• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 43
  • Tagged with
  • 47
  • 14
  • 14
  • 9
  • 8
  • 8
  • 8
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

Será a autobiografia uma poética da modernidade? : uma leitura comparada entre Ayaan Hirsi Ali e Gioconda Belli

Brasil, Patrícia Ribeiro 2011 (has links)
Considerada um gênero menor, a literatura confessional foi, por muito tempo, excluída dos estudos acadêmicos. Porém, na última década o mercado editorial abriu-se sensivelmente para estas obras. Este trabalho procura analisar sob a luz da literatura comparada as autobiografias de Gioconda Belli, poetisa nicaraguense e da política holandesa-somali Ayaan Hirsi Ali, e encontrar na narrativa autobiográfica entrecruzamentos com a modernidade. As narrativas autobiográficas despontam com uma alternativa de situar o sujeito no mundo, um sujeito de certa forma descentrado e que pontua a experiência pessoal como uma alternativa de reconstrução de sua identidade e de reconstruir este mundo. Por mucho tiempo se consideró a la literatura confesional como un género menor y se la excluyó de los estudios académicos. Sin embargo, en la última década, ocurrió una gran apertura del mercado editorial a estas obras. Esta tesis de maestría busca analizar, bajo la luz de la literatura comparada, las autobiografías de Gioconda Belli, poetisa nicaragüense, y de la política holandesa-somalí Ayaan Hirsi Ali. Asimismo, intenta encontrar en la narrativa autobiográfica un entrecruzamiento con la modernidad. Las narrativas autobiográficas despuntan como una alternativa de situar el sujeto en el mundo, un sujeto sin centro y que puntúa la experiencia personal como una alternativa de reconstrucción de su identidad y reconstrucción del mundo.
32

Viagens no feminino : gênero, turismo e transnacionalidade Voyages au féminin : gender, tourism, and transnationality

Antonioli, Fernanda Leão A., 1987- 2015 (has links)
Orientador: Adriana Gracia Piscitelli Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas Made available in DSpace on 2018-08-26T16:47:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Antonioli_FernandaLeaoA._M.pdf: 1902638 bytes, checksum: 915ef0c550f0744f2b6d31975a337195 (MD5) Previous issue date: 2015 Resumo: Esta pesquisa trata da presença de mulheres estrangeiras viajando no Brasil, em especial a sós ou sem companhia masculina. O objetivo foi compreender as expressões e representações sociais em termos de gênero, feminilidade, masculinidade, corporalidade, sexualidade, idade, "cor" e nacionalidade que permeiam e/ou circundam as viagens destas mulheres no Brasil, voltando-se às experiências dessas turistas, seus perfis sociais e as percepções locais sobre elas. Para tal, foi realizado um trabalho etnográfico em um contexto de turismo de lazer e praia, Trancoso-BA, apresentado em diálogo com considerações sobre viagens femininas na mídia, escritos de mulheres viajantes no século XIX e uma leitura crítica da bibliografia nas ciências sociais que trata das mudanças nos padrões de gêneros, sexualidades e afetividades nos contextos de migração e turismo. Reflexões sobre imagens de 'turismo sexual' e de leituras ambíguas acerca das possibilidades de prazer erótico feminino ofereceram à pesquisa a oportunidade de complexificar os significados culturais do turismo internacional feminino, no marco de economias e estruturas de poder frequentemente desiguais, como é o contexto do turismo internacional em Trancoso. Finalmente, esta pesquisa indica como as viagens, ao fazer circular disparidades históricas, de renda, capital cultural, gênero, etnicidade e sexualidade fortalecem ou desestabilizam convenções socioculturais e provocam conformações ou reposicionamentos na economia política do turismo contemporâneo Abstract: This investigation looks upon the presence of female foreign tourists travelling in Brazil, specially alone or without male counterparts. The objective was to understand social expressions and representations regarding gender, femininity, masculinity, corporality, sexuality, age, race, and nationality that permeate and/or restrain these women travel practices in Brazil, turning to their experiences, social profiles, and local perceptions about them. To do so, an ethnographic work -- carried out in a context of leisure and beach tourism in Trancoso-Bahia -- is presented in dialogue with considerations on female travels in the media, 19th century women travel writings, and critic readings of the social sciences production on the changes in gender patterns, sexualities, and affects in contexts of migration and tourism. Remarks on images of ¿sex tourism¿ and ambiguos readings around the possibilities of female erotic pleasure offered to this research the opportunity to complexify cultural meanings of female international tourism, from the standpoint of frequentelly inequal economies and structures of power, as it is the context of international tourism in Trancoso. Finally, this investigation indicates how travelling and tourism, in circulating historic inequalities in terms of income, cultural capital, gender, ethnicity, and sexuality can strengthen or disturb sociocultural conventions, and reposition or provoke conformations in the political economy of contemporary tourism Mestrado Antropologia Social Mestra em Antropologia Social
33

