• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 654
  • 12
  • 12
  • 12
  • 11
  • 8
  • 7
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • Tagged with
  • 672
  • 331
  • 171
  • 171
  • 120
  • 118
  • 115
  • 101
  • 101
  • 91
  • 84
  • 84
  • 75
  • 67
  • 67
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

Teste de identificação de sentenças dicóticas-DSI: desempenho em indivíduos audiologicamente normais / Dichotic sentence identification teste- DSI: performance in normal listeners

Andrade, Adriana Neves de [UNIFESP] 28 January 2009 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-07-22T20:50:51Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2009-01-28 / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Objetivos: Padronizar a teste de identificação de sentenças dicóticas (DSI) em indivíduos normouvintes e comparar o desempenho entre: orelhas direita e esquerda, gênero, idade e escolaridade. Métodos: Participaram do estudo 200 indivíduos normouvintes com preferência manual direita, de ambos as gêneros, divididos em quatro grupos de acordo com a faixa etária: 13 a 19 anos, 20 a 29 anos, 30 a 39 anos e 40 a 49 anos. Todos as sujeitos foram submetidos a avalia<;ao audiol6gica básica e comportamental do processamento auditivo (teste de localização sonora, teste de memória para sons verbais e não verbais em seqüência, teste dicótico de dígitos) para excluir alterações auditivas periféricas e/ou distúrbio do processamento auditivo. A versão em português brasileiro do teste DSI foi elaborada e constou de seis faixas: calibrag8o, treino, integração binaural, escuta direcionada a direita, escuta direcionada a esquerda e treinamento auditivo. Para a analise dos resultados foram utilizadas medidas descritivas e analise inferencial (análise de covariância e variância com medidas repetidas, coeficiente de correlação de Spearman, teste de Kruskal-Wallis e método de Bonferroni). Resultados: Para o teste DSI, foi observado desempenho médio de 93,70% de acertos para a orelha direita e 88,60% de acertos à esquerda. Houve correlação negativa estatisticamente significante entre a porcentagem de acertos e a idade, em ambas as orelhas, para a treino (p=0,001 *) e para integraçao binaural (p=0,000*). Em relação ao grau de escolaridade, observou-se correlação positiva estatisticamente significante para todas as etapas do teste nas orelhas direita e esquerda. Não houve diferença estatisticamente significante entre os gêneros em nenhuma das etapas do teste OSI. Nas compara<;6es múltiplas, para as variáveis porcentagens medias de acertos e orelha, houve rela<;ao de dependência com a idade e escolaridade, mas não existiu dependência do gênero. Conclusoes: Os valores mínimos de referencia, considerando a etapa do teste e orelha são: 60% de acertos à direita e 40% de acertos à esquerda para a treino, 70% de acertos à direita e 60% de acertos à esquerda para a etapa de integração binaural e 72% de acertos bilateral mente na etapa de escuta direcionada. Na comparação do desempenho considerando as variáveis estudadas no teste DSI pode-se concluir que: há vantagem da orelha direita, não há diferenças entre os gêneros, com o aumento da idade há diminuição na porcentagem de acertos e quanto maior a nível educacional, melhor a desempenho dos indivíduos. / Purpose: To standardize the brazilian portuguese version of the dichotic sentence identification test (DSI) in normal listeners, comparing the performance of: right and left ears, gender, age and education. Methods: This study included 200 subjects normal listeners, right-handed, both genders, divided on four groups according to age: 13 to 19 years, 20 to 29 years, 30 to 39 years and 40 to 49 years. All subjects were submitted to basic audiological evaluation and behavioral auditory processing test (auditory localization test, verbal and non-verbal sounds in sequence, dichotic digits test) to exclude peripheral hearing impairment and/or auditory processind disorder. The DSI was prepared for the brazilian portuguese and applied in four stages: training, free report and directed report (right and left). For the analysis of the outcome measures were used descriptive and inferential analysis (analysis of variance and covariance with repeated measures, Spearman correlation coefficient, Kruskal-Wallis test and Bonferroni method). Results: For to DSI test, was observed average performance of 93,70% of hits for the right ear and 88,60% of hits left. There was a statistically significant negative correlation between the percentage of correct and age, in both ears, for training (p=0001*) and for free report (p=0000*). On the level of schooling, there was statistically significant positive correlation for all stages of the test in right and left ears. No statistically significant differences between genders in any of the stages of the DSI test. In multiple comparisons, for variables average percentages of correct and ear, there was a relationship of dependency with age and schooling, but there was no dependence on gender. Conclusions: The minimum values of reference, considering the stage of test and ear are: 60% of hits on the right and 40% of hits left for training, 70% of hits on the right and 60% of hits on the left to the stage of free report and 72% of hits in the stage of directed report bilaterally. In comparing the performance considering the variables in the DSI test could be held for all stages of the test, that there is advantage of the right ear, there are no differences between genders, with increasing age there is decrease in the percentage of correct and the higher the educational level, the better the performance of individuals. / FAPESP: 07/51231-1 / TEDE / BV UNIFESP: Teses e dissertações
32

Tecendo o futuro : vivências de mulheres negras numa perspectiva intergeracional e familiar

