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciencias da Educação / Made available in DSpace on 2012-10-16T09:17:05Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T20:00:28Z : No. of bitstreams: 1 103086.pdf: 4208941 bytes, checksum: 12b3bdd58355665e9311dc3629ec9119 (MD5) / As reflexões que procurei realizar, neste trabalho, têm como objetivo a análise da constituição de três discursos: o que institui raça e racismo como conceitos ordenadores da sociedade moderna; o que introduz a questão do povo negro e sua educação no Brasil: e o das crianças negras escolarizadas. Para realizá-lo, procurei reconstituir as providências da idéia de raça e racismo na história dos homens; a trajetória do pensamento dos intelectuais brasileiros sobre a formação do povo brasileiro e por fim, procurei captar na fala de crianças negras, a possibilidade de constituição de um novo dizer sobre a sua educação.
42

Estudos de ressonância magnética nuclear de dioxaestanolanos quirais em solução

Rodrigues Teles, Rubens 31 January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T23:00:02Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo6562_1.pdf: 2240595 bytes, checksum: 705a8093b9e08a9216a00e75a3c92466 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2011 / Faculdade de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco / Quatro dioxaestanolanos (R2SnOOC2H3R`)F foram sintetizados, sendo dois destes inéditos, a partir da reação de óxidos de organoestanho (R2SnO, R = butil ou fenil) com 1,2- diois quirais (OHCHR`CH2OH, R= metil ou fenil) enantiomericamente puros e com misturas de excesso enantiomérico conhecido. As atribuições dos sinais nos espectros de RMN de 1H e de 13C foram realizadas para estes compostos. Ainda, para confirmar a atribuição dos sinais foram realizados experimentos bidimensionais COSY 1H-1H e HMQC 1H-13C. As atribuições dos sinais de RMN de 1H estão em discordância com os dados da literatura. Em solução os dioxaestanolanos estudados apresentam-se em equilíbrio entre o monômero e seus oligômeros (dímero, trímero, etc.). Devido a este equilíbrio, este sistema apresenta o fenômeno de auto-discriminação quiral, uma vez que a espécie dimérica comporta-se como um diastereoisômero. Esta auto-discriminação foi utilizada na literatura para determinar o excesso enantiomérico em diois quirais através de RMN de 13C, sendo considerado um regime de troca rápido em que o dímero era a espécie principal. Entretanto, estes resultados não puderam ser reproduzidos, indicando a dificuldade de utilização desta ferramenta para determinação de excessos enantioméricos. Como metodologia alternativa propusemos a utilização da espectroscopia de RMN de 119Sn, pois este núcleo é mais sensível a mudanças no ambiente químico, proporcionando melhor distinção entre as espécies. Os experimentos mostram que a RMN de 119Sn forneceram informações adicionais, sendo inclusive capaz de detectar um maior número de espécies em equilíbrio. Este efeito foi comprovado através dos experimentos 2D HMQC 1H-119Sn. A análise da forma de linha de RMN mostrou que neste sistema o regime de troca entre as espécies foi diferente, dependendo do grupo substituinte, butila ou fenila, ligado ao estanho. Quando o substituinte butila está presente foram observados vários sinais na região de 100 a 160ppm correspondentes a estanho pentacoordenado. Estes sinais correspondem à média ponderada dos deslocamentos químicos de todas as espécies presentes, indicando um regime de troca rápida. Por outro lado, para os dioxaestanolanos contendo grupo fenila observaram-se sinais na região de estanho tetracoordenado ( 45 a 50ppm), pentacoordenado ( 80 a 130ppm) e hexacoordenado ( 255 a 260ppm). A presença dos sinais atribuídos ao estanho tetra, penta e hexacoordenados só é possível para um regime de troca lenta, pois foi possível distinguir deslocamentos químicos de espécies monoméricas, diméricas e triméricas discretas. Entretanto, não foi possível atribuir todos os sinais de todas as espécies químicas. Conclui-se que a RMN de 119Sn mostrou-se mais sensível para descrever as espécies químicas presentes no equilíbrio para este sistema, no entanto, não foi possível, até o momento, utilizar esta ferramenta para análise da auto-discriminação quiral
43

