• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 530
  • 14
  • 10
  • 10
  • 4
  • 4
  • 3
  • 1
  • Tagged with
  • 113
  • 106
  • 104
  • 101
  • 68
  • 59
  • 58
  • 56
  • 48
  • 48
  • 47
  • 43
  • 41
  • 40
  • 40
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Por uma genealogia da justiça trágica: o direito e a justiça na idade trágica dos gregos a partir do perspectivismo de Friedrich Nietzsche

Luiz Filipe Araújo Alves 8 March 2012 (has links)
Esta pesquisa tem por objetivo empreender uma Genealogia do Direito e da Justiça conjuntamente com o Perspectivismo de Friedrich Nietzsche, visando, a partir da sua crítica ao Conhecimento e à Verdade, arquitetar o que poderia ser chamada de uma Justiça Trágica sob as bases deste pensamento filosófico único e negligenciado pela Filosofia do Direito. Metodologicamente, a pesquisa está estruturada em três partes. A primeira é uma parte conceitual, em que se apresenta alguns problemas preliminares da interpretação da obra e do pensamento do filósofo. Logo após, um estado da arte sobre os estudos que correlacionam a Filosofia de Nietzsche com o Direito e a Filosofia do Direito. Concluída essa contextualização, ainda na primeira parte, passa-se ao tratamento de duas concepções basilares para a crítica nietzschiana: o Perspectivismo e a Genealogia dos Valores. Fixada asbases conceituais inicia-se o procedimento genealógico em relação ao Direito e em relação à Justiça, identificando que em ambos não há um fundamento metafísico, mas uma relação de poder demasiadamente humana, encontrando o caráter distintivo entre eles no equilíbrio depoderes, a fim e evitar o ressentimento e desperdício de forças vitais. Para concluir a segunda parte, iniciamos a perquirição sobre uma Justiça Trágica a partir da obra de Friedrich Nietzsche, tendo como fio de Ariadne a idade trágica dos gregos para o filósofo. Por fim, na terceira e última parte, retomamos as ideias expostas anteriormente para apresentar sinteticamente o que seria o ocaso da Justiça no Ocidente e a necessidade de uma nova justiça para Nietzsche. This research aims to undertake a Genealogy of Right and Justice in conjunction with the Perspectivism of Friedrich Nietzsche, trying to stablish, from the viewpoint of his criticism of Knowledge and Truth, what could be called a Tragic Justice. In this unique philosophical thought, commonly neglected by the Philosophy of Law, the question of Justice emerges with immense vigor and vitality. Methodologically, the research is structured in four parts. The first is a conceptual one, which presents some preliminary problems of interpretation concerning the work and thought of the philosopher. Soon after, extensive research on studies that correlate the philosophy of Nietzsche with the Right and Philosophy of Law is presented. After that, still in the first part, two of the most basic concepts of the Nietzschean critique are be analized: the Perspectivismand Genealogy of Values. Once established the conceptual basis, we will start to use the genealogical procedure, focusing Right and Justice, comming to the conclusion that there is not a metaphysical foundation in any of the two, but merely a relation of power too human. The distinctive character that sets them apart will be found in the balance of powers that characterizes the just, in order to avoid the resentment and waste of vital forces.In the tird part, we take uppon a perquisition of the idea of Tragic Justice in Nietzche´s Works, using as Ariadne's thread the philosopher´s ideas about the tragic age of the Greeks. Finally, in the fourth and last part, we return to the ideas exposed previously to synthetically present what would be the twilight of Justice in the West and the need for a new Justice for Nietzsche.
22