Entre praticas e narrativas : um olhar sobre o tempo nos diarios dos escritores do Alto Jurua Between practices and narratives : regarding time in the diaries of the Alto Jurua writers

Silva, Ana Carolina Bazzo da 2009 (has links)
Orientador: Mauro William Barbosa de Almeida Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas Made available in DSpace on 2018-08-14T10:22:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Silva_AnaCarolinaBazzoda_M.pdf: 8053754 bytes, checksum: b37d1d445e750f6e60f562170c18a560 (MD5) Previous issue date: 2009 Resumo: Essa dissertação faz uma leitura etnograficamente orientada de diários escritos por moradores da Reserva Extrativista do Alto Juruá, no Estado do Acre. Partindo de um projeto formulado no início da década de 90, e orientado para a documentação de temas ambientais e sociais, a escrita dos diários levou a novas questões que se evidenciam quando percorremos as respostas particulares dos escritores e a construção desses textos no tempo. Permeados por um discurso sobre conservação do ambiente, sobre aspectos da vida social e sobre o trabalho extrativo e agrícola, os diários também carregam uma linguagem que é a da experiência de seus escritores e seu olhar diferenciado sobre esses temas. Neste texto, percorremos esse diálogo entre temas propostos e olhares personalizados tomando o tempo enquanto fio condutor que orienta a discussão das questões colocadas por esse fragmento de história de escrita. Abstract: This dissertation provides an ethnographically oriented reading of diaries written by forest dwellers at the Reserva Extrativista do Alto Jurua, Acre. Starting early in the 1990s, with the goal of documenting aspects of the daily life related to the environment and work, the writing of diaries led to new questions as the writers responded to the proposed task and as their texts were constructed along the time. Permeated by the environmental discourse, as well as by the discourse of social life and work in extractive and agricultural activities, the diaries also carry the language of their author's personal experience and express their ways of looking to these themes. In the present text, we traverse the dialogue between the proposed themes and the personalized outlook of diaries, taking time as a conducting thread which orients our discussion of some of the issues suggested by this fragment of a history of writing. Mestrado Territorialidades e Processos Sociais Mestre em Antropologia Social
34

Será a autobiografia uma poética da modernidade? : uma leitura comparada entre Ayaan Hirsi Ali e Gioconda Belli

Brasil, Patrícia Ribeiro 2011 (has links)
Considerada um gênero menor, a literatura confessional foi, por muito tempo, excluída dos estudos acadêmicos. Porém, na última década o mercado editorial abriu-se sensivelmente para estas obras. Este trabalho procura analisar sob a luz da literatura comparada as autobiografias de Gioconda Belli, poetisa nicaraguense e da política holandesa-somali Ayaan Hirsi Ali, e encontrar na narrativa autobiográfica entrecruzamentos com a modernidade. As narrativas autobiográficas despontam com uma alternativa de situar o sujeito no mundo, um sujeito de certa forma descentrado e que pontua a experiência pessoal como uma alternativa de reconstrução de sua identidade e de reconstruir este mundo. Por mucho tiempo se consideró a la literatura confesional como un género menor y se la excluyó de los estudios académicos. Sin embargo, en la última década, ocurrió una gran apertura del mercado editorial a estas obras. Esta tesis de maestría busca analizar, bajo la luz de la literatura comparada, las autobiografías de Gioconda Belli, poetisa nicaragüense, y de la política holandesa-somalí Ayaan Hirsi Ali. Asimismo, intenta encontrar en la narrativa autobiográfica un entrecruzamiento con la modernidad. Las narrativas autobiográficas despuntan como una alternativa de situar el sujeto en el mundo, un sujeto sin centro y que puntúa la experiencia personal como una alternativa de reconstrucción de su identidad y reconstrucción del mundo.
35