OS intrusos e Os outros Quebrando o Aquário e Mudando Os Horizontes: As Relações de Raça e Classe na Implementação das Cotas Sociais no Processo Seletivo para Cursos de Graduação da Ufes 2006-2012

SANTOS, S. P. 21 November 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T11:04:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_8323_TESE DOUTORADO - SERGIO SANTOS - PPGE FINAL.pdf: 4366762 bytes, checksum: 21231508500d208469a10e7b0ea7631a (MD5) Previous issue date: 2014-11-21 / A pesquisa desta tese investiga as mediações das categorias de raça e de classe social no processo de implementação do modelo de cotas sociais da Ufes para ingresso nos cursos de graduação, entre 2006 a 2012, como parte das ações afirmativas dessa universidade. Tal modelo, para incluir a população afro-brasileira no ensino superior do Espírito Santo, respeitou estritamente os critérios de renda e de origem escolar pública, não adotando o critério étnico-racial que contemplaria especificamente os negros e os indígenas. Diante disso, o autor busca sustentar a tese de que, considerando o padrão das relações raciais brasileiras produtor de assimetrias entre grupos com marcas raciais distintas, no caso de negros e brancos, as desigualdades raciais têm na operacionalização do racismo seu mote ofensivo e poderoso, ao mesmo tempo em que a classe social isolada é insuficiente na compreensão e superação do problema racial do Brasil. Portanto, na adoção de políticas de combate às desigualdades raciais no ensino superior, caberia também a utilização de medidas etnicamente referenciadas. Autores como Hall (2008) e Fraser (2006), ao trazerem a dimensão articulada e bifocal das injustiças simbólicas e das injustiças econômicas, permitem entender a complementaridade e as dinâmicas entre ambas, deslocando-se de determinismos classistas que invisibilizam o racismo como instrumento opressor nas relações sociais. Como objetivos específicos, considera: compreender o processo de construção do modelo de cotas da Ufes, para ingresso nos cursos de graduação implementado em 2008, sob a perspectiva do debate da relação entre raça e classe; examinar as políticas de ações afirmativas como respostas às demandas históricas dos afro-brasileiros no contexto da sociedade brasileira; avaliar a posição de professores e alunos de cursos de graduação da Ufes diante do ingresso de alunos cotistas, sobretudo afro-brasileiros e pobres; e investigar a relação das políticas classistas, no caso específico das cotas sociais, na superação das assimetrias raciais. Adota como procedimentos metodológicos a metodologia dialética de pesquisa considerando todas as contradições entre raça e classe no processo de implementação de ações afirmativas na Ufes. Como instrumentos de pesquisa, utiliza entrevistas de professores e alunos cotistas e não cotistas de cursos variados da universidade, assim como documentos referentes à temática. Os resultados apontam para uma oxigenação da universidade depois de uma entrada maior de negros e pobres, principalmente nos cursos mais elitizados, pois as cotas operam uma dimensão pedagógica de ampliar a diversidade social na academia, trazendo outras demandas, outras 10 afetividades, outras lógicas de mundo e concepções de sociedade para a única universidade pública do Espírito Santo. Indica que os mecanismos discriminatórios e estigmatizantes interpessoais e institucionais, vividos no contexto das cotas sociais e explícitos na pesquisa, não inviabilizam a importância das ações afirmativas, pois apontam para a universidade repensar e ressignificar seus currículos e ações pedagógicas homogeneizantes no sentido de ampliar a ideia de inclusão e de democratização de seus espaços. Reitera que a raça, em seu viés político e cultural, é operante de forma relacional e independente com a classe social no contexto da produção das assimetrias raciais brasileiras, de maneira que a ação de uma não nega a ação da outra, mesmo na relação entre ambas. Enfatiza a importância do entendimento e da materialidade das ações afirmativas como políticas de reconhecimento que combateriam as desigualdades simbólicas na Ufes. Aponta a relevância das políticas de assistência estudantil, conjugadas às cotas, como políticas de redistribuição econômica, que lidariam com as dificuldades ou ausências materiais dos discentes, principalmente dos cotistas. Conclui que as cotas étnico-raciais nas universidades brasileiras são instrumentos legítimos de luta pela educação, um direito social de oportunidade dos grupos historicamente apartados de princípios constituidores da emancipação, da cidadania, dos direitos humanos, da justiça social, da igualdade e da diferença.
44