Miranda, Débora Brasil 06 January 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Estudos Avançados e Multidisciplinares, Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos e Cidadania, 2015. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2016-01-29T12:18:18Z No. of bitstreams: 1 2015_DeboraBrasilMiranda.pdf: 2196079 bytes, checksum: 470fc8e38702ad551dd17eb1d9f789e2 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2016-01-29T12:23:51Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_DeboraBrasilMiranda.pdf: 2196079 bytes, checksum: 470fc8e38702ad551dd17eb1d9f789e2 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-01-29T12:23:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_DeboraBrasilMiranda.pdf: 2196079 bytes, checksum: 470fc8e38702ad551dd17eb1d9f789e2 (MD5) / Apresente dissertação trata do racismo enquanto ideologia presente na sociedade brasileira, que tem sido expressa, na maioria dos casos, de maneira veladae indireta. O preconceito praticado éo que se referencia na cor e não na descendência. Neste contexto,a ideologia do branqueamento promove a desvalorização da pessoa negra e exaltação da branca em uma tentativa de promover o branqueamento da população. Considerando o contexto das relações raciais no Brasil, nesta pesquisa, buscou-se analisar como a desigualdade racial impacta a vida da mulher negra por intermédio da história oral. Para chegar a esse objetivo analisou-se a especificidade das vivências de trêsmulheres negras, de uma mesma família, numa perspectiva intergeracional tendo como foco o racismo na sociedade brasileira. Os resultados indicaram que o racismoimpacta a vida das mulheres negras participantesdesta pesquisa, mas que esse não é um assunto que costuma ser discutido por elas. Além disso,foi possível perceber a interseccionalidade das subordinações àsquais as mulheres estão sujeitas com destaque para a opressão de raça, de gênero e social. O racismo institucional éoutro ponto importante uma vez que impacta a sociedade brasileira como um todo e a população negra em particular. As conclusões indicam a necessidade de mais pesquisas na área e a adoção de políticas públicas que garantam a cidadania e a dignidade das mulheres negras brasileiras. / This dissertation deals with the racism as an ideology in the Brazilian society, which has is expressed, in most cases, in a veiled and indirect. The practiced prejudice is referenced in color and not in the offspring. In this context the whitening ideology promotes the devaluationof the black person and white exaltation in an attempt to promote the bleaching of the population. Considering the context of race relations in Brazil, in this study, we sought to examine how racial inequality impacts in lives of black women through oral history. To reach this goal we analyzed the specificity of experiences of threeblack women, of the same family, an intergenerational perspective focusing on racism in Brazilian society. The results indicated that racism impacts the lives of black women participantsof this search, but this is not a subject that is often discussed by them. In addition we saw the intersectionality of subordination which women are subject highlighting the oppression of race, gender and social. Institutional racism is another important point as it impacts the Brazilian society as a whole and the black population in particular. The findings indicate the need for more research in the area and the adoption of public policies that guarantee citizenship and dignity of Brazilian black women.
33