A escrita de si nos diários de Sylvia Plath

Galvão, Raíssa Varandas 30 September 2015 (has links)
Submitted by Renata Lopes (renatasil82@gmail.com) on 2015-12-17T17:43:35Z No. of bitstreams: 1 raissavarandasgalvao.pdf: 878774 bytes, checksum: f87212727d85eae87be30b7c005a2d70 (MD5) Approved for entry into archive by Adriana Oliveira (adriana.oliveira@ufjf.edu.br) on 2015-12-17T18:04:50Z (GMT) No. of bitstreams: 1 raissavarandasgalvao.pdf: 878774 bytes, checksum: f87212727d85eae87be30b7c005a2d70 (MD5) Made available in DSpace on 2015-12-17T18:04:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 raissavarandasgalvao.pdf: 878774 bytes, checksum: f87212727d85eae87be30b7c005a2d70 (MD5) Previous issue date: 2015-09-30 CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior O presente trabalho tem como objetivo a análise dos diários pertencentes à fase adulta da poetisa Sylvia Plath, que abrangem o período de 1950 a 1962. Para melhor entender as características que compõem os diários no geral, recorro à Philippe Lejeune, em O pacto autobiográfico e “Diários de garotas francesas no século XIX”. No capítulo inicial, associo as escritas de si ao fortalecimento da noção de indivíduo moderno bem como ao rompimento entre espaço público e privado, noções que foram construídas ao longo da história. A partir desse panorama inicial, no decorrer do trabalho, procuro refletir a respeito da questão feminina, bem como as relações entre gênero e autoria, por meio da escrita íntima deixada pela poetisa. Para tal, recorro principalmente aos textos Um teto todo seu e “Profissões para mulheres”, de Virginia Woolf, assim como à obra O segundo sexo, de Simone de Beauvoir. Busco refletir, ainda, sobre o processo de construção do eu realizado por Plath no espaço de seus diários, uma vez que essa espécie de escrita possibilita aquilo que denominamos “arquivamento de si”. Desse modo, compreendo o texto do diário como um discurso, uma narrativa que, como tal, é dotada de aspectos ficcionais. Trabalho, assim, com as múltiplas identidades vivenciadas por Sylvia Plath, bem como as distintas imagens e interpretações que os demais realizaram dela. This study aims to analyze the adult stage diaries belonging to the poet Sylvia Plath, covering the period from 1950 to 1962. To better understand the characteristics that make up the overall of these diaries, I turn to Philippe Lejeune, in The autobiographical pact and "Diaries of French girls in the nineteenth century." In the opening chapter, I associate her writing of herself to the strengthening of the modern notion of individual as well as the split between public and private space, notions that have been built throughout history. From this initial panorama, in the course of this work, I try to reflect on the women's issue, as well as the relationship between gender and authorship, through the intimate writing left by the poet. To this end, I resort mainly to the texts A room of One's Own and "Professions for women", by Virginia Woolf, as well as to the work The Second Sex, by Simone de Beauvoir. I seek to reflect also on the construction process of the self carried out by Plath within her diaries, since this kind of writing makes possible what we call "archiving of oneself". Thus, I understand the text of the diary as a discourse, a narrative that, as such, is endowed with fictional aspects. I work then with the multiple identities experienced by Sylvia Plath, and with the different images and interpretations that others made of her.
36

Uso do espaço do marsupial Caluromys philander (Didelphimorphia, Didelphidae) no Parque Nacional da Serra dos Órgãos - Rio de Janeiro, Brasil Space use by Woolly opossum Caluromys philander (Didelphimorphia; Didelphidae) in Serra dos Órgãos Nacional Park - Rio de Janeiro, Brasil