Sexualidade e Trabalho: Estudo Sobre a Discriminação de Homossexuais Masculinos em Bancos Públicos

SOUZA, E. M. 25 May 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T14:10:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_2478_.pdf: 1374319 bytes, checksum: 8bcad2745d61ce049f0aac415a60c374 (MD5) Previous issue date: 2009-05-25 / Esta tese foi desenvolvida buscando-se analisar as possíveis formas de discriminação no trabalho relacionadas a empregados homossexuais masculinos que trabalham em bancos públicos e privados localizados na região metropolitana de Vitória/ES. Assim, fez-se um levantamento bibliográfico sobre as pesquisas internacionais e nacionais que envolveriam e relacionariam o estudo da homossexualidade masculina com o mundo do trabalho e uma análise das diferenças existentes entre a abordagem tradicional que envolve os estudos de gênero para uma análise pós-estruturalista da sexualidade. Em relação aos aspectos metodológicos, o tipo de pesquisa é qualitativa, utilizando-se de um roteiro de entrevista semi-estruturado para coleta de dados. Foram entrevistados dez bancários, trabalhadores de dois bancos públicos federais e de um banco privado com capital inteiramente nacional. Para a análise de dados utilizou-se a análise de discurso desenvolvida por Michel Foucault. Conclui-se que os entrevistados são alvos de discriminação direta e indireta em razão de sua sexualidade. A discriminação direta manifesta-se na deficiência dos normativos dos bancos públicos estudados em garantir e esclarecer os reais direitos dos trabalhadores, bem como na completa falta de regras que estabeleçam direitos no banco privado analisado. Contudo, o que mais causa incômodo aos entrevistados são as expressões de discriminação indireta por meio de: (a) piadas que falam pejorativamente de forma generalizada sobre homossexuais, (b) isolamento para que não tenham contato com clientes e até mesmo com demais funcionários, (c) condições de trabalho inferiores as ofertadas para os demais empregados, (d) exclusão de participação nos grupos informais e atividades destes grupos ocorridas fora da empresa, (e) brincadeiras, fofocas e ironias sobre as formas de andarem, falarem e gesticularem quando não estão presentes no recinto, (f) xingamento relacionado a evidenciação de uma suposta feminilidade pertencente a homossexuais (mocinha, veadinho), (g) dificuldades de crescimento na carreira e (h) dificuldade de contratação de homossexuais, principalmente afeminados, por gerentes de bancos privados. Palavras-chaves: Homossexualidade; Discriminação; Pós-estruturalismo; Sexualidade; Trabalho.
45

Educação escolar em um contexto plural: políticas de reconhecimento e prática pedagógica em uma escola em Boa Vista/RR

NASCIMENTO, Raimundo Nonato Ferreira do 31 January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:03:56Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo1094_1.pdf: 2884980 bytes, checksum: bf70c6b2b021c56711ef7ab36113fbca (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2008 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / O presente trabalho procura analisar as relações interculturais entre alunos e professores de uma escola da rede pública estadual da cidade de Boa Vista, capital do Estado de Roraima. A partir da investigação na escola, procurei compreender como se processam as relações interculturais no ambiente educacional, tomando como elemento de reflexão a prática pedagógica e sua interface com as políticas de reconhecimento da diversidade cultural. Dessa forma, a pesquisa procura mostrar como o processo educacional se constituiu de forma excludente durante quase cinco séculos e como as políticas de reconhecimento vêm à tona com a Constituição Federal de 1988. Analiso como essas políticas a ações vêm sendo recebidas no contexto educacional, uma vez que estas asseguram uma educação pautada nos valores culturais de cada grupo, defendendo que cada região deve adequar seu sistema de ensino às suas realidades locais. E neste espaço social de construção do saber , de desenvolvimento crítico do cidadão, espaço socialização e de interação entre diferentes culturas, que procuro identificar como as políticas de reconhecimento da diversidade cultural brasileira estão sendo efetivadas no contexto educacional roraimense. É, portanto, a interação entre teoria (ou seja, políticas de reconhecimento) e práxis, (prática pedagógica) que procuro analisar
46