Três ensaios sobre discriminação no mercado de trabalho

Cavalcante, Alexsandre Lira January 2015 (has links)
CAVALCANTE, Alexsandre Lira. Três ensaios sobre discriminação no mercado de trabalho. 2015. 295f. Tese (doutorado) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Fortaleza - Ce, 2015. / Submitted by Mônica Correia Aquino (monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2016-02-26T17:59:13Z No. of bitstreams: 1 2015_tese_alcavalcante.pdf: 7629994 bytes, checksum: 5bdc34f42d03ad1e58001df301856f53 (MD5) / Approved for entry into archive by Mônica Correia Aquino(monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2016-02-26T17:59:28Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_tese_alcavalcante.pdf: 7629994 bytes, checksum: 5bdc34f42d03ad1e58001df301856f53 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-02-26T17:59:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_tese_alcavalcante.pdf: 7629994 bytes, checksum: 5bdc34f42d03ad1e58001df301856f53 (MD5) Previous issue date: 2015 / This thesis is formed by the junction of three studies in Microeconometrics area related to the Brazilian labor market, seeking to raise questions that try to explain the pay gap between different groups present in this market. In each chapter was used three different methods of estimation with the use of different databases. In the first chapter, Analysis of Wage Differentials in the Brazilian labor market from the Sexual Orientation, sought to measure the wage differential from sexual orientation in the Brazilian labor market, using the new methodology of identification of family arrangements presented in Census 2010 (IBGE). After estimating the wage equations with correction of sample selection bias proposed by Heckman (1979) the results pointed in the direction of non-discrimination against minorities of gays and lesbians in the national labor market. The second chapter, Counterfactual decomposition of Oaxaca - Blinder Wage Differentials by Gender and Race in the Brazilian Private Job Market with Bias Correction Sample Selection: An Analysis for Economic Sectors and Types of Occupations, made use of the National Household Survey database IBGE (2013), when it sought to analyze the root causes of wage inequality by gender and race in the Brazilian private labor market detailing by sectors of economic activity and types of occupation. To achieve this goal we used the wage decomposition methodology on average proposed by Oaxaca - Blinder (1973), after the estimation of wage equations when the corrections were also made of the sample selectivity. The main results pointed to the importance of human capital variables to explain much of the wage gap between white men and other groups investigated via differences appropriations, in particular the variable schooling that helps reduce the wage differential between white men and white and black women. Noteworthy is the participation in some types of occupations when white and black women earn on average more than white men. Finally, the high participation and representativeness of the intercept term, the wage differential explanation by gender and race, both in the overall labor market, as in most economic sectors and types of occupations investigated explains most of this phenomenon when the white man earns more , simply because he is man and white. The third and final chapter, Structural Changes in Education Returns and Differential Wage Race for Gender in Brazil for Different Groups of Age: An Approach of quantile regression with bias correction of Sample Selection, made use of the National Household Survey 2003 and 2013 and quantile regression techniques with selection bias correction proposed by Buchinsky (1998b) to analyze changes in the returns to education and racial differentials by gender wage and age groups in the Brazilian labor market between 9 the two years. Different values for the returns of schooling and racial differences were mainly observed in the highest quantile of the distribution of wages for almost all age groups. The wage returns of women were above the wage returns of men for all estimated quantile in all age groups in the two years analyzed. Finally, it is worth mentioning the reduction in wage returns to both sexes and the improvement in the standard of discrimination in the national labor market between the years 2003 and 2013. / A presente Tese é formada pela junção de três estudos na área de microeconometria relacionada ao mercado de trabalho brasileiro, buscando levantar questões que buscam explicar os diferenciais salariais entre diferentes grupos presentes neste mercado. Em cada capítulo foi empregado três diferentes metodologias de estimação com o uso de diferentes bases de dados. No primeiro capítulo, Análise dos Diferenciais de Salários no Mercado de Trabalho Brasileiro a partir da Orientação Sexual, procurou-se medir o diferencial de salários a partir da orientação sexual no mercado de trabalho brasileiro, fazendo uso da nova metodologia de identificação de arranjos familiares apresentada no Censo de 2010 (IBGE). Após estimar as equações de salários com correção do viés de seleção amostral proposto por Heckman (1979) os resultados apontaram na direção de ausência de discriminação contra as minorias de gays e lésbicas no mercado de trabalho nacional. O segundo capítulo, Decomposição Contrafactual de Oaxaca-Blinder dos Diferenciais de Salários por Gênero e Raça no Mercado de Trabalho Privado Brasileiro com Correção de Viés de Seleção Amostral: Uma Análise para Setores Econômicos e Tipos de Ocupações, fez uso da base de dados da PNAD do IBGE (2013), quando se buscou analisar as principais causas da desigualdade salarial por gênero e raça no mercado de trabalho privado brasileiro detalhando por setores de atividade econômica e por tipos de ocupação. Para se alcançar tal objetivo foi utilizado a metodologia de decomposição salarial na média proposta por Oaxaca-Blinder (1973), após a estimação das equações de salários quando também foram feitas as correções da seletividade amostral. Os principais resultados apontaram para a importância das variáveis de capital humano para explicação de grande parte do diferencial de salários entre homens brancos e os demais grupos investigados via diferenças de dotações, em especial, a variável escolaridade que ajuda a reduzir o diferencial de salários entre os homens brancos e as mulheres brancas e negras. Chama atenção a participação em alguns tipos de ocupações quando as mulheres brancas e negras ganham, em média, mais que os homens brancos. Por fim, a elevada participação e representatividade do termo de intercepto, na explicação do diferencial de salários por gênero e raça, tanto no mercado de trabalho total, como na maioria dos setores econômicos e tipos de ocupações investigadas explica a maior parte deste fenômeno, quando o homem branco ganha mais, simplesmente porque é homem e branco. O terceiro e último capítulo, Mudanças Estruturais nos Retornos Educacionais e nos Diferenciais Raciais de Salários por Gênero no Brasil para Diferentes Grupos de Idade: Uma Abordagem de Regressão Quantílica com Correção do Viés de Seleção Amostral, fez 7 uso das PNADS de 2003 e 2013 e de técnicas de regressão quantílica com correção de viés de seleção proposto por Buchinsky (1998b) para analisar mudanças nos retornos da educação e nos diferenciais raciais de salários por gênero e por grupos de idade no mercado de trabalho brasileiro entre os anos dois anos. Diferentes valores para os retornos da escolaridade e para os diferenciais raciais foram observados principalmente nos quantis mais elevados da distribuição de salários para quase todas as faixas de idade. Os retornos salariais das mulheres ficaram acima dos retornos salariais dos homens para todos os quantis estimados, em todos os grupos de idade, nos dois anos analisados. Por fim, nota-se uma redução nítida nos retornos salariais para ambos os sexos e a melhora no padrão de discriminação no mercado de trabalho brasileiro entre anos de 2003 e 2013.
34

Avaliação ecotoxicológica da lagoa de Dunas (Camaçari, Bahia, Brasil)

Araújo, Cristiano Venícius de Matos 20 March 2012 (has links)
Submitted by Mendes Eduardo (dasilva@ufba.br) on 2012-03-21T00:26:13Z No. of bitstreams: 1 Dissertacao Cristiano.pdf: 656578 bytes, checksum: db814e7920e2705e9f75a1087e7d994b (MD5) / Made available in DSpace on 2012-03-21T00:26:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertacao Cristiano.pdf: 656578 bytes, checksum: db814e7920e2705e9f75a1087e7d994b (MD5) / Capes e Millennium Inorganics Chemicals / Buscou-se avaliar o potencial tóxico da redução do pH sobre o peixe Poecilia reticulata,através de ensaios de ecotoxicidade agudos, bem como avaliar como um aumento no pH da água da lagoa pode influenciar na sua toxicidade. Amostras de água da Lagoa de Dunas foram coletadas e testadas com os seguintes tratamentos: água in natura (pH ± 3,0) e amostras com pH alterados para 3,5, 3,8, 4,0, 4,3, 4,6, 5,0, 5,5, 6,0 e 6,5. Foram usadas ainda amostras da água de cultivo dos peixes, cujos valores de pH foram reduzidos para o mesmo da Lagoa de Dunas. Os resultados médios e respectivos intervalos de confiança do 96 h-LT50 da Lagoa de Dunas e da água de cultivo com pH reduzido foram 1,37 (1,18-1,56)h, e 1,04 (0,73-1,34) h, respectivamente, sem diferença estatística significativa (p ≥ 0,05).Para as amostras da Lagoa de Dunas com valores de pH elevados houve uma redução significativa da toxicidade, não sendo detectada toxicidade a partir do pH 6,0. Estes resultados demonstram que, nestas condições, o pH é o fator limitante para P. reticulata. / Salvador, Bahia
35