Genealogia literária em A estranha nação de Rafael Mendes, de Moacyr Scliar

Glauber Pereira Quintão 17 February 2011 (has links)
O romance de Moacyr Scliar, A estranha nação de Rafael Mendes, 1983, oferece, no contexto desta dissertação, oportunidade para o estudo do que pode ser visto como uma genealogia literária, a partir da criação do seu protagonista, Rafael Mendes. A construção da genealogia nesse romance vale-se de recursos narrativos importantes da teoria da literatura, bem como de sua ligação com a história e com a memória cultural. Ao longo desta pesquisa, buscou-se demarcar os mecanismos particulares como análise/elaboração do conceito a que se adotou chamar de 'genealogia literária'. Esse conceito, à medida que é comparado à genealogia em sua forma tradicional - historicamente usado como mecanismo político de aliança, encartando indivíduos dotados de costado ou sangue supostamente nobre - ganha, na ficção, um dimensionamento mais crítico, ao escapar das relações hierarquizadas e da ordem que se supõe natural ou divinamente dada. A genealogia literária, no romance de Scliar, ao recompor a história de gerações e gerações de antepassados de Rafael Mendes, pela ironia, é capaz de desconstruir os mecanismos fundamentais de que se valem a forma tradicional de se construir árvore de família, propondo, assim, outras ordens ou ordenações. The novel of Moacyr Scliar, A estranha nação de Rafael Mendes, 1983, shows in this context, opportunity to the study that can be seen like a literary genealogy of the creation of its protagonist Rafael Mendes. This genealogy uses important narrations resources of literary theory as well as your relation with the history and the cultural memory. This research attempted mark the particular mechanisms like analyses/elaboration about the concept which was adopted to call literary genealogy. By using this expression it seeks to detach its relation with the traditional meanings of genealogy that is historically used like politics mechanisms of alliance and inserting able individual parentage or supposedly noble blood earn, in fiction one critic in the same time that escape hierarchy relations that attempt somewhat, think about one supposed natural order or divinely given. The literary genealogy in the novel of Scliar builds the history of generations and generations of Rafael Mendes ancestors who through irony is able to deconstruction of fundamental mechanisms.
23

O recolhimento dos meninos: por uma genealogia da ordem pedagógica brasileira. The retirement the boys: for a genealogy of the brazilian pedagogical order.

André Marcio Picanço Favacho 31 March 2008 (has links)
É preciso ganhar e recolher os filhos dos gentios, diz uma máxima jesuítica. Isso resultou numa multiplicidade de práticas educativas, gerando uma ordem pedagógica aplicável aos meninos tupinambás no Brasil-Colônia. Visamos, então, saber que elementos compõem essa ordem pedagógica quinhentista, pois tal ordem foi o tipo de discurso aplicado aos meninos indígenas durante sua educação. Como os jesuítas já recolhiam estudantes antes de vir para o Brasil, resolvemos panoramicamente saber como isso se dava. Denominaremos recolhimento dos meninos o dispositivo que materializou a prática educativa, própria do Ocidente. Tal dispositivo, retira esta tese do passado e a lança como problematizadora do presente, pois recolher e entregar são mais do que simples palavras, são discursos que ajudaram a construir, nesse caso, uma certa ordem pedagógica. Sobre isso, Foucault nos orienta. Afinal, por que razão, em meio a tantos descasos, entregamos e recolhemos as crianças às escolas? Sem meta explícita, esta tese acabou por questionar a noção de recolhimento como a primeira etapa da educação no Brasil. Porém, num exame mais apurado, descobrimos que o recolhimento é muito mais um dispositivo, uma prática, do que uma instituição em si. Se a escolarização brasileira só vai ganhar força no século XX, parece-nos, que o recolhimento foi uma prática que cotejou os primeiros anos desse século, fazendo, por exemplo, professores irem até as fazendas levantar o censo dos meninos para abrir escolas públicas. O recolhimento é a base discursiva da ordem pedagógica que atravessou a colônia brasileira e, quiçá, mesmo abandonado nos dias de hoje, ainda é utilizado pelos profissionais da área de educação, servindo, inclusive, como justificativa para barganhar as verbas públicas. Its necessary to gain and retire the heathens sons: its a Jesuit axiom. That resulted in a great number of educational practices, conceiving a pedagogical order, applicable to the Tupinambas boys of Brazil-Colony. Then, we have aimed at knowing which elements made up this pedagogical order in the sixteenth century, for such an order was the kind of speech applied to the indigenous boys throughout the course of their education. Jesuits had already retired students before coming to Brazil, therefore we have decided to know it happened, why this became a western educational practice, removing this thesis from the past and throwing it to the present, because to retire and to give are move than simple words: they are speeches that have helped to set a pedagogical order up. On this we have Foucault guidance. After all, why we give and retire children to the schools? Without an explicit goal, this thesis has come to question the notion of retiring as the first stage of the education in Brazil. Yet, through a more refined analysis, we have found out that retiring is much more a device, a practice, than an institution. Insofar as Brazilian schooling will get strength during the twentieth century, we think that retiring made teachers go to farms to count boys in order to open public schools. Nowadays, retiring and guarding is still of use by the educations staff and may justify the bargain for public budget.
24