Os limites das políticas de cotas para negros no Brasil: o critério racial diante do direito à não-discriminação e das políticas igualitárias

Dettman Matos, Deborah January 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:22:11Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo6031_1.pdf: 762911 bytes, checksum: 3500584c4bae5f6690d48b2c15c2f6f3 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2006 / Esta dissertação de mestrado investiga a legitimidade da política de cotas para negros no Brasil a partir da tensão entre direito individual à não-discriminação e a necessidade de se implantar programas políticos de correção das desigualdades sociais. Para alcançar este objetivo, a dissertação foi dividida em duas partes. O objeto de estudo da primeira parte consiste em averiguar se o princípio constitucional da igualdade garante algum direito individual que sirva como obstáculo à implantação de uma política de discriminação em razão da raça. Em outras palavras, verifica-se em quais casos a raça pode ser utilizado como um critério compatível com o princípio igualitário. A segunda parte do trabalho, procura debater se a política de cotas pode ser aplicada na sociedade multi-racial brasileira. Este enfoque discute se problemas fáticos no que tange a adoção de políticas raciais fornecem argumentos que autorizem a intervenção do judiciário para impedir a discriminação racial. De forma mais específica, o questionamento compreende a possibilidade de se optar por um critério que defina a raça do indivíduo a fim de discernir os beneficiários das cotas e se há fundamento jurídico que autorize ou repudie os critérios de definição dos grupos raciais
47

Discriminação e sobrevivência de operárias em colônias monogínicas e poligínicas de Acromyrmex subterraneus molestans (Hymenoptera: Formicidae) / Discrimination and survival of workers in monoginic and poliginic colonies of Acromyrmex subterraneus molestans (Hymenoptera: Formicidae)

