• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 77
  • 40
  • 35
  • 20
  • 19
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 2
  • Tagged with
  • 22
  • 20
  • 20
  • 19
  • 17
  • 16
  • 13
  • 12
  • 12
  • 12
  • 11
  • 10
  • 10
  • 10
  • 10
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
91

De madres y de expertos: Saber/poder en el discurso psi sobre el cuidado materno

Calquín Donoso, Claudia 28 October 2015 (has links)
El trabajo de investigación doctoral que presentamos a continuación se centra en la construcción socio/sexual del cuidado materno y el amor de madre, en el periodo histórico de la segunda posguerra mundial (1945-1960). La tesis que se propone es que lo materno es resultado de una serie de conexiones entre saberes y políticas, así como de múltiples tecnologías materiales y semióticas por medio de los cuales se produce, se regula y organiza una forma de domesticidad y maternidad estrechamente vinculada a la emergencia de la sociedad de consumo y que marcó una ruptura respecto a los modelos anteriores. El cuidado y el amor de madre se piensan menos como experiencias construidas por las mujeres, que resultados de intervenciones ajenas, en función de determinados intereses políticos, económicos, ideológicos o religiosos y de modo puntual en este trabajo, de un conjunto de demandas provenientes del campo psi y sus alianzas con el Estado y el mercado. La pregunta que guio el desarrollo de la investigación es ¿cuáles son las articulaciones históricas entre saber y poder que conforman la experiencia del cuidado materno realizado por las mujeres? De modo puntual, y siguiendo la tesis de Michel Foucault respecto a las relaciones entre saber y poder – saber/poder- se analiza la emergencia de un nuevo objeto de conocimiento en el campo de las disciplinas psi (psicoanálisis, psicología y psiquiatría), resultado de lo que se llamó el giro hacia la madre de la teoría psicoanalítica, impulsado por un grupo de psicoanalistas refugiados por la guerra en E.UU. Este giro supuso la emergencia de una nueva formación discursiva y por consiguiente la construcción de un nuevo objeto de conocimiento: el apego. Siguiendo el modelo genealógico propuesto por el filósofo francés, se reconstruyeron las condición de posibilidad histórica de esta nueva formación discursiva así como las transformaciones de las propias reglas de formación del discurso psi que permitieron dar un salto cualitativo en su desarrollo teórico, y una transformación sustancial de sus objetos, metodologías y explicaciones. Con este objetivo se analizó un fragmento de la historia de las mujeres occidentales así como un fragmento de la historia el campo psi vinculadas a la emergencia a partir de las guerras mundiales, de un modelo de feminidad llamado el modelo de la domesticidad, en medio de lo que Susan Sontag (2005) llamó una imaginación del desastre. Para ello se analizaron las condiciones históricas de la guerra fría, así como el nacimiento del estado de bienestar y la tecnificación y automatización de la casa y los trabajos reproductivos. El modelo occidental de la domesticidad de posguerra fue a la vez el resultado de los movimientos de la guerra fría y un locus de enunciación a través del cual se performaron sus imaginarios, especialmente el del american way of life. Esta domesticidad vinculó los múltiples deseos de las mujeres en un deseo monolítico de familia, privacidad y consumo y a través de ella se corporalizaron unas tecnologías de poder específicas dirigidas a gobernar la vida y la reproducción, construyendo cuerpos femeninos bajo lo que Rich (1986) llamó el imperativo heterosexual y Wittig (2005) la heterosexualidad obligatoria. Fueron tres los movimientos que hicieron posible la aparición de este nuevo objeto de estudio (superficie de formación) y la epistemologización de los objetos del psicoanálisis: las propias limitaciones de las reglas del discurso clínico psicoanalítico y que Bowlby modificó profundamente a partir de la introducción de la observación experimental , por otro, las condiciones históricas de la guerra fría y finalmente, la alianzas socio-técnicas del psicoanálisis con las ciencias de la información y las máquinas de guerra –que en tiempos de paz se diversificaron además como máquinas domésticas-.El campo psi sufrió todo un proceso de modificación de sus objetos, sus metodologías y su función social, al incorporar dentro de sus explicaciones las tecnologías semióticas de guerra –como la teoría cibernética y el lenguaje de códigos- erigiéndose en un dispositivo de control tanto de la normalidad como de la anormalidad, a través de un movimiento en que el mundo interior y las emociones pasaron a