Políticas estéticas e ocupações poéticas: uma genealogia (im)possível a partir do concretismo brasileiro Aesthetic politics and poetical occupations: an (im)possible genealogy from the Brazilian concretism

Fernanda Ferreira Marcondes Nogueira 9 March 2010 (has links)
Que potencialidade ainda mantém a poesia concreta? O que pode permitir que essa poética continue intervindo no presente? Restabelecendo o vínculo com as tendências construtivas que surgem no Brasil da metade do século XX e tomando a poesia concreta como referência multidimensional, evidenciamos alguns conflitos inscritos nas políticas estéticas e no seu projeto político para propor outra genealogia que não se baseia somente na sua análise formal, mas que busca entender como essa estética radical penetra no social, na rua, no cotidiano, nos meios de comunicação e reverbera nas redes artísticas alternativas. Indicamos também algumas discussões que tentaram constituir e delimitar a poesia concreta, contrapostas às suas derivas, que subvertem definições e enquadres temporais designados pela historiografia literária. Assim, a primeira parte apresenta um panorama macropolítico no qual esta e outras produções se inscrevem para, nos capítulos seguintes, apontar formas de resistência micropolíticas. What potentiality still remains concrete poetry? What can allow it to continue to intervene in the present? By re-establishing their link with constructive art tendencies emerged in Brazil since 1950s, and taking concrete poetry as a multidimensional experience, we expose some of the conflicts inscribed in the politics of aesthetics of concrete poetry political project to put forward a different genealogy which is not based on its formal analysis only. Rather, how those radical aesthetics pervades the social structure, the public sphere, the common and the mass communication medium, echoing through the alternative artistic networks. We also point out some discussions that have been attempting to constitute or demarcate concrete poetry in an opposite way of its motives that subvert definitions and bring down the temporal frame of literary historiography. In this way, the first section proposes a macro-political panorama of this poetry production, in the following sections, some different ways of micropolitical resistance are emphasized.
25