Souza, Danival José de 15 July 2003 (has links)
Submitted by Reginaldo Soares de Freitas (reginaldo.freitas@ufv.br) on 2017-03-21T17:13:02Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 501683 bytes, checksum: 927975262b78b9e277bbfec0dfb54d77 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-21T17:13:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 501683 bytes, checksum: 927975262b78b9e277bbfec0dfb54d77 (MD5) Previous issue date: 2003-07-15 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / A poliginia dentro de uma colônia de inseto social pode ser primária ou secundária. A poliginia primária ocorre quando várias rainhas se juntam para iniciar uma nova colônia. Também, colônias monogínicas podem aceitar novas rainhas fecundadas, tornando-se assim poligínicas secundariamente. A poliginia diminui o grau de parentesco entre as operárias companheiras de ninho e, com isso, os benefícios de se ajudar indivíduos mais próximos geneticamente também se reduzem. Estudos acerca do reconhecimento entre companheiras de ninho e da adoção de rainhas são imprescindíveis para esclarecer como o número de rainhas é regulado, bem como as causas da variação nesse número. Neste trabalho, escolheu-se como objeto de estudo Acromyrmex subterraneus molestans Santschi, 1925, uma subespécie de formiga cortadeira bastante comum na região de Viçosa, MG. Numa mesma região são encontradas colônias monogínicas e poligínicas dessa subespécie, o que a torna ideal em estudos dos processos que regulam o número de rainhas em colônias de Formicidae. Estudos conduzidos em laboratório mostraram que colônias monogínicas de Ac. subterraneus molestans podem se tornar poligínicas pelo mecanismo de adoção de rainhas de outras colônias. Operárias da maioria das colônias estudadas não foram capazes de discriminar entre rainhas de outras colônias da sua própria. A ausência de comportamento discriminatório também foi verificada quando se realizaram encontros de operárias de diferentes colônias. Análises químicas mostraram que não existem diferenças qualitativas no perfil químico cuticular das colônias, quer sejam elas monogínicas ou poligínicas. Finalmente, avaliou-se a possibilidade de haver sobrevivência diferencial entre operárias de colônias poligínicas e monogínicas, quando essas eram mantidas em contato com o lixo da própria colônia. Os testes de sobrevivência mostraram que operárias dos dois tipos de colônia morriam a taxas estatisticamente iguais. Vantagens da poliginia e da ausência de comportamento discriminatório são discutidas nesta dissertação. / Polygyny within a colony of social insects can be primary or secondary. Primary polygyny may occur when several queens jointly initiate a new colony. Monogynous colonies can also accept newly mated queens and become secondarily polygynous. Polygyny reduces kinship among nestmate workers and, consequently, reduces the benefits of helping genetically close individuals. Studies on nestmate recognition and on queen adoption are essential to elucidate how the number of queens is regulated, as well as the causes of the variation in this number. In this research, Acromyrmex subterraneus molestans Santschi, 1925 was chosen because it is a very common leaf-cutting ant in the region of Viçosa, Minas Gerais State where the Federal University of Viçosa is located. Additionally in this region monogynous and polygynous colonies of this subspecies occur naturally, which makes them ideal for studying regulation in queen number in Formicidae. Laboratory studies demonstrated that monogynous colonies of Ac. subterraneus molestans may become polygynous by the mechanism of queen adoption from other colonies. Workers of most of the studied colonies were not able to discriminate among queens from other colonies and their own. The lack of discriminatory behavior was also observed when encounters from different colonies were induced. Chemical analyzes showed no qualitative differences in the cuticular chemical profile of either polygynous or monogynous colonies. Finally, the possibility of differential survival among workers from these colonies when maintained in contact with colony refuse was evaluated. Survival tests revealed that workers from either monogynous or polygynous colonies died at equal rates in contact with refuse. Advantages of polygynous and of the lack of discriminatory behavior among workers are discussed in this thesis.
48

Feminist counterculture and race in Hettie Jones' writing

Regis, Halessa Fabiane January 2017 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Inglês: Estudos Linguísticos e Literários, Florianópolis, 2017. / Made available in DSpace on 2017-07-11T04:23:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 346779.pdf: 1199416 bytes, checksum: 6be42023f39c03aeb65c6da1f3cc30dd (MD5) Previous issue date: 2017 / Este estudo investiga a contracultura feminista e questões de raça na escrita de Hettie Jones, mais especificamente, em suas três coleções de poemas, Drive, All Told e Doing 70, e em seu livro de memórias intitulado How I Became Hettie Jones. É possível reconhecer as vozes ocultas nos trabalhos das mulheres da Geração Beat, tais como Jones, que se descobriu como escritora juntamente com o movimento, começou a escrever e continuou fiel à sua escrita de conscientização no que se refere à discriminação racial e de gênero ao longo de décadas. Branca e inserida na cultura Negra de uma Nova Iorque conservadora no pós-guerra, Jones relata suas dificuldades e esperanças, como mulher, mãe e escritora em seu livro de memórias e poemas. Atualmente discussões sobre a obra das mulheres da Geração Beat vêm se expandindo a fim de completar a história desse movimento e conscientizar a todos sobre a discriminação e a desigualdade social, principalmente no tocante a raça e gênero.<br> / Abstract : This thesis investigates feminist counterculture and race issues in Hettie Jones? writing, more specifically in her three collections of poems, Drive, All Told and Doing 70, and her memoir How I Became Hettie Jones. It is possible to recognize hidden voices in the works of the Beat Generation women such as Jones, who began finding herself as a writer along with the movement and remained true to her writing which sought to spread awareness in relation to racial and gender discrimination throughout the decades that followed the post-war era. Being white and embedded in the African-American culture of a conservative New York, Jones chronicles her hardships and hopes as a woman, a mother, and a writer in the pages of her memoir and poems. Nowadays, discussions about the work of the Beat Generation women are being expanded in order to fill the gap in the history of the movement and to make everyone aware of discrimination and social inequality, especially in relation to race and gender.
49