ocupar un lugar central en la producción y reproducción capitalistas. Finalmente se plantea que las relaciones entre la historia de la psicología y la historia de las mujeres, pueden dar las claves para comprender los nuevos modos de subjetivación que emergen con el capitalismo pos-fordista, también que el cuidado y el amor de madre caben ser comprendidas como ficciones políticas encarnadas y que es preciso comprenderlas desde un proceso de ciborgización de lo psi, pues tanto las identidades femeninas como la identidad de este campo - su visibilidad así como sus modos de existencia - no pueden ser pensado sin la participación de los animales como de las máquinas. The doctoral research we present below is focused in the socio/sexual construction of maternal care and “mother’s love”, during the postwar world II historical period (1945 – 1960). The thesis proposal is that maternity is the result of a number of connections between knowledge and politics, as well as multiple material and semiotic technologies through which domesticity and maternity are produced, regulated and organized, in a way closely linked to the rise of consumer society , breaking with previous models. Mother’s love and care are less built from women experiences that from external action of political, economic, ideological or religious interests. Specifically in this research, from the demands of “psi” field, as well as its partnership with both state and market. The research question then was: which are the historical links between knowledge and power that shape the experience of maternal care for women? Following to Michel Foucault’s thesis about the relations between knowledge and power, maternity is analyzed as a new object of knowledge in the “psi” sciences field (psychoanalysis, psychology and psychiatry), result of the so called “turn to the mother” in psychoanalytic theory, powered by a group of war refugees psychoanalists in the United States. This turn supposed the rise of a new discursive formation and therefore the construction of a new object of knowledge: attachment. According to the genealogical model proposed for the French philosopher, this new discursive formation historical conditions of possibility are rebuilt, as well as the transformation of “psi” speech rules during the postwar period. For this purpose, a fragment of the history of Western women was analyzed, as well as a fragment of the history of psi field, linked to the rise since world wars period of a domesticity model of feminity, in the middle of what Susan Santong called “imagination of disaster”. For that, historical conditions of cold war are analyzed, as well as the birth of welfare state, and reproductive work technification and automatization. The occidental postwar model of domesticity was both a result of cold war movements, and a locus of enunciation through which their imaginaries, especially the American way of life, were performed. This domesticity linked the multiplicity of women desires in the one monolithic desire of family, privacy and consume. Also through domesticity, specific power technologies directed to govern life and reproduction were embodied, building female bodies under what Rich (1986) called heterosexual imperative, and Wittig (2005) compulsory heterosexuality. There were three movements that enable both the appearance of this new research object and the episthemologyzation of psychoanalysis objects: first, the very own limitations of psychoanalysis clinical speech rules, wich Bowlby changed deeply with the introduction of experimental observation; second, the historical conditions of cold war; and finally, the socio – technical alliance of psychoanalysis with information sciences and war machines – which during peace time diversified also as domestic machines. The psi field experienced a process of modification in their objects, methodologies and social function, by the incorporation of explanations from war semiotic technologies, -such as cybernetic theory or code language-. It became then into a dispositive of control for both normality and abnormality, by positioning emotions and inner world as central places for capitalist production and reproduction. Finally, it is proposed that relationships between history of psychology and history of women could give us some clues to understand the new ways of subjectivation that rise with post fordist capitalism. Also, mother’s love and care are understood as embodied political fictions, so it would be needed to understand them as a “cyborg-ization” process of psi field, since both female identities and psi field identity cannot be throught without the participation of animals and machines.
92