Sobre a genealogia da moral de Nietzsche

Silva, Mayara Annanda Samarine Nunes da 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Florianópolis, 2013. Na presente dissertação, dedicamo-nos à análise do trabalho realizado por Friedrich Nietzsche em sua Genealogia da Moral - Uma Polêmica, destacando a ideia de transvaloração de todos os valores apresentada em tal obra. Acompanhamos o percurso do filósofo neste escrito, desde sua investigação a respeito da origem dos pares de conceitos "bom e ruim" e "bom e mau", até sua conclusão sobre a preferência do homem por "querer o nada a nada querer". Inicialmente analisamos os conceitos morais colocados em questão por Nietzsche, até alcançarmos os ideais que os fundamentam e constatarmos que eles estão a serviço de uma saúde fraca que luta agonicamente pela vida. Em seguida, elucidamos osmotivos e os perigos de uma disseminação de tal fraqueza entre oshomens que compõem o substrato cultural analisado na obra emquestão. Por fim, refletimos sobre duas ocorrências que emergem apartir deste movimento cultural, tornando possível uma transvaloraçãodos valores que pautam a moral investigada: a autoconscientização davontade de verdade e o niilismo.
Abstract : In the thesis we dedicate the analysis of the work made by Friedrich Nietzsche in his On Genealogy of Morals - A Polemic, showing the idea of transvaluation of values emphasized in the composition. Followingthe philosopher's way in this thesis, since his investigations about thebeginning of pair conceptions "good and evil" and "good and bad", untilhis conclusions about the men preferences "to want nothing instead ofnothing to want". At first we studied the moral concepts as is shown byNietzsche until we reach the ideals that substantiate them and we noticethey are in service of a weak health that struggles for life. Then, we elucidate the reasons and the dangers of the dissemination of such weakness among men who compose the cultural substratum analyzed in the composition. Finally, we realize that two occurrences emerge from this cultural movement, they make a transvaluation of values (thatcompose the investigated moral) possible: the self-awareness of a will to truth and the nihilism.
26

Nietzsche e a genealogia da verdade Nietzsche and the genealogy of truth

Ãtila BrandÃo Monteiro 23 March 2016 (has links)
A presente dissertaÃÃo objetiva fornecer uma interpretaÃÃo acerca do conjunto de reflexÃes desenvolvidas pelo filÃsofo alemÃo Friedrich Nietzsche em torno da noÃÃo de verdade. Tal reflexÃo à realizada a partir dos diferentes pontos de vista presentes em sua obra, procurando observar como se articulam as ideias de verdade e de vida, tendo como fio condutor a noÃÃo de âvontade de verdadeâ. Procuro, por um lado, articular os momentos em que o filÃsofo empreende crÃticas à noÃÃo de verdade, direcionadas primeiramente Ãs verdades da metafÃsica, mas que apontam e investigam, ao mesmo tempo, para a noÃÃo de veracidade, na medida em que esta passa a ser entendida como a provÃvel origem daquela. Em seguida, intento entender, na esteira da reflexÃo sobre a veracidade, como Nietzsche desenvolve esta crÃtica e dà a ela um novo direcionamento com um sentido existencial e normativo (uma vez que elege um critÃrio a partir do qual à possÃvel avaliar o valor dos valores morais), a partir da elaboraÃÃo do seu procedimento genealÃgico. O resultado de tais reflexÃes sÃo essenciais para a compreensÃo da ideia de vontade de verdade e, igualmente, de um sentido possÃvel da noÃÃo verdade para o filÃsofo. This dissertation aims to provide an interpretation about the set of reflections developed by the German philosopher Friedrich Nietzsche around the notion of truth. Such reflection is carried out from different points of view present in his work, trying to observe how articulate the ideas of truth and life, with the thread of the notion of "will to truth". I seek, on the one hand, articulate the moments in which the philosopher undertakes criticism of the notion of truth, first directed to the metaphysical truths, but pointing and investigating at the same time, to the notion of veracity, as it passes the it is understood as the likely source of that. Then attempt to understand, in the wake of reflection on the veracity, how Nietzsche develops this critical and gives it a new direction with an existential and normative sense (since elects a criterion from which to assess the value of moral values), from the preparation of its genealogical procedure. The result of such reflections are essential to understanding the âwill to truthâ idea and also a possible sense of the truth to the philosopher.
27

Crítica e aufklärung : a genealogia do sujeito em Foucault Critical and aufklärung: a genealogy of the subject in Foucault

