• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 41
  • 1
  • Tagged with
  • 42
  • 16
  • 11
  • 11
  • 10
  • 8
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 6
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
41

Marco Lucchesi e Os olhos do deserto: a experiência poética do caminhante Marco Lucchesi y los ojos del desierto: la experiencia poética del caminante

Débora de Freitas Ramos Apolinário 22 March 2012 (has links)
Marco Lucchesi, em Os olhos do deserto (2000), empreende uma dupla viagem: a primeira é física, pelas altitudes do deserto oriental; a outra é interior, marcada pela sensibilidade e pelo dizer poético. A diversidade de paisagens confrontadas demandou variadas travessias teóricas. De Gaston Bachelard a Néstor Canclini, passando por Georges Bataille, Stuart Hall e Philippe Lejeune, a análise se desenvolveu de forma dialógica, articulando como campos investigativos principais: o diário de viagem, a experiência do viajante pelo deserto e o imaginário oriental que neles se projeta. Tais aproximações levam a Edgar Morin e às margens do pensamento complexo, que admite junções imprevistas pelas epistemologias tradicionais e privilegia a metáfora como referente para o inconceituável e o inefável. Os caminhos errantes e ascéticos da peregrinação relatada nesta narrativa de viagem pelas areias orientais delimitam, pois, o recorte do presente trabalho, trazendo à discussão, em um primeiro momento, a escrita diarística, a errância pelo deserto e a dimensão filosófica da caminhada. A segunda parte do trabalho focaliza a ascese realizada pelo viajante, através das tradições literária (das lailas) e iconográfica (de iluminuras e caligrafias) com que a narrativa se intertextualiza e de que resulta uma poética do narrador-caminhante, etapa de culminância da viagem, do diário e dos efeitos da leitura (ascese estética). A aqui designada, poética do não, última questão teórica da pesquisa, reflete uma epistemologia que entende o conhecimento a partir de uma perspectiva negativa. Essa negatividade interessa como possibilidade de abertura para o que ainda é desconhecido. Na verdade, ela se envia ao desconhecido através da negação do conhecido, como que apontando para além do contorno do que está encoberto. O narrador, em sua errância pelo deserto, vislumbra uma satisfação ascética pela imersão interior, capaz de reciclar os tradicionais cadernos de viagem que atravessam a literatura planetária, além de projetar singular aparição epistêmica e redimensionar a própria experiência da caminhada Marco Lucchesi, en Los ojos del desierto (2000) emprende un doble viaje: el primero es físico, por las altitudes del desierto oriental; y el otro es interior, marcado por la sensibilidad y por el decir poético. La diversidad de paisajes confrontadas demandó variadas travesías teóricas. De Gaston Bachelard hasta Néstor Canclini, y pasando por Georges Bataille, Stuart Hall y Philippe Lejeune, un análisis, se desarrolló de forma dialógica, articulado con los campos investigativos principales: el diario de viaje, una experiencia del viajante por el desierto y lo imaginario oriental que en ellos se proyecta. Tales aproximaciones llevan a Edgar Morin y a las márgenes del pensamiento complejo, que admite uniones imprevistas por la epistemología tradicional y privilegia la metáfora como referente para lo inconceptual y lo inefable. Los caminos errantes y ascéticos de la peregrinación relatada en esta narrativa de viaje por las arenas orientales delimitan, pues, el recorte del presente trabajo, trayendo a discusión, en un primer momento, un escrito diarístico, una errancia por el desierto y una dimensión filosófica de la caminata.Una segunda parte del trabajo focalizado en un ascetismo realizado por el viajante, a través de las tradiciones literarias (de las lailas) e iconografía (de ilustraciones y caligrafías) con que la narrativa se intertextualiza, de la cual resulta una poética de un narrador-caminante, etapa de culminación del viaje, del diario y de los efectos de la lectura (ascetismo estético). Lo designado aquí, la poética del no, última cuestión teórica de la investigación, refleja una epistemología que entiende el conocimiento a partir de una perspectiva negativa. Esa negatividad importa, como posibilidad de apertura para lo que aún es desconocido. Verdaderamente, ella se envía a lo desconocido a través de la negación de lo conocido, señalando además del contorno, lo que está encubierto. El narrador errante por el desierto, vislumbra una satisfacción ascética por la inmersión interior, capaz de reciclar los tradicionales cuadernos de viaje que atraviesan la literatura planetaria, además de proyectar la singular aparición epistémica y redimensionar la propia experiencia de una caminata
42

O professor iniciante de FLE: desafios e possibilidades de seu trabalho The FSL beginning teachers: challenges and possibilities of their work