Editando vidas : focos do DSM na medicalização social

Silva, Angela Batista da. 2015 (has links)
Orientador: Márcia Reami Pechula Banca: Maria Aparecida Affonso Moysés Banca: Antonios Terzis Banca: Resumo: O estudo sobre a origem das categorias diagnósticas investigará se o modelo de método da Psiquiatria, materializado no Manual Diagnóstico Estatístico dos Transtornos Mentais (DSM), concebido com finalidades clinicas, de pesquisa e ensino, contribui, ou não, com a continuidade da afirmação histórica da realidade humana, agora codificada e legitimada por categorias diagnósticas. O interesse por esse objeto de investigação se deveu à assimilação do volume de pessoas diagnosticadas, medicadas e encaminhadas aos atendimentos especializados nas áreas da educação especial e saúde mental, nas quais atuo como Psicóloga e que diariamente me trazem a inquietante pergunta: vivemos tempos em que o adoecimento mental é uma realidade produzida ou é característica inerente ao humano? Diante desse contexto, construo uma alegoria, utilizando a linguagem cinematográfica de Eisenstein, com suporte do referencial teórico e metodológico de Foucault, para refletir sobre as realidades que temos produzido, porque, através das técnicas do cinema, aproximo-me dos processos e sentidos que permeiam a construção de uma realidade-cena, que se assemelha àquela em que transitamos. Assim, realizei, em três sequências, segundo a sugestão de Foucault (1996), uma análise crítica do que diz o discurso dos profissionais que atuam nos contextos que problematizo; uma análise genealógica do que diz o discurso do Manual Diagnóstico Estatístico de Transtornos Mentais (DSM); e, por fim, porém não separado do que dizem os dois discursos, o que revela a história da Psiquiatria e da Doença Mental. Esse procedimento, orientado por meus referenciais teóricos, pode significar o caminho para descoberta de como o modelo para amparar intervenções e atuações profissionais do cotidiano é um método ou um artifício de reprodução de descontinuidades históricas. Durante o desenvolvimento do enredo preocupei-me em construir um cenário carregado de... Abstract: This study on the origins of the diagnostic categories will investigate whether the Psychiatric model, materialized in the Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders (DSM) - that nominates itself to clinical finalities for research and education - contributes or not with the continuity of the historical affirmative of interdictions to humane realities, now codified and legitimated to diagnostic categories. The interest for this object of investigation came out of the volume of diagnosed people who are also medicated and led into specialized mental health and educational services where I practice as a psychologist and in which I daily ask myself: are the times we are living in producing the mental disorders or these are something inherent in human being? That is the context in which I built an allegory using the cinematographic language of Eisenstein, along with a theoretical and methodological support of Foucault to think about the realities that we have been producing. Through the language of cinema, I approach the processes and meanings that create a scenery that resembles the dynamics of our everyday lives. Therefore I created three sequences in which I perform a critical analysis of the speeches of the professionals that work in the areas of psychology and education, as well as a genealogical of the DSM discourse, taking in consideration the history of psychiatry. This procedure is the pathway to find out whereas our current guide to deal with mental disorders is a method or an artifice of historical discontinuity reproduction. During the plot, my concern was to build a scenery overloaded with experiences I lived in my practice as a psychologist. The voice of Simão Bacamarte from the book The Alienist by Machado de Assis, comes into the scene to represent mental health professionals as myself. Hopefully this research will contribute to problematize the perceptions of the professionals From the areas of education and mental ... Mestre
93

Doc??ncia no Ensino Superior: um perfil dos saberes que fundamentam a pr??tica pedag??gica de docentes que atuam em cursos de Ci??ncias Cont??beis

FRAUCHES, Patr??cia Fernandes 25 November 2015 (has links)
O estudo da profiss??o docente tem sido objeto de investiga????o em diferentes contextos, dentre as distintas possibilidades de abordagem desta tem??tica, destaca-se nos ??ltimos anos, as reflex??es que procuram compreender a genealogia dessa profiss??o, isto ??, que conhecimentos e saberes que ela demanda. Esta pesquisa teve como objetivo geral delinear um perfil dos saberes que fundamentam a pr??tica pedag??gica de docentes que atuam em um curso de ci??ncias cont??beis oferecido por uma IES do estado de S??o Paulo, procurando identificar que tipo de conhecimentos permeiam as a????es dos docentes em sala de aula universit??ria bem como os saberes que ali se manifestam. Para tanto, realizou-se uma pesquisa explorat??ria de abordagem qualitativa. Os dados foram coletados por meio de um formul??rio online e analisados por meio da an??lise de conte??do para as quest??es livres e da estat??stica para as quest??es estruturadas. Constatou-se que os saberes que fundamentam a pr??tica pedag??gica dos docentes investigados est??o relacionados com a capacidade de selecionar um t??pico do conte??do da disciplina ministrada e de fazer conex??es com o objetivo e a metodologia de ensino, bem como utilizar instrumentos e procedimentos de avalia????o da aprendizagem dos alunos. Entretanto, n??o ficaram destacados nos relatos das aulas, quais foram os crit??rios estabelecidos nos processos avaliativos utilizados. Por outro lado, destaca-se, como predominante do conhecimento pr??tico destes docentes, o conhecimento do conte??do espec??fico da disciplina ministrada e da sua did??tica especifica, o qual permite ao professor buscar formas de tornar o conte??do compreens??vel aos alunos. Conclui-se assim, que o saber pr??tico, constru??do na a????o dos docentes caracteriza-se por um saber existencial, social e pragm??tico permeado por cren??as, valores e princ??pios ??ticos decorrentes das suas trajet??rias e viv??ncias, na profiss??o cont??bil, na doc??ncia e acentuadamente, do contexto onde atuam. The study of the teaching profession has been the subject of research in different contexts, among the different approach of possibilities this theme stands out in recent years, the reflections that seek to understand the genealogy of the profession, that is, knowledge and expertise that it demands. This research aimed to outline a profile of the knowledge underlying the pedagogical practices of teachers who work in an accountancy course offered by a university in the state of Sao Paulo, trying to identify what kind of knowledge permeate the actions of teachers in room college tuition as well as the knowledge that there are manifest. To this end, we carried out an exploratory study of qualitative approach. Data were collected through an online form and analyzed using content analysis to the free issues and statistics for the structured questions. It was found that the knowledge underlying the pedagogical practice of the investigated teachers are related to the ability to select a topic from the given subject content and make connections with the goal and the teaching methodology and use assessment instruments and procedures student learning. However, they were not highlighted in the reports of the classes, what are the criteria in the evaluation processes used. On the other hand, it stands out as the predominant practical knowledge of these teachers, knowledge of the specific content of the given discipline and its teaching specifies, which allows the teacher to find ways to make the content understandable to students. It follows therefore that the practical knowledge, built on the action of teachers is characterized by a knowledge existential, social and pragmatic permeated by beliefs, values and ethical principles arising from their trajectories and livings, the accounting profession, the teaching and sharply the context in which they operate.
94