Denise Corder Petrica 29 September 2014 (has links)
Este trabalho se ocupa em pensar como Michel Foucault estabeleceu uma relação com o presente. Esta é inclusive a tarefa que a filosofia foucaultiana assume com o seu tempo, um diagnóstico para sua atualidade. Nesta tarefa, o objeto desta análise é o sujeito, e para problematizar o sujeito e a atualidade, é indispensável uma interpretação genealógica e demorada do poder disciplinar. É neste processo minucioso da genealogia foucaultiana que o sujeito aparece como algo produzido a partir das técnicas disciplinares na Modernidade. Nesta interpretativa genealógica do sujeito, Foucault sinaliza para um trabalho impaciente e demorado de liberdade. Nesta relação com o presente, os termos como a Aufklärung e a Crítica aparecem como um modo de superar os limites do assujeitamento moderno. Eis o papel da Crítica, da Genealogia e da Aufklärung, uma atitude, não apenas de recusa, mas à medida que ela se realiza, a partir do trabalho minucioso e paciente da genealogia, permitem meios para que o sujeito se torne outro. É o direito que o sujeito tem de interrogar a verdade e não se sujeitar a ela. Neste jogo de forças entre o poder a verdade e o sujeito, a Crítica, a Genealogia e Aufklärung é não apenas a possibilidade de violar a verdade, como também a possibilidade de resisti-la, recusála e, sobretudo ultrapassá-la. This work is about how Michel Foucault established a relation with the present. This is the task that the Foucault's philosophy assumes with its time, a diagnosis for its present time. In this task, the object of this analysis is the individual, and to discuss the matter between the individual and the present time, it is indispensable a long genealogical interpretation of the disciplinary power. It is in this meticulous process of Foucault's genealogy that the individual appears like something produced from disciplinary techniques in the Modernity. In this genealogical interpretation of the individual, Foucault signals for a long and impatient work of liberty. In this relation with the present, the terms as the Aufklärung and the Criticism appear as a way to overcome the limits of modern subjection. Here it is the role of the Criticism, the Genealogy and the Aufklärung, an attitude, not only refusal, but while it itself does from the meticulous and patient work of genealogy, permitting means to the individual to become another. It is the right that the individual has to interrogate the truth and not to subject to it. In this game of power among the power, the truth and the individual, the Criticism, the Genealogy and Aufklärung, it is not only the possibility of violating the truth, as well as the possibility of resisting it, refusing it and, especially exceeding it.
28

A pedagogia do sorriso na ordem do discurso da inclusão da Revista Sentidos: poder e subjetivação na genealogia do corpo com deficiência.