Bernardo Silveira Papi 21 February 2011 (has links)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro Uso do espaço é um padrão bem estudado em ecologia. Entretanto, formação de área de vida e posição relativa dos abrigos com área de uso são pouco estudados, principalmente para marsupiais didelfídeos. Dentre estes animais, podemos destacar Caluromys philander, devido ao seu baixo registro em armadilhas na Mata Atlântica e características peculiares dentro do grupo, como seu desenvolvimento, longevidade e hábito alimentar. Neste estudo foram investigadas as formações das áreas de uso destes animais através da comparação com seus movimentos diários, e a posição dos seus abrigos dentro das suas áreas de uso. Para isso foram monitorados seis indivíduos de C. philander através de colares rádio transmissores. Estes indivíduos se deslocaram em média 534 153 m por noite. Além disso, apresentaram área diária de 9548 3591 m e área de vida de 2,8 0,4 ha. Noventa e sete por cento das áreas diárias apresentaram sobreposição entre si, com média de 19,4% de sobreposição. Não houve diferença nos locais dos abrigos dos indivíduos monitorados, dentro dos seus Mínimos Polígonos Convexos. Entretanto, estes mesmos abrigos não estiveram localizados nas áreas de maior intensidade de uso. A média de abrigos utilizados por indivíduo foi de 6,3 (3-10) com utilização média de 2,9 (1-17) vezes em cada abrigo, sendo que 48% das vezes os animais só possuíram um registro em cada abrigo, demonstrando baixa fidelidade. Entretanto, dois indivíduos apresentaram diferença de utilização entre seus abrigos, com três destes sendo mais utilizados que os outros. O trabalho sugere que os indivíduos de C. philander monitorados apresentam área de vida propriamente dita (restrita), onde ocorrem as sobreposições entre suas áreas diárias. C. philander utilizam mais de um abrigo em suas vidas, trocando com frequência de abrigos, apesar de alguns destes abrigos poderem ser mais utilizados que outros. Além disso, os abrigos destes animais não são localizados nas suas áreas de maior intensidade de uso. Use of space is a well studied topic in ecology. However, the structuring of the home range and shelters position, have not received enough attention, especially for didelphid marsupials. One of these, Caluromys philander, is an interesting species because of its low record in traps studies in the Atlantic Forest and its unique characteristics among marsupials related to development, longevity and feeding habits. The present study analyses how daily movements can contribute to the home range formation and how the shelters are positioned within the home range of these animals. Six individuals of C. philander were equipped with radio transmitters necklaces and followed during the night. These individuals moved 534 153 m in average per night. They also had daily ranges of 9548 3591 m and home ranges of 2.8 0.4 ha. There was a 97% overlap between days, with an average of 19.4%. There was no difference in shelters positions and Minimum Convex Polygon areas, although these same shelters were not located in the areas with the greatest use intensity. The average number of shelters used per individual was 6.3 (3-10), with an average of 2.9 (1-17) records per shelter, where shelters were used only one time in 47% of the cases, suggesting low shelter fidelity of these animals. However, two individuals showed difference of shelters use, with three of those being used more than the others. Therefore, I conclude that these individuals of C. philander have real home ranges, where they concentrate their daily movements. C. philander uses more than one shelter in its life, changing shelters frequently, although some shelters can be more used than others. Forthermore, shelters were not located in the areas with the greatest use intensity.
37