Teatro de Dança Galpão: experimentações em dança e práticas de resistência durante a ditadura civil-militar no Brasil

Osório, Sofia do Amaral 18 June 2015 (has links)
Na década de 1970, a produção de dança cênica em São Paulo passou por um grande deslocamento: muitos artistas e grupos afastavam-se da tradição do balé para experimentar outras técnicas e inventar outras formas de pensar e fazer dança. Neste contexto, foi criado o primeiro espaço inteiramente dedicado à dança na cidade: o Teatro de Dança Galpão. Alugado pela Secretaria de Estado de Cultura, o espaço possibilitou a reunião de pessoas interessadas em experimentações e invenções na dança, servindo como local de ensaio e apresentação de trabalhos. Além disso, ofereceu-se cursos gratuitos a partir dos quais foram produzidos espetáculos nos quais coreógrafos trabalhavam junto e a partir do que era trazido pelos alunos. Um desses espetáculos foi Pulsações (1975), coreografado por Célia Gouvêa para a primeira turma de alunos do Galpão. Por meio de uma análise genealógica baseada principalmente em entrevistas com pessoas que participaram deste acontecimento, esta pesquisa pretende observar a potência da experiência do Galpão, a partir da realização de Pulsações, no contexto da repressão às expressões artísticas contestadoras e às práticas de liberdade da ditadura civil-militar no Brasil In the 1970s, the scenic dance production in São Paulo underwent a major shift. Many artists and groups have departed from the tradition of ballet to try other techniques and invent other ways of thinking and doing dance. In this context, it was created the first space fully dedicated to dance in the city: the Galpão Theatre of Dance. The place was rented by the State Department of Culture and made possible the meeting of people interested in experiments and inventions in dance, serving as a rehearsal and presentation space. In addition, offered free courses from which spectacles were produced, in which choreographers worked together and from what was brought by the students. One of these pieces were Pulsations (1975), choreographed by Celia Gouvêa for the first class of Galpão s students. Through a genealogical analysis mainly based on interviews with people who participated in this event, this research aims to observe the potency of the Galpão experience, from the making of Pulsations, in the context of repression of artistic expressions and practices of freedom of civil-military dictatorship in Brazil
95

Teatro de Dança Galpão: experimentações em dança e práticas de resistência durante a ditadura civil-militar no Brasil

Osório, Sofia do Amaral 18 June 2015 (has links)
Na década de 1970, a produção de dança cênica em São Paulo passou por um grande deslocamento: muitos artistas e grupos afastavam-se da tradição do balé para experimentar outras técnicas e inventar outras formas de pensar e fazer dança. Neste contexto, foi criado o primeiro espaço inteiramente dedicado à dança na cidade: o Teatro de Dança Galpão. Alugado pela Secretaria de Estado de Cultura, o espaço possibilitou a reunião de pessoas interessadas em experimentações e invenções na dança, servindo como local de ensaio e apresentação de trabalhos. Além disso, ofereceu-se cursos gratuitos a partir dos quais foram produzidos espetáculos nos quais coreógrafos trabalhavam junto e a partir do que era trazido pelos alunos. Um desses espetáculos foi Pulsações (1975), coreografado por Célia Gouvêa para a primeira turma de alunos do Galpão. Por meio de uma análise genealógica baseada principalmente em entrevistas com pessoas que participaram deste acontecimento, esta pesquisa pretende observar a potência da experiência do Galpão, a partir da realização de Pulsações, no contexto da repressão às expressões artísticas contestadoras e às práticas de liberdade da ditadura civil-militar no Brasil In the 1970s, the scenic dance production in São Paulo underwent a major shift. Many artists and groups have departed from the tradition of ballet to try other techniques and invent other ways of thinking and doing dance. In this context, it was created the first space fully dedicated to dance in the city: the Galpão Theatre of Dance. The place was rented by the State Department of Culture and made possible the meeting of people interested in experiments and inventions in dance, serving as a rehearsal and presentation space. In addition, offered free courses from which spectacles were produced, in which choreographers worked together and from what was brought by the students. One of these pieces were Pulsations (1975), choreographed by Celia Gouvêa for the first class of Galpão s students. Through a genealogical analysis mainly based on interviews with people who participated in this event, this research aims to observe the potency of the Galpão experience, from the making of Pulsations, in the context of repression of artistic expressions and practices of freedom of civil-military dictatorship in Brazil
96