Nascimento, Maria Eliza Freitas do 6 September 2013 (has links)
Esta Tese objetiva analisar o discurso da inclusão social do sujeito com deficiência que circula na revista Sentidos. Como respaldo teórico, usamos a Análise do Discurso, na articulação entre as contribuições de Michel Pêcheux e Michel Foucault, com destaque para o corpo como produção discursiva que entra na ordem dos acontecimentos e possibilita construir vontades de verdade em diferentes enunciados, afetado por relações de poder/saber. Entendemos que as práticas discursivas oportunizam discutir a emergência de objetos em constante transformação, relacionados à produção dos efeitos de sentidos na rede histórica dos discursos. Nesse foco, o discurso da inclusão entra na ordem das dizibilidades, através da proliferação de diferentes materialidades que circulam socialmente, conferindo ao corpo com deficiência um espaço nas discursividades do cotidiano. Para apontar a emergência desse discurso, realizamos um percurso genealógico, enfatizando as relações de poder e a história do corpo com deficiência. Assim, realizamos a análise da materialidade linguística, a qual apresenta a construção dos sentidos ligados às técnicas disciplinares e aos efeitos do biopoder, que enfatizam o poder sobre a vida, promovendo movências sobre o ser deficiente. Por meio do trajeto temático mercado de trabalho e educação, as análises possibilitam perceber a construção dos modos de subjetivação, ligado a ideia de corpo feliz e produtivo, promovendo, assim, uma pedagogia do sorriso que edifica o sujeito com deficiência. Desse modo, o discurso da inclusão social é visto como uma possibilidade de marcação da diferença sendo governada por diferentes instâncias de poder. As técnicas disciplinares e os procedimentos de biopoder agem na legitimação do discurso por meio de insistentes estratégias de governamentalidade que ajudam a entender quem é o sujeito com deficiência construído nos enunciados da revista Sentidos. Além disso, há o efeito manual que perpassa os enunciados, promovendo a receita da felicidade sobre os modos de subjetivação que dão instrução de como viver melhor e mais feliz. This thesis aims to analyze the discourse of social inclusion of the person with disability that goes around the Sentidos magazine. As theoretical basis, we use the Discourse Analysis Theory at the articulation of the contribution from Michel Pêcheux (1997c, 2006, 2007) and Michel Foucault (2006b, 2007a, 2010a, 2010b, 2010d). We emphasized the body as discursive production that goes in the event order and allows the construction of willingness of truth in different statements, which are affected by knowledge/power relations. We understand that discursive practices permit to discuss the emergence of objects that are in constant transformation, and concerned to the production of meaning effects at the discourse historic network. According to that, the inclusion discourse comes in the order of sayings, over the spread of different materialness that circulate in the social context, conferring to the body with disability a place at the everyday discursive practices. To instigate the emergence of that discourse, we realized a research emphasizing the power relations and the history of the body with disability. Therefore, we do the analysis of the linguistic-imagetic materialness, which presents the construction of meanings linked to disciplinary techniques and to the biopower effects, that take in evidence the power upon life, promoting displacement of the disabled person. Through the thematic line of labour market and education, the analyses permit to recognize the construction of ways of subjectivity, connected to the idea of happy and productive body, promoting, then, a pedagogy of smile that builds the subject with deficiency. Thereby, the discourse of social inclusion is considered as a possibility of marking the difference that has being governed by different instances of power. The disciplinary techniques and the biopower procedures work to the discourse legitimation through insistent strategies of governamentality that help to understand who is the subject with deficiency constructed at the statements from the Sentidos magazine. Furthermore, there is a handbook effect that goes through the statement, promoting a recipe of happiness about the subjectivity ways which teach how to live better and happier.
29

A festa de São João Batista: da genealogia dos lugares às redes sociais e a (re)conformação do território The feast of St. John Baptist, the geneology of the social networking sites and the (re)with the territory