A importância da discriminação nas diferenças salarias: uma análise para o Brasil e suas regiões para os anos de 2002, 2006 e 2009

Souza, Paola Faria Lucas de January 2011 (has links)
SOUZA, Paola Faria Lucas de. Importância da discriminação nas diferenças salariais: uma análise para o Brasil e suas regiões para os anos de 2002, 2006 e 2009. 2011. 97 f. Dissertação (mestrado) - Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2011. / Submitted by Mônica Correia Aquino (monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-07-12T20:34:43Z No. of bitstreams: 1 2011_dissert_pflsouza.pdf: 9492834 bytes, checksum: 5a381f3b7da71930928837adeda5b229 (MD5) / Approved for entry into archive by Mônica Correia Aquino(monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-07-12T20:34:54Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_dissert_pflsouza.pdf: 9492834 bytes, checksum: 5a381f3b7da71930928837adeda5b229 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-07-12T20:34:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_dissert_pflsouza.pdf: 9492834 bytes, checksum: 5a381f3b7da71930928837adeda5b229 (MD5) Previous issue date: 2011 / Race and sex discrimination in the labor market is a poignant and important factor in determining income inequality in Brazil. This inequality has several determinants; among them are features that indicate the productivity of individuals, such as education and experience, and other features that are merely discriminatory, such as gender and race. The inequality caused by differences in productivity is identified in this work, the effect caused by endowment and the discriminatory effect of discrimination. The goal is to measure how much income inequality between race / gender groups can be explained by discrimination and difference in workers' skills, analyzing how these effects behave in different wage quintiles. For that purpose, the following methodology was used: probability curves, Oaxaca-Blinder decomposition (1973) and Machado and Mata decomposition (2005). The analysis was performed for Brazil as a whole and for the five Brazilian regions, using PNAD data for 2002, 2006 and 2009. The main results are: i) the most discriminated against group is nonwhite women, followed by white women and non-white men, ii) the probability curves for race and gender discrimination is shaped like a "U", and greater levels of discrimination are found in the first and last quintile, except for the South and Southeast regions, where discrimination grows with wage quintiles iii) a decrease in the wage gap is observed between groups in the 2002 to 2009 period; iv) the entire gender wage gap can be explained by discrimination, and effect endowment contributes to the wage gap decreasing, v) the higher the income quintile implies in discrimination having a larger role in gender differences, vi) on racial discrimination, both factors, discrimination and endowment act to increase the wage gap, vii ) the most important factor in determining the wage gap between racial groups is endowment; viii) the racial wage gap increases with the higher the quintile; ix) the higher the income, racial discrimination becomes less important in determining income differences considering Brazil as a whole, while the opposite is found in a regional level. / A discriminação de raça e sexo no mercado de trabalho é um fator marcante e importante na determinação das desigualdades de rendimentos brasileira. Esta desigualdade tem alguns determinantes, entre eles estão características que indicam produtividade dos indivíduos como escolaridade e experiência, e outras características que são meramente discriminatórias como gênero e raça. A desigualdade causada pelas diferenças de produtividade é identificada, neste trabalho, como efeito dotação e a causada por fatores discriminatórios de efeito discriminação. O objetivo é medir quanto da desigualdade de renda entre os grupos de raça/gênero é explicada pela discriminação e pela diferença de habilidades dos trabalhadores, analisando ainda como estes efeitos se comportam em diferentes quintis salariais. Para isto foram utilizadas as seguintes metodologias: curvas de probabilidade, decomposição de Oaxaca-Blinder (1973) e decomposição de Machado e Mata (2005). A análise foi realizada para o Brasil e para as cinco regiões brasileiras, a partir dos dados das PNADs de 2002, 2006 e 2009. Os principais resultados são: i) o grupo mais discriminado é o de mulheres não brancas, seguido de mulheres brancas e homens não brancos; ii) pelas curvas de probabilidade a discriminação de raça e de gênero tem um formato de “U”, sendo a maior discriminação no primeiro e último quintil exceto para o Sul e Sudeste onde a discriminação é crescente nos quintis salariais; iii) queda da diferença salarial entre os grupos entre 2002 e 2009; iv) toda a diferença salarial entre gêneros é explicada pela discriminação, efeito dotação contribui para a queda da diferença salarial; v) quanto maior o quintil de renda maior é representatividade discriminação na explicação da diferença entre os gêneros; vi) na discriminação racial, ambos os fatores, discriminação e dotação agem para aumentar a diferença salarial; vii) fator mais importante para determinar a diferença salarial entre grupos raciais: dotação; viii) a diferença salarial racial é crescente quanto maior o quintil; ix) a discriminação racial é menos importante para determinar a diferença de renda quanto maior o quintil no Brasil, o inverso é encontrado para as regiões.
50