Diferencial de rendimentos na ocupação não registrada de Salvador

Bispo Filho, Leormínio Moreira January 2002 (has links)
112f. / Submitted by Suelen Reis (suziy.ellen@gmail.com) on 2013-03-08T14:58:39Z No. of bitstreams: 1 Leorminio%20Moreira%20Bispo%20Filho%20seg.pdf: 494943 bytes, checksum: 2913d8d7415c4abdb8cdbd96929f15c9 (MD5) / Approved for entry into archive by Vania Magalhaes(magal@ufba.br) on 2013-03-14T12:21:01Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Leorminio%20Moreira%20Bispo%20Filho%20seg.pdf: 494943 bytes, checksum: 2913d8d7415c4abdb8cdbd96929f15c9 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-03-14T12:21:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Leorminio%20Moreira%20Bispo%20Filho%20seg.pdf: 494943 bytes, checksum: 2913d8d7415c4abdb8cdbd96929f15c9 (MD5) Previous issue date: 2002 / Este trabalho analisa os diferenciais de rendimentos dos indivíduos ocupados não registrados, usando-se dados do município de Salvador. Foram feitas comparações estatísticas entre os atributos pessoais e ocupacionais dos ocupados registrados e não registrados, a fim de mostrar uma visão geral dos dois grupos de ocupados. Além disso, foi feita uma comparação entre os rendimentos dos dois segmentos de trabalhadores. Utilizouse o procedimento de Heckman para corrigir o viés de seletividade amostral, e a decomposição de Oaxaca para separar os componentes produtivos e não produtivos do diferencial de rendimentos. Esses procedimentos possibilitaram chegar a resultados interessantes. Por exemplo, constatou-se que as mulheres são seriamente afetadas pela discriminação no mercado de trabalho, pois elas obtêm rendimentos inferiores aos auferidos pelo homem. Os negros também são afetados pela discriminação, porém em uma proporção menor. / Salvador
36

A discriminação de homens gays na dinâmica das relações de emprego : reflexões sob a perspectiva do direito fundamental ao trabalho digno

Santos, Rodrigo Leonardo de Melo 20 April 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Direito, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-05-30T17:33:25Z No. of bitstreams: 1 2016_RodrigoLeonardodeMeloSantos_Parcial.pdf: 299500 bytes, checksum: 588b4f4887d5654f1812c9c143152faf (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2016-05-31T15:51:01Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_RodrigoLeonardodeMeloSantos_Parcial.pdf: 299500 bytes, checksum: 588b4f4887d5654f1812c9c143152faf (MD5) / Made available in DSpace on 2016-05-31T15:51:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_RodrigoLeonardodeMeloSantos_Parcial.pdf: 299500 bytes, checksum: 588b4f4887d5654f1812c9c143152faf (MD5) / Tendo por referência o direito fundamental ao trabalho digno assentado pela Constituição Federal de 1988, a presente dissertação tem por objetivo investigar as respostas que o Direito do Trabalho brasileiro oferece ao problema da discriminação por orientação sexual na dinâmica das relações de emprego, especialmente a sofrida por trabalhadores gays. Em sua maior parte, a construção dos argumentos foi amparada em pesquisa bibliográfica. A pesquisa partiu de uma contextualização histórica dos preconceitos culturalmente herdados a respeito do homoerotismo, cobrindo o período que vai da Antiguidade Clássica até os dias atuais. Ao examinar a experiência dos homossexuais no contexto das organizações empresariais contemporâneas, esse subsídio histórico serviu para esclarecer que a discriminação sofrida pelos obreiros gays não apenas é resultado da reprodução de preconceitos homofóbicos ainda existentes na sociedade, como também é fomentada pela organização flexível do trabalho que se disseminou desde a década de 1970. Diante dessas constatações, a pesquisa passou a analisar o Estado Democrático de Direito, enquanto paradigma contemporâneo do constitucionalismo assentado pela Constituição Federal de 1988, com enfoque em seus principais elementos: a dignidade da pessoa humana, o pluralismo e os direitos fundamentais. Concluiu-se que o combate à discriminação surge como exigência de concretização desses princípios constitucionais, e que essa necessidade se estende à discriminação por orientação sexual, ainda que este atributo não esteja expressamente elencado pela legislação como critério proibido de diferenciação. A sexualidade de cada indivíduo, afinal, enquanto forma pessoal de realização, integra a sua esfera de autodeterminação protegida pelo Direito. A pesquisa também constatou que o trabalho, enquanto direito fundamental assegurado pela Constituição da República, tem seu sentido axiológico vinculado à realização da dignidade humana. A proteção constitucional é voltada, portanto, para o trabalho que dignifica o homem e não para o trabalho degradante, que instrumentaliza o obreiro ou não lhe fornece condições para se realizar e participar de forma paritária da vida social. O direito fundamental ao trabalho digno é, assim, incompatível com toda forma de discriminação em matéria de emprego, inclusive a praticada contra homossexuais por conta de sua orientação sexual. A última etapa da pesquisa consistiu na análise da jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho sobre discriminação empregatícia sofrida por trabalhadores gays. Concluiu-se que, em linhas gerais, a Corte Trabalhista tem adotado o discurso constitucional inclusivo, fazendo do Direito do Trabalho um instrumento de proteção à dignidade dos homossexuais diante da discriminação homofóbica. / In the light of the fundamental right to decent work, as set by the Constitution of 1988, the aim of this dissertation is to investigate the remedies that Labor Law offers against employment discrimination on the basis of sexual orientation, especially the discrimination faced by gay men. For the most part, the arguments were based on bibliographic research. The study was initiated with a historical contextualization of culturally inherited prejudices against homoeroticism, from the Classic Antiquity to the present day. By examining the experiences of gay men in contemporary organizational context, this historic subside has served to clarify the fact that discrimination faced by these workers is not only a result of the reproduction of still lasting homophobic prejudices, but it is also nurtured by the work organization model which became widespread since the 1970s. Given these findings, the research turned to the analysis of the Democratic Rule of Law State, as the contemporary paradigm of constitutionalism settled by the Federal Constitution of 1988, focusing on its main elements: human dignity, pluralism and fundamental rights. The conclusion was that the elimination of discrimination is a requirement for the realization of these constitutional principles, and that this condition also concerns discrimination based on sexual orientation, even if this attribute is not explicitly listed by the law as a suspect classification. After all, the sexuality of each individual is part of their self-determination sphere protected by the law, as an intimate form of personal fulfillment. The research also found that the axiological meaning of work, as a fundamental right guaranteed by the Constitution, is bound to the realization of human dignity. Therefore, the constitutional protection is aimed to the types of work that dignify man, not to the degrading work, which exploits the worker or denies him the conditions to achieve selfrealization and to participate as an equal in social life. The fundamental right to decent work is thus incompatible with all forms of discrimination in respect of employment, including the discrimination faced by homosexuals because of their sexual orientation. The last phase of the research was the analysis of the precedents set by the Superior Labor Court regarding employment discrimination against gay workers. It was found that, in general, the Court has been adopting an inclusive constitutional discourse, thus making Labor Law an instrument for protecting the dignity of homosexuals in cases ofhomophobic discrimination.
37