LAGARES, Mirne-gleyde 5 October 2009 (has links)
A festa de São João Batista estudada acontece anualmente entre o município de Heitoraí-GO e o distrito de Uruíta-Uruana-GO. É uma festa rural, ocorre por volta do dia 23 de junho e possui caráter transitório anual. O trabalho de organização não é remunerado e a comida e doce servidos no último dia são gratuitos. Todos os rituais, despesas e o próprio trabalho são realizados coletivamente pelas comunidades residentes em tais áreas. A festa de São João Batista iniciou-se, segundo entrevistados, para o pagamento de uma promessa feita para o córrego local voltar a ter água no seu leito. Neste contexto, indaga-se: Quais e como os fatores e/ou manifestações socioculturais (re)configuram anualmente o território da festa de São João Batista? O que mantêm vivo um território festivo tão diferente dos comumente vividos em outras festas na atualidade? Qual o papel dos mitos, tradição, rituais, lugares de memória , das redes sociais e do cotidiano na (re)configuração da festa? Para responder a estes questionamentos, recorre-se à sociologia, a antropologia, a geografia, entre outras. Nestas ciências, busca-se ampliar o conhecimento sobre as categorias território, lugar e festa, embasadas no conceito de redes sociais e cotidiano, para se compreender as manifestações culturais da festa de São João Batista. Para tanto, as técnicas metodológicas utilizadas foram subsidiadas pelas ciências humanas como: observação-participante, entrevistas, conversas informais, rodas de conversas com os fiéis-participantes, fotos, folders e revisão teórico-metodológica. Para a análise dos lugares, do território e das redes sociais na festa de São João Batista vários autores foram referenciados: Paul Claval (1999, 2001), Bonnemaison (2002), Duvignaud (1983), Satyro Maia (2003), Chianca (2006), Barcellos (1995), Serpa (2005), Haesbaert (2006, 2007), Brandão (2004), Almeida (2003; 2005), Pessoa (2005), DaMatta (1997), Canclini (2003), Massey (2000), Rosendahl (2003), entre outros. Os resultados ressaltam a importância das redes sociais e do cotidiano na manutenção atual do território da festa de São João Batista. Enfatizam a força das comunidades rurais, bem como, de suas identidades geridas a partir de uma base em comum, a lida permanente com a natureza. Também os resultados reforçam a existência de vários outros fatores como os lugares de memória , os geossímbolos , os lugares temporários , os rituais sagrados/profanos, a força da tradição festiva, as transformações que (re)significam o território da festa de São João Batista. Os elementos destacados acima fazem parte da (re)configuração deste território festivo, estando, cada qual, entrelaçado na (re)formação frequente da teia da festa de São João Batista. Enfim, tonifica a idéia de que a fronteira deste território festivo está nos homens, na identidade que possuem, a qual influencia diretamente no sentido de festejar, perceber e viver a festa de São João Batista. The feast of St. John the Baptist studied held annually between the City of Heitoraí-GO and the District of Uruíta-Uruana-GO. It is a rural festival, takes place on or around June 23 and has a transitory year. The organizational work is unpaid and the food fresh and served in the last days are free. All the rituals, expenses and the work is carried out collectively by the communities living in these areas. The feast of St. John the Baptist began, according to respondents, for the payment of a promise made to the local stream to get water back in his bed. In this context the question is: What and how the factors and / or cultural events (re) configure the territory of the annual feast of St. John the Baptist? What's "live" a festive area so different from the commonly experienced in other parties in the news? What is the role of myth, tradition, rituals, "places of memory" of social networks and everyday life in the (re) configuration of the party? To answer these questions, we resort to sociology, anthropology, geography, among others. In science, we seek to expand knowledge about the categories territory, place and party, built on a concept of social networks and everyday to understand the cultural events of the feast of St. John the Baptist. For this, the methodological techniques used were subsidized by the human sciences such as participant observation, interviews, informal conversations, wheels conversations with the faithful participants, photos, folders and theoretical and methodological review. To analyze the seat, planning and social networks on the feast of St. John the Baptist were found to several authors: Paul Claval (1999, 2001), Bonnemaison (2002), Duvignaud (1983), Satyr Maia (2003), mozza (2006 ), Barcellos (1995), Serpa (2005), Haesbaert (2006, 2007), Brandão (2004), Almeida (2003, 2005), Person (2005), DaMatta (1997), Canclini (2003), Massey (2000) , Rosendahl (2003), among others. The results underscore the importance of social networks and daily maintenance on the territory of the feast of St. John the Baptist. Emphasize the strength of rural communities, as well as their identities managed from a base in common, dealing with the permanent nature. Furthermore, the results reinforce the existence of several other factors like the 'places of memory ", the" geossímbolos ", the" temporary ", the sacred ritual / secular, the strength of the festive tradition, the transformations (re) means the territory the feast of St. John the Baptist. The above elements are part of the (re) configuration of this territory festive, with each person, entwined in the (re) training of the web often the feast of St. John the Baptist. Finally, invigorates the idea that the border of this area is festive in men who have the identity, which directly influences to celebrate, see and experience the feast of St. John the Baptist.
30

O corpo em Nietzsche a partir de uma leitura da “genealogia da moral”