Mariana Casemiro Barioni 20 September 2016 (has links)
Esta dissertação tem por objetivo estudar a relação do professor iniciante de FLE com sua atividade e seu posicionamento diante das orientações/prescrições para seu trabalho, tendo como contexto de pesquisa uma escola particular de língua francesa localizada em uma cidade no interior do Estado de São Paulo, onde trabalhava a professora participante da pesquisa. O quadro teórico e metodológico que fornece o eixo central deste estudo é o Interacionismo Social (VYGOTSKI, 1984; 2008), de onde se originam suas vertentes também aqui adotadas: o Interacionismo Sociodiscursivo (BRONCKART, 1999; 2004; 2006; 2008; 2010; 2011; BRONCKART; MACHADO, 2004; MACHADO, 2004; 2007; 2009a; 2009b;) e duas das Ciências do Trabalho, a Clínica da Atividade (CLOT, 1995; 2001a; 2001b; 2006a; 2006b; 2008; 2010; 2012; 2013; FAÏTA, 2002; 2004) e a Ergonomia da Atividade dos Profissionais da Educação (AMIGUES, 2002; 2003; 2004; 2009; SAUJAT, 2002; 2003; 2004; AMIGUES; FÉLIX; ESPINASSY, 2014). A fim de analisar nossos dados, além do quadro teórico-metodológico proposto por Bronckart (1999; 2006), servimo-nos também dos estudos de Bulea (2010), Kerbrat-Orecchioni (2006). Maingueneau (1989) e Marcuschi (1999) para enriquecer nossas análises. A metodologia desta pesquisa consistiu na coleta e análise dos documentos de orientação existentes na situação de trabalho da professora iniciante participante desta pesquisa, bem como de duas entrevistas de Instrução ao Sósia (2001b) realizadas com ela e dos diários de aula produzidos pela professora participante, em que ela registrou suas impressões e sentimentos suscitados a partir de suas aulas. Através das análises de nossos dados, procuramos investigar o papel das prescrições (explícitas e implícitas) na situação de trabalho de nossa professora participante, os protagonistas de sua situação de trabalho bem como as implicações do uso da Instrução ao Sósia e dos diários de aula em processos de formação de professores iniciantes. Os resultados de nossas análises revelam a grande influência das prescrições explícitas e implícitas no agir do professor, sendo que elas podem vir a tolher seu poder de agir e prejudicar sua saúde no trabalho (CLOT, 2010; 2013). Vimos que, como protagonistas da situação de trabalho do professor iniciante, há a coordenadora pedagógica, o coletivo de professores e os alunos, instância também prescritora e responsável pelas intenções de mudanças do agir da professora. Finalmente, vimos que as entrevistas de Instrução ao Sósia e os diários de aula podem ser instrumentos que atuam na aprendizagem do métier e, possivelmente, no desenvolvimento do professor iniciante. Sabendo que o estudo do trabalho do professor iniciante pode ajudar a ampliar os conhecimentos do métier do professor (SAUJAT, 2004), ressaltamos a importância desta pesquisa para o campo da formação de professores, não apenas de francês como, também, de outras disciplinas. This thesis has as its main objective to study the relationship between the FSL beginning teachers and their activity, as well as their position towards the guidance/prescription to their work, having as research background a French private school at the countryside of the state of São Paulo where the teacher who is also the research participant worked. The theoretical and methodological framework that supplies the pivoting point of this research is the Social Interactionism (VYGOTSKI, 1948; 2008), from which come its branches, which were also used in this paper: the Socio-discursive Interactionism (BRONCKART, 1999; 2004; 2006; 2008; 2010; 2011; BRONCKART; MACHADO, 2004; MACHADO, 2004; 2007; 2009a; 2009b;) and two of the Work Sciences, the Activity Clinic (CLOT, 1995; 2001a; 2001b; 2006a; 2006b; 2008; 2010; 2012; 2013; FAÏTA, 2002; 2004) and the Activity Ergonomics of the Education Professionals (AMIGUES, 2002; 2003; 2004; 2009; SAUJAT, 2002; 2003; 2004; AMIGUES; FÉLIX; ESPINASSY, 2014). To analyze our data, besides the theoretical and methodological framework proposed by Bronckart (1999; 2006), we also used the studies by Bulea (2010), Kerbrat-Orecchioni (2006), Maingueneau (1989) and Marcuschi (1999) to enrich our analyses. The methodology of this research consisted of collecting and analyzing the guidance documents which existed in the work situation of the beginning teacher participant of this research, as well as two interviews from Instruction to the Double (2001b) done with her and the teacher\'s diaries produced by the participant teacher, where she registered her impressions and the feelings aroused from her classes. Through the analyzes of our data, we attempted to investigate the role of the prescriptions (explicit and implicit) in the work situation of our participant teacher, the protagonists of her work situation as well as the implications of the use of Instruction to the Double and the teacher\'s diaries in the processes of beginning teachers\' development. The results of our analyzes show the great influence from the explicit and implicit prescriptions on the way the teacher performed, showing that they can come to hinder their power of performing and harm their well-being at work (CLOT, 2010 ; 2013). We realized that, as protagonists on the work situation of the beginning teacher, there are the pedagogical coordinator, the group of teachers and the students, who are also a prescribing instance responsible for the changing intentions on the teacher\'s way of acting. Finally, we realized that the interviews from the Instructions to the Double and the teacher\'s diaries can be tools that operate on the métier learning process and possibly, on the development of the beginning teacher. Knowing that the study on the beginning teacher\'s work may help to broaden the knowledge of the métier of the teacher (SAUJAT, 2004), we highlight the importance of this research in the teachers\' development field, not only for French, but also for other subjects.

Page generated in 0.033 seconds