A luta institucional antidiscriminatória : um estudo de caso do CONAPRED e da atenção à discriminação contra imigrantes centro-americanos no México

Fernandes, Nathália Vince Esgalha 09 April 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Centro de Pesquisa e Pós-Graduação sobre as Américas, Programa de Pós-Graduação em Estudos Comparados sobre as Américas, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-06-24T13:47:36Z No. of bitstreams: 1 2016_NatháliaVinceEsgalhaFernandes.pdf: 1434768 bytes, checksum: decabddfa7e33b49db9075a5bf586daf (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-06-30T21:23:36Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_NatháliaVinceEsgalhaFernandes.pdf: 1434768 bytes, checksum: decabddfa7e33b49db9075a5bf586daf (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-30T21:23:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_NatháliaVinceEsgalhaFernandes.pdf: 1434768 bytes, checksum: decabddfa7e33b49db9075a5bf586daf (MD5) / A dissertação buscou discutir a apropriação do princípio da não discriminação na arena política, a partir do estudo de caso do Consejo Nacional para Prevenir la Discriminación (CONAPRED). O estudo discute os aportes e pressões internacionais e o processo de importação do princípio da não discriminação para a esfera nacional, a sua construção histórica, política e teórica nesta esfera, e as tensões conceituais entre o direito e a sociologia, com o objetivo de trazer subsídios para identificar e analisar a utilização deste conceito pelo órgão mexicano na luta contra a discriminação. A operacionalização do conceito de discriminação para o enfrentamento no seu campo institucional prático também foi objeto deste trabalho, e para tanto, foi realizado uma pesquisa de campo que teve como escopo observar a aplicação do conceito de discriminação, as insuficiências e avanços dos mecanismos anti-discriminação aplicados aos imigrantes centro-americanos no México, e as raízes da motivação da discriminação direcionada este grupo. _______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The dissertation sought to discuss the redefinition of the principle of non-discrimination in the political arena, as the case study of the do Consejo Nacional para Prevenir la Discriminación (CONAPRED). The study discusses the contributions and international pressures on the importation process of the principle of non-discrimination to the national sphere, its historic building, political and theoretical in this area, and the conceptual tensions between law and sociology, in order to bring grants to identify and analyze the use of this concept by the Mexican agency in the fight against discrimination. The operationalization of the concept of discrimination to face in its practical institutional field was also the subject of this work, and to this end, a field research was made out which had the scope to observe the application of the concept of discrimination, the shortcomings and achievements of anti-discrimination mechanisms applied to central American migrants in Mexico, and the roots of motivation to the discrimination directed to this group of people. _______________________________________________________________________________________________ RESUMEN / La tesis de maestría trató de discutir la apropiación del principio de no discriminación en el ámbito político, como el caso de estudio del Consejo Nacional para Prevenir la discriminación (CONAPRED). El estudio analiza las contribuciones y las presiones internacionales y el proceso de importación del principio de no discriminación en el ámbito nacional, su edificio histórico, político y teórico en esta esfera, y las tensiones conceptuales entre el derecho y la sociología, con el fin de llevar subvenciones para identificar y analizar el uso de este concepto por la agencia mexicana en la lucha contra la discriminación. La puesta en práctica del concepto de discriminación que enfrentar en su campo institucional práctica también fue objeto de este trabajo, y con este fin, un estudio de campo fue llevado a cabo, que tenía el alcance de observar la aplicación del concepto de discriminación, las deficiencias y los logros de los mecanismos anti la discriminación aplicada a los migrantes centroamericanos en México, y las raíces de la discriminación motivación dirigida a este grupo.
38

Efeitos do treino discrimininativo com resposta de seleção ou de tocar teclado sobre a leitura musical