Narrativas de aprendizagem em uma comunidade de prática

Zaccarelli, Laura Menegon 18 August 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2016-03-15T19:30:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Laura Menegon Zaccarelli.pdf: 1219845 bytes, checksum: c3f34a39f4780fd09ff05c185d87c23b (MD5) Previous issue date: 2011-08-18 Fundo Mackenzie de Pesquisa The present work had the objective of understanding the learning process that happens in the organizational environment of a junior enterprise as a community of practice. The theoretical basis is the seminal study done by Lave and Wenger (1991), as well as the later works of Wenger (1998) and Wenger, McDermott and Snyder (2002). The literature review of both national and international business articles on community of practices emphasized the production done in the past ten years. It showed that the community of practice concept represented an important contribution to the understanding of the social issue of learning, being applied in small groups, national and multinational organizations to business networks or services. This concept was used as an analytical approach to learning and as an instrument to the development of a community of practice. This work presents a case study done in a junior enterprise in a private university in São Paulo, Brazil, funded twenty years ago. This junior enterprise is an organization that does not seek profit, created and administered by undergraduate students majoring in business administration. The organization‟s goal is to prepare its collaborators to the real life, it offers consulting services to micro and small firms. The narratives presented in documents, solicited research diaries, interviews and data from non-systematic observation created the characterization of the junior enterprise and the shared learning stories of its collaborators, since the beginning of their work there until they left the enterprise. The data were analyzed with the thematic analysis of the narrative (Riessman, 2008). The data showed that the junior enterprise is indeed a community of practice where can be observed the legitimate peripheral participation and the learning curriculum that are key issues in the community of practice approach. The learning processes include the observation of the more experienced members, inquiries, giving and receiving feedback, the most important learning process being through the networks that happen when doing internal and external projects with colleagues, university professors, entrepreneurs from other junior enterprises, and managers and entrepreneurs from the market. The community of practice is a useful approach to understand the learning in organizations, but it could be complemented with other theoretical elements. In this sense, it was used the type of learning and its results were analyzed, the work also discussed the need to more emphasis on individual aspects aimed at complementing the community of practice theory and, finally, it considered important to highlight and to analyze the reflexive processes presented in the junior enterprise. The use of requested diaries showed a promising investigation tool to understand the learning in organizations, even in restricted period of time. This study also suggests more accuracy in the use of the community of practice terminology as well as the need to develop new empirical studies that will further the understanding of learning as a social phenomenon in the scope of junior enterprises. O presente trabalho teve por objetivo compreender o processo de aprendizagem que ocorre no ambiente organizacional de uma empresa júnior à luz do conceito de comunidade de prática. O arcabouço teórico partiu do estudo pioneiro de Lave e Wenger (1991) recorrendo ainda aos trabalhos posteriores de Wenger (1998) e Wenger, McDermott e Snyder (2002). A revisão da literatura nacional e internacional sobre comunidade de prática, feita a partir de periódicos da área de administração, enfatizou a produção dos últimos dez anos. Ela mostrou que o conceito representou uma importante contribuição para o entendimento do caráter social da aprendizagem, sendo aplicado desde o âmbito de pequenos grupos, organizações nacionais e multinacionais até redes de negócios ou serviços. Foi utilizado como uma abordagem analítica de aprendizagem e instrumental, concebendo a possibilidade de cultivo de comunidades de prática. Neste trabalho, desenvolveu-se um estudo de caso em uma empresa júnior de uma universidade particular, fundada há cerca de vinte anos. A empresa júnior é uma associação sem fins lucrativos, criada e conduzida por graduandos do curso de administração de empresas. Busca preparar seus integrantes para o mercado de trabalho, oferecendo serviços de consultoria para micro e pequenas empresas. Utilizando as narrativas presentes em dados documentais, diários solicitados, entrevistas e dados de observação não-sistemática foi constituída uma caracterização da empresa júnior e das histórias compartilhadas de aprendizagem de seus integrantes, desde a entrada até a saída da empresa. Os dados foram analisados, com a abordagem da análise temática de narrativas (Riessman, 2008). A partir dos dados pode-se afirmar que a empresa investigada constitui-se em uma comunidade de prática, podendo ser observadas a participação periférica legítima e o curriculum de aprendizagem que são peculiares desta abordagem. Os processos de aprendizagem incluem observação dos mais experientes, indagações, receber e dar feedbacks, tendo papel central a aprendizagem que ocorre por meio dos relacionamentos, tanto em projetos internos como externos, com colegas, professores da universidade, empresários de outras empresas juniores e empresários do mercado. Conclui-se que a abordagem de comunidades de prática é útil na compreensão da aprendizagem em organizações, mas pode ser complementada com outros elementos teóricos. Neste sentido examinou-se ainda o tipo de aprendizagem e seus resultados, discutiu-se a necessidade de dar maior ênfase aos aspectos individuais visando complementar a teoria de comunidades de prática e por fim, considerou-se importante destacar e analisar os processos reflexivos presentes na empresa objeto de estudo. O uso de diários solicitados mostrou-se promissor na investigação da aprendizagem em organizações, mesmo que por períodos restritos de tempo. Sugere-se também maior precisão no uso do termo comunidade de prática e a realização de novos estudos empíricos que ampliem a compreensão da aprendizagem como fenômeno social no âmbito das empresas juniores.
38

Lendo e escrevendo sobre o pacto autobiográfico de Philippe Lejeune Reading and writing on Philippe Lejeune\'s autobiographical pact