Forças em luta para invenção de uma dança: política cultural e dança contemporânea em São Paulo

Cerqueira, Joana dos Santos Egypto de 17 March 2015 (has links)
Este trabalho apresenta três movimentos caracterizados por séries disjuntivas que se entrelaçam em torno da genealogia das forças em luta componentes da invenção de uma dança, a partir principalmente das leituras de Friedrich Nietzsche, Michel Foucault, Gilles Deleuze e Félix Guattari. Situa-se vestígios daquilo que veio a ser considerado como dança contemporânea em meio à discussão entre efetuações da dança pela história e devires que nela se instalam. Discute-se, por conseguinte, como se deu a emergência do Programa Municipal de Fomento à Dança para a cidade de São Paulo, a partir de modos de condutas efetuados por artistas da cena, durante a virada do século XXI. Analisa-se, contudo, um dos atuais programas políticos municipais complementares à condição do campo de trabalho que envolve a vida de artistas de diferentes campos: o Programa Vocacional. Nesse sentido, a pesquisa debruçou-se na análise histórica dos investimentos em políticas culturais, no Brasil, que desaguam em adequações sobre a produção dos considerados materiais intangíveis e controles relacionados ao recente campo da economia criativa . O governo das condutas atravessa a vida de artistas e dançarinos, na cidade, em meio também à sofisticação de tecnologias de poder que condicionam cálculos e atestam seletividades sobre as atuais elaborações voltadas às artes e à dança contemporânea, por meio do funcionamento dos editais. Noções de cultura são apresentadas principalmente a partir de leituras nietzschianas enquanto cultivo de práticas sociais e de si. Delineia-se, entre as décadas finais do século XX e a entrada do XXI, um percurso da elaboração de culturas de si pela experimentação de danças experimentadas e produzidas em São Paulo, que suscitam misturas e contágios com um longínquo arquipélago: o Japão. Esse encontro apresenta-se como um dos possíveis fios que chamam a atenção para uma escuta relacionada à condição política presente sobre a dança contemporânea, na cidade de São Paulo This work presents three different movements characterized by disjunctive series interweaved around the genealogy of forces in struggle, composing the invention of a dance. It is especially inspired in the writings of Friedrich Nietzsche, Michel Foucault, Gilles Deleuze and Félix Guattari. Traces of what is considered as contemporary dance‟ are situated through the discussions around dance‟s execution by history and becomings that are installed on it. Therefore, the emergence of the Programa Municipal de Fomento à Dança (Municipal Dance Foster Programme) for the city of São Paulo is investigated, from ways of conducts taken out by performance artists during the passage of the 20th to the 21st century. The Vocational Programme (Programa Vocacional) is analised as one of the most important complementary political program related to the activity of artists from different fields. In this way, the research concentrates on the historical analysis of the cultural policies investments in Brazil that reflects in adjustments over the production of the so-called intangible materials‟ and controls related to the recent field of the creative economy . The government of conducts affects the life of artists and dancers in São Paulo, while the sophistication of power technologies develop calculations and create forms of selectivity around the current artistic creations in contemporary dance by means of governmental notices and tenders. Different ideas of culture‟ are presented based especially on nietzschean lectures about cultivation of social and ethical practices. A path of the development of cultures of the self through the experimentation of dances produced in São Paulo between the final decades of the 20th century and the beginning of the 21st raising mixes with a distant archipelago: Japan. That meeting is considered as one of the possible links that calls our attention for the political condition of the contemporary dance in São Paulo
97