Filgueiras, Janaina Tauchen Quesado 16 March 2011 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, 2011. / Submitted by Suelen Silva dos Santos (suelenunb@yahoo.com.br) on 2011-06-29T16:28:42Z No. of bitstreams: 1 2011_JanainaTauchenQuesadoFilgueiras.pdf: 1039174 bytes, checksum: 0ef1f05fbec9b6c9a5d20dce54b966af (MD5) / Approved for entry into archive by Guilherme Lourenço Machado(gui.admin@gmail.com) on 2011-07-01T16:52:41Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_JanainaTauchenQuesadoFilgueiras.pdf: 1039174 bytes, checksum: 0ef1f05fbec9b6c9a5d20dce54b966af (MD5) / Made available in DSpace on 2011-07-01T16:52:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_JanainaTauchenQuesadoFilgueiras.pdf: 1039174 bytes, checksum: 0ef1f05fbec9b6c9a5d20dce54b966af (MD5) / Esse estudo avaliou o efeito de treinos discriminativos com resposta de seleção ou tocar teclado sobre a aprendizagem de leitura musical. Como estímulos musicais, utilizou-se sequências de notas nas modalidades: som (A), partitura (B) e desenho do teclado (C). Doze crianças participaram de duas fases experimentais que intercalavam treinos e testes. Metade dos participantes realizou a Condição Selecionar (treino de resposta receptiva) e a outra metade, a Condição Tocar (treino de resposta produtiva). Na Fase 1, de ambas as condições, eram ensinadas duas relações AC e duas BC e, na Fase 2, eram adicionadas mais duas relações AC e duas BC aos treinos. Nos treinos com estímulos auditivos (AC) nas fases 1 e 2, o número de tentativas até o critério foi maior do que nos treinos com estímulos visuais (BC) para os participantes nas duas condições. Após os Treinos AC e BC, eram realizados Treinos Mistos (CRF e VR). Ao final de cada fase avaliava-se a emergência de novas relações com estímulos que foram treinados e com estímulos que recombinavam as notas utilizadas no treino, e o tocar no teclado diante de estímulos dos conjuntos A, B e C. Nos testes de Seleção e no Teclado houve um aumento significativo no desempenho após os treinos para os participantes das duas condições. No entanto, apenas para o Teste no Teclado observou-se o efeito do tipo de treino, com os participantes que aprenderam a tocar teclado mostrando ganhos maiores do que aqueles treinados a escolher estímulos de acordo com o modelo. Ambos os procedimentos mostraramse eficazes para o ensino de leitura musical e podem contribuir para o desenvolvimento e aperfeiçoamento de tecnologias associadas a tal. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This study investigated the effects of discriminative training with selective response or keyboard playing over musical literacy learning. As for musical stimuli, sequences of notes on the following varieties were used: sound (A), treble clef (B), and piano keyboard picture (C). Twelve children participated in a two-phased experiment which intercalated tests and training. Half the participants were exposed to the Selection Condition (receptive-response training) and the remaining, to the Keyboard Condition (productive-response training). Two AC and two BC relations were taught for both conditions in Phase 1, where two additional AC and BC relations were further included to the training in Phase 2. Regarding auditory stimulus training (AC) on both Phases 1 and 2, the number of attempts necessary to meet the criteria was higher than visual stimulus training (BC) for participants on both conditions. After AC and BC Training, Mixed Training (CRF and VR) was performed. At the end of each phase the emergence of new relations to trained stimuli was evaluated, and also for stimuli recombining notes used during training sessions and playing at the keyboard when exposed to stimuli of A, B and C sets. Participants exposed to the two conditions revealed a significant performance improvement on both Selection and Keyboard Tests after training. Nevertheless, the effect of the training type was observed only for the Keyboard Test, as participants learning to play the keyboard displayed higher gains than those trained to choose stimuli matching to the model. Both procedures indicated effectiveness for the teaching of musical reading skills and so can contribute for the development and improvement of technologies associated to that.
39

Têmis e o sertão : os limites do direito no combate à discriminação contra o Nordeste e os nordestinos