Ana Amelia Barros Coelho Pace 5 October 2012 (has links)
Philippe Lejeune, ao examinar a produção autobiográfica em língua francesa, identificou um traço constante nas obras de sua leitura, ao qual ele deu o nome de pacto autobiográfico. Em uma de suas formulações, o pacto autobiográfico seria a manifestação do engajamento pessoal do autobiógrafo, por meio de uma construção textual (prefácio, nota introdutória, preâmbulo) ou paratextual (título e subtítulo, informações de contracapa e orelhas do livro), que permite ao leitor admitir o texto como expressão da personalidade daquele que escreve, em seu valor de verdade. A construção teórica se mostra insuficiente: de um texto a outro, Lejeune revê e rediscute o pacto, aplicando nuances, levantando as ambiguidades em que o gênero está envolvido. Nessas tentativas de se aproximar mais do gênero, ele se expressa de maneira autobiográfica. Com isso, seu texto torna-se ele mesmo um objeto de estudo. Busco, em minha pesquisa, evidenciar o caráter relacional do pacto autobiográfico, na conjugação de atos de escrita e leitura. Parto de uma leitura de seus estudos sobre o gênero autobiográfico, colocando-os em diálogo com sua própria trajetória de pesquisador. Indo além, interessa-nos observar as leituras que Lejeune empreende em torno das Confissões de Rousseau, em paralelo aos primeiros textos teóricos. Em seguida, considerar os pactos lançados nos estudos em torno de diários, realizados num momento posterior às teorizações do pacto autobiográfico. Importa colocar em evidência as maneiras pelas quais o pacto se manifesta no próprio texto crítico de Lejeune. Nesse sentido, busco articular a dimensão autobiográfica e a dimensão crítica de seus textos. Philippe Lejeune, examining the autobiographical production in French, identified a constant feature in the readings he did, to which he named autobiographical pact. In one of his formulations, the autobiographical pact would be the manifestation of the personal engagement of the autobiographer through a textual construction (prologue, introductory note, preamble) or para-textual (title and subtitle, information on the inside cover and book flaps), allowing the reader to admit the text as an expression of the personality of the writer, in its true value. The theoretical construction has proved insufficient: from one text to another Lejeune reviews and re-discusses the pact, applying nuances, raising the ambiguities in which the genre is involved. In those attempts to get closer to the genre, he expresses himself in an autobiographical manner. With that, his text becomes an object of study in itself. With my research, I intend to make evident the relational character of the autobiographical pact, in the conjugation of acts of reading and writing. I start with my readings of his studies about the autobiographical genre, putting them in dialogue with his own trajectory as a researcher. Besides that, we are also interested in observing the readings Lejeune undertake around the Confessions by Rousseau, in parallel to the first theoretical texts. After that, consider the pacts cast in the studies of the diaries, made after the theorizations of the autobiographical pact. It is important to make evident the ways in which the pact is expressed in Lejeune\'s critical text itself. In that sense, I expect to articulate both the autobiographical and the critical dimensions in his texts.
39

Diários íntimos e literatura : a poesia de Carolina

Neme, Izabel Mano. 2011 (has links)
Orientador: Ana Maria Domingues de Oliveira Banca: Cleide Antonia Rapucci Banca: Marlise Vaz Bridi Resumo: No século XVIII, com o advento da burguesia e o crescimento da população se iniciaram os escritos autobiográficos, mas foi apenas no final do século XIX que os diários puderam ser considerados como uma escrita de si mesmo. Todavia, foi ao longo do século XX, que essa escrita de foro íntimo adquiriu um status mais privilegiado, onde se incluem os diários, correspondências e autobiografias. Dessa forma, emergiram, definitivamente, os diários íntimos e, especialmente aqui, os de autoria feminina. Se os diários íntimos não eram considerados literatura, atualmente, após sua redescoberta, com a riqueza de sua narrativa, repletas de informações autobiográficas, históricas, sociais, saíram da alcova e ganharam o mundo tornando-se referência como fonte para pesquisadores das mais variadas áreas do conhecimento. Quase sempre guardados em segredo, escondidos em gavetas, caixas, baús, materializados em papel e tinta, os diários íntimos conquistaram na última década lugar de destaque como objetos de estudo nas academias. Este trabalho analisa os diários e apresenta o "fazer poético" de Carolina Martins de Mattos, uma mulher comum que buscou na escrita de poemas uma maneira de expressar seus sentimentos. Os poemas são distintos entre adaptações e composições próprias da autora e registram também toda sua licença poética ao demonstrar a maneira como ela interferia em poemas de outros autores, sempre trazendo os versos para a realidade de sua viuvez e o sentimento de solidão que acompanhou seu luto Abstract: In the 18th century, with the arrival of the bourgeoisie and the population increase the autobiographical writings began, but, it was just in the end of twentieth century that the journals could be considered as a self-writing. However, it was during the 20th century, that this writing of intimate character got a more privileged status, where are included the journals, correspondences and autobiographies. In this way, definitively the intimate journals have risen and, especially in this point, those written by women. If the intimate journals were not considered as literature, today, after their rediscovery, with the wealth of their narrative, full of autobiographical, historical and social information, they got out the bedrooms and went out to the world becoming reference as source to researchers in the most various areas of knowledge. Almost always kept in secrecy, hidden in drawers, boxes, lockers, materialized in paper and ink, the intimate journals have conquered prominence in the last decade as object for studies in the academy. This work analyzes the journals and introduces the "poetical making" of Carolina Martins de Mattos, a common woman who sought in the writing of poems a way to express her feelings. The poems are distinct among adaptations and she interfered in poems by other authors, always bringing in the verses to the reality of her widowhood and the feeling of solitude that came along her mourning Mestre
40