A efetividade do ordenamento jurídico brasileiro relacionado à discriminação racial contra afrodescendentes / The effectiveness of the brazilian legal system related to racial discrimination against afro-descendants (Inglês)

Pinheiro, Régis Gonçalves 29 August 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:56:17Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2014-08-29 / The work investigates the effectiveness of regulations in force in the Brazilian legal system, intended for the combat against racism and discriminatory practices of racial-ethnic slant. The research aims to analyze racial discrimination against Afro-Brazilians, in a legal perspective and socioantropológica. It is intended also to establish racism against Brazilians of African descent as a disrespect to human rights; draw up a balance sheet and socio-cultural history of prejudice and racial discrimination in Brazil; identify, in the Brazilian constitutional system, coping devices to racism; analyze how infraconstitutional legislation covers the crimes of racism in kind; and identify the political and judicial apparatus of the defense of the victims of racism in the State of Ceará. They are initially rescued the historical precedent of racism in a socioantropológica and legal perspective that underlie the international construction standards, through treaties, agreements and conventions aimed at combating racism, as well as its irradiation to Brazilian legislation. In relation to the State of Ceará, a documentary study, with the purpose of analyzing the effectiveness of antirracismo legislation. The defence and guarantee of human rights today, is based on the internationalization of human rights, which is why this research is a study of the Inter-American human rights System, the International Criminal Court, as well as the hierarchy of international human rights treaties, in the face of the Federal Constitution, and its unfolding infra-constitutional. Key-words: Human Rights. nternationalization of human rights. Racial Discrimination. Blacks andBrowns. / O trabalho investiga a efetividade das normas vigentes no ordenamento jurídico brasileiro, destinadas ao enfrentamento do racismo e de práticas discriminatórias de cunho étnico-racial. A pesquisa objetiva analisar a discriminação racial contra afro-brasileiros, numa perspectiva jurídica e socioantropológica. Pretende-se também averiguar o racismo contra brasileiros afrodescendentes como um desrespeito aos direitos humanos; elaborar um balanço histórico e sociocultural do preconceito e discriminação racial no Brasil; identificar, no ordenamento constitucional brasileiro, os dispositivos de enfrentamento ao racismo; analisar como a legislação infraconstitucional aborda os crimes de racismo em espécie; e identificar o aparato político e judicial de defesa das vítimas do racismo no Estado do Ceará. Inicialmente são resgatados os precedentes históricos do racismo numa perspectiva socioantropológica e jurídica que fundamentam a construção internacional de normas, através de tratados, acordos e convenções voltadas ao enfrentamento do racismo, bem como a sua irradiação para a legislação brasileira. Em relação ao Estado do Ceará, realiza-se um pesquisa junto a Secretaria de Estadual de Justiça, com a finalidade de analisar a efetividade da legislação antirracismo. A defesa e garantia dos direitos humanos hodiernamente fundamenta-se na internacionalização desses direitos, razão pela qual a presente pesquisa realiza um estudo do Sistema Interamericano de Direitos Humanos, do Tribunal Penal Internacional, bem como a hierarquia dos tratados internacionais de direitos humanos, em face da Constituição Federal, e dos seus desdobramentos infraconstitucionais. Palavras-chave: Direitos Humanos. Internacionalização dos Direitos Humanos. Discriminação Racial.

Page generated in 0.0435 seconds