Acunha, Fernando José Gonçalves 05 March 2012 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Direito, 2012. / Submitted by Elna Araújo (elna@bce.unb.br) on 2012-07-02T23:05:54Z No. of bitstreams: 1 2012_FernandoJoseGoncalvesAcunha.pdf: 1033703 bytes, checksum: f4bc1cd6f44548ebd97c77aa3d3eb441 (MD5) / Approved for entry into archive by Jaqueline Ferreira de Souza(jaquefs.braz@gmail.com) on 2012-08-09T12:34:16Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_FernandoJoseGoncalvesAcunha.pdf: 1033703 bytes, checksum: f4bc1cd6f44548ebd97c77aa3d3eb441 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-08-09T12:34:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_FernandoJoseGoncalvesAcunha.pdf: 1033703 bytes, checksum: f4bc1cd6f44548ebd97c77aa3d3eb441 (MD5) / A socialização humana é um processo que acaba por distinguir os membros de um grupo (“nós”) daqueles que lhe são externos (“eles”). Faze-o por meio da criação de fronteiras que não se amparam em elementos naturais ou imutáveis, mas em constructos artificiais para os quais se inventa uma história e uma significação. Para esse processo de construção colaboram os olhares dos membros (“nós”) e dos não membros (“eles”). O Brasil é um país profundamente marcado por tais separações, cuja exposição permite ver que o “mito” da democracia racial como marca da brasilidade é um falseamento das relações desiguais que se estabelecem com base em distinções de raça, gênero, sexualidade, religião e procedência regional. Uma dessas distinções é a de foro regional, que dotou de história as regiões e permitiu o surgimento do Nordeste como o conhecemos hoje, num processo de invenção que atendeu, de uma forma ou outra, aos interesses e apelos políticos das elites regionais, com a contribuição tanto de teóricos tradicionalistas, quanto dos críticos. Na base dessa invenção estão imagens e argumentos que sedimentaram representações que até hoje povoam o imaginário nacional e estão na base das formas de preconceito de que são vítimas o Nordeste e o nordestino, estereotipados por meio das ferramentas de um discurso colonial estigmatizante que lhes atribui inferioridade social. No atual período de acirramento de manifestações xenófobas e discriminatórias nas sociedades hipercomplexas da modernidade líquida, em que o Estado não é mais porto seguro para as inseguranças sociais, o preconceito de cunho regional apresenta-se recorrente no Brasil, explodindo as manifestações discriminatórias sempre que o nordestino apresenta- se como obstáculo aos interesses de habitantes de outras regiões do país. Assim, tornase importante estudar a tematização que o direito faz a respeito destas formas de discriminação, especialmente porque o ordenamento constitucional brasileiro devota grande preocupação ao trato do tema, prevendo o combate ao preconceito principalmente pelos meios jurídicos do direito penal e do direito civil, mediante o estabelecimento de normas jurídicas que preveem comportamentos desejados ou proibidos e cominam de sanções para punir e/ou evitar a infringência de suas prescrições. Entretanto, o exame da jurisprudência a respeito da discriminação contra os nordestinos permite ver que o direito, além de reproduzir imagens e estereótipos, possui um limitado alcance para reagir contra formas de veiculação de preconceito, uma vez que apenas pode tematizar aquelas expressões dotadas de exterioridade e passíveis de comprovação em processos judiciais. Desse modo, o direito tem uma limitação estrutural para lidar com espécies mais sutis e cotidianas de discriminação, havendo que se complementar a sua atuação pela ênfase noutros mecanismos sociais que permitam questionar os estereótipos e abrir oportunidade para lutas por reconhecimento. A teoria das formas de reconhecimento de Axel Honneth foca a solidariedade que excede a mera tolerância. Sua teoria permite enxergar as limitações estruturais do direito e avançar em direção a outras formas de interação social (na política, na educação, na cultura, etc.) que produzam uma modificação discursiva estrutural que detenha os processos de estigmatização que vitimam as populações do Nordeste. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Human socialization is a process that divides people, separating members (“we”) from non-members (“they”) of specific groups. This is done through the creation of boundaries that are not founded on natural or immutable elements, but based in artificial constructions for which a history and a meaning is produced in which both members’ and non-members’ views are included. Brazil is a country profoundly divided by these separations, which shows that the racial democracy “myth” is featured as a special character of our nationality that overshadows the unequal relations based on race, gender, sexuality, religion and regional origins. One of those boundaries is based upon the idea of “region”, whose history was artificially built. This naturalized history allowed the appearance of the Northeast region as it is known nowadays, in a process that, in one way or another, served the political interests of the regional elite and counted with the support of both theories of traditional and critical intellectuals. The construction of the region is rooted in a set of images and arguments that cemented the stereotypes that constitute the core of misrepresentation located on the basis of multiple forms of prejudice against the Northeast and its population. These stereotypes are articulated via colonial discourse that stigmatizes its victims and assigns them a lower social value. In a moment when highly complex societies of the liquid modernity are facing intense xenophobia and discrimination, the State no longer offers a safe place against social insecurities. In Brazil, this fact gives opportunity to the recurrence of prejudice based upon regional origin in a special dangerous way, emerging every time a Northeastern person shows himself up as a potential obstacle to the interests of people from other areas of the country. For this reason, it seems important to study how Law addresses this form of discrimination, particularly because the Brazilian Constitutional Law is highly devoted to that matter, enforcing the fight against discrimination mostly through civil and criminal law measures. These tools are very often legal norms that prescribe desirable or prohibited behaviours and impose legal sanctions to punish or avoid Law’s infringement. Nevertheless, a review of the Brazilian Courts jurisprudence on discrimination against Northeastern persons shows that Law reproduces stereotypes and also has a limited scope to fully react against expressions of prejudice, since it is able to address only external manifestations that must be proved in lawsuits. Therefore, Law has a structural limitation that diminishes its ability to deal with subtle and daily forms of discrimination, which requires a complementation of its capacity through other social mechanisms that can question those stereotypes and open possibilities for struggles for recognition. Axel Honneth’s theory about distinct forms of recognition stresses the importance of solidarity beyond mere tolerance. His theory makes possible to envision the structural limits of Law and moves towards other ways of social interaction (in politics, in education, in culture, etc.) in order to produce a structural modification which deters stigmatization discourses that victimize Northeastern populations.
40

Associação entre experiências discriminatórias e ganho de peso, circunferência da cintura e índice de massa corporal em adultos de Florianópolis, SC