Loucura : a temática que constrói o discurso da obra Hospício é Deus, de Maura Lopes Cançado

Batista, Daniele Aparecida. 2010 (has links)
Orientador: Ana Maria Carlos Banca: Altamir Botoso Banca: Cleide Antonia Rapucci Resumo: A palavra do louco, que por muito tempo fora renegada à marginalidade e ao silêncio, passa a ser agora, com o estudo da obra Hospício é Deus, evidenciada. A partir do título, o leitor já infere toda a dramática experiência vivida por uma mulher, a personagem narradora Maura, e por outras que povoavam o cenário social da década de 60. Na construção de seu diário, a escritora mineira Maura Lopes Cançado utiliza-se da memória para recriar o passado e para buscar elementos que justifiquem os desatinos vividos. Deste modo, pode-se conceber a obra como uma criação literária cuja verdade, aos poucos, turva-se com a construção artística que transforma tudo em ficção. Na obra Hospício é Deus, falar em recriação faz com que tenhamos que nos remeter à sua biografia, pano de fundo de sua obra, marcada, sobretudo pelo caos da rebeldia, da intolerância e da loucura. Como seria abordar sua própria vida em matéria literária? Esse é o assunto que abordamos no primeiro capítulo deste trabalho, que procura compilar os principais dados biográficos da autora, bem como de sua produção, como meio de resgatá-la do esquecimento e inseri-la no panorama literário brasileiro. Maura empenhou-se na tarefa de retratar a loucura, investigando indistintamente o caráter benévolo e malévolo que inspira os atos humanos. De fato, a obra abre uma grande polêmica pela forma radical com que retrata as atrocidades e descasos vivenciados pelas pacientes do hospício. Imbuída dessa consciência crítica de oposição aos valores vigentes no Brasil da década de 60, a narradora faz sua denúncia social e critica sobretudo a pecha que lhe imputavam de ser mulher e louca. Hospício é Deus atrai a atenção pelos recursos estilísticos utilizados por Maura para a criação da obra... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) Abstract: The mad's word was for such a long time, renegade to marginality and silence. But now, through the study of Hospício é Deus, the mad's word is evidenced. From the title, the lector can understand the whole dramatic experience lived by a woman, the narrator character Maura, and others women that filled the social scenario of 60's. In the organization of her diary, mineira writer Maura Lopes Cançado used her memory to recreate the past and to search elements to justify the lived follies. Thereby, we can conceive the work like a literary creation in fact truth, bit by bit, is blurred with the artistic construction that transforms all in fiction. Hospício é Deus, talks about recreation, it makes us to refer to her biography, background of her work, that was marked by chaos of rebellion, intolerance and insanity. How can she approach her own life as literary material? This is the main subject that we study in the first chapter of this work, that compiles the Maura's biographical data and her literature, as a way to rescues her from forgetfulness and introduce her in the Brazilian literary scene. Maura committed herself to the task of portraying the madness, investigating the equally benevolent and malevolent character that inspires the human acts. Indeed, the works opens up a huge row with the radical way that portrays the atrocities and neglect experienced by patients in hospice. Imbued with this critical awareness of the opposition of the values prevailing in Brazil of the 60's, the narrator makes her social critique and criticism mainly imputed to her the taint of being a woman and mad. Hospício é Deus draws attention to the stylistic features used by Maura for the creation of her work. Identification of these resources was essential for the recognition of literary values of the text... (Complete abstract click electronic access below) Mestre

Page generated in 0.0555 seconds