O dispositivo do tempo e a constituição do sujeito pesquisador

Walter, Bruno Eduardo Procopiuk 17 March 2015 (has links)
Inspirando-se em Michel Foucault, especialmente em suas contribuições acerca das relações de poder e da ética do cuidado de si, esta pesquisa teve por finalidade responder o seguinte problema: de que forma se dá a constituição do sujeito pesquisador, na Universidade Estadual de Maringá, a partir do dispositivo do tempo? Partiu-se, assim, do método genealógico, presente em Nietzsche e retomado pelo filósofo francês, para compreender as relações de forças por meio das quais o pesquisador é produzido. Ressalta-se que a genealogia não pressupõe essências imutáveis, dadas a priori, pois, para ela, o próprio sujeito é compreendido enquanto efeito de um determinado estado de forças. Assim, buscou-se o conhecimento das condições e circunstâncias nas quais o sujeito pesquisador nasceu,desenvolveu-se e modificou-se ou, em outras palavras, buscou-se seu nascimento empírico.Para compreender a constituição do sujeito pesquisador, a categoria de dispositivo teve papel fundamental, já que serviu como operador metodológico auxiliando na análise das práticas discursivas, de poder e de subjetivação. Dentre os diversos dispositivos envolvidos na constituição do sujeito pesquisador, optou-se por enfocar o dispositivo do tempo. Este foi proposto enquanto uma hipótese teórica pelo autor deste trabalho e teve por finalidade dar visibilidade ao campo de forças no qual o pesquisador é engendrado. A análise desse dispositivo recorreu a elementos diversos e heterogêneos, tais como editais, regulamentos,leis, páginas da internet, entre outros. Também foram realizadas 9 entrevistas e consultadas outras 21 (vinte e uma) realizadas por Gois (2012,2013). A partir das análises realizadas foi possível desenhar uma cartografia das linhas de produção da subjetividade do pesquisador, percebendo-se, por meio da escola-universidade, o sequestro de sua existência. Notou-se um imperativo para que o tempo do pesquisador seja cada vez mais utilizado de forma exaustiva e produtiva. Contribui para isso uma série de elementos como as bolsas de produtividade em pesquisa (ofertadas por meio de editais do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), o currículo lattes, as avaliações dos cursos de pós-graduação (realizados pela Coordenação de Pessoal de Ensino Superior), dentre outros. Contudo, se o dispositivo do tempo age sobre os pesquisadores dando-lhes certos contornos, surgem, em oposição, as resistências – expressas especialmente por meio do exercício da reflexão enquanto uma prática de liberdade. Diante disso, como conclusão, ressaltou-se que a forma pesquisador encontra na Universidade um lugar privilegiado de ser. Há, entretanto, à margem dessa moldura que constitui o pesquisador nas universidades sujeitos que fazem pesquisa e que escapam às formas de subjetivação sofridas pelo dispositivo do tempo. Ressalta-se, desse modo, a necessidade de criar outras formas de existência e subjetivação que transponham o dispositivo do tempo. Inspired by Michel Foucault, especially in his contributions on the power relations and ethics of self-care, this research aimed to answer the following problem: how is the researcher subject constituted , in the State University of Maringá, from the device of time? The author of this work used the genealogical methodol present in Nietzsche and retaken by the French philosopher to understand the power relations through which the researcher is produced. It is important to remember that the genealogy does not presuppose immutable essences which are given a priori, because, for it, the subject is understood as the effect of a given state forces. Thus, we sought to understand the conditions and circumstances in which the researcher subject was born, developed and changed, or, in other words, we sought his empirical birth. In order to understand the formation of the researcher subject, the category of device had fundamental importance, since it served as methodological operator aiding in the analysis of discursive practices, power practices and subjectivity process. Among the various devices involved in the constitution of the researcher subject, we chose to focus on the device of time. This one was proposed as a theoretical hypothesis by the author of this work and aimed to give visibility to the field of forces in which the researcher is engendered. The analysis of this device used several and heterogeneous elements, such as public notices, regulations, laws,websites, among others. Nine interviews were also conducted and other twenty-one (made by Gois, 2012, 2013) were consulted. From the analysis it was possible to draw a cartography of the production lines of the researcher's subjectivity, perceiving through school-university the kidnapping of his existence. It was noted a must for the time of the researcher to be increasingly used in an extensive and productive way. A number of factors such as reward research productivity (given by of the Conselho Nacional de desenvolvimento Científico e Tecnológico), the lattes curriculum, assessments of post-graduate (made by the Coordenação de Pessoal de Ensino Superior), among others contributed for this. If on one hand the device of time acts on researchers by giving them certain contours, on the other had resistance emerges in opposition – especially expressed through the exercise of reflection as a practice of freedom. Thus, in conclusion, it was emphasized that the researcher form finds a special place to be in the University. There are, however, researcher subjects who are escaping the forms of subjectivity experienced by the device of time that are outside this frame that constitutes the researcher in the universities. It is noteworthy, therefore, the need for other forms of existence and subjectivity that transpose the device of time.
98