Bernardo, Carla de Oliveira January 2015 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Florianópolis, 2015 / Made available in DSpace on 2016-04-19T04:18:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 337933.pdf: 2113572 bytes, checksum: afbde57ab081225226deb8955ac334a7 (MD5) Previous issue date: 2015 / A relação entre discriminação interpessoal e os desfechos de saúde física tem mostrado piora do estado de saúde entre os indivíduos discriminados, entretanto resultados contraditórios também estão presentes na literatura, assinalando que essa associação ainda precisa ser mais bem elucidada. Este estudo objetivou investigar a associação entre diferentes tipos de discriminação e marcadores do estado nutricional, tais como peso, circunferência da cintura (CC) e índice de massa corporal (IMC), por meio de uma revisão sistemática da literatura sobre o assunto e um estudo empírico longitudinal de base populacional realizado com 1095 adultos de 20 a 59 anos de Florianópolis, Brasil. A revisão sistemática buscou estudos que avaliaram a associação entre discriminação interpessoal e marcadores do estado nutricional nas bases de dados Medline, Web of Science, Scopus, PsycInfo, SciELO, LILACS, Google Scholar, ProQuest e Capes, consultadas em fevereiro de 2015. Foram selecionados 52 estudos e os resultados mais consistentes foram associações diretamente proporcionais entre a discriminação e o ganho de peso, CC e IMC nas mulheres, nos estudos longitudinais. Apesar disso, associações inversamente proporcionais também foram encontradas, mostrando que a relação não é unânime entre os resultados. O estudo empírico longitudinal teve como objetivo investigar a associação entre a discriminação e o ganho de peso, CC e IMC em adultos. A aferição dos parâmetros antropométricos (peso, estatura e CC), das informações sociodemográficas, experiências discriminatórias autorreferidas e de outros dados referentes à saúde foram realizadas por entrevistadores treinados. As associações foram examinadas com modelos de regressão linear de efeitos mistos, ajustando-se para idade, sexo, renda, escolaridade, percepção subjetiva de posição social e de trajetória socioeconômica. Termos de interação também foram incluídos nos modelos de regressão. A média anual de ganho de peso foi de 0,6 kg (IC95%: 0,3;1,0), 0,5 cm (IC95%: 0,1;0,8) de CC, e 0,2 kg/m2 (IC95%: 0,1;0,3) de IMC. Discriminação geral e outros tipos de discriminação, com exceção daquela motivada pelo peso corporal, não mostraram associação com peso, CC e IMC ou com aumento anual nesses desfechos. Discriminação por peso, entretanto, foi associada tanto transversal quanto longitudinalmente com peso corporal, CC e IMC. Adultos discriminados por causa do seu peso corporal apresentaram média de peso de 25,4 kg, média de CC de 22,4 cm e média de IMC de 9,0 kg/m2 maior do que aqueles não discriminados. Todavia, participantes que sofreram discriminação por causa do peso corporal tiveram menor ganho anual de peso (-0,4 kg; IC95%: -0,65;-0,09), menor ganho de CC (-0,3 cm; IC95%: -0,61;-0,03) e menor ganho de IMC (-0,14 kg/m2; IC95%: -0,24;-0,04) do que os não discriminados. Os resultados da revisão sistemática da literatura mostraram que a relação entre discriminação e estado nutricional é principalmente diretamente proporcional, sendo a discriminação relacionada à maior peso, CC e IMC, entretanto mais estudos precisam ser realizados uma vez que resultados contraditórios também foram encontrados. Sugere-se a realização de novos estudos prospectivos destinados a avaliar essa relação em amostras de base populacional. Os resultados do estudo empírico apontaram que a discriminação por peso levou ao ganho mais lento de peso entre indivíduos discriminados do que entre aqueles não discriminados. Tal resultado foi inesperado e pode ser atribuído a problemas na mensuração da exposição ou ainda nos modelos teóricos que propõem a associação. Sugere-se, portanto, a realização de novos estudos longitudinais que investiguem as experiências discriminatórias prospectivamente e que incluam em suas análises mediadores ou modificadores de efeito, a fim de esclarecer e fortalecer evidências sobre a relação da discriminação com o estado nutricional.<br> / Abstract : The relationship between interpersonal discrimination and physical health outcomes has shown worse health status among people discriminated against, however controverse results have also been found in the literature, indicating this association needs to be more elucidated. This study examined the association between different types of discrimination and markers of nutritional status, such as weight, waist circumference (WC) and body mass index (BMI) with a systematic review of literature on this topic and an empirical population-based longitudinal study undertaken with 1,095 adults aged 20 to 59 years from Florianópolis, Brazil. The systematic review sought studies on the association between interpersonal discrimination and markers of nutritional status using Medline, Web of Science, Scopus, PsycInfo, SciELO, LILACS, Google Scholar, Capes/Brazil and ProQuest databases in February 2015. Fifty-two were selected and the most consistent findings have been for weight, WC and BMI gain among women in longitudinal studies. Despite these results, inverse associations were also found, indicating the relation is not unanimous on results of the included studies. The empirical longitudinal study examined the association between discrimination and weight, WC and BMI gain among adults. Anthropometric measures (weight, height and WC) and socio-demographic information, self-reported experiences with discrimination, and other health-related data were collected by trained interviewers. The associations were assessed using linear mixed-effects regression models. Analyses were adjusted by age, sex, income, education, subjective social position and socioeconomic trajectory. We also tested several interaction terms. The mean annual increase in weight was 0.6 kg (95CI%: 0.3;1.0), 0.5 cm (95%CI: 0.1;0.8) for WC, 0.2 kg/m2 (95%CI: 0.1;0.3) for BMI. Self-reported discrimination overall, and for reasons other than weight, showed no association with weight, WC, BMI, or with annual increase in these outcomes. Weight discrimination, however, was associated both cross-sectionally and longitudinally with mean weight, WC and BMI. Adults discriminated against because of their body weight had a mean weight of 25.4 kg, a mean WC of 22.4 cm, and a mean BMI of 9.0 kg/m2 higher than those who were not discriminated against. However, participants reporting weight discrimination had a lower annual weight gain (-0.4 kg; 95%CI: -0.65;-0.09), lower WC gain (-0.3 cm; 95%CI: -0.61;-0.03) and lower BMI gain (-0.14 kg/m2; 95%CI: -0.24;-0.04) than their counterparts. Results of the systematic review showed the relationship betweendiscrimination and nutritional status is mainly directly proportional since discrimination is related to higher weight, WC and BMI, however controverse results were found, so we suggest further prospective studies on this topic within population-based samples. Results of empirical study showed that weight discrimination can lead a slower weight gain in people discriminated against than their counterparts. This result was unexpected and can be attributed to problems in mesuring discrimination or in theoretical models that propose the association. We suggest further studies to assess discriminatory experiences prospectively, in which mediators and moderators are included in analysis to clarify and strengthen evidences on the relationship between discrimination and nutritional status.

Page generated in 0.0751 seconds