Azeredo, Verônica Pacheco de Oliveira 2008 (has links)
A presente dissertação tem como objetivo analisar a perspectiva nietzschiana sobre o corpo, para compreender a relação do homem contemporâneo com seu corpo, buscando esclarecer o entendimento estético do corpo hoje. A pesquisa tem como ponto de partida a Genealogia da Moral. Inicialmente, é apresentada a reflexão socrático-platônico, que perpassa o pensamento ocidental e se fundamenta nas concepções dualistas, que privilegiam a alma e desvaloriza o corpo, que é considerado como parte inferior. Em um segundo momento, investiga-se a interpretação de Nietzsche acerca do corpo, que se contrapõe a essa interpretação, afirmando que as análises dualistas possuíam interesses religiosos e morais, além de contribuírem para a negação do corpo. Para o filósofo, o corpo é considerado o fio condutor para a análise de quaisquer questões filosóficas e o erro da filosofia tradicional foi a exclusão do corpo. Portanto, o corpo deve ser afirmado, pois se apresenta como uma vivência. Finalmente, é focalizada a arte em Nietzsche, sua relação com o corpo, a existência e o processo de criação. Nietzsche afirma que o corpo revela os instintos fundamentais da natureza, qualquer pensamento ou doutrina que negue, desqualifique ou desconsidere a relação intrínseca entre os instintos, a natureza, a força, a saúde e a vida, são consideradas antinaturais e decadentes. É, portanto, necessário reconhecer o corpo, pois é nele e com ele que o ser humano se relaciona, interpreta, cria e vive no mundo. Analisou-se o conceito de corpo na contemporaneidade com o intuito de demonstrar que, embora exista um apelo pelo belo, esse corpo é tratado como coisa, como mercadoria. Por trás de um discurso favorável à beleza, à saúde e ao cuidado, permanentemente, estão ocultos interesses, principalmente o econômico. No culto ao corpo, se revelam ideologias políticas, econômicas, éticas e estéticas. Daí, inferimos que o corpo do homem contemporâneo recebe um tratamento ambíguo, pois é valorizado e mostrado, mas termina por ser explorado, violentado e banalizado. Conclui-se, portanto, que a estética e a ética não são desvinculadas da sociedade e, em cada época, a cultura educa os corpos, adaptando-os para empregos distintos, comprovando, pois, o pensamento de Nietzsche. ________________________________________________________________________________________________ABSTRACT: This thesis aims to analyze the prospect nietzschiana on the body, to understand the relationship of contemporary man with his body, seeking to clarify the aesthetic understanding of the body today. The research has as the starting point Moral Philosophy. Initially, there is a reflection socrático-platônico, which contains western thought and is based on dualistic concept, which favors the soul and weakens the body, which is considered as the bottom. In a second moment, research is the interpretation of Nietzsche on the body, which is opposed to that interpretation, saying that the dualistic analyses had moral and religious interests, and contribute to the denial of the body. For the philosopher, the body is considered the guiding principle for the analysis of any philosophical questions and the traditional philosophy error was the exclusion of the body. Therefore, the body must be said, because presents itself as an experience. Finally, is focused the art on Nietzsche, it relationship with the body, the existence and creation process. Nietzsche says that the body shows the basic instincts of nature, any thought or doctrine that denies, disqualifies or disregard the intrinsic relationship among the instincts, nature, strength, health and life, are considered unnatural and decadent. It is, therefore, necessary to recognize the body, because is into it and with it that the human being is relates, interpret, create and live in the world. Your analysis is the concept of the body in contemporaneity in order to demonstrate that, although there is an appeal by the beautiful, the body is treated as something as good. Behind a speech in favor of beauty, health and care, permanently, are hidden interests, mainly the economic. In the cult of the body, it is reveal political ideologies, economic, ethical and aesthetic. Hence, infer that the body of contemporary man receives a treatment ambiguous, as it is valued and shown, but ends up being exploited, violated and commonplace. It follows, therefore, that the aesthetics and ethics are not unlinked of society and, in each era, culture educates the bodies, adapting them to different jobs, showing therefore the thought of Nietzsche.

Page generated in 0.0943 seconds