Com quantas penas se faz uma escola? Cultura de paz e as atualizações da prática pedagógica na sociedade de controle How many feathers does a school? Culture of peace and the updates of pedagogical practice in the society of control

Viviane Pereira da Silva 26 March 2015 (has links)
A presente pesquisa se constituiu a partir da experiência de trabalho como psicóloga em escolas públicas localizadas no município do Rio de Janeiro. A partir das perspectivas genealógica (Foucault) e cartográfica (Deleuze) são postos em análise fragmentos de diário de pesquisa, notícias, imagens e documentos relevantes para a apreensão das linhas de força que constituem os processos de judicialização e de criminalização dos pobres que operam na escola pública carioca. É estudada a perspectiva denominada Cultura de Paz, sua relação com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP/RJ). Faz-se uma análise acerca do binômio violência-paz e sua função como eixo norteador de parte significativa das ações desenvolvidas no campo educacional na atualidade. Analisa-se como a Cultura de Paz atualiza na escola sua função estratégica para o governo da população na sociedade de controle. A partir da análise de materiais e situações relacionados à Cultura de Paz, afirma-se que esta perspectiva está comprometida com uma pedagogia para a obediência e para a submissão. Além disso, tal arcabouço teórico-prático nega as batalhas cotidianas que se dão entre saberes e fazeres hegemônicos e minoritários, nos processos de produção de subjetiva nos quais estamos todos imersos This research consisted from the experience of working as a psychologist in public schools located in the city of Rio de Janeiro. From the perspectives of genealogy (Foucault) and cartography (Deleuze) are analysed fragments of research diaries, news, images and documents relevant to the seizure of power lines that constitute the judicialization process and criminalization of the poor operating in Rio public school. The perspective called Peace Culture is studied, its relationship with the United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization (UNESCO) and the Public Ministry of the Estate of Rio de Janeiro (MP/RJ). An analysis of the binomial violence-peace is done and its function as a guideline of a significant part of the actions developed in education today. An analysis of how the Culture of Peace in school updates its strategic role for the population government in control society is done. From the analysis of materials and situations related to the Culture of Peace, it is stated that this perspective is committed to a pedagogy for obedience and submission. Moreover, such a theoretical and practical framework denies the everyday battles that take place between knowledge and practice hegemonic and minority, in the subjective production processes in which we are all immersed
99

O SABER DO JORNALISMO.

Andrade, Tatiana Carilly Oliveira 18 June 2015 (has links)
Esta tese se propôs a pensar o objeto saber jornalístico partindo da questão-problema O que é o saber do jornalismo? Objetivou-se analisar a constituição do saber jornalístico pela via metodológica do arquivo ou arqueologia - no sentido de verificar os possíveis discursos que constituíram o campo jornalístico desde o seu nascimento até hoje - e também da genealogia, na perspectiva de que o campo jornalístico constitui o seu saber e vice-versa. Por meio de um estudo bibliográfico das áreas filosófica e da comunicação-jornalismo, foi possível pensar o saber jornalístico à luz da episteme moderna, constituído pelos discursos histórico, tecnológico, acadêmico e do campo profissional. Assim, este trabalho abrange três capítulos. O primeiro analisa a constituição do saber jornalístico elencando algumas condições essenciais para o surgimento e desenvolvimento do jornalismo no mundo; também, discute a relação campo-poder-saber. Baseando-se na história das ideias, o segundo capítulo apresenta a constituição do campo jornalístico desde a comunicação oral aos webjornais - e dos cursos de graduação em Jornalismo no Brasil da implantação do primeiro curso, passando pelos currículos mínimos às Diretrizes Nacionais Curriculares aprovadas em 2013. O terceiro capítulo discute a influência da técnica-tecnologia na constituição do saber jornalístico, além da construção das teorias da comunicação e do jornalismo. Por fim, acena-se para a possibilidade de uma formação outra em jornalismo. This thesis discussed journalistic knowledge from the basic question: what is knowledge of journalism? The main purpose of this research was to analyze the structure of journalistic knowledge through methodological journalistic files or archaeology - in order to verify the possible discourses that constituted the journalistic field since its birth until today - and also of the genealogy, from the perspective that the journalistic field constitutes its knowledge and vice versa. By means of a through bibliographical review of the philosophical areas and communication-journalism, it was possible to analyze journalistic knowledge in the light of the modern episteme composed of historical, technological, academic, and professional-based discourses. This work is presented in three chapters. The first analyses the constitution of journalistic knowledge by pointing out essential conditions for the emergence and development of journalism in the world; it discusses also the relationship area-powerknowledge. Based on the history of ideas, the second chapter presents the establishment of the journalistic field - from oral communication to webjornais - and undergraduate courses in Journalism in Brazil - from the foundation of the first course, to the minimum national curricular guidelines adopted in 2013. The third chapter discusses the influence of the technique-technology in the constitution of journalistic knowledge, besides the establishment of journalistic theories of communication and journalism. Finally, it is discussed the possibility of alternative formation in journalism.
100

Do controle ao participativo engajamento público e informação em hanseníase como caminhos para um novo civismo

Vieira, Marcelo Luciano 2015 (has links)
O objetivo deste trabalho é discutir a participação social na definição da agenda de prioridades de pesquisa no campo das doenças negligenciadas, em especial a hanseníase. Tem como pressuposto a ideia de que o engajamento da sociedade na definição das prioridades em pesquisa não fez parte da realidade, em se tratando de luta política da sociedade civil organizada no campo da hanseníase, ao menos nos últimos vinte anos. Para tanto, na jornada a que este estudo se propôs, não era possível discutir a participação social em saúde no caso brasileiro, sem antes se ter um posicionamento relacionado ao tipo de participação sobre a qual se estava falando, uma vez que se registrou a presença de uma polifonia de sentidos para participação em/ou na saúde. Do ponto de vista da metodologia, este estudo traz como opção um hibridismo metodológico. Como método de abordagem, optou-se por traçar o Regime de Informação em torno da hanseníase, identificando atores, dispositivos, artefatos e ações de informação, na perspectiva de tentar investigar práticas eficazes no campo da hanseníase. Para esta análise, a tese se fundamenta também no aspecto da integralidade, que aqui é tomada como princípio/ação e perspectiva, na qual o Regime de Informação também está fundamentado. No que diz respeito à metodologia, este estudo ampara-se numa abordagem filosófica, cuja proposta busca esboçar uma genealogia dos atores, dispositivos, artefatos e ações de informação, dispostos no campo da hanseníase, a partir de um dado Regime de Informação, de modo a dar luz à arquitetura desse conhecimento tácito. Depois, lança-se mão do conceito de integralidade para problematizar tal arquitetura, amparado na perspectiva da eficácia sob o ponto de vista do usuário, tal como tem trabalhado historicamente, há cerca de 15 anos, o Laboratório de Pesquisas sobre Práticas de Integralidade (LAPPIS/UERJ) Trata-se da adoção da integralidade como princípio/ação do Sistema Único de Saúde (SUS), que é comungado pelo Regime de Informação, ou seja, é a adoção da eficácia como um processo vivenciado cotidianamente, através da perspectiva do usuário e não como um modelo ideal para implementação de políticas, conforme propõe o modelo biomédico, que, em boa medida, organiza toda a oferta de políticas de saúde no país. Nessa perspectiva, busca-se identificar os instrumentos constituintes desse campo, realçando seus limites e possibilidades, para a construção de novas práticas sociais e dispositivos institucionais, visando à ampliação dos canais de diálogo entre Estado, ciência e sociedade. Tomou-se como referenciais os conceitos de Estado ampliado, hegemonia, contra-hegemonia e sociedade civil em Gramsci; os conceitos de poder e dispositivo de Foucault; a leitura do regime de informação Gonzalez de Gomez; e, por fim, o conceito de integralidade em Pinheiro et al. Como corpus de pesquisa, o estudo volta-se para as atas ordinárias e extraordinárias do Conselho Nacional de Saúde (CNS), que aqui é tomado como lócus privilegiado, inclusive por força de Lei (8142/1990), na qual se dão, diretamente, as relações entre Estado, ciência e sociedade. Além disso, também são analisados documentos disponíveis online no site do Morhan como forma de ampliar a percepção da luta da sociedade civil pela participação social na hanseníase. Assim, buscou-se identificar como e se a participação social na definição da agenda de prioridades em pesquisas se deu ao longo dos últimos vinte anos, visto que, em tese, é papel do Conselho a deliberação das políticas, inclusive de repasse financeiro. Nesse sentido, buscou-se saber como se deu esse processo, estabelecendo-se ou não canais de diálogo com a sociedade civil

Page generated in 0.